O espaço geográfico e a industrializaçăo

Report
O que é produção do espaço?
• É o espaço onde há a interação entre as
sociedades humanas e seu meio ambiente.
• Evoluiu principalmente após o século XVIII, com
a Revolução Industrial, do qual o aumento da
produção industrial associada ao incentivo do
consumismo capitalista, fez com que as
alterações na natureza se tornassem
gigantescas. Afinal é da natureza que se retiram
matéria-prima e fontes de energia para as
empresas.
• O espaço geográfico não é uniforme,
depende da própria sociedade moderna,
seus interesses econômicos, políticos, sua
cultura e seu desenvolvimento tecnológico
sobre a natureza.
Veja as diferentes formas de uma sociedade transformar o espaço de
acordo com o seu interesse.
Transformação da natureza.
•
•
•
A natureza é a fonte
original de tudo o que
existe, e a sociedade
humana transforma a
natureza original em
segunda natureza.
A atividade humana,
não apenas cria ou
produz o espaço
geográfico, mas o
reproduz
constantemente.
Exemplo: em muitos
lugares a floresta
amazônica deu
espaço para a
agropecuária, que por
sua vez deu espaço
para vilas ou cidades,
do qual suas
características
mudarão nas
próximas décadas.
Espaço Geográfico: diferenças
devidas ao grau de desenvolvimento
técnico.
• Como já vimos, qualquer povo modifica a natureza, embora em
graus e formas diferentes. Porém, foi com a Revolução
Industrial e a grande necessidade de consumir que a natureza
foi profundamente modificada, até chegar aos atuais
problemas ambientais de poluição, aquecimento global...
Ou melhor, todo dia é dia
de combater a poluição.
Faça sua parte!
Técnica e tecnologia.
• Técnica: é a forma de inventar um método ou
instrumento que facilite algum trabalho, que
sirva para controlar de alguma maneira as
forças da natureza.
• Tecnologia: é a técnica avançada, resultante da
aplicação do conjunto de conhecimento
científico (ciência moderna), capaz de dominar
mais a natureza para o benefício humano.
Para construir
p.16 e18
•
1) O trabalho humano é uma atividade social, do qual as pessoas
estabelecem relações entre si, transformando a natureza em diversas
atividades. Por isso, tudo o que nos cerca é resultado do trabalho
humano sobre a natureza.
•
2) Até o século XVIII as transformações humanas sobre a natureza não
resultava em transformações profundas e irreversíveis, havendo
portanto um equilíbrio entre o homem com a natureza. A Revolução
Industrial (associada ao capitalismo e a necessidade de consumir)
marcou a passagem da técnica para a tecnologia, assim a natureza
passou a ser profundamente modificada para segunda natureza.
•
•
3) Resposta pessoal.
Exemplo1 : Construção de uma hidrelétrica há derrubada de
florestas,alagamento da área, canalização de vias, replantio de
árvores...
Exemplo 2: Veja na foto a seguir a evolução do Rio Jahu desde 1969
até 2005. Lembre-se que as transformações continuam.
Essa é a
evolução de
um espaço
anteriormente
dominado pela
natureza,
porém
produzido e
reproduzido
pelo homem.
A atividade industrial modifica
profundamente o espaço
geográfico. Ela incentiva o
desenvolvimento da tecnologia,
produz novas máquinas e
equipamentos, aumenta o
consumo da energia, amplia as
trocas entre regiões e países,
favorecendo o crescimento do
comércio e a evolução dos
meios de transporte.
Essa ficou
conhecida como
Primeira
Revolução
Industrial,
ocorrida no
Reino Unido no
século XVIII.
Posteriormente
se expandiu
para outros
países europeus
como França,
Alemanha,
Bélgica,
Holanda até
atingir os EUA e
o Japão.
Máquina de fiar (tecidos),
o trem como transporte de
carga e pessoas e o
carvão mineral como fonte
de energia foram dois
símbolos importantes da
Primeira Revolução
Industrial.
• As origens da industrialização são as mesmas do
capitalismo, ou seja, adquirir lucros.
• No início do século XI a XV, as classes na sociedade
capitalista eram divididas em burguesia( donos dos
meios de produção) e o proletariado ( aqueles que
fornecem sua força física para um meio de produção
em troca de um salário).
• Na atualidade há “novas classes” como,
profissionais autônomos (médicos, advogados com
o próprio consultório), pequenos proprietários
agrícolas com base familiar e o setor informal
(pessoas que trabalham por conta própria),
considerados capitalistas e não proletariados.
TRANSIÇÃO DO FEUDALISMO PARA O CAPITALISMO
• O capitalismo tornou-se pleno com a Revolução Industrial, juntamente
com a urbanização.
• Entre o século XVI ao XVIII pode ser considerado uma etapa primitiva do
capitalismo – o capitalismo comercial – mas não ainda o capitalismo pleno.
• No século XI o feudalismo se enfraquecia com o desenvolvimento do
comércio nas cidades, causando a fuga de camponeses dos feudos para as
áreas urbanas que cresciam rapidamente. Ampliava a economia de mercado
e juntamente uma burguesia mais poderosa e surgia a mão-de-obra
assalariada.
• O desenvolvimento do comércio nas cidades e o acentuado crescimento
demográfico estimularam a busca de novos produtos capazes de
incrementar a atividade comercial como ouro, açúcar, tabaco; estimulando
a expansão marítimo-comercial da Europa e da colonização do continente
americano.
• Essas colônias serviam como fonte de matérias-primas para as
metrópoles europeias, possibilitando que os burgueses começassem a
investir em máquinas cada vez mais rápidas e produtivas.
Para construir
4) O artesanato continua sendo uma expressão da cultura
de uma sociedade. Embora a Revolução Industrial
desencadeou outras formas de produzir, o artesanato
também vem evoluindo e ganhando uma valorização.
5)a) A economia natural tem a agricultura (subsistência)
como base, produzindo todo o necessário, sem precisar
recorrer ao comércio.
Já a economia de mercado (capitalista) todos os bens
produzidos são mercadorias voltadas para o comércio.
b) Relação servil existia no regime feudal, onde o servo era
dono dos instrumentos de produção, mas trabalhava nas
terras do senhor feudal, do qual devia obrigações.
A relação assalariada do sistema capitalista, consiste na
relação de trabalho entre o operário e o capitalista, do
qual esse fornece os materiais para trabalhar e paga um
salário periodicamente para o funcionário.
• Com a Revolução Industrial o êxodo rural foi intenso, gerando uma
grande urbanização.
• Aos poucos o meio rural foi influenciado pelas formas de produção
da indústria moderna. Começa a se modernizar, deixar de depender
da natureza, para aumentar a produção e abastecer de alimentos e
matéria-prima a população das cidades e as indústrias.
Regiões Industriais.
•
No início do século XVIII: concentravam perto das fontes de matériaprima e fontes de energia (carvão mineral).
As cidades de Manchester,
Liverpool, como muitas
outras cidades da
Inglaterra haviam muitas
jazidas de carvão mineral
e ferro de fácil extração.
Portanto, essas cidades
surgiram ao redor das
fontes de matéria-prima e
energia, já que não haviam
meios de transportes
eficientes no século XVIII.
• Século XIX: onde havia infraestrutura (eletricidade, água,
transportes) e mão-de-obra.
• Inicio do século XX: localização industrial mais ampla com a
eletricidade e meios de transportes mais eficientes. Ficavam
próximas aos grandes mercados consumidores.
• Depois de 1970: com o avanço das
telecomunicações, surgem as transnacionais
pelo mundo. Essas indústrias procuram
instalar-se em lugares onde a matéria-prima
é abundante e barata, assim como a mão-deobra. É comum encontrarmos grandes
centros industriais ao redor de grandes
universidades e centros de pesquisa
tecnológica.
Para construir p.23
6) Porque a atividade industrial é a que mais
profundamente modifica o espaço geográfico.
Ele incentiva o desenvolvimento da tecnologia e
produz novas máquinas e equipamentos,
aumenta o consumo de energia, amplia as
trocas entre as regiões e os países, favorecendo
o crescimento do comércio e a evolução dos
meios de transporte.
7) Alternativa E) I, II, III, IV e V.
COMO SURGIRAM OS ESTADOS
NACIONAIS?
• Estado-Nação = Um povo onde a maioria de
seus integrantes falam a mesma língua, tem
respeito entre as diversidades culturais e
amor a sua pátria. Obviamente governada
por um Estado sobre um território delimitado
por fronteiras. Ex: Brasil, Portugal, Islândia.
• Esse termo surgiu com a própria Revolução
Industrial, onde a palavra nacional se
relacionava ao território que precisava
proteger-se do mercado estrangeiro,
principalmente dos ingleses.
• O mundo nem sempre foi
dividido em países. Os
Estados- Nação são
resultados da
modernização de uma
sociedade.
• Na Antiguidade clássica
os poderes não se
encontravam num Estado
e sim cidades como
Esparta, Atenas (hoje
Grécia) e Roma (hoje
Itália).
• Na Idade Média havia
feudos, uma sociedade
fechada com suas
próprias leis.
• O Estado-Nação surge quando a burguesia era a classe
mais poderosa economicamente e cria ideias
iluministas, do qual o Estado deveria ser eleito pelo povo
e lutar a favor dessa nação. Dessa maneira começa o
enfraquecimento dos privilégios feudais.
• As nações mais modernas como o Brasil, já foram
submetidas a leis do povo colonizador e tiveram que
aprender outro tipo de idioma e mudanças culturais.
• Até o século XVIII, Reino Unido, França, Itália não
tinham língua oficial e sim povos com diferentes
dialetos. Somente no final do século com o crescimento
da burguesia e o enfraquecimento da realeza, o poder
passa para as mãos de governos eleitos pelo povo. A
partir desse momento com a unificação cultural dos
povos, ocorreu a adoção da língua oficial.
EXEMPLO:
•ITÁLIA CRIADA EM
1861.
•HAVIA VÁRIOS
REINOS N A
PENÍNSULA ITÁLICA.
•A REGIÃO NORTE E
INDUSTRIALIZADA,
CONTAVA COM A
BURGUESIA QUE
FINANCIAVA
CAMPANHAS
MILITARES DE
UNIFICAÇÃO.
•ASSIM FORMOU-SE A
ITÁLIA, CUJO O
IDIOMA ITALIANO
PROVÉM DE
LOMBARDIA E
FLORENÇA (REGIÃO
NORTE).
Florença
Para construir p.28
8) A constituição da Alemanha e Itália partiu da unificação
de vários reinados e ducados. Os processo de
unificação desses países se estenderam com a
incorporação de territórios sob a soberania de um
Estado único, com um idioma oficial. Como os demais
Estados nacionais que surgiram nesse século,
Alemanha e Itália resultaram da necessidade de
proteger um mercado nacional contra a concorrência
estrangeira e foram produto do crescimento da indústria
e da burguesia.
9) Ambas as nações foram constituídas por povos e
culturas diferentes com a imposição de uma língua
oficial, no nosso caso a portuguesa. Porém, no
momento histórico a política, economia e o social entre a
formação dessas sociedades eram diferentes.
Para praticar
p.28
1) O homem transformou e continua
transformando o espaço geográfico de acordo
com suas necessidades econômicas e sociais.
2) Figura 1 – Agricultura de subsistência com
técnicas rudimentares.
Figura 2 – Agricultura moderna com alto uso de
tecnologia e grande produção.
3) Sim, exemplo Bairro Maria Luiza I, II, III (classe
média alta) e IV (classe baixa).
4–C
5–E
6–D
Para aprimorar página 29 e 30.
1- C
2–C
3-A

similar documents