DERSV- OT-PCs RP 11052010.

Report
Recuperação Paralela 2010
Processos de Recuperação: Caminhos e Desafios
A importância do registro na
Recuperação Paralela
O QUE IRÁ DAR CREDIBILIDADE AO PROFESSOR SÃO
OS REGISTROS; SUBSÍDIOS PARA UMA AVALIAÇÃO
QUALITATIVA.
REGISTRO: AVALIAÇÃO QUALITATIVA
O registro permite a sistematização de um
estudo feito ou de uma situação de
aprendizagem vivida. O registro é História,
memória individual e coletiva eternizadas na
palavra grafada. É o meio capaz de tornar o
educador consciente de sua prática de ensino,
tanto quanto do compromisso político que a
reveste.
Madalena Freire
O registro possibilita ao professor:
• numa primeira fase: registrar suas reflexões
sobre o próprio processo de aprendizagem;
• numa fase posterior: registrar o que está
percebendo de mudança na sua prática;
• entre uma fase e outra: manter debates com
colegas (revê o que está fazendo, reorganiza as
atividades de ensino).
CABE AO PROFESSOR DO
ESTUDO DE RECUPERAÇÃO
PARALELA
Organizar uma boa rotina, pautas de
observação e registros constantes do
processo de aprendizagem dos alunos
de maneira que o leve a :
- Compreender os motivos das dificuldades de
aprendizagem dos alunos.
- Procurar estabelecer vínculos positivos e de
confiança com os alunos.
- Valorizar os saberes dos alunos.
-Acolher as ideias, dúvidas e tratar os erros dos
alunos como sinais de saberes.
- Manifestar confiança na capacidade dos alunos,
respeitar às dúvidas, saberes, etc.
VÍDEO: O DIÁRIO
INSTRUMENTOS DE REGISTRO
INSTRUMENTOS PARA DIAGNÓSTICO, REGISTROS E
ACOMPANHAMENTOS
SUBSÍDIOS PARA OS INSTRUMENTOS
- Eixos Temáticos
- Competências do Sujeito:
- Matriz de Referência para Avaliação do SARESP
MATERIAL DE APOIO PRODUZIDO PELA CENP
+ Matemática – Volume Especial
+ Matemática – Volume 2
+ Matemática – Volume 3
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA
Avaliação Diagnóstica 5ª/6ª série EF
Avaliação Diagnóstica 7ª/8ª série EF
Avaliação Diagnóstica Ensino Médio
EIXOS TEMÁTICOS
TEMA
CONTEÚDO
TEMA 1
Números, operações e funções
TEMA 2
Espaço e forma
TEMA 3
Grandezas e medidas
TEMA 4
Tratamento da informação
COMPETÊNCIAS DO SUJEITO
GRUPO
COMPETÊNCIA
GRUPO I
OBSERVAR
GRUPO II
REALIZAR
GRUPO III
COMPREENDER
MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA A
AVALIAÇÃO DO SARESP
MATRIZ SARESP.doc
HABILIDADES DO EF e EM
MATRIZ DE ESPECIFICAÇÃO Matematica EF e EM.doc
MATERIAL DE APOIO PRODUZIDO PELA
CENP
VOLUME_ESPECIAL-_atividades_e_objetivos[1].doc
VOLUME_2-_atividades_e_objetivos[1].doc
VOLUME_3-_atividades_e_objetivos[1].doc
Apresentação das Fichas de
acompanhamento
Registro – EF
Registro – EM
DE - Região São Vicente
Recuperação Paralela 2010 25/02
Para saber mais:
•
WEISZ, Telma. O Diálogo entre o ensino e a aprendizagem. São Paulo: Ática, 1999.
•
ANDRÉ, M.; DARSIE, M. M. P. Novas práticas de avaliação e a escrita do diário:
atendimento às diferenças? In: ANDRÉ, Marli (org.) Pedagogia das diferenças na sala
de aula. Campinas, SP: Papirus, 1999.
•
CASTEDO, Mirta L. Uma alternativa de Capacitação Docente para a Alfabetização
Inicial. Bogotá, 1993 (mimeo).
•
CASTRO, Edmilson de. A produção do registro do educador: decifrando sinais. In:
http://www.pedagogico.com.br/edicoes/8/artigo2241-1.asp?o=r, acesso em 21/01/2010.
•
FREIRE, Madalena. O papel do registro na formação do educador . In: <
http://www.pedagogico.com.br/edicoes/8/artigo2242-1.asp?o=r
>
acesso
em
20/01/2010
 FREITAS, Alexandre S. Os desafios da Formação de Professores no Século XXI:
 Telma F. Formação continuada de professores: questões para reflexão. Belo
Horizonte: Autêntica, 2005.
 GÓMEZ, C. M. – O pensamento Prático do Professor – A formação do Professor como
Profissional reflexivo. In: NÓVOA, A. Os professores e sua Formação. Lisboa: Pub.
Dom Quixote, 1995.
 PERRENOUD, Philippe. A Prática reflexiva do professor : profissionalização e razão
docente. Porto Alegre: Artmed Editora, 2002.
 NÓVOA, A. (org.)- Os Professores e sua Formação. Lisboa: Pub. Dom Quixote, 1995.
 http://crv.educacao.mg.gov.br/sistema_crv/index.asp?id_projeto=27&ID_OBJETO=3
5606&tipo=ob&cp=000000&cb=&n1=&n2=Biblioteca%20Virtual&n3=Dicion%E1rio%
20da%20Educa%E7%E3o&n4=&b=s
 http://www.alb.com.br/anais16/sem10pdf/sm10ss09_09.pdf
OBRIGADO
PCsOP DE
MATEMÁTICA:
Iara Arakaki
&
Mutsu-ko
Kobashigawa

similar documents