AULA 01

Report
LÍNGUA
PORTUGUESA
Última flor do Lácio, inculta e bela;
És a um tempo, esplendor e sepultura:
Outro nativo, que na ganga impura
A bruta mina entre os cascalhos vela...
Amo-te assim, desconhecida e obscura,
Tuba de alto clangor, lira singela,
Que tens o trom e o silvo da procela,
E o arrolo da saudade e da ternura!
Amo o teu viço agreste e o teu aroma
De virgens selvas e de oceano largo!
Amo-te, ó rude e doloroso idioma.
Em que da voz materna ouvi: “meu filho”
Em que Camões chorou, no exílio amargo,
O gênio sem ventura e amor sem brilho!
Olavo Bilac
No poema, Língua Portuguesa, o poeta
Olavo Bilac explora contrastes sonoros
que representam as origens da língua. E
certamente, faz uma declaração de amor
ao nosso idioma.
Vocabulário:











Lácio – região que se falava o latim;
Esplendor – brilho;
Ganga – sacerdote indígena;
Tuba – instrumento de sopro;
Clangor – som forte;
Lira – instrumento de corda;
Silvo – apito;
Procela – tempestade marítima;
Arrolo – cantiga para crianças;
Viço – energia;
Rude – rústico/ tosco;
Língua X Linguagem
Linguagem – sistema de signos capaz de
representar, através de alguma substância
significativa.
VERBAL X NÃO-VERBAL
Língua – é a linguagem verbal (oral/escrita)
utilizada por um grupo de indivíduos que
constituem uma comunidade.
Ela é uma construção humana e histórica;
o É organizadora da identidade dos seus usuários;
o Ela também dá unidade a uma cultura , a uma
nação;
o Uma língua viva é dinâmica e, por isso está
sujeita a variações.
o
Língua culta x Língua coloquial

Língua coloquial – variante espontânea ,
utilizada nas relações informais entre os
falantes, ou seja, língua do cotidiano, sem muita
preocupação com as normas.

Língua culta - caracterizada pela correção
gramatical, ausência de termos regionais ou
gírias, bem como pela riqueza de vocabulário e
frases bem elaboradas. Salvo raras exceções, é a
linguagem dos livros, jornais, revistas e, é claro,
a linguagem que você deverá empregar em sua
prova.
VARIAÇÕES LINGUÍSTICAS
Variação histórica
 Variação geográfica/ regional
 Variação social
 Variação estilística/ técnicas


Variante histórica

Variante geográfica/regional

Variante social

Axé, Brasil. A Toyota homenageia os 500 anos deste
país trilegal com um bocadinho de presentes que a
galera vai adorar, meu!
(Anúncio da Toyota)
NOÇÕES SEMÂNTICAS (SENTIDO)

SINÔNIMOS ( do grego - syn – junto / onimos – nome)
Como não choveu, foi necessário regar a horta à
noite.
Como não choveu, foi necessário molhar a horta à
noite.
Palavras com o mesmo significado ou semelhante.

ANTÔNIMOS ( do grego – anti – oposto / onimos – nome)
[...] o correr da vida embrulha tudo, a vida é
assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa,
sossega e depois desinquieta. O que ela quer da
gente é coragem. O que Deus quer é ver a gente
aprendendo a ser capaz de ficar alegre a mais, no
meio da alegria, e inda mais alegre ainda no meio
da tristeza.
Guimarães Rosa. Grande sertão: Veredas
Palavras com sentidos opostos.

HOMÔNIMOS (grego -homo – o mesmo / onimos – nome,
palavra)


O conserto do carro ficará em mil reais.
O concerto da orquestra sinfônica será ao ar
livre.
Palavras com significados diferentes, mas com grafia e/ou
pronúncia semelhantes.

PARÔNIMOS ( do grego – para – ao lado / onimos – nome)

ONU propõe plano de combate ao tráfico de
armas.

Rodovias terão tráfego intenso no feriadão.
Palavras semelhantes na grafia e na pronúncia, mas sem relação
entre si quanto ao significado.

POLISSEMIA ( do grego – poli – muitos / sema – sinal, marca)
Conjunto dos múltiplos significados que uma palavra pode
apresentar.

AMBIGUIDADE ( do latim – ambi – ao redor / agere – levar,
guiar)
Quando se atribui a um enunciado mais de um sentido, mais
de uma interpretação.
Você sabe ou já ouviu falar em
pleonasmo ?
Pleonasmo – do latim – ser
mais do que suficiente.
DIFICULDADES DA
LÍNGUA
A FIM DE
ONDE
AFIM
AONDE
MAL
MAS
MAU
MAIS
Por que
Porque
por que
Porquê
por quê
SESSÃO
SEÇÃO
CESSÃO
SECÇÃO
RATIFICAR
RETIFICAR
PLACAS
ORTOGRAFIA
Emprego do S
Adjetivos com os sufixos OSO e OSA.
Caprichoso
Gostoso
Famoso
Teimoso
Amorosa
Emprego do S
Adjetivos com os sufixos ÊS e ESA
Burguês
Burguesa
Marquês
Marquesa
Camponês
Camponesa
Emprego do S
Substantivos com os sufixos ESE, ISA e OSE
Catequese
Poetisa
Sacerdotisa
Metamorfose
Emprego do S
Verbos derivados de palavras cujo radical
termina em S
Análise - Analisar
Êxtase – Extasiar
Substantivos cognatos de verbos terminados em
ENDER:
Defender – Defesa
Prender – Presa
Surpreender – Surpresa
Substantivos cognatos de verbos terminados em
ENDER:
Defender – Defesa
Prender – Presa
Surpreender – Surpresa
Formas femininas dos adjetivos terminados em ÊS:
Inglês – Inglesa
Milanês – Milanesa
Freguês - Freguesa
Emprego do Z
Forma substantivos abstratos femininos
derivados de adjetivos:
Ácido – Acidez
Cúpido – Cupidez
Mudo - Mudez
Emprego do Z
Forma substantivos abstratos derivados de
adjetivos:
Belo – Beleza
Pobre – Pobreza
Frio – Frieza
Emprego do Z
Forma substantivos abstratos derivados de
adjetivos:
Belo – Beleza
Pobre – Pobreza
Frio – Frieza
Emprego do Z
Se o radical dos nomes primitivos não terminar
em S, utiliza-se IZAR
Civil - Civilizar
Canal – Canalizar
Economia - Economizar
Emprego do X e do CH
Depois da sílaba EN, escreve-se com X:
Enxame
Enxerto
Enxoval
Enxaguar
Exceção: Encharcar, Encher, Enchumaçar
Emprego do X
Depois de ditongo, escreve-se com X
Feixe
Rouxinol
Frouxo
Ameixa
Exceção: Recauchutagem, Recauchutar
Emprego do X
Palavras de origem indígena e africana escrevemse X:
Abacaxi
Axé
Maxixe
Orixá
Emprego do CH
Escrevem com CH as seguintes palavras:
Charque
Fachada
Mecha
Tocha
Pechincha
Chuchu
Cochilar
Chimarrão
Emprego do G
Substantivos terminados em AGEM / IGEM /
UGEM
Garagem
Vertigem
Ferrugem
Emprego do G
Palavras terminadas em ÁGIO / ÉGIO / ÍGIO /
ÓGIO / ÚGIO
Contágio
Prodígio
Refúgio
Emprego do G
Palavras derivadas de outras que se grafam com
G:
Faringite - Faringe
Engessar - Gesso
Emprego do J
Palavras derivadas de outras terminadas em JA:
Laranjeira - Laranja
Granjear - Granja
Emprego do J
Conjunção dos verbos terminados em JAR ou
JEAR
Arranje - Arranjar
Viajem (verbo) - Viajar
OBS: Viagem - substantivo
Emprego do J
Palavras derivadas de outras que já possuem J:
Nojeira - Nojo
Jeitoso – Jeito
Rejeição - Rejeitar
Emprego do J
Palavras de origem ameríndia ou africana:
Canjica
Jiló
Jenipapo
Moji
Jiboia
Pajé
OBRIGADA!
Prof.ª Patrícia

TAREFA

Páginas:
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:
 SITE: http://origemdapalavra.com.br

SITE: http://www.placaserradas.com.br/

LIVRO: Língua Portuguesa. Novas Palavras. Emília Amaral.
Mauro Ferreira. Ricardo Leite. Severino Antônio. Editora FTD.

Dicionário Aurélio.
TÓPICOS DA AULA:

História da Língua Portuguesa;

Língua e Linguagem;

Variações Linguísticas;

Ortografia;

Noções de Semânticas.

similar documents