lipidograma

Report
LIPIDOGRAMA
LIPIDOGRAMA
Perfil nutricional
 Indicador de qualidade de vida
 Correlações com a função endócrina
 Riscos de DCV (doença coronario vascular)

Lipídeos exogenos
 Lipídeos endógenos
 Formação das lipoproteínas

Lipídios
Distúrbios metabólicos: (dislipidemias)
1- Cetoacidose diabética;
2- Síndrome de Kwashiorkor;
3- Pancreatite;
4- Síndrome de Niemann-Pick (def.

esfingomielinase)
5- Aterosclerose;
6- Colelitíase.
Lipídios
 Rotina
Laboratorial:
O
principal
exame
relacionado
ao
metabolismo lipídico é o lipidograma, que
consiste na dosagem de todos os lipídeos
séricos, perfazendo um perfil clínico. O
lipidograma é constituído por:
Lipídios
1- Colesterol total:




É


Amostra: sangue
Recipiente: tubo tampa tijolo (sem Ac)
Condições: jejum de 12 horas (dieta estável por 3
semanas)
Valor de Referência: Desejável até 200 mg/dL.
um componente estrutural da membrana celular e participa no
transporte dos demais lipídeos no organismo.
Hipocolesterolemia: Insuficiência hepática,
hipertireoidismo, anemias, infecções agudas, uremias,
desnutrição e deficiência de apolipoproteínas.
Hipercolesterolemia: Icterícia obstrutiva,
aterosclerose, hipotireoidismo, diabetes, xantomatose,
distrofia muscular, gota, hipercalcemia idiopática, anestesias.
Lipídios
2- Colesterol - HDL:

Amostra: sangue

Recipiente: tubo tampa tijolo (sem Ac)

Condições: jejum de 12 horas (dieta estável por 3 dias)

Valor de Referência: Homem: 35 mg/dL. Mulher: 45
mg/dL
É a fração lipoprotéica (apolipoproteína-) conjugada ao
colesterol, (correspondente a 35% do total). Possui alta
densidade, tendo correlação inversa ao risco de
aterosclerose.
Lipídios
3- Colesterol -LDL:

Amostra: sangue

Recipiente: tubo tampa tijolo (sem Ac)

Condições: jejum de 12 horas (dieta estável por 3
dias)

Valor de Referência: Desejável: até 130 mg/dL
É a fração de baixa densidade, com relação direta ao risco
de aterosclerose. Formada pela conjugação da
apolipoproteína  com o colesterol (70%).
Lipídios
4- Colesterol - VLDL:

Amostra: sangue

Recipiente: tubo tampa tijolo (sem Ac)

Condições: jejum de 12 horas (dieta estável por 3
dias)
Corresponde a fração lipoprotéica de menor densidade.
Formada pela porção pré-beta apolipoproteína.
Lipídios
5- Triglicerídeos:

Amostra: sangue

Recipiente: tubo tampa tijolo (sem Ac)

Condições: jejum de 12 horas (dieta estável por 3 dias)

Valor de Referência: Desejável: até 140 mg/dL
É a esterificação de um glicerol a três ácidos graxos provenientes da
dieta. Possui alto peso molecular
Hipotrigliceridemia: Insuficiência hepatocelular, desnutrição e
hipolipemias congênitas.
Hipertrigliceridemia: gravidez, obesidade, diabetes, hemodiálise,
hipotireoidismo, pancretatites, hepatites na fase inicial.
Lipídios
6- Lipídeos totais:

Amostra: sangue

Recipiente: tubo tampa tijolo (sem Ac)

Condições: jejum de 12 horas (dieta estável por 3 dias)

Valor de Referência: de 400 a 800 mg/dL
É o somatório dos compostos plasmáticos: colesterol, triglicerídeos,
fosfolipídeos e ácidos graxos.

Hipolipemia: hipertireoidismo, infecções agudas, desnutrição e
anemias carenciais.

Hiperlipemia: gravidez, lactação, diabetes, hipotireoidismo,
anemias hemolíticas, intoxicação por solventes, icterícia obstrutiva,
pancreatite, fraturas com trituração de medula, traumatismos
extensos.
Lipídios
Outros exames associados aos lipídeos são:
Apolipoproteína A;
Apolipoproteína B;
Eletroforese de lipoproteínas(**).
Fosfolipídeos
Lipídios
Propedêutica Laboratorial:
-Principais lipídeos de interesse clínico:

1. Colesterol (COL)
2. Triglicerídeos (TAG)
3. Frações de colesterol
(lipoproteínas)
Lipídios

Circulação de Lipoproteínas:
1. Q (Quilomicrons)
2. VLDL (Very Low Density Lipoprotein)
3. LDL (Low Density Lipoprotein)
4. HDL (High Density Lipoprotein)
Lipídios
LIPOPRO LIPÍDEOS
TEÍNA
TOTAIS
TAG
COL
PROTEÍNA
Q
98%
88%
4%
2%
VLDL
92%
56%
23%
8%
LDL
79%
13%
58%
21%
HDL
43%
13%
25%
57%
Lipídios
Propedêutica Laboratorial:
-Índice de Castelli:

Castelli I
Castelli II
Colesterol total / HDL
LDL / HDL
Masc- até 5.1
Masc- até 3.3
Femi- até 4.4
Femi- até 2.9
Lipídios

1.
2.
Classificação Fenotípica das
Hiperlipoproteínemias segundo
Fredrickson:
Tipo I- Hiperquilomicronemia Familiar
(excesso de quilomícrons)
Tipo II- Hipercolesterolemia Familiar
Tipo II a – (acúmulo de LDL) Tipo II b – (acúmulo de LDL e VLDL) -
Lipídios

1.
2.
Classificação Fenotípica das
Hiperlipoproteínemias segundo
Fredrickson:
Tipo III- Disbetalipoproteinemia Familiar
(excesso de VLDL)
Tipo IV- Hipertrigliceridemia Familiar
(excesso de VLDL)
Lipídios

1.
Classificação Fenotípica das
Hiperlipoproteínemias segundo
Fredrickson:
Tipo V- Hiperlipidemia combinada
Familiar (excesso de VLDL e
quilomícrons)
CÁLCULOS DE FRIDEWALD
LT= COLX1,5 + TRIG + FOSFO
 FOSFO= COL X 0,76
 VLDL= TRIG/5
 LDL= COL - (HDL+VLDL)
 INDICES DE CASTELLI

 I=
COL/HDL
 II= LDL/HDL
Exercícios para cálculo
Paciente 1
SEXO F , 49 a
Resultados em mg/dL:

 Colesterol=240
 Triglicerídeos=105
 HDL=37
Paciente 2
SEXO M , 37 a
Resultados em mg/dL:

 Colesterol=160
 Triglicerídeos=180
 HDL=17

similar documents