Absolutismo - Vereador Mário Nadaf

Report
HISTÓRIA
MÁRIO NADAF
TRANSIÇÃO
Idade
Média
SECULOS
XIV
XV
XVI
Idade
MODERNA
FEUDO - CAPITALISTA
•ABSOLUTISMO
•MERCANTILISMO
•REFORMA PROTESTANTE
•RENASCIMENTO
SURGIMENTO
ESTADOS NACIONAIS
MODERNOS
MARCOS INICIAIS da IDADE
MODERNA - Séc. XIII - XV
a - Crise do Feudalismo
b - Ascensão da Burguesia Comercial
c - Centralização do poder nas
mãos do Rei
d - Reformas Culturais e Religiosas
TRANSIÇÃO
No período da
transição do feudalismo para o
capitalismo, renasce o comércio,
as cidades tornam-se referências
de uma vida livre e distante das
obrigações feudais para os que
apostam nas novas oportunidades.
TRANSIÇÃO
A economia natural feudal,
transforma-se em uma
economia monetária na pré
modernidade.
Tem início a "Era do Capital”
FEUDO
BURGO
OS CAMBISTAS - Q. METSYS - séc. XVI
FORMAÇÃO dos ESTADOS MODERNOS
C
A
U
S
A
S
:
1 - DESAPARECIMENTO gradual da
SERVIDÃO
2 - REVOLTAS CAMPONESAS contra
a EXPLORAÇÃO FEUDAL
3 - ENFRAQUECIMENTO do poder
local da NOBREZA FEUDAL
4 - O DESENVOLVIMENTO do COMÉRCIO
URBANO, a PRODUÇÃO AGRÍCOLA
volta-se para o MERCADO
UNIFICAÇÃO DO
MERCADO
BURGUESIA
IMPOSTOS
PROTEÇÃO
REI
FORMAÇÃO
DAS MONARQUIAS
NACIONAS
ESTADOS
NACIONAIS
MODERNOS
NOBREZA
CARGOS E
PENSÕES
A FORMAÇÃO dos ESTADOS NACIONAIS
O REI foi o ELEMENTO UNIFICADOR
de uma NOBREZA em CRISE,
CONCILIANDO, quando possível
com a RICA BURGUESIA,
CONDIÇÕES MATERIAIS para o
FINANCIAMENTO do
PRÓPRIO ESTADO NACIONAL.
CARACTERÍSTICAS dos ESTADOS NACIONAIS
1 - Poder centralizado
2 - Exército nacional
3 - Monarquia Absolutista
4 - Território nacional
MECANISMOS DE PODER
•Cobrança de Impostos
•Admistração da Justiça
•Comando do Exército
• Língua Nacional
• Moeda Unificada
• Sistema de Pesos e
Medidas Unificados
MONARQUIA ABSOLUTA
A MONARQUIA NACIONAL e
o ESTADO NACIONAL =
CENTRALIZAÇÃO de PODER
JOGO de FORÇAS SOCIAIS
O processo de centralização política
enfrentou fortes resistências de
grupos que não queriam perder
seus poderes locais
Senhores feudais acostumados
a mandar em suas regiões
Administradores das Comunas
Lembre:
ESTADO NACIONAL =
ALIANÇA entre REI, BURGUESIA e
SETORES DA NOBREZA interessados
no FORTALECIMENTO do
PODER REAL para sua PRÓPRIA
SEGURANÇA.
Divisão política da FRANÇA
na época medieval
”MARQUETEIROS”
da MONARQUIA
TEORIA do
JEAN BODIN
DIREITO do DIVINO
HUGO GOTIUS
dos REIS
CONTRATO SOCIAL THOMAS HOBBES
JACQUES BOSSUET
NICOLAU MAQUIAVEL
”MARQUETEIROS”
da MONARQUIA
TEORIA do
DIREITO DIVINO dos REIS
CONTRATO SOCIAL
HUGO GROTIUS
JEAN BODIN
JACQUES BOSSUET
O DIREITO DIVINO do REI
O LEVIATÃ de HOBBES
NICOLAU MAQUIAVEL
T
U
D
O
R
HENRIQUE VIII - INGLATERRA
T
U
D
O
R
ELIZABETH I - INGLATERRA
B
O
U
R
B
O
N
LUIS XIII - FRANÇA
B
O
U
R
B
O
N
LUIS XIV
“ Le etat c’est moi”
LUIS XIV
FRANÇA
“ O ESTADO SOU EU”
LUIS XIV
FRANÇA
B
O
U
R
B
O
N
LUIS XV - FRANÇA
LUIS XV - FRANÇA
“Depois de Mim, Dilúvio”
LUIS XVI - FRANÇA
B
O
U
R
B
O
N
LUIS XVI - FRANÇA
Decapitado
REVOLUÇÃO FRANCESA – Fim
do Absolutismo Francês 1789

similar documents