Apresentação do Dr. Nelson Machado sobre Estratégia de

Report
Custos no Serviço Público
Brasília – DF
23
DE SETEMBRO DE 2014
1
Objetivos do Gestor
BUSCA CONSTANTE
• Eficiência no uso dos recursos públicos
• Eficácia
no
atingimento
(quantidade e qualidade)
das
metas
• Efetividade no resolução dos problemas e
na transformação da sociedade
2
Conceito de Custo
3
Contabilidade Aplicada ao Setor Público
versus Contabilidade de Custos
Relacionamento:
Gasto, investimento, custo e despesa
Custo
Gasto
Despesa
Investimento
Custo
Fonte: Machado, Nelson – Sistema de informação de custo – ENAP, 2005
4
Modelo Conceitual no Setor Público
Relacionamento:
Despesas liquidadas, investimento e custo
Despesa
orçamentária
liquidada
Custo
Investimento
Fonte: Machado, Nelson – Sistema de informação de custo – ENAP, 2005
5
Contabilidade Aplicada ao Setor Público
versus Contabilidade de Custos
Despesa orçamentária
“Despesa executada por entidade pública e que depende de
autorização legislativa para sua realização, por meio da Lei
Orçamentária Anual ou de Créditos Adicionais, pertencendo
ao exercício financeiro da emissão do respectivo empenho.”
Fonte: Manual de Despesa Nacional - 1ª edição - Volume II
Estágios da despesa orçamentária
Empenho: É o ato emanado
cria para o Estado obrigação
de implemento de condição.
orçamentária para um fim
4.320/1964)
de autoridade competente que
de pagamento pendente ou não
Consiste na reserva de dotação
específico. (art. 58 da Lei nº
Continua
6
Contabilidade Aplicada ao Setor Público
versus Contabilidade de Custos
Liquidação:
Consiste na verificação do direito
adquirido pelo credor, em função do cumprimento de
obrigação contratual, e/ou da entrega de bens ou
serviços, tendo por base os títulos e documentos
comprobatórios do respectivo crédito.
Ponto de partida para a
construção do sistema
Pagamento Consiste na entrega de numerário ao
de informação
de custo
credor
por meio de cheque nominativo,
ordens de
:
pagamentos ou crédito em conta, e só pode ser efetuado
após a regular liquidação da despesa.
7
Conceitos – Ajustes Contábeis
A variável financeira
Contabilidade
Orçamentária
Despesa Orçamentária Executada
(Despesa Liquidada + Inscrição em RP não-proc.)
(–) Despesa Executada por inscrição em RP não-processados
(+) Restos a Pagar Liquidados no Exercício
Ajustes
Orçamentários
(–) Despesas de Exercícios Anteriores
(–) Formação de Estoques
(–) Concessão de Adiantamentos
(–) Investimentos / Inversões Financeiras / Amortização da Dívida
Despesa após ajustes orçamentários
(+) Consumo de Estoques
Ajustes
Patrimoniais
(+) Despesa Incorrida de Adiantamentos
(+) Depreciação / Exaustão / Amortização
Despesa após ajustes patrimoniais
Contabilidade
Patrimonial
Custos (Ideal)
8
Sistemas de Custo
e sua aplicação
ao Setor Público
9
GESTÃO ESTRATÉGICA DE CUSTOS
Relacionamento entre Determinantes de Custo, Recursos, Atividades e Objetos de Custo
DETERMINANTES DE CUSTO
 Escala
 Escopo
 Experiência
 Tecnologia
Complexidade
Modelo de Gestão
Estrutura de Capital
Recursos
 Participação
 Admin. Qual. Total
 Utilização Capacidade instalada
 Layout da fábrica
Configuração do produto
 Ligações na cadeia de valor
 Competências e habilidades
 Capacidade de aprendizagem
Pessoal
Tecnologia
Máquinas
Desenho de
produtos
Direcionadores
de Custo dos
Recursos
Medidas
de
Atividade
(consumo)
Atividades
OPERACIONAIS
ESTRUTURAIS
atividades e os recursos necessários para executá-las
Treinamento
Usinagem
Montagem
Materiais
Gerenciamento
Direcionadores
de Custo de
Atividades
Objetos de custo: Produto, Linha de Produto. Cliente, Área de Responsabilidade
Centro de Resultado etc
Medidas
de
Atividade
(produto)
10
SISTEMA DE CUSTOS DO SETOR PÚBLICO
RELACIONAMENTO: Políticas Públicas, Recursos, Atividades e Objetos de Custo
POLÍTICAS PÚBLICAS
determinam os programas, as atividades e os recursos para
executá-las
PPA
OBJETOS DE CUSTO
LDO
CLASSIFICAÇÃO
FUNCIONAL
LOA
PROGRAMAS
Funções e
subfunções
PROJETOS
RECURSOS
NECESSÁRIOS
ATIVIDADES
 PESSOAL
 MATERIAL E
SERVIÇOS
PRODUTOS/SERVIÇOS
CLASSIFICAÇÃO
INSTITUCIONAL
( Centros de
Responsabilidade)
Poder
Órgão
UGO
UGE
EQUIPAMENTOS
11
INFORMAÇÃO DE CUSTOS
PARA O SETOR PÚBLICO
Modelo Teórico
12
Sistema de Custos do Setor Público
• Sistema de Acumulação:
– Custo dos projetos – por ordem;
– Custo das atividades – por processo.
• Sistema de Custeio (modelo de mensuração):
– Custo orçado / estimado;
– Custo padrão;
– Custo histórico.
13
Sistema de Custos do Setor Público
• Método de Custeio:
– Custeio Direto: método que aloca todos os
custos (fixos e variáveis) diretamente a todos
os objetos de custo sem qualquer tipo de rateio
ou apropriação.
• Custeio Direto (Justificativa)
– Permite acompanhar o desempenho dos
gestores e das políticas públicas sem as
intermináveis discussões a respeito dos custos
gerais transferidos;
– Relação custo benefício da informação;
– Está entranhado no sistema de planejamento/
orçamento/ contabilização do setor público.
14
Sistema de Custos do Setor Público
• Método de Custeio:
– Custeio por Atividades no Setor Público
• Nada impede que órgãos específicos, a partir das
informações extraídas do sistema de informação
contábil gerencial, construam modelos específicos
de análise e gerenciamento de seus custos,
seguindo o modelo ABC/ABM.
15
Sistema de Custos do Setor Público
• Gestão por Resultados:
– O sistema de custos facilita a aplicação da
gestão por resultados no setor público. Basta
calcular a receita econômica por órgão,
programa ou atividade e confrontá-la com os
custos diretos.
16
Estratégia de implantação
de Sistemas de
Informação de Custos no
Setor Público
17
Estratégia de Implantação
GRADUALISMO – Modelagem do Sistema de
Custos de forma Sistêmica:
 1ª etapa – A partir dos Órgãos Centrais via sistemas
estruturantes para a base de dados do SIC;
 2ª etapa – A partir da base de dados do SIC para
Unidades Administrativas (Centros de Custos);
 Abrangência – Administração Direta e Indireta.
18
Sistemas de Informação
SISTEMAS ESTRUTURANTES
PO -PI
Orçamento
SIAFI
SIOPE
SIAPE
Setorial Contábil
Execução da
despesa
Contabilidade
PO -PI DETACUSTO
Execução/Liquidação
SIC
Governo Federal
Setorial de Custos
Objetos de CUSTOS:
Centros de Custos,
programa e Serviços
Setoriais – SIC/Infra SICs
19
Estratégia de Implantação
Concomitância, Circularidade
e Melhoria Contínua
O uso e aperfeiçoamento das informações de custos
leva à melhoria do:
 Planejamento;
 Orçamento;
 Contabilidade do Setor Público;
 Processos de trabalho;
 Contratualização de metas;
 Prestação de contas;
 Controle dos estoques e do ativo imobilizado.
A MELHORIA DESSES SISTEMAS LEVA À MELHORIA DO
SISTEMA DE INFORMAÇÃO DE CUSTOS.
20
Estratégia de Implantação
Desenvolvimento de cultura de custos
no processo de tomada de decisão
QUANTO TEM DE DOTAÇÃO ?
QUANTO CUSTA A AÇÃO?
21
Estratégia de Implantação
Desenvolvimento de cultura de custos
no processo de tomada de decisão
QUANTO CUSTA A AÇÃO?
QUANTO TEM DE DOTAÇÃO?
22
O QUE NÃO É MEDIDO
NÃO
PODE SER GERENCIADO
23
24
Nelson Machado
[email protected]
[email protected]
25
Muito
Obrigado!
26

similar documents