Document

Report
IP-INTERNET
PROTOCOLO
EQUIPE:
Aline Helena de Oliveira
Dione de Souza Neves
Jefferson Dalla Lasta
Johnathan Maurício Silva Galvão
Mario Fernando Pioski
INTRODUÇÃO
O trabalho a seguir tem por objetivo a
apresentação e abordagem do tema: IP –
Internet
Protocolo.
Nele
estaremos
apresentando a história do TCP/IP, o IP
Address, suas classes, IP estático e dinâmico
e o IPv6. Também será abordado a existência
de endereços privados, ou seja, classes que
são aplicadas apenas em redes locais, não
podendo assim, serem usados na internet.
HISTÓRIA
O desenvolvimento das diferentes
arquiteturas de redes começou bem
antes do que se imagina e, como a
maioria das grandes invenções, o
propósito inicial era o uso militar,
ainda na época da Guerra Fria.
HISTÓRIA
Após anos de pesquisa, surgiu o TCP/IP,
“Transmission Control Protocol/Internet
Protocol", ou protocolo de controle de
transmissão/protocolo
internet.
Permitindo que as várias pequenas redes
de computadores do exército Americano
fossem interligadas, formando uma
grande rede, embrião do que hoje
conhecemos como Internet.
O ENDEREÇO DE IP
O endereço IP (IPv4) é uma sequência de
números composta de 32 bits. Esse valor
consiste em um conjunto de quatro
sequências de 8 bits. Cada uma destas é
separada por um ponto e recebe o nome
de octeto ou simplesmente byte, já que um
byte é formado por 8 bits.
O ENDEREÇO DE IP
Exemplo: Em uma escola que tem,
por exemplo, uma rede para alunos e
outra para professores, pode-se ter
172.31.x.x para uma rede e
172.32.x.x para a outra, sendo que os
dois últimos octetos são usados na
identificação de computadores.
O ENDEREÇO DE IP
O número 172.31.110.10 é um exemplo. Cada
octeto é formado por números que podem ir de
0 a 255, não mais do que isso.
O ENDEREÇO DE IP
A divisão de um IP em quatro partes
facilita a organização da rede, da
mesma forma que a divisão do seu
endereço em cidade, bairro, CEP,
número, etc.
CLASSES DE ENDEREÇOS IP
•
Classe A: 0.0.0.0 até 127.255.255.255 - permite até 128
redes, cada uma com até 16.777.214 dispositivos
conectados;
•
Classe B: 128.0.0.0 até 191.255.255.255 - permite até 16.384
redes, cada uma com até 65.536 dispositivos;
•
Classe C: 192.0.0.0 até 223.255.255.255 - permite até
2.097.152 redes, cada uma com até 254 dispositivos;
•
Classe D: 224.0.0.0 até 239.255.255.255 - multicast;
•
Classe E:
reservado.
240.0.0.0
até
255.255.255.255
-
multicast
ENDEREÇOS IP PRIVADOS
Há conjuntos de endereços das classes A, B e
C que são privados. Isto significa que eles não
podem ser utilizados na internet, sendo
reservados para aplicações locais. São,
essencialmente, estes:
•
Classe A: 10.0.0.0 à 10.255.255.255;
•
Classe B: 172.16.0.0 à 172.31.255.255;
•
Classe C: 192.168.0.0 à 192.168.255.255.
ENDEREÇOS INVÁLIDOS
•
0.xxx.xxx.xxx: Nenhum endereço IP pode começar com
zero, pois ele é usado para o endereço da rede.
•
127.xxx.xxx.xxx: Nenhum endereço IP pode começar com
o número 127, pois este número é reservado para a
interface de loopback, ou seja, são destinados à própria
máquina que enviou o pacote.
•
255.xxx.xxx.xxx,
xxx.255.255.255,
xxx.xxx.255.255:
Nenhum identificador de rede pode ser 255 e nenhum
identificador de host pode ser composto apenas de
endereços 255, pois estes endereços são usados para
enviar pacotes de broadcast.
ENDEREÇOS INVÁLIDOS
•
xxx.0.0.0, xxx.xxx.0.0: Nenhum identificador de
host pode ser composto apenas de zeros, seja qual
for a classe do endereço, pois estes endereços são
reservados para o endereço da rede.
•
xxx.xxx.xxx.255,
xxx.xxx.xxx.0:
Nenhum
endereço de classe C pode terminar com 0 ou com
255, pois, como já vimos, um host não pode ser
representado apenas por valores 0 ou 255, já que
eles são usados para o envio de pacotes de
broadcast.
ENDEREÇOS VÁLIDOS
MÁSCARA DE SUB-REDE
Recurso onde parte dos números que um
octeto destinado a identificar dispositivos
conectados (hosts) é "trocado" para
aumentar a capacidade da rede.
Identificador da
Identificador do
Máscara de
rede
computador
sub-rede
Classe
Endereço IP
A
10.2.68.12
10
2.68.12
255.0.0.0
B
172.31.101.25
172.31
101.25
255.255.0.0
C
192.168.0.10
192.168.0
10
255.255.255.0
IP ESTÁTICO
É um endereço IP dado permanentemente a
um dispositivo, ou seja, seu número não muda,
exceto se tal ação for executada manualmente.
Exemplo: Assinaturas de acesso à internet via
ADSL onde o provedor atribui um IP estático
aos seus assinantes. Assim, sempre que um
cliente se conectar, usará o mesmo IP.
IP DINÂMICO
É um endereço que é dado a um
computador quando este se conecta à
rede, mas que muda toda vez que há
conexão, quando você conectá-lo
amanhã, lhe será dado outro IP.
IP NOS SITES
Quando você digitar um endereço
qualquer de um site, um servidor
de DNS (Domain Name System) é
consultado. Ele é quem informa
qual IP está associado a cada site.
O sistema DNS possui uma
hierarquia interessante, semelhante
a uma árvore.
IP NOS SITES
Exemplo: Se o site www.google.com é
requisitado, o sistema envia a solicitação a
um servidor responsável por terminações
“com". Esse servidor localizará qual o IP
do endereço e responderá à solicitação.
Se o site solicitado termina com "br", um
servidor responsável por esta terminação é
consultado e assim por diante.
ENDEREÇOS IPv6
A primeira diferença que se nota entre o IPv4
e o IPv6 é o seu formato: o primeiro é
constituído por 32 bits, como já informado,
enquanto que o segundo é formado por 128
bits. Com isso, teoricamente, a quantidade
de endereços disponíveis pode chegar a
340.282.366.920.938.463.463.374.607.431.7
68.211.456, um número absurdamente alto!
COMPARAÇÃO ENTRE
IPv4/IPv6
CONCLUSÃO
O TCP/IP - "Transmission Control Protocol/Internet Protocol"
ajudou muito a comunicação global, desde a época da
Guerra Fria até os dias de hoje. Após a guerra, esse
instrumento passou a ser usado para outras finalidades. Hoje
ele é suportado pelos principais sistemas operacionais, não
apenas computadores, mais qualquer sistema com um
mínimo de processamento, sendo capaz de conectar-se a
internet, é o caso hoje de celulares, iPads, handhelds, e
outras tecnologias que trabalhadas junto ao TCP/IP e alguns
aplicativos, proporcionam essa opção com muita
flexibilidade.
REFERENCIAS
http://pt.wikipedia.org/wiki/Endere%C3%A7o_IP
http://www.infowester.com/ipv6.php
http://www.infowester.com/ip.php
http://www.hardware.com.br/livros/linux-redes/capituloentendendo-enderecamento.html
http://www.hardware.com.br/termos/tcp-ip

similar documents