Inovação - Portal da Indústria

Report
Novos Desafios para o
Financiamento da Inovação
Julho de 2014
David Kupfer - Assessor da Presidência
Quem são as empresas que inovam no Brasil?
(segundo a PINTEC/IBGE)
 Grande (500 ou mais empregados)
 Exportadora
 De setores com alta e média-alta intensidade tecnológica (automotivo,
eletrônicos, fármacos)
 Pagam melhores salários
Possibilidades para expandir a capacidade inovadora
 Baixa participação nas exportações de setores intensivos em engenharia e
tecnologia
22,9% das empresas inovaram em produto
4,1% implementaram produto novo para o mercado nacional
Menos de 1% foram inovadoras para o mercado internacional!
Instrumentos para o apoio à inovação
A agenda da inovação possui papel de destaque nas Políticas de diversos países
Competitividade
Desenvolvimento
econômico e social
Financiamento direto às empresas



Recursos não-reembolsáveis
Financiamentos
Participação acionária
Incentivos fiscais



P&D
Depreciação acelerada
Importação
Compras governamentais
Cooperação em atividades pré-competitivas
Foco nas empresas
Inovação não se
resume a
desenvolvimento
tecnológico
Desafios do financiamento à inovação
 Inovação é cada vez mais o resultado de competição e colaboração de múltiplas
empresas e instituições de ciência e tecnologia
=> Implicação para o desenho de operações de financiamento : necessidade de
individualizar objetos e atores
=> Dilema: apoiar os projetos (apoiar rotinas) x apoiar as empresas (fomentar
comportamentos)
 apoio à inovação no Brasil ainda está excessivamente concentrado no
financiamento à projetos de P&D
 3 passos
 Superar definitivamente o modelo linear da inovação (invenção = fase
científica => inovação – incorporação pioneira na atividade produtiva =>
difusão – a adoção da novidade pelas demais empresas)
 Discernir criatividade e inovação
 Atuar nas fronteiras entre inovação intramuros e P&D externa
Apoio à inovação no Brasil
“Ambiente de Inovação”
• Fundos Setoriais (1999) – Fontes de recursos FNDCT e Nova abordagem
projetos cooperativos
• Marco regulatório:
–
–
Lei da Inovação (2004)
“Lei do Bem” (2005)
• Política Industrial, Tecnológica e de Comércio Exterior - PITCE (2004)
• PDP (2008)
• PACTI (2008)
• “Plano Brasil Maior” - PBM (2011 - 2014)
• ENCTI (2012 - 2015)
• Inova Empresa (2013)
Participação do BNDES nos instrumentos de
apoio à inovação
...
Instrumentos de Apoio à inovação
PROSOFT
2014
2011-13
2008-10
2004-07
(1997)
 PITCE
 Lei da Inovação
 Lei do Bem
 PDP e PACTI
 PBM e ENCTI e
PROFARMA
Novo
PROSOFT
Inovação Produção
e Inovação PD&I
PROTVD
Prog. de Apoio à
Eng. Automotiva
ProAeronáutica
FUNTEC
CRIATEC
Linha Inovação
Tecnológica
Linha Capital
Inovador
Inovação
Produção
Cartão
BNDES
PSI Inovação
ProEngenharia
Fundo
Amazônia
BNDES
Automático
Linha BNDES
Inovação
Novo PSI
Inovação
ProDesign
BNDES P&G
PAISS
Inova Petro
BNDES
Qualificação
BNDES Debêntures
Perpétuas e
Participativas
Inova Energia
Inova Saúde
Inova Agro
Inova
Aerodefesa
Inova empresa
BNDES MPME
Inovadora
Formas de atuação vigentes
Inova
Sustentabilidade
Inova
Telecom
PAISS
Agrícola
Plano Inova Empresa (2013 -2014)
Investimento em inovação para elevar a
produtividade e a competitividade da economia
brasileira
Prioridades:
• Ampliar o patamar de investimentos
• Oferecer maior apoio para projetos com risco tecnológico
• Fortalecer as relações entre empresas, ICTs e setor público
• Definir áreas estratégicas
Como?
• Fomento a planos de inovação
empresariais
• Capilaridade com descentralização do
crédito para PMEs
• Novo modelo competitivo de fomento à
inovação (editais direcionados com porta
única de entrada)
• Desenvolvimento de projetos em rede
- Articulação de programas de diversas
instituições públicas
- Uso coordenado de instrumentos
financeiros
- Gestão integrada
Investimentos Totais 2013-2014
R$
32,9
bilhões
R$
28,5
bilhões
Crédito – 20,9 bi
Subvenção – 1,2 bi
Não reembolsáveis – 4,2 bi
Renda variável – 2,2 bi
BNDES
R$
15,3
bilhões
R$
4,4
bilhões
ANP, Aneel, Sebrae
Os desembolsos do BNDES para inovação
aumentaram 47% em 2013
Desembolsos para Inovação – por programa
R$ milhões
Programa / Linha
Linha BNDES Inovação
Fonte: BNDES
2013
Var.
2013/2012
% em
2013
1.115
160%
34%
Prosoft Empresa
501
4%
15%
Proengenharia
286
-34%
9%
BNDES Funtec
108
8%
3%
Outros
1.262
140%
39%
Total
3.272
47%
100%
E continuam crescendo em 2014
Desembolsos para Inovação (1º Quadrimestre)
R$ milhões
1200
Meta de R$ 4,0 bi para 2014
+28%
1042
1000
813
800
510
600
290
400
200
164
172
2008
2009
363
42
0
2007
Fonte: BNDES
2010
2011
2012
2013
2014
Evolução dos Desembolsos - Inovação
5.220
R$ Milhão
1,943
3.288
2.659
1,060
1,000
1,374
3,272
2,236
563
2009
1,635
2010
Repasses à Finep
2011
2012
2013
BNDES: Política de Atuação no Apoio à Inovação
posicionamento competitivo
sustentabilidade ambiental
•
foca no desenvolvimento de capacidade nas empresas para a realização de
atividades inovativas regularmente, na construção de capacitação
tecnológica inserida na estratégia empresarial
•
atuação em todos os setores da economia, mas com prioridades
estratégicas
•
atua de forma complementar a outras instituições do Sistema Nacional de
Inovação
•
Portfólio de instrumentos de renda fixa e renda variável
Conclusões
 Inovação é imperativo para o futuro da indústria e dos serviços no
Brasil
 Estrutura da Indústria e dos Serviços tem grande potencial
inexplorado em inovação e P&D
 Setor público está ampliando a escala de recursos e definindo
programas ambiciosos (Inova Empresa)
 Setor empresarial começa a responder aos desafios de maneira
bastante proativa
 Novo paradigma: desenvolvimento de projetos em rede(empresaempresa, empresa-institutos de pesquisa)
Novos Desafios para o
Financiamento da Inovação
Julho de 2014
David Kupfer - Assessor da Presidência

similar documents