Apresentação proposta CT 12

Report
MEIOS DE
HOSPEDAGEM
RECURSOS E
ATRATIVOS
TURÍSTICOS
PUBLICOS E
PRIVADOS
ARTESÃOS
MEIOS DE
ALIMENTAÇÃO
AGÊNCIAS DE
VIAGEM
PÚBLICO ALVO
FOCOS ESTRATÉGICOS
① Propriedades públicas ou privadas com ocorrências de recursos
naturais ou culturais passíveis de aproveitamento turístico;
Desenvolvimento e aprimoramento dos produtos turísticos, culturais
e artesanais;
② Atrativos turísticos naturais ou culturais em operação;
Capacitação de empresários e operacionais;
③ Meios de Hospedagem;
Estrutura de recepção a turistas;
④Meios de Alimentação Fora do Lar;
Sensibilização e envolvimento da comunidade;
⑤ Agências de Turismo receptiva ou emissiva;
Gestão e qualidade da atividade turística, cultural e artesanal
⑥ Grupos de Artesãos com produção
Promoção e comercialização de produtos turísticos,
homogênea e ou heterogênea
culturais e artesanais do território
CT
RESULTADOS
Elevar em 30% o nº de turistas até dez/2012
Aumentar a taxa de ocupação em 30% até dez/2012
OBJETIVO
Promover o desenvolvimento sustentável do turismo nos municípios
do Circuito Turístico Caminhos do Centro Oeste Paulista através da
profissionalização e fortalecimento da atividade turística no território,
por meio do incremento do fluxo turístico.
Aumentar em 25% o número de refeições vendidas nos
empreendimentos de alimentação fora do lar até dez/2012
Estruturar uma agência que opere o agenciamento turístico
receptivo do Circuito até dez/2011
Aumentar em 70% o volume de vendas dos produtos artesanais, dos
grupos de artesãos
Aumentar em 10% o número de passeios vendidos pelos
empreendimentos de agenciamento turístico
Revitalização da
Governança
Arregimentação
novos
participantes público alvo
Validação atuais
Apresentação da
proposta de
trabalho e
adesão P.A
Execução das
ações
Matriz de
referência
Encerramento
atividade do ano
2012
Revitalização da
Governança
Arregimentação
novos
participantes público alvo
Validação atuais
• Identificação
e
visita
a
potenciais
participantes
(associações
comerciais,
entidades e empresários
• Realização alinhamento técnico conceitual
todos os integrantes
• Palestras e visitas aos meios de alimentação
• Visita presencial a potenciais recursos e
atrativos
• Palestras meios de hospedagem
• Reuniões com grupos de artesãos
Apresentação da
proposta de
• Palestras e visitas técnicas
trabalho e
adesão P.A
CIRCUITO TURÍSTICO CAMINHOS DO CENTRO OESTE PAULISTA
1
2
3
4
5
AÇÃO / ATIVIDADE
Realização Alinhamento Técnico Conceitual Governança
Diagnósticos e devolutivas recursos turísticos
Monitoramento aos atrativos turísticos / matriz
Reunião re-integração com artesãos e aplicação portfólio
Missão Técnica Salão do Turismo (a confirmar evento)
6 Missão técnica - roteiro gastronômico em SP - meios de alimentação CT
Missão técnica - Semana Internacional de Alimentação e Hospitalidade (Feira
7 SIAL Brasil, FISPAL, FISPAL Hotel)
8 Missão Técnica para Bonito - MS - agências de viagem, atrativos turísticos
9 Missão Técnica Mega Artesanal - para artesãos
10 Missão técnica para Socorro - acessibilidade
11 Realização Seminários, devolutivas e consultorias meios de alimentação
12 Realização Seminários, devolutivas e consultorias meios de hospedagem
13 Realização consultorias agências de viagem
Aplicaçaõ SEBRAETEc meios de alimentação - lay out e ficha técnica de custos
14 produtos
15 Aplicação PAS MESA
16 Realização consultorias coletivas (Finanças e Marketing)
17 Realização Oficina Representação Comercial
18 Relização IV Fórum do CT
19 Realização III Feira CT
20 Disponibilização vídeo do CT
21 Disponibilização folheteria padrão do CT
22 Execução de articulações e estratégias para atingir matriz nível 1
23 Elaboração processo para conteúdo Catálogo de Negócios II
24 Lançamento 2º Catálogos de Negócios do CT - 2013
CRONOGRAMA FÍSICO - 2012
JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ
Indicadores Competitividade
Nível I
OFERTA TURÍSTICA DIFERENCIAL
CONSOLIDADA
• Matriz de adequação de
produtos turísticos
atrativos de nível 1
OFERTA TURÍSTICA TÉCNICA
APRIMORADA – MH E AFL
• Matriz de Qualidade
Percebida de nível 1
ESTIMULO AO
EMPREENDEDORISMO LOCAL
• Canal de comunicação
permanente com a
comunidade
• TWITTER do CT
RECEPÇÃO AO TURISTA
GESTÃO E QUALIDADE DA
ATIVIDADE TURÍSTICA
• Guia de bolso com GPS
• Monitoramento do fluxo
turístico;
• Representação Comercial
instalada;
• Monitoramento do grau de
satisfação do turista;
• Canal de comunicação
virtual instalado;
• Parcerias estabelecidas;
• Catálogo de Negócios
publicado – nível 1
• Estrutura física de
acolhimento ao turista
• Matriz de implantação de
serviços de agenciamento
de turismo receptivo de
nível 1.
• FACEBOOK do CT
PROMOÇÃO E
COMERCIALIZAÇÃO
PRODUTO
CARGA HORÁRIA
INVESTIMENTO
AMINISTRAÇÃO BÁSICA
2 HORAS
GRATUITO
CONTROLES FINANCEIROS
2 HORAS
GRATUITO
PROGRAMA PAS *
42 HORAS
R$300,00
PROGRAMA SEBRAETEC**
40 HORAS
SUBSÍDIO DE 80% SEBRAE
R$600,00
MISSÕES TÉCNICAS ***
2 MISSÕES – ROTEIROS
GASTRONÔMICO E FEIRA
DE ACORDO COM A
DISTÂNCIA
SEMINÁRIOS E
CONSULTORIAS
02 HORAS
GRATUITOS
PAS *
Objetivo: reduzir os riscos de contaminação dos alimentos.
Duração: 6 meses
Total de horas: 42 horas
Pessoas por empresa: 2
Diagnóstico inicial: % inicial de adequação com desenvolvimento do plano
de ação para a empresa
Capacitação teórica: 15 horas divididas em 4 horas em sala de aula
Consultorias individuais: 27 horas divididas em 6 consultorias na
empresa
Verificação final: determinação do % final de adequação (mínimo de 80%)
Assuntos trabalhados nas aulas e nas consultorias:
Recebimento
Armazenamento
pré preparo
preparo
Investimento: R$300,00
Execução: março a outubro/12
distribuição
SEBRAETEC
Programa SEBRAEtec de Consultoria Tecnológica
40 horas, distribuídas em:
 20 horas
Layout – otimização das áreas de cozinha e vendas, limpeza, iluminação e organização
dos espaços e equipamentos.
 20 horas
Fichas técnicas de custos das preparações dos alimentos
Investimento: R$600,00 (o valor total é de R$3.000,00, mas o SEBRAE-SP subsidia
80%)
Execução: 8 meses – março a novembro / 2012

similar documents