Alienação Parental

Report
ALIENAÇÃO PARENTAL
“Pais, não irritem seus filhos,
antes criem-nos segundo a
instrução e o conselho do
Senhor.” Ef. 6.4
ALIENAÇÃO PARENTAL
•O QUE É ALIENAÇÃO PARENTAL? QUEM
ALIENA?
•POR QUE ACONTECE A ALIENAÇÃO
PARENTAL?
•COMO OCORRE?
•QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS?
O QUE É ALIENAÇÃO PARENTAL?
É quando o pai ou a mãe, ‘faz a cabeça da
criança’ contra o outro genitor.
Um dos pais convence o filho ou a filha a odiar
o pai ou a mãe.
Acontece quando o casal está em conflito e
envolve os filhos na briga.
O QUE É ALIENAÇÃO PARENTAL?
A alienação parental é todo o ato que visa de
qualquer forma afastar a criança da convivência
com o seu genitor, não sendo necessário que a
criança repudie o genitor alienado, bastando que
o filho se afaste deste genitor para caracterizar a
alienação parental.
O que diz a lei?
A Lei nº 12.318/2010 diz no artigo 2º:
“Considera-se ato de alienação parental a
interferência na formação psicológica da criança ou
do adolescente promovida ou induzida por um dos
genitores, pelos avós ou pelos que tenham a criança
ou adolescente sob a sua autoridade, guarda ou
vigilância para que repudie genitor ou que cause
prejuízo ao estabelecimento ou à manutenção de
vínculos com este”.
O QUE DIZ A LEI?
A lei é clara. Havendo indício de ato de alienação parental, o
processo terá tramitação prioritária. O juiz determinará, com
urgência, ouvido o Ministério Público, as medidas necessárias.
Fará com que seja preservada a integridade psicológica da
criança ou do adolescente, e assegurada a sua convivência com
o genitor, viabilizando a efetiva reaproximação entre ambos, se
for o caso.
O juiz poderá estipular multa ao alienador, além de determinar
a alteração da guarda ou retirar o menor da residência em que
vive, por ocasião das alternâncias dos períodos de convivência
familiar, com a guarda compartilhada.
QUEM ALIENA?
• Pesquisas apontam as mães como as maiores
alienadoras, uma vez que grande parte dos
julgamentos ainda as define como detentoras da
guarda dos filhos.
•O ex-parceiro - o genitor – também pode ser o
alienador.
•A Alienação Parental pode incluir terceiros, como os
avós.
COMO OCORRE?
A Lei n.º 12.318/2010 identifica, como exemplos, as condutas de
Alienação Parental.
I - Realizar campanha de desqualificação da conduta do genitor no
exercício da paternidade ou maternidade.
II - Dificultar o exercício da autoridade parental.
III - Dificultar contato de criança ou adolescente com genitor.
IV - Dificultar o exercício do direito regulamentado de convivência
familiar.
V - Omitir deliberadamente a genitor informações pessoais relevantes
sobre a criança ou adolescente, inclusive escolares, médicas e
alterações de endereço.
COMO OCORRE?
VI - Apresentar falsa denúncia contra o genitor, contra familiares
deste ou contra avós, para obstar ou dificultar a convivência deles
com a criança ou adolescente.
VII - Mudar o domicílio para local distante, sem justificativa,
visando a dificultar a convivência da criança ou do adolescente
com o outro genitor, com familiares deste ou com avós.
QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS DA
ALIENAÇÃO PARENTAL?
• Gera um profundo sentimento de desamparo na criança ou
adolescente, levando a sintomas, que poderão ser expresso
tanto no corpo, por um processo de somatização, quanto por
um comportamento antissocial, causando vínculos
patológicos, relacionamentos conturbados e imagens
distorcidas da realidade.
• Acontecem prejuízos graves quando se perde a alegria de viver,
as crianças e os adolescentes se sentem usados por um dos
genitores, se sentem fiscais ou juízes de um outro genitor.
• O prejuízo psicológico também é grande pois a alienação
parental gera um profundo sentimento de desamor, desamparo
gerando na criança e adolescentes sentimentos ambivalentes
de amor x ódio.
GARDNER DESCREVE TRÊS ESTÁGIOS DA SÍNDROME DE ALIENAÇÂO
PARENTAL:
1) Estágio leve – quando nas visitas há dificuldades no momento
da troca dos genitores;
2) Estágio moderado – quando o genitor alienante utiliza uma
grande variedade de artifícios para excluir o outro;
3)Estágio agudo – quando os filhos já se encontram de tal forma
manipulados, que a visita do genitor alienado pode causar
pânico ou mesmo desespero.
QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS PARA OS
FILHOS?
Na criança pode ocasionar problemas na escola
de desempenho escolar e violência.
Nos adolescentes pode ocasionar inclinação ao
álcool e às drogas, dificuldades de se relacionar
e insegurança, dupla personalidade e às vezes
suicídio.
DE QUE FORMA ESSES CONFLITOS
PODEM APARECER?
• ansiedade, medo, insegurança, isolamento, tristeza, depressão,
• hostilidade, desorganização mental, dificuldade escolar, baixa
tolerância à frustração,
• irritabilidade, enurese (descontrole urinário), transtorno de
identidade ou de imagem,
• sentimento de desespero, culpa,
• dupla personalidade, inclinação ao álcool e às drogas,
• em casos mais extremos, idéias ou comportamentos suicidas.
DE QUE FORMA ESSES CONFLITOS
PODEM APARECER NA IDADE ADULTA?
•A Síndrome da Alienação Parental, uma vez instalada, enseja que
o menor, quando adulto, padeça de um grave complexo de culpa
por ter sido cúmplice de uma grande injustiça contra o genitor
alienado.
•Por outro lado, o genitor alienante passa a ter papel de principal e
único modelo para a criança, que no futuro tenderá a repetir o
mesmo comportamento.
•Os efeitos da Síndrome podem se manifestar por meio de perdas
importantes: morte de pais, familiares próximos, amigos etc.
PARA SUA REFLEXÃO:
• A alienação parental priva a criança do necessário e salutar
convívio com todo um núcleo afetivo do qual faz parte e ao
qual deveria permanecer integrada.
• Quando o marido e a mulher se separam e se acaba a
conjugalidade é importante saber que pai e a mãe, sempre
permanecem, isto é, a parentalidade deve ser mantida e
preservada.
• Mesmo que acabe o amor entre o casal, o respeito deve
existir, por aquele que se escolheu para ser pai ou mãe dos
filhos.
PARA SUA REFLEXÃO:
• O Senhor Deus, deve ser aquele que dirige nossas ações, por
isso, Ele deve edificar nosso lar.
• Salomão em sua sabedoria aconselha no Salmo 127: 1 - “Se
não for o Senhor o construtor da casa, será inútil trabalhar
na construção”.
• No versículo 3 afirma: “Os filhos são herança do Senhor,
uma recompensa que ele dá”.
• Vivamos em amor e harmonia, cuidemos da saúde
emocional e espiritual daqueles que Deus nos deu como
presente precioso.
Aplicação do estudo:
1 - Como a igreja pode orientar os jovens namorados, noivos e
recém-casados, casais adultos e idosos, para manter
saudável e equilibrada a vida a dois?
2 - Como a família ampliada, a igreja e a escola podem orientar e
apoiar as famílias divorciadas?
3 - Você conhece crianças e adolescentes que vivem em situação
conflitante com seus pais? Como você pode ajudar a família
dessas crianças e adolescentes?
CVGC – 08/01/2014
OS 20 PEDIDOS DOS FILHOS
DE PAIS SEPARADOS
Mãe e Pai!
1 - Nunca esqueçam: eu sou a criança de vocês dois. Agora,
moro só com um de meus pais, e este me dedica mais tempo.
Mas preciso também do outro.
2 - Não me perguntem se eu gosto mais de um ou do outro. Eu
gosto de “igual” modo dos dois. Então, não critique o outro na
minha frente, porque isso dói.
3 - Ajudem-me a manter o contato com aquele dentre vocês
com quem não fico sempre. Marque o seu número de telefone
para mim, ou escreva-me o seu endereço num envelope.
Ajudem-me, no Natal, ou no seu aniversário, para poder
preparar um presente para o outro. Das minhas fotos, façam
sempre uma cópia para o outro.
OS 20 PEDIDOS DOS FILHOS
DE PAIS SEPARADOS
4 - Conversem como adultos. Mas conversem. E não me usem
como mensageiro entre vocês, ainda menos para recados que
deixarão o outro triste ou furioso.
5 - Não fiquem tristes quando eu for com o outro. Aquele que eu
deixo não precisa pensar que não vou mais amá-lo daqui alguns
dias. Eu preferia sempre ficar com vocês dois, mas não posso
dividir-me em dois pedaços, só porque a nossa família se rasgou.
6 - Nunca me privem do tempo que possuo com o outro. Uma
parte do meu tempo é para mim e para a minha Mãe; outra
parte de meu tempo é para mim e para o meu Pai.
OS 20 PEDIDOS DOS FILHOS
DE PAIS SEPARADOS
7 - Não fiquem surpreendidos nem chateados quando eu estiver
com o outro e não der notícias. Agora tenho duas casas, e
preciso distingui-las bem, senão não sei mais onde fico.
8 - Não me passem ao outro, na porta da casa, como um pacote.
Convidem o outro por um breve instante para entrar, e
conversem como vocês podem ajudar a facilitar a minha vida.
Quando me vierem buscar ou levar de volta, deixem-me um
breve instante com vocês dois.
9 - Vão buscar-me na casa dos avós, na escola ou na casa de
amigos se vocês não puderem suportar o olhar do outro.
OS 20 PEDIDOS DOS FILHOS
DE PAIS SEPARADOS
10 - Não briguem na minha frente. Sejam ao menos tão
educados quanto vocês seriam com outras pessoas, ou tanto
quanto exigem de mim.
11 - Não me contem coisas que ainda não posso entender.
Conversem sobre isso com outros adultos, mas não comigo.
12 - Deixem-me levar os meus amigos na casa de cada um. Eu
desejo que eles possam conhecer a minha Mãe e o meu Pai, e
achá-los simpáticos.
OS 20 PEDIDOS DOS FILHOS
DE PAIS SEPARADOS
13 - Concordem sobre o dinheiro. Não desejo que um tenha muito
e o outro muito pouco. Tem de ser bom para os dois, assim
poderei ficar à vontade com os dois.
14 - Não tentem "comprar-me". De qualquer forma, não consigo
comer todo o chocolate que eu gostaria.
15 - Falem-me francamente quando não cabe no orçamento. Para
mim, o tempo é bem mais importante que o dinheiro. Divirto-me
bem mais com um brinquedo simples e engraçado do que com um
novo brinquedo.
OS 20 PEDIDOS DOS FILHOS
DE PAIS SEPARADOS
16 - Não sejam sempre "ativos" comigo. Não tem de ser sempre
alguma coisa de louco ou de novo quando vocês fazem alguma
coisa comigo. Para mim, o melhor é quando somos
simplesmente felizes para brincar e que tenhamos um pouco de
calma.
17 – Tentem deixar o máximo de coisas idênticas na minha vida,
como estava antes da separação. Comecem com o meu quarto,
depois com as pequenas coisas que eu fiz sozinho com meu Pai
ou com minha Mãe.
18 - Sejam amáveis com os meus outros avós, mesmo que, na
sua separação, eles ficaram mais do lado do seu próprio filho.
Vocês também ficariam do meu lado se eu estivesse com
problemas! Não quero perder ainda os meus avós.
OS 20 PEDIDOS DOS FILHOS
DE PAIS SEPARADOS
19 - Sejam gentis com o novo parceiro que vocês encontrarem
ou já encontraram. Preciso também me entender com essas
outras pessoas. Prefiro quando vocês não têm ciúme um do
outro. Seria de qualquer forma melhor para mim quando vocês
dois encontrassem rapidamente alguém que vocês possam amar.
Vocês não ficariam tão chateados um com o outro.
20 - Sejam otimistas. Releiam todos os meus pedidos. Talvez
vocês conversem sobre eles. Mas não briguem. Não usem os
meus pedidos para censurar o outro. Se vocês o fizerem, vocês
não terão entendido como eu me sinto e o que preciso para ser
feliz.
Existência Educação Infantil Blog
Fonte: Tribunal de Família e Menores de Cochem-Zell (Alemanha)
POESIA
SOU GENTE
NÃO TENHO CULPA DE NASCER
EM MEIO DE CONFLITO E DOR
SENDO DIVIDIDO
POR QUEM TEM QUE ME DAR AMOR
NÃO TENHO CULPA DE VIVER
ENTRE ANGÚSTIA E SOLIDÃO
SENDO ALGOZ E FERIDO
POR QUEM TEM QUE ME ESTENDER A MÃO
QUAL É O SENTIDO DE TANTO ÓDIO
DE SER PROPRIEDADE E BRINQUEDO
SER JOGUETE DA FRUSTRAÇÃO
DE SER USADA PARA TORTURAR
ALGUÉM QUE JÁ FOI PAIXÃO
BRIGAS, GRITOS, CONFUSÃO,
ANGÚSTIA E DESESPERO, TENHO MEDO!
AS PESSOAS QUE TANTO AMO
MAS NÃO ME TEM RESPEITO
UM DIA IRÃO PERCEBER
QUE RELACIONAMENTOS ÀS VEZES TERMINAM
MAS A VIDA QUE DERAM VIDA
É FRUTO DO AMOR DE VIDAS, QUE SE
ENTREGOU, E AGRADECEU
MAS HOJE ESTÃO SACRIFICANDO O MEU EU
NÃO SOU OBJETO, SOU INDIVÍDUO
QUERO SONHAR COM A LIBERDADE
TENHO CERTEZA QUE UM DIA
POSSO CONHECER TODA VERDADE
E OLHAR NOS OLHOS E DIZER
SOU GENTE TENHAM RESPONSABILIDADE
QUE MUNDO PREPARARAM PARA MIM
QUE SONHOS SONHARAM ENFIM
ACASO SEI QUE NÃO SOU
POR QUE EXISTE UM CRIADOR
E ELE ME DESEJOU, SEI QUE SIM
ESPERO UM DIA PODER
DAR SIGNIFICADO AO MEU SER
E PODER DIZER ENTÃO
CRESÇAM E TENHA COMPAIXÃO
EU SOU REAL, E NÃO UMA ILUSÃO
POR QUE TANTA MANIPULAÇÃO
QUANDO A LÁGRIMA DA SAUDADE CHEGAR
NO GRITO DO SILÊNCIO TE ENCONTRAR
PODEREI DIZER ENTÃO
SOU A CONFIRMAÇÃO DE DUAS VIDAS
QUE TEM VIDA E FALTA RAZÃO
HOJE TENHO CONVICÇÃO
QUE MESMO QUE OS DOIS ESQUEÇAM DE MIM
EU POSSO DIZER ENFIM
O MEU NOME ESTÁ ESCRITO NA MÃO
DAQUELE QUE FEZ O MUNDO
MESMO QUE FALTE OPÇÃO
DEUS ME DÁ LUZ E DIREÇÃO
Autora: Terapeuta Familiar Bernadete Maia
Bibliografia consultada:
• Seminários Clínicos: Alienação Parental. UFPE, 2013
• Existência Educação Infantil Blog - OS 20 PEDIDOS DOS
FILHOS DE PAIS SEPARADOS, Tribunal de Família e Menores
de Cochem-Zell (Alemanha)
• Escola Superior de Advocacia OAB/RS - Associação Brasileira
Criança Feliz: CARTILHA - ALIENAÇÃO PARENTAL Vidas em
Preto e Branco
• Alienação Parental – Dr.ª Virgínia Buarque – UFPE, 2013
Vídeos sugeridos:
• Alienação Parental 16/07/2013 – Lúcia Deccache
www.youtube.com/watch?v=Rx1YkAQhMuY
• Separação dos pais pode prejudicar a saúde dos filhos
www.youtube.com/watch?v=1DLhQHe6Ghw&feature=related
• A morte inventada – Entrevista parte 1, 2, 3 – TV Senado
Sites:
• www.ufmbb.org.br
• www.amorteinventada.com.br
Livro: “Alienação Parental e sua Síndrome” de Valéria Correia Magalhães –
Advogada e Psicóloga
UFMBB
www.ufmbb.org.br
MCA
Revista Visão Missionária
Produção: [email protected]

similar documents