Avaliação e perspectiva dos territórios

Report
Departamento de geografia
FLG5050-1
Avaliação e prospectiva dos territórios
Hervé Théry
Professor convidado - Cátedra Pierre Monbeig
André Nagy
Sociólogo
Aula 1: Introdução, bases
teóricas e organização
•
•
•
•
Apresentações mútuas
Conceitos fundamentais
Organização e avaliação da disciplina
Territórios, avaliação dos territórios,
modelização (início)
Apresentações
• Quem somos nós?
– Hervé Théry
• Vantagens e desvantagens de ter um professor
estrangeiro
• Do CNRS à Cátedra Pierre Monbeig
• Que tipo de geografia faço? Geografia regional à
francesa, de Pierre Monbeig a ENS via o GIP
Reclus
– André Nagy
• Sociologia, cartografia sistemática
• Seade, Fundap, Seplan, Cubatão
• Quem são vocês?
• Passado (origem geográfica, formação)
• Hoje (tema de mestrado/tese, paixões etc.)
• Futuro (carreira desejada)
Contexto teórico
•
A geografia regional tem passado, na França, por uma
profunda mutação, tanto dos conceitos e métodos
como das ferramentas, facilitados pela crescente
acessibilidade dos dados e da geomática.
•
Essa renovação apareceu principalmente nos
trabalhos do GIP Reclus – Maison de la Géographie,
que publicou a nova Géographie Universelle e fez
várias avaliações, a pedido de gestores de territórios
•
Ela continua hoje se expressando na revista
[email protected] e, por exemplo, no programa da ANR
Duramaz 2 liderado pelo CREDA (CNRS/Paris III )
Conceitos da disciplina
• Dar a vocês, da maneira mais interativa e prática
possível, uma formação integrada aos novos métodos de
uma geografia regional renovada
• Partir dos marcos teóricos necessários para acompanhar
o raciocínio e entender a construção dos mapas e modelos
• O mapa como instrumento de pesquisa, não apenas
como ilustração
• Incluir um treinamento ao uso dos softwares permitindo
a vocês familiarizem-se com o método pondo vocês
mesmos as “mãos na massa”
• Entender melhor as especificidades e o funcionamento
de um território que analisaremos juntos, como se
fossemos uma força-tarefa
O território e os métodos
• Que território?
– Anos e semestres anteriores
– Proposta para este semestre
• Ribeirão Branco
– Origem da ideia
– O que foi pensado até agora
• Organização das aulas
– Aulas teóricas e aprendizagens técnicas
– Trabalho de campo
– Aulas de fechamento
Programação do semestre
Data
Tópico
principal
07/ago Bases teóricas
14/ago
21/ago
Mapas e
modelos
gráficos
Dinâmicas
históricas
18/set
Informação
estatística
21-24/9
Trabalho de
campo
HT/AN
Alunos
Prática e
convidados
A disciplina
Apresentação
dos alunos
Territórios HT
Modelos (carto)gráficos Treinamento
cartográfico
Cartografia 1
Gênese do território
brasileiro HT
História da
região
Convidado 1
Os dados disponíveis
AN
Cartografia 2
Convidado 2
Trabalho de campo
02/out
Tratamento
dos resultados
Crítica e síntese
Seminários
-
09/out
Modelos locais
Síntese
Mapas e
modelos
Avaliação e
perspectivas
Organização
• Avaliação da disciplina
– Seminários em grupos (voluntários, montá-los), formato
PowerPoint, após o trabalho de campo
– Relatório sobre o tema escolhido (o texto do seminário,
mais completo, por escrito)
– Artigos ou crônicas na revista Confins ?
• Comunicação
– Professores da USP:
• [email protected] e [email protected]
– Os colegas de Ribeirão Branco:
• Lucinei Paes [email protected]
• Antônio Luís Aulicino [email protected]
Bibliografia
–
–
–
–
–
–
–
Eckert, Denis, 1996, Évaluation prospective des
territoires, Reclus / La Documentation française, 256
p.
Lencioni, Sandra, Região e geografia, Edusp, São
Paulo, 2003, 222 p.
Brunet, Roger, Le déchiffrement du monde, théorie et
pratique de la géographie, Belin, Paris, 2001, 402 p.
Théry, Hervé, 2004, « Modelização gráfica para a
análise regional: um método », GEOUSP-Espaço e
Tempo n°15, pp. 179-188
Brunet, Roger, Ferras, Robert et Théry, Hervé, 1993,
Les mots de la géographie, dictionnaire critique, 472
pages, Reclus / La Documentation française
Site da revista [email protected] :
http://mappemonde.mgm.fr
Site da revista Confins : http://confins.revues.org/
Territórios e modelos
Territórios e avaliação dos territórios
- Um marco teórico, para preparar nossos trabalhos
do semestre
- O que os geógrafos franceses (e alguns outros)
disseram sobre o assunto
• Teoria e antecedentes da modelização gráfica,
aplicação ao caso do território brasileiro
– Um método inovador, a modelização cartográfica
– Pressupostos e background teórico,
desenvolvimento das idéias e do método:
primeiros ensaios no início da década de 1980 na
Maison de la Géographie, transformações
ulteriores. Marcos bibliográficos principais.
– Análise pelo método de modelização cartográfica
das estruturas e da dinâmica do território nacional
brasileiro

similar documents