Agropecuária

Report
A AGROPECUÁRIA
Agropecuária é toda a atividade do
espaço rural relacionada a agricultura e a
criação de animais, além dos seus modos de
produção.
Os rebanhos podem ser divididos em:
Bovino  bois
Ovino  ovelhas
Caprino  cabras
Suinos  porcos
Equinos  cavalos
Muares  mulas
Asininos  asnos ou burros
Bufalos  búfalos
Na pecuária também dividimos a
extensiva e intensiva.
produção em
Pecuária intensiva
Nesse tipo de pecuária os investimentos são elevados. O animal
é criado em pequenos espaços (confinado) e com ração
balanceada. A produtividade deste tipo de pecuária é elevada e
o produto final é de melhor qualidade.
Pecuária extensiva
Neste tipo de sistema o gado é criado solto em grandes
pastagens naturais. Não há uma alimentação balanceada,
porque é o próprio animal que vai à procura do seu alimento.
Observe as fotos a seguir destes dois sistemas de produção:
Pecuária intensiva
Pecuária
extensiva
A AGRICULTURA
INTRODUÇÃO
• A agricultura “nasceu” no Crescente Fértil, no
Próximo Oriente.
• A agricultura foi responsável pela
sedentarização do Homem.
• A agricultura é uma atividade importante para
todos nós. Estamos direta ou indiretamente
relacionados com ela.
• A agricultura é atividade do setor primário.
Os Fatores responsáveis pela produção
agrícola
• Fatores Naturais: clima, relevo e solos.
• Fatores Humanos: desenvolvimento
tecnológico e científico.
* desenvolvimento tecnológico e científico
(mecanização, uso de produtos químicos, sistemas
de rega…) contribui para o aumento da produção
agrícola, reduzindo a quantidade de mão de obra,
reduzindo a dependência das colheitas face às
condições naturais
Os maiores exportadores de
produtos agrícolas
• Nos países com maiores exportações agrícolas,
conjugam-se fatores favoráveis, naturais e
humanos.
MAIORES
EXPORTADORES
OSOS
MAIORES
EXPORTADORES
AGRÍCOLAS AGRÍCOLAS
DO MUNDO DO
MUNDO
EXERCÍCIO 1
Os maiores exportadores agrícolas do mundo
1 – Agrupa os países do gráfico por continentes.
2 – Classifica os países do gráfico pelo seu nível
de desenvolvimento.
3 – Na generalidade dos países representados no gráfico,
a população empregada na agricultura é reduzida. Explica,
então, porque razão o peso destes países no mercado
agrícola mundial é tão elevado.
OS TIPOS DE AGRICULTURA
Agricultura Tradicional
Agricultura Moderna
AGRICULTURA MODERNA
A agricultura moderna predomina essencialmente
nos países desenvolvidos e cuja produção
destina-se ao mercado nacional e internacional
e onde se utilizam técnicas modernas que
aumentam a produtividade.
AGRICULTURA TRADICIONAL
A
agricultura
tradicional
predomina
essencialmente nos países em desenvolvimento
e cuja produção destina-se ao autoconsumo e
onde se utilizam técnicas rudimentares, que em
nada contribuem para o aumento da
produtividade.
Na agricultura tradicional destacam-se a
agricultura itinerante e a rizicultura intensiva
tradicional
A agricultura no mundo
Diferenças entre a Agricultura Tradicional e
Moderna
Agr.
TRADICIONAL
Características
Agr.
MODERNA
Autoconsumo
Destino de
produção
Mercado
Minifúndio
(pequena
propriedade)
Morfologia agrária
Latifúndio
(grande
propriedade)
Policultura
(várias culturas)
Variedade de
culturas
Monocultura
(uma só cultura)
Rudimentares
(enxada, tração
animal…)
Técnicas agrícolas
Modernas (tratores,
sistemas de rega,
produtos
químicos…)
baixa
Produção agrícola
alta
baixo
Rendimento
agrícola
alto
A agricultura itinerante
• A agricultura itinerante predomina nas regiões
equatoriais, onde se abrem clareiras para
cultivar a terra. Depois de 2 ou 3 colheitas, os
campos são abandonados e abre-se outra
clareira.
Floresta equatorial
Rizicultura Intensiva Tradicional
• A rizicultura corresponde ao cultivo do arroz
em regiões com abundância de água. Todo o
trabalho é realizado pela mão humana
IMAGENS DA AGRICULTURA
TRADICIONAL
IMAGENS DA AGRICULTURA
MODERNA
Agricultura do futuro
• Agricultura biológica (orgânica)
Objetivos:
1 – produzir alimentos de elevada qualidade nutritiva;
2 – manter e melhorar a fertilidade dos solos;
3 – reduzir ao mínimo o consumo de energias fósseis e
utilizar recursos locais ou fontes de energia
renováveis;
4 – utilizar métodos e técnicas que não ponham em
causa o ambiente (ausência de produtos químicos
(adubos, pesticidas…), máquinas pesadas e outras.
Agricultura de Jardinagem
•
•
Agricultura de jardinagem é uma expressão que se originou no sul e sudeste da Ásia,
onde há uma enorme produção de arroz em planícies inundáveis, com utilização
intensiva de mão de obra.
Pelas características do plantio do arroz ser feito em mudas e ocupando grandes áreas
o seu aspecto lembra de um grande jardim, daí o seu nome.
•
Característica do Sudeste Asiático e Extremo Oriente.
•
China, Indonésia, Tailândia, Malásia, Japão, entre outros.
•
Utilização intensiva de mão-de-obra.
•
Produção voltada ao mercado interno.
•
Utilização de pequenos espaços e toda e qualquer área onde é possível produzir
alimentos.
Necessidade de gerar emprego para a população rural.
•
AGRICULTURA DE JARDINAGEM
Plantation
• Plantation é um tipo de sistema agrícola (uma plantação) baseado em
uma monocultura de exportação mediante a utilização de latifúndios e mãode-obra escrava. Foi bastante utilizado na colonização da América -sendo
mais tarde fora levada para a África e Ásia-, principalmente no cultivo de
gêneros tropicais e é atualmente comum a países subdesenvolvidos, com as
mesmas características, exceto, obviamente, por não mais empregar mão-deobra escrava.
• Característica do processo de colonização.
• Grandes propriedades rurais.
• Monocultura de exportação.
• Mão-de-obra assalariada de baixo custo.
• Sistema predominante na América Latina, África e Ásia.
Os Cinturões Agrícolas dos EUA
ALIMENTOS TRANGÊNICOS
• Alimentos Geneticamente Modificados: são
alimentos criados em laboratórios com a
utilização de genes (parte do código genético) de
espécies diferentes de animais, vegetais ou
micróbios.
• Organismos Geneticamente Modificados: são os
organismos que sofreram alteração no seu código
genético por métodos ou meios que não ocorrem
naturalmente.
A AGRICULTURA BRASILEIRA
No Brasil, século XIX, a cafeicultura tornou-se a pedra angular da riqueza
do Segundo Império
A busca por terra sempre foi importante no Brasil e
até hoje gera conflitos...
Principais áreas de violência no campo
4 - área de fronteira
entre o sul-sudoeste
do Pará e o norte do
Mato Grosso.
Conflito envolve
posseiros,
garimpeiros,
madeireiros e grupos
indígenas;
5 - área
correspondente ao
norte de Rondônia,
em que se destacam
conflitos fundiários
envolvendo
madeireiros, grupos
indígenas e
posseiros;
1 - área conhecida como
"bico do papagaio", na
fronteira entre os estados de
Tocantins, Maranhão e Pará.
O conflito envolve posseiros
e latifundiários;
8 - área de fronteira
entre o noroeste
gaúcho e oeste
catarinense, com
problemas fundiários
e conflitos entre
grandes proprietários
rurais e trabalhadores
sem terra.
Entre os numerosos fatores responsáveis pela ocorrência de conflitos fundiários no
Brasil, destacam-se a estrutura fundiária altamente concentradora e o estabelecimento
de relações trabalhistas excessivamente exploratórias.
Ocupação do espaço agrário
A ocupação do espaço brasileiro pelas atividades
agrárias apresenta-se
diversificada, refletindo diferenças:
* regionais;
* físicas;
* históricas;
* sócio-econômicas.
São encontrados no Brasil espaços monocultores com
modernos sistemas e tecnologias agrícolas, com alto
índice de produtividade, convivendo com áreas de
roçados policultores, sem técnicas
modernas.
Cerca de 70% do solo brasileiro é constituído por
solos agricultáveis, porém apenas 10% desta área
está ocupada por lavoura ou pecuária. De cada 7
hectares bons para o plantio, apenas 1 está
produzindo.
Para melhores resultados em nossa produção agrícola seriam
necessárias algumas medidas como:
 Avaliar a terra para melhor utilização;
 Substituir os cultivos menos rentáveis pelos de maior
valor no
mercado;
 Utilizar a tecnologia correta para cada área;
 Reformular os critérios agrícolas para os pequenos e
médios proprietários;
 Ampliar o número de cooperativas agrícolas;
 Promover uma real reforma agrária.
Propriedades rurais
As propriedades rurais são classificadas com base nesses conceitos e são
consideradas:
Minifúndios, quando a dimensão é menor do que o módulo fiscal fixado para
o município;
Pequena propriedade, quando a área está entre 1 e 4 módulos fiscais;
Média propriedade, quando a área está entre 4 e 15 módulos fiscais;
Grande propriedade, quando a área é superior a 15 módulos fiscais.
Há duas formas básicas de exploração da terra no Brasil:
Exploração direta (predominante no Brasil) é quando as terras são exploradas
pelos donos ou herdeiros.
Exploração indireta: quando as terras são exploradas por quem não é o dono,
como os parceiros, os arrendatários ou os ocupantes.
Relações de trabalho no meio rural
As relações de trabalho no meio rural podem acontecer de várias formas:
Trabalhadores sazonais: São trabalhadores contratados para um curto espaço de tempo,
viajam todos os dias para o local de trabalho, levando a comida em marmita, que é
ingerida fria, daí o nome de "bóias frias", conhecidos também como volantes, corumbas
ou peão de trecho.
Arrendatários: Trabalhadores que pagam uma renda fixa pela utilização da terra.
Parceiros, Terceiros, Meeiros: Pagam o uso da terra com uma parte do lucro ou da
produção.
Posseiros: são invasores de terras, que atualmente estão organizados no Movimento dos
Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Para a invasão são escolhidas fazendas
improdutivas, que se encaixem nos critérios constitucionais da realização da reforma
agrária. Algumas áreas de assentamento deram certo e prosperaram, enquanto as
invasões desorganizadas, fracassaram.
Grileiros: são invasores que trabalham a mando de grandes fazendeiros e quase sempre
conseguem, através da corrupção, escrituras falsas de propriedade de terra.
Produção agrícola brasileira
O Brasil é o maior produtor mundial de café. Os estados de Minas Gerais (Sul e Alto
Paranaíba) e o Espírito Santo são os destaques na produção de café.
A cana-de-açúcar se destaca no Oeste paulista e na Zona da Mata nordestina, sendo
encontrada também em Minas Gerais e no Rio de Janeiro.
Há uma grande produção de frutas cítricas em São Paulo, o qual representa 80% da
área de cultivo e 82% da produção nacional.
A maior parte da lavoura brasileira é de milho, representando 25% , mas com baixo
rendimento, devido a técnicas inadequadas. As principais áreas estão nos estados do
Sul e em Minas Gerais.
O principal produto de exportação é a soja. O Rio Grande do Sul, o Paraná e o Mato
Grosso do Sul são os estados que se destacam na produção de soja.
Distribuição da produção por região
Região Cento Oeste:
A agroindústria é o setor econômico mais importante da região. Ela é a maior produtora de soja,
sorgo, algodão em pluma e girassol. Responde pela segunda maior produção de arroz e milho no país.
Região Sudeste:
A agricultura demonstra elevado padrão técnico e boa produtividade. A produção de café, laranja,
cana-de-açúcar e frutas está entre as mais importantes do país.
Região Nordeste:
A agricultura e a pecuária enfrentam situação difícil devido aos longos períodos de estiagem. No
entanto, além da cana-de-açúcar, cultura tradicional da região, ganha destaque a lavoura de frutas
tropicais em terras irrigadas.
Região Sul:
O uso de técnicas modernas propicia boa produtividade às culturas de trigo, milho, arroz, feijão e
tabaco, e os estados do Sul são grandes produtores de soja, mel, alho, maçã e cebola. A vegetação
rasteira típica da região contribui para a criação de rebanhos bovinos, principalmente nos pampas
gaúchos. A criação de aves e suínos também é significativa, principalmente no Paraná – onde também
é expressivo o extrativismo, especialmente de madeira de pinho – e no oeste de Santa Catarina, que
abriga grandes abatedouros e frigoríficos.
Produtos importantes na pauta de exportação
Produtos importantes na pauta de exportação
Brasil atual
O nosso país tem todas as
características para se destacar
no cenário mundial econômico,
porém, a fome que reina em
grande parte, depende de uma
série de medidas internas que
levem a uma adequada
distribuição de terras e de renda,
para que todos possam trabalhar
com dignidade e adquirir seu
sustento.

similar documents