Aspectos do Renascimento cultural

Report
Aspectos do Renascimento cultural
• Período de grande inventividade;
• Humanismo: renovação no ensino medieval
– Grande desenvolvimento da matemática (linguagem
abstrata, racional e universal), da geometria, astronomia,
química, biologia, mecânica;
– Humanistas se voltam para o aqui e agora, enquanto na
Idade Média valorizavam o divino e o mundo posterior;
Aspectos do Renascimento cultural
• A principal fonte de inspiração foi a cultura grecoromana (Antiguidade Clássica):
–
–
–
–
Antropocentrismo;
Otimismo;
Racionalismo;
releitura e tradução dos filósofos gregos;
• Os artistas eram financiados por ricos burgueses,
monarcas e príncipes: os mecenas.
1. O Renascimento artístico
Os artistas incorporaram em suas obras:
- a proporcionalidade;
- o volume;
- o movimento;
- diversidade de cores;
- a perspectiva;
- a procura pela beleza e pela perfeição.
Artes
Existiu um renascimento
nas áreas das:
Ciências
Literatura e
Teatro
2. O Renascimento científico
• Explicação racional baseado na
observação. Exemplos:
• Copérnico- heliocentrismo;
• Newton- lei da gravidade;
• Avanços na medicina: estudos de
anatomia, circulação sanguínea e
dissecação de corpos
2. O Renascimento científico
– Desenvolvimento de técnicas de
contabilidade e domínio de novos
conhecimentos. Exemplos: a
astronomia, a matemática, a
engenharia naval;
– Estudos sobre as ciências política:
O Príncipe (Maquiavel) e a Utopia
(Thomas Morus)
3. Renascimento literário e teatral
Os autores renascentistas:
• Procuravam valorizar o
indivíduo e os sentimentos
humanos;
• Substituíram o uso do latim
pelos dialetos locais;
• Contribuíram para a formação
dos atuais idiomas nacionais
europeus;
3. Renascimento literário e teatral
Principais autores e obras:
– Dante Alighieri (Itália): A Divina Comédia;
– Luís de Camões (Portugal): Os Lusíadas;
– Miguel de Cervantes (Espanha): Dom Quixote
de la Mancha;
– Rabelais (França): Gargântua e Pantagruel
– Erasmo de Roterdã (Holanda): Elogio da
Loucura;
– William Shakespeare (Inglaterra): teatro
O Renascimento Italiano
O berço do renascimento
cultural é a Itália:
• Formada por reinos
independentes e rivais;
• As cidades eram controladas
por grandes empresas
comerciais;
• Existência de grande
mecenato;
• Herança cultural do Império
Romano.
Renascimento Italiano
O renascimento italiano é dividido em três fases:
1. Trecento (séc. XIV)
2. Quattrocento (séc. XV)
3. Cinquecento (séc. XVI)
Renascimento Italiano
1. Trecento (séc. XIV)
• Pré-Renascimento;
• Manifestação na região de
Florença;
• forte presença dos elementos
medievais mas com elementos de
uma nova sensibilidade;
• Principais obras e autores:
– Na literatura: Dante Alighieri (A
Divina Comédia); Petrarca (O
Cancioneiro) e Boccaccio
(Decameron)
– Nas artes: Giotto
Renascimento Italiano
2. Quattrocento (séc. XV)
•
crescimento das artes coincide com a ascensão da
família Médici em Florença;
•
concorrência exibicionista do luxo burguês:
construção de igrejas, monumentos e quadros;
•
pintura de quadros com temas religiosos- a arte
como forma de difusão dos valores cristãos;
•
surgimento do nu, retrato de cenas do cotidiano e
da pintura “por encomenda”
•
Principais artistas
– Botticelli- pintura
– Leonardo da Vinci- pintura
Renascimento Italiano
•
3. Cinquecento (séc. XVI)
•
•
nível artístico mais elevado
declínio econômico italiano: concorrência
com portugueses e espanhóis na navegação;
Roma: papado financia a construção da
Catedral de São Pedro;
Perseguição a intelectuais (contrarreforma)
Principais artistas:
- Michelangelo Buonarroti (Escultura e
pintura)
- Rafael Sanzio (pintura)
•
•
•

similar documents