Gestão de Negócios

Report
GESTÃO DE NEGÓCIOS
Aula 10
Haroldo Andrade
LOGÍSTICA DE SUPRIMENTOS

É o processo de planejar, executar e controlar, eficientemente,
a movimentação e armazenagem dos materiais, garantindo
integridade e prazos de entrega aos usuários.

É o processo de planejar, implementar e controlar,
eficientemente, a aquisição, a estocagem, a movimentação dos
materiais e as informações relativas a estas atividades, desde
o surgimento das necessidades dos clientes (consulta ao
Catálogo de Materiais) até o atendimento destas
necessidades, finalizando com o descarte do material
requisitado, após sua utilização, a um custo mínimo.
PROCESSO DE COMPRAS
LOGÍSTICA DE SUPRIMENTOS - FUNÇÕES














Pesquisa do Catálogo de Materiais;
Composição dos itens de materiais do Catálogo;
Análise da necessidade de compra;
Iniciação e acompanhamento do processo de compra;
Recebimento dos materiais;
Conferência e inspeção dos materiais;
Estocagem e preservação dos materiais;
Requisição de material ao almoxarifado;
Fornecimento interno de material;
Utilização de material pelo usuário;
Devolução de materiais ao almoxarifado;
Descarte de material utilizado;
Gestão e controle dos processos de administração de materiais;
Gestão das informações;
MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS

A movimentação de material refere-se ao movimento de
produtos em uma pequena distância dentro de uma área.
Deslocamento de qualquer material em qualquer superfície
ou combinação de superfícies, por quaisquer meios que
incluam a estocagem (movimento com velocidade zero)
numa mesma empresa. O deslocamento entre as empresas é
denominado transporte.
MOVIMENTAÇÃO DE MATERIAIS
CONTROLE DE ESTOQUES

Controle de estoque é o procedimento adotado para registrar,
fiscalizar e gerir a entrada e saída de mercadorias e produtos
da empresa. O Controle de estoque deve ser utilizado tanto
para matéria-prima, mercadorias produzidas e/ou
mercadorias vendidas.
CONTROLE DE ESTOQUES - VÍDEO
CURVA ABC

Curva ABC é um importante instrumento para se examinar
estoques, permitindo a identificação daqueles itens que
justificam atenção e tratamento adequados quanto à sua
administração.

Ela consiste na verificação, em certo espaço de tempo
(normalmente 6 meses ou 1 ano), do consumo em valor
monetário, ou quantidade dos itens do estoque, para que eles
possam ser classificados em ordem decrescente de
importância.

Aos itens mais importantes de todos, segundo a ótica do valor
ou da quantidade, dá-se denominação de itens da classe A, aos
intermediários, itens da classe B, e aos menos importantes,
itens da classe C.
CURVA ABC

A experiência demonstra que poucos itens, de 10% a 20% do
total, são da classe A, enquanto uma grande quantidade, em torno
de 50%, é da classe C e 30% a 40%, são da classe B.

de Classe A: de maior importância, valor ou quantidade,
correspondendo a 20% do total (podem ser itens do estoque com
uma demanda de 65% num dado período);
de Classe B: com importância, quantidade ou valor intermediário,
correspondendo a 30% do total (podem ser itens do estoque com
uma demanda de 25% num dado período);
de Classe C: de menor importância, valor ou quantidade,
correspondendo a 50% do total (podem ser itens do estoque com
uma demanda de 10% num dado período).


CURVA ABC
PONTO DE PEDIDO

Nível de controle frente ao saldo em estoque monitorado.
Quando a quantidade em estoque diminui chegando ao
limite ou abaixo dele, adota-se ação para reabastecimento do
estoque. O ponto de pedido é determinado a partir do lead
time de entrega do Fornecedor e estoque de segurança.
LEAD TIME

Lead time ou tempo de aprovisionamento, em português
europeu, é o período entre o início de uma atividade,
produtiva ou não, e o seu término. A definição mais
convencional para lead time em Supply Chain Management
(SCM) é o tempo entre o momento de entrada do material
até à sua saída do inventário (Lambert et al., 1998, p. 347,
pp. 503–506, pp. 566–576). Em resultado da definição mais
genérica, lead time é, muitas vezes, confundido ou tem até o
mesmo significado que ciclo (Lambert et al., 1998, p. 116),
tack time e deadline, entre outros.
ESTOQUE DE SEGURANÇA

O estoque de segurança é caracterizado pelo ato de
manter níveis de estoque suficientes para evitar faltas
de estoque diante da variabilidade da demanda e a
incerteza do ressuprimento do produto quando
necessário

similar documents