DIAGRAMA DE COMPONENTES

Report
DIAGRAMA DE
COMPONENTES
Prof. Rosenclever Lopes Gazoni
1
Blibliografia Recomendada
• FOWLER, Martim. UML Essencial.
Bookman, 3ed. São Paulo, 2005.
2
DIAGRAMA DE COMPONENTES
•Apresenta uma visão estática de como o sistema será implementado e quais os seus
módulos de software, ou seja, os seus componentes.
•Está amplamente ligado a linguagem de programação de implementação.
•Na UML 1, identificava os arquivos que compunham o software em termos de módulos,
bibliotecas, formulários, arquivos de help, tabelas, documentos e outros, além de
determinar como eles se relacionam, na UML 2.0 esta representação é feita pelos
“artefatos”.
•Exemplo de Componente:
3
ARTEFATO
• É um produto do processo de desenvolvimento de software.
• Inclui modelos de porcesso (casos de uso ou padrões de
projeto), arquivos fonte, executáveis, documentos, reatórios,
manuais, entre outros.
• Pode ser utilizado para auxiliar o processo de engenharia
reversa.
4
COMPONENTE (UML 1) X ARTEFATO UML 2
•É importante ressaltar que o ARTEFATO da
UML 2 tem a mesma função do componente na
UML 1.
Esteriótipo. Pode ser:
•Library;
•Table;
•Document;
•File;
•Ou outro definido pelo
desenvolvedor
5
Diagrama de Componentes Revisão
• Problema: Você precisa produzir a
documentação (em diagramas) para um sistema
que já está implementado. Considere que este
sistema não é Orientado a Objetos. Que
diagrama melhor se adequa a essa situação
(A) Diagrama de Classe de Domínio
(B) Diagrama de Classe de Projeto
(C)Diagrama de Componentes
(D)Artefatos
6
DIAGRAMA DE COMPONENTES
Interface
•Representa um serviço realizado por uma classe ou componente.
•Não possuem implementação ou qualquer especificação interna.
•Quando um componente implementa um interface, ele se relaciona com ela por meio
de um relacionamento de realização.
•Já se um componente utiliza a interface, este se relaciona com ela através de um
relacionamento de dependência
8
Diagrama de Componentes
•Diagramas de componentes ilustram partes do software, controladores embarcados,
entre outros elementos que irão compor um sistema.
•Um diagrama de componente é uma abstração de nível mais alto que o diagrama
de classe, normalmente um componente é implementado por uma ou mais classes
(ou objetos) em tempo de execução.
9
Diagrama de Componentes
Diagramas de componentes se assemelham na prática a diagramas de pacotes de
forma que definem fronteiras e são usados para agrupar elementos dentro de uma
estrutura lógica.
Representação de componentes
Interface Requerida
- Conecta uma interface requerida por um componente com uma outra fornecida por
outro, isto possibilita fornecer serviços que outro componente requeira.
10
Diagrama de Componentes
Componentes com portas
- Permite que um comportamento ou serviço seja especificado para o ambiente do
componente ou que ele requeira. Portas podem especificar entradas e saídas, assim
elas podem operar bidirecionalmente.
11
Diagrama de Componentes
Descreva o contexto que possibilite a construção do diagrama de componentes
abaixo:
12
DIAGRAMA DE COMPONENTES
Exemplo – Interprete o modelo abaixo e faça a
transição da notação da UML 1 para a UML 2
13
DIAGRAMA DE INSTALAÇÃO
•Mostra o layout físico de um sistema, revelando quais partes do software são
executadas em quais partes do hardware (FOWLER, 2005).
•Enfoca a estrutura física sobre a qual o software irá ser implantado e executado em
termos de hardware.
•Define como as máquinas estarão conectadas e através de quais protocolos se
comunicarão.
•É útil quando o sistema a ser modelado for ser executado sobre múltiplas camadas.
•Seus elementos são os nós e os caminhos de comunicação.
Nó – Dispositivo
(hardware) ou
Ambiente de Execução
(software que contém
outro software - SO)
14
DIAGRAMA DE INSTALAÇÃO
Este diagrama modela a arquitetura do sistema em tempo de execução, mostrando a
configuração dos elementos de hardware (nós) e como os elementos de software e
artefatos são mapeados dentro destes nós.
Nó – Representa um elemento de hardware ou software.
Instância de Nó – Assim como são representadas instâncias de classes, também
representam-se instâncias de nós, podendo ter nome ou mesmo serem anônimas.
16
DIAGRAMA DE INSTALAÇÃO
Esteriótipo de nó – Um número de esteriótipos padrões
são fornecidos para nós, normalmente <<cdrom>>,
<<cd-rom>>, <<computer>>, <<disk-array>>, <<pc>>,
<<pc-client>>, <<pc server>>, <<server>>,
<<storage>>, <<unix server>>, <<user pc>>.
17
DIAGRAMA DE INSTALAÇÃO
Conexões – No contexto dos diagramas de instalação as conexões representam um
caminho de comunicação entre os nós. Assim como as associações possuem nome e
multiplicidade.
18
DIAGRAMA DE INSTALAÇÃO
Nó como container – Um nó pode conter outros elementos, como componentes e
artefatos.
19
DIAGRAMA DE INSTALAÇÃO
20
Identifique os elementos solicitados:
21
DIAGRAMA DE COMPONENTES E IMPLANTAÇAO
Revisão
1. Descreva as relações existentes entre o conceito de interface e o princípio de polimorfismo e
encapsulamento da orientação a objetos.
2. Descreva as semelhanças e diferenças entre uma classe abstrata e uma interface. Qual a
diferença entre um classe concreta que herda de uma classe abstrata e a realização de uma
interface?
3. O que é um componente?
4. O que é um artefato e como ele é representado?
5. O que é um nó?
6. Quando há mais de um nó físico executando a mesma tarefa lógica, como isso pode ser
representado sem a necessidade de se desenhar vários nós?
7. Desenvolva o diagrama de componentes para o sistema de vídeo locadora de acordo com as
informações a seguir:
•
É necessário existir um módulo principal, cuja função será chamar os outros módulos do
sistema.
•
É necessária também a existência de um módulo para gerenciar os diversos filmes
oferecidos pela locadora. As cópias dos filmes serão gerenciadas neste mesmo módulo.
•
Deve existir ainda um módulo para gerenciar os sócios da locadora.
•
Finalmente é preciso haver um módulo para gerenciar os empréstimos de fitas realizados
22
pela locadora.

similar documents