da apresentação em PowerPoint

Report
NOVEMBRO DE 2011
Fabiana D’Atri
Economista Sênior do Departamento de Pesquisas e Estudos
Econômicos - DEPEC
O DESAFIO EUROPEU E O
AJUSTE DA ECONOMIA GLOBAL
RETIRARÃO UM POUCO MENOS
QUE 1,5 PONTO PERCENTUAL
DO PIB MUNDIAL EM 2012
O PIOR MOMENTO DO PIB MUNDIAL
POSSIVELMENTE NO PRIMEIRO
TRIMESTRE DE 2012
2
Média
CRESCIMENTO DO PIB DO MUNDO
PIBsMUNDO
OBTIDA PELA PARIDADE
DO PODER
DE PIBs
COMPRA) 1980 TAXATAXA
DEDECRESCIMENTO
DO(SOMA
PIBDOS
DO
(SOMA
DOS
Histórica
2011FONTE: FMI, BRADESCO
OBTIDA PELA PARIDADE DO PODER DE COMPRA) 1980 - 2012
5.8
5.2 5.4
AVERAGE
4.9
4.8
4.5
3.9
3.8
4.6
4.3
3.9
3.8
5.0
4.9
4.8
3.8
3.5
3.5 3.4 3.3
3.2
3.3
2.9
2.8
3.8
3.6
3.5
2.9
2.9
2.6
2.8
2.2
2.2
2.3
2.1
1.8
1.8
0.7
0.8
-0.2
-0.5
3
FONTE: FMI/WEO
ELABORAÇÃO: BRADESCO
2012*
2011*
2010
2009
2008
2007
2006
2005
2004
2003
2002
2001
2000
1999
1998
1997
1996
1995
1994
1993
1992
1991
1990
1989
1988
1987
1986
1985
1984
1983
1982
1981
1980
-1.2
DESENVOLVIDOS: CRESCIMENTO PIB REAL (%)
Taxa de Crescimento do PIB dos países Desenvolvidos (1980 - 2011*) (*) projeção depec BRADESCO
6.0
4.8
5.0
4.6
3.1
2.9
3.0
3.9
3.9
3.8
4.0
3.3
2.9
3.4
3.3
3.2
2.6
3.0
2.8
2.5
2.5
2.9
2.8
2.0
1.8
2.0
1.5
1.4 1.5
1.2
1.1
2.5
1.0
1.1
0.4
0.1
0.0
-1.0
-2.0
-3.0
2012*
2011*
2010
2008
2007
2006
2005
2004
2003
2002
2001
2000
1999
1998
1997
1996
1995
1994
1993
1992
1991
1990
1989
1988
1987
1986
1985
1984
1982
1983
FONTE: FMI
ELABORAÇÃO: BRADESCO
2009
-3.3
-4.0
EMERGENTES: CRESCIMENTO PIB REAL (%)
Taxa de Crescimento do PIB dos países Emergentes (1980 - 2011*) (*) projeção depec BRADESCO
9.0
8.1
7.7
8.0
7.3
7.3
6.9
7.0
6.4
6.1
6.0
6.0
5.2 5.1
5.2
5.0
4.7
4.3 4.4
4.3
4.1 4.3
3.8 3.7
4.0
3.0
5.8
5.6
4.9
4.3
3.4
4.0
3.7
3.6
2.6
2.1
2.1
2.0
2.0
1.0
FONTE: FMI
ELABORAÇÃO: BRADESCO
2012*
2011*
2010
2009
2008
2007
2006
2005
2004
2003
2002
2001
2000
1999
1998
1997
1996
1995
1994
1993
1992
1991
1990
1989
1988
1987
1986
1985
1984
1983
1982
0.0
18/02/08
17/03/08
14/04/08
12/05/08
09/06/08
07/07/08
04/08/08
01/09/08
29/09/08
27/10/08
24/11/08
22/12/08
19/01/09
16/02/09
16/03/09
13/04/09
11/05/09
08/06/09
06/07/09
03/08/09
31/08/09
28/09/09
26/10/09
23/11/09
21/12/09
18/01/10
15/02/10
15/03/10
12/04/10
10/05/10
07/06/10
05/07/10
02/08/10
30/08/10
27/09/10
25/10/10
22/11/10
20/12/10
17/01/11
14/02/11
14/03/11
11/04/11
09/05/11
06/06/11
04/07/11
01/08/11
29/08/11
26/09/11
24/10/11
21/11/11
COMMODITIES: EVOLUÇÃO ÍNDICES AGRÍCOLAS,
Índices E
agregados
de preços de commodities.
INDUSTRIAIS
ENERGÉTICAS
2002-2011Fonte:Bloomberg.
580.00
535.3
6
Indice Agrícola
Indice Industriais
480.00
Indice Energeticas
456.6
280.00
180.00
FONTE: BLOOMBERG
ELABORAÇÃO: BRADESCO
440.2
380.00
349.4
281.5
263.5
239.9
210.8
409.7
348.4
383.0
317.2
339.8
346.5
319.3
302.5
259.0
217.7
138.1
80.00
BRASIL EM
2011/2012
COMEÇANDO PELA TAXA
DE CÂMBIO ...
ANALISAR:
COMPORTAMENTO DO
DÓLAR, DOS PREÇOS DAS
COMMODITIES E DO FLUXO
DE CAPITAL.
8
EVOLUÇÃO DA PARTICIPAÇÃO DE COMMODITIES E QUASE
de exportação brasileira2000commodities na pautaBRASILEIRA
de commodities
Evolução da participação
COMMODITIES
NA PAUTA
DEe quase
EXPORTAÇÃO
média móvel de 12 meses - Fonte: Mdic
2011
71%
69.6%
70.7%
69%
67.6%
67%
67.8%
65.7%
66.5%
65%
64.5%
62.7%
63%
60.8%
61%
59.8%
59.7%
59%
57.8%
61.2%
59.5%
59.1%
58.1%
57%
55.2%
55%
54.6%
set/01
dez/01
mar/02
jun/02
set/02
dez/02
mar/03
jun/03
set/03
dez/03
mar/04
jun/04
set/04
dez/04
mar/05
jun/05
set/05
dez/05
mar/06
jun/06
set/06
dez/06
mar/07
jun/07
set/07
dez/07
mar/08
jun/08
set/08
dez/08
mar/09
jun/09
set/09
dez/09
mar/10
jun/10
set/10
dez/10
mar/11
jun/11
set/11
53%
9
FONTE:
SECEX
FONTE:
MDIC
ELABORAÇÃO:
BRADESCO
ELABORAÇÃO: BRADESCO
jul-00
out-00
jan-01
abr-01
jul-01
out-01
jan-02
abr-02
jul-02
out-02
jan-03
abr-03
jul-03
out-03
jan-04
abr-04
jul-04
out-04
jan-05
abr-05
jul-05
out-05
jan-06
abr-06
jul-06
out-06
jan-07
abr-07
jul-07
out-07
jan-08
abr-08
jul-08
out-08
jan-09
abr-09
jul-09
out-09
jan-10
abr-10
jul-10
out-10
jan-11
abr-11
jul-11
out-11
Funcex. 1999-2007
96.00
90
85
10
86.95
FONTE: FUNCEX
ELABORAÇÃO: BRADESCO
Termos de Troca
ÍNDICE DE TERMOS DE TROCA 1999 - 2011
1996 = 100
130
126.06
120
117.99
110
108.37
105
101.80
100 98.12
95.07
96.03
95
94.35
128.70
125
122.59
115
109.97
102.66
99.17
96.80
93.60
90.70
88.05
18/02/08
17/03/08
14/04/08
12/05/08
09/06/08
07/07/08
04/08/08
01/09/08
29/09/08
27/10/08
24/11/08
22/12/08
19/01/09
16/02/09
16/03/09
13/04/09
11/05/09
08/06/09
06/07/09
03/08/09
31/08/09
28/09/09
26/10/09
23/11/09
21/12/09
18/01/10
15/02/10
15/03/10
12/04/10
10/05/10
07/06/10
05/07/10
02/08/10
30/08/10
27/09/10
25/10/10
22/11/10
20/12/10
17/01/11
14/02/11
14/03/11
11/04/11
09/05/11
06/06/11
04/07/11
01/08/11
29/08/11
26/09/11
24/10/11
21/11/11
EVOLUÇÃO DA TAXA DE CÂMBIO R$/US$ 2004 - 2011
R$/ US$
2.60
2.504
2.40
2.315
2.231
1.80
11
1.745
1.60 1.672
1.562
FONTE: BLOOMBERG
ELABORAÇÃO: BRADESCO
DEZEMBRO 2007
R$ 1,77 / US$
DEZEMBRO 2008
R$ 2,34 / US$
DEZEMBRO 2009
R$ 1,74 / US$
1.886
1.921
DEZEMBRO 2010
R$ 1,67 / US$
DEZEMBRO 2011
R$ 1,70 / US$
DEZEMBRO 2012
R$ 1,70 / US$
2.20
2.00
1.996
1.906
1.860
1.807
1.677
1.803
1.701
1.589
1.569
1.693
1.653
1.540
1.40
TAXA DE CRESCIMENTO DO QUANTUM DAS EXPORTAÇÕES E
IMPORTAÇÕES BRASILEIRAS ACUMULADAS EM 12 MESES
de crescimento do quantum das exportações e importações brasileiras acumuladas em 12 meses 2004Taxa
– 2011
Fonte: Funcex
44.0%
40.0%
Importação
36.0%
37.8%
32.0%
18.6%
28.0%
24.0%
15.5%
20.0%
22.1%
21.1%
20.0%
16.0%
21.8%
14.0%
11.1%
12.0%
7.2%
8.0%
13.8%
9.5%
4.9%
4.0%
5.5%
5.1%
0.0%
-1.9%
-4.0%
Exportação
-7.9%
-8.0%
-12.0%
-11.4%
-12.5%
-16.0%
-20.0%
12
FONTE: FUNCEX
ELABORAÇÃO: BRADESCO
out/11
jul/11
abr/11
jan/11
out/10
jul/10
abr/10
jan/10
out/09
jul/09
abr/09
jan/09
out/08
jul/08
abr/08
jan/08
out/07
jul/07
abr/07
jan/07
out/06
jul/06
abr/06
jan/06
out/05
jul/05
abr/05
jan/05
out/04
jul/04
-24.0%
SALDO
DASecex/MDIC
BALANÇA COMERCIAL
BRASILEIRA 1991 - 2012
Fonte:
SALDO COMERCIAL - US$ BILHÕES
Elaboração e * (projeção): BRADESCO
49,000
44,924
46,456
40,028
42,000
33,842
35,000
30,078
24,912
28,000
24,759
25,290
23,217
20,278
21,000
15,594
13,336
14,000 10,579
10,501
13,199
7,000
2,651
0
-751
-3,353
-7,000
-1,237
-5,538
-6,590
-8,375
13
FONTE: MDIC
ELABORAÇÃO: BRADESCO
2012*
2011*
2010
2009
2008
2007
2006
2005
2004
2003
2002
2001
2000
1999
1998
1997
1996
1995
1994
1993
1992
1991
-14,000
DESACELERAÇÃO DA
ECONOMIA DOMÉSTICA
FICOU MAIS EVIDENTE NO
TERCEIRO TRIMESTRE
DESTE ANO.
14
QUAIS SÃO OS FATORES
DETERMINANTES PARA A
ATIVIDADE?
MERCADO DE TRABALHO E
RENDA
SETOR AGRÍCOLA
CRÉDITO
MÉDIA MÓVEL 3 MESES DA GERAÇÃO LÍQUIDA DE EMPREGO
FORMAL - DADOS DESSAZONALIZADOS
- 2000 - 2011
Média do Caged em
Média do Caged em
Fonte: Caged
Elaboração: Bradesco
períodos de redução da- Média Móvel 3 meses
Geração líquida de emprego formal dessazonalizada
taxa de juros (80 mil)
EM POSTOS DE TRABALHO
250,000
219,135
201,300
200,000
197,901
181,853
171,680
149,457
150,000
128,684
100,000
161,408
159,205
144,606
105,531
76,773
99,692
92,384
72,049
50,000
40,053
27,036
37,278
0
-50,000
-82,731
abr/01
jul/01
out/01
jan/02
abr/02
jul/02
out/02
jan/03
abr/03
jul/03
out/03
jan/04
abr/04
jul/04
out/04
jan/05
abr/05
jul/05
out/05
jan/06
abr/06
jul/06
out/06
jan/07
abr/07
jul/07
out/07
jan/08
abr/08
jul/08
out/08
jan/09
abr/09
jul/09
out/09
jan/10
abr/10
jul/10
out/10
jan/11
abr/11
jul/11
out/11
-100,000
16
FONTE: CAGED
ELABORAÇÃO BRADESCO
GERAÇÃO LÍQUIDA DE EMPREGO FORMAL NO SETOR DA AGROPECUÁRIAMÉDIA MÓVEL 6 MESES DESSAZONALIZADA - 2004-2011
EM POSTOS DE TRABALHO
20,000
15,000
9,737
10,000
9,045
7,725
5,600
5,000
3,760
1,674
2,970
1,011
2,886
2,983
50
0
-521
-1,553
-2,183
-1,401
-3,212
-5,000
-2,593
-3,550
-5,026
-6,536
-10,000
-15,000
-14,788
dez/04
fev/05
abr/05
jun/05
ago/05
out/05
dez/05
fev/06
abr/06
jun/06
ago/06
out/06
dez/06
fev/07
abr/07
jun/07
ago/07
out/07
dez/07
fev/08
abr/08
jun/08
ago/08
out/08
dez/08
fev/09
abr/09
jun/09
ago/09
out/09
dez/09
fev/10
abr/10
jun/10
ago/10
out/10
dez/10
fev/11
abr/11
jun/11
ago/11
out/11
-20,000
17
FONTE: CAGED
ELABORAÇÃO BRADESCO
2,457
Fonte: IBGE
TAXA
DE DESEMPREGO
NAS SEIS PRINCIPAIS REGIÕES
Elaboração:
Bradesco
METROPOLITANAS DO PAÍS – MÉDIA ANUAL (2003 – 2012)
12.5
12.3
11.5
11.5
10.5
9.9
10.0
9.3
9.5
8.5
7.9
8.1
7.5
6.7
6.5
6.2
6.0
5.5
2003
18
2004
FONTE: IBGE
ELABORAÇÃO: BRADESCO
2005
2006
2007
2008
2009
2010
2011
2012
TAXA DE FECUNDIDADE POR REGIÃO, 2000 E 2010
3,3
3,16
3,1
2000
2010
2,9
2,69
2,7
2,5
2,42
2,38
2,3
2,1
2,25
2,24
2,1
2,01
1,88
1,86
1,9
1,75
1,7
1,66
1,5
Sudeste
Sul
FONTE: CENSO/IBGE
ELABORAÇÃO: BRADESCO
Brasil
Centro-Oeste
* PROJEÇÃO BRADESCO
Nordeste
Norte
SALÁRIO MÍNIMO: VARIAÇÃO NOMINAL 1996 - 2012
REAJUSTE NOMINAL DO SALÁRIO MÍNIMO. Fonte: MTE
21%
20.0%
19.2%
16.7%
15.4%
13.8%
14%
12.0%
12.0%
11.1%
11.0%
8.3%
8.6%
8.3%
9.7%
9.2%
7.1%
6.9%
7%
4.6%
FONTE: TESOURO NACIONAL
ELABORAÇÃO E PROJEÇÃO: BRADESCO
2012
2011
2010
2009
2008
2007
2006
2005
2004
2003
2002
2001
2000
1999
1998
1997
1996
0%
MASSA AMPLIADA DE RENDIMENTOS (*) - CRESCIMENTO ANUAL
Fonte: IBGE
VARIAÇÃO ANUAL MASSA AMPLIADA DE RENDIMENTOS
7.82%
7.8%
7.3%
6.8%
6.41%
6.33%
6.3%
5.83%
5.81%
5.92%
5.8%
5.3%
4.89%
4.8%
4.3%
3.8%
21
21
2012
2011
2010
2009
2008
2007
2006
3.3%
VARIAÇÃO DA RENDA AGRÍCOLA
DE
GRÃOS
POR
DA RENDA
AGRÍCOLA
DE GRÃOS
PORREGIÃO
REGIÃO SAFRA 2010/2011
– SAFRA 2010/11
Em R$ milhões
FONTE: CONAB ELABORAÇÃO E PROJEÇÃO: VARIAÇÃO
BRADESCO
NORDESTE
63.8%
CENTRO-OESTE
39.5%
BRASIL
33.8%
SUDESTE
NORTE
23.8%
SUL
23.6%
0.0%
22
26.6%
FONTES: CONAB e DERAL
ELABORAÇÃO: BRADESCO
13.0%
26.0%
39.0%
52.0%
65.0%
78.0%
VARIAÇÃO DA RENDA AGRÍCOLA DE GRÃOS POR REGIÃO
–FONTE:
SAFRA
2011/12
Em R$ milhões
CONAB ELABORAÇÃO E PROJEÇÃO: VARIAÇÃO
BRADESCO DA RENDA AGRÍCOLA DE GRÃOS POR REGIÃO SAFRA 2010/2011
NORTE
5.9%
SUDESTE
3.1%
CENTRO-OESTE
2.7%
BRASIL
-1.0%
NORDESTE
SUL
-8.0%
23
-4.0%
-5.5%
-6.0%
FONTES: CONAB e DERAL
ELABORAÇÃO: BRADESCO
-4.0%
-2.0%
0.0%
2.0%
4.0%
6.0%
8.0%
* Projeção
PRODUÇÃO E CONSUMO MUNDIAL DE CAFÉ (OIC) 1992 - 2010
MILHÕES DE SACAS DE 60 KG
140.000
Produção Mundial
132
Consumo Mundial
130.000
129
129128
125
122
119
120.000
99
97
96 98
92
96
110
02/03
100.000
110
107
105
00/01
102
103
101
100
106
103 104
123
120
115
113
115
110.000
120
133 134
131
110
104
96
94
90.000
87
FONTE E PROJEÇÃO: OIC (Relatório Abril/11)
ELABORAÇÃO: BRADESCO
(*) Projeção
10/11*
09/10
08/09
07/08
06/07
05/06
04/05
03/04
01/02
99/00
98/99
97/98
96/97
95/96
94/95
93/94
92/93
80.000
RELAÇÃO ESTOQUE CONSUMO MUNDIAL DE CAFÉ 1990 – 2011*
US$ c / libra peso
52.0%
47.0%
290.0
46.7%
48.2%48.3%
Estoque / Consumo
254.3
Preço Médio
40.9%
42.0%
43.2%
42.8%
240.0
35.2%
37.0%
34.2%34.7%
33.2%
180.0
190.0
32.0%
28.7%
27.0%
28.2%
27.1%
26.2%
24.1%
23.4%
20.6%19.6%
19.8%
22.0%
140.0
22.8%
19.3%
17.0%
90.0
85.0
12.0%
67.9
•Projeção de estoque USDA; Projeção de consumo OIC
•Projeção de preço: média dos preços futuros
FONTE: NYBOT, USDA (estoque) e OIC (consumo)
ELABORAÇÃO: BRADESCO
10/11*
09/10
08/09
07/08
06/07
05/06
04/05
03/04
02/03
01/02
00/01
99/00
98/99
97/98
96/97
95/96
94/95
93/94
92/93
91/92
40.0
90/91
7.0%
CAFÉ ARÁBICA - BOLSA DE N YORK NYBOT PREÇO Fonte: Bloomberg
Café em grão - Bolsa de Nova York - NYBOT
Elaboração:
FUTURO
Em US$
cents por libra 1º
peso VENCTO 2000 - 2013
Projeção de preço: média dos preços futuros
2000 - 2010
EM US$ CENTS POR LIBRA PESO
335.0
282.18
285.0
241.65
246.50
221.34 256.43
235.0
188.66
185.0
152.15
129.13
135.0
115.06
96.77
99.01
78.09
63.15
FONTE: BLOOMBERG
ELABORAÇÃO: BRADESCO
•Projeção de preço: média dos preços futuros
dez/13
Jan/13
Jan/12
Jan/11
Jan/10
Jan/09
Jan/08
Jan/07
Jan/03
Jan/01
Jan/02
45.33 48.64
Jan/00
108.70
108.17
67.78
Jan/06
58.73
Jan/05
79.51
65.22
35.0
93.57 96.55
133.07
66.17
Jan/04
85.0
119.33
142.59
125.78
130.86
124.12
Em R$ por saca 60 kg
Fonte: Cepea Esalq
Elaboração e Projeção: Bradesco
CAFÉ ARÁBICA CEPEA ESALQ – PREÇO AO PRODUTOR – PRAÇA
SP 2000 - 2011
EM R$ POR SACA DE 60 KG
590,0
530,76
540,0
490,0
490,45
440,0
390,0
337,0
340,0
290,0
jan/00
267,8
269,3
230,4
193,0
190,0
90,0
291,4
239,8
240,0
223,6
140,0
291,5
305,1
218,2
302,4
282,2
245,8
232,2
199,0
143,8
130,5
117,8
162,8
104,4
jan/01
jan/02
jan/03
FONTE: CEPEA ESALQ
ELABORAÇÃO E PROJEÇÃO: BRADESCO
jan/04
jan/05
jan/06
jan/07
jan/08
jan/09
jan/10
jan/11 dez/11
Consumo interno de café
CONSUMO NACIONAL DE CAFÉ 1991 – 2011*
10,0%
8,6%
8,9%
8,8%
8,0%
6,1%
6,0%
4,7%
5,2% 4,9%
4,5%
4,1% 3,9%
4,0% 3,7%
5,0%
4,0%
3,5%
4,0% 3,8%
3,0% 2,9%
2,2% 2,2%
2,0%
0,0%
-2,0%
-2,1%
FONTE E (*) PROJEÇÃO: ABIC
ELABORAÇÃO: BRADESCO
2011*
2010
2009
2008
2007
2006
2005
2004
2003
2002
2001
2000
1999
1998
1997
1996
1995
1994
1993
1992
1991
-4,0%
Média diária das Concessões de Crédito (Pessoa Física e Jurídica) - R$ Milhões - Dessazonalizados
MÉDIA DIÁRIA DAS CONCESSÕES
DEFonte:
CRÉDITO
(PESSOA FÍSICA E
e Deflacionados.
BCB
JURÍDICA) - R$ MILHÕES - DESSAZONALIZADOS E DEFLACIONADOS
2008
2009
2009
2011*
2012*
31,1%
15,2%
20,6%
16,6%
15,8%
Recursos Livres
31,8%
9,6%
16,9%
14,6%
14,4%
Pessoa Física
24,2%
19,2%
19,2%
13,8%
13,3%
Pessoa Jurídica
38,9%
1,6%
14,7%
15,4%
15,5%
29,4%
29,1%
28,3%
20,5%
18,4%
Crédito Total
4,300
3,900
Recursos Direcionados
2,900
4,346
2,788
2,700
2,500
2,300
3,518
3,645
3,500
2,100
1,966
3,141
3,100
3,083
1,900
2,997
1,859
1,700
2,700
1,571
PF
1,362
jun/01
set/01
dez/01
mar/02
jun/02
set/02
dez/02
mar/03
jun/03
set/03
dez/03
mar/04
jun/04
set/04
dez/04
mar/05
jun/05
set/05
dez/05
mar/06
jun/06
set/06
dez/06
mar/07
jun/07
set/07
dez/07
mar/08
jun/08
set/08
dez/08
mar/09
jun/09
set/09
dez/09
mar/10
jun/10
set/10
dez/10
mar/11
jun/11
set/11
2,300
PJ
29
FONTE: BACEN
ELABORAÇÃO: BRADESCO
1,500
1,300
VOLUME DE VENDAS NO COMÉRCIO VAREJISTA - VARIAÇÃO
Fonte:PERCENTUAL
IBGE
VOLUME DE VENDAS
DO COMÉRCIO
ANUAL
2001VAREJISTA
- 2012 (PMC RESTRITA) - CRESCIMENTO ANUAL
11.5%
10.88%
9.68%
9.25%
9.5%
9.13%
7.50%
7.5%
6.82%
6.18%
5.5%
5.88%
4.82%
3.5%
1.5%
-0.5%
-0.70%
-2.5%
FONTE: IBGE
ELABORAÇÃO E PROJEÇÃO: BRADESCO
2012
2011
2010
2009
2008
2007
2006
2005
2004
2002
30
2003
-3.67%
-4.5%
PRODUÇÃO INDUSTRIAL:
TAXA -DE
VARIAÇÃO
PRODUÇÃO INDUSTRIAL
CRESCIMENTO
ANUAL ANUAL
2001 - 2012
Fonte: IBGE
EM %
12.0%
10.46%
8.30%
8.0%
6.02%
4.0%
3.09%
2.73%
3.10%
2.82%
2.75%
1.17%
0.05%
0.0%
-4.0%
-8.0%
31
FONTE: IBGE
ELABORAÇÃO: BRADESCO
2012
2011
2010
2009
2008
2007
2006
2005
2004
2003
2002
-7.38%
EVOLUÇÃO IPCA EM 12 MESES – 2004-2012
8.50%
8.1%
7.2%
7.50%
6.5%
6.4%
6.50%
6.5%
6.4%
6.4%
5.9%
5.6%
5.7%
5.3%
5.50%
5.6%
5.5%
4.7%
4.50%
4.2%
4.6%
4.2%
4.0%
3.50%
3.0%
32
FONTE:
IBGE
FONTE:
IBGE
ELABORAÇÃO:
BRADESCO
ELABORAÇÃO:
BRADESCO
dez/12
ago/12
abr/12
dez/11
ago/11
abr/11
dez/10
ago/10
abr/10
dez/09
ago/09
abr/09
dez/08
ago/08
abr/08
dez/07
ago/07
abr/07
dez/06
ago/06
abr/06
dez/05
ago/05
abr/05
2.50%
EVOLUÇÃO IPCA SERVIÇOS E BENS (SEMI DURÁVEIS E
DURÁVEIS) ACUMULADO EM 12 MESES – 2003-2011*
12.0%
10.81%
9.96%
10.0%
9.36%
8.52%
8.0%
9.00%
8.02%
7.46%
6.87%
7.10%
6.0%
6.03%
6.38%
5.22%
4.0%
4.17%
3.96%
4.12%
3.11%
2.40%
3.73%
2.0%
Bens
Serviços
1.55%
1.78%
jun/03
set/03
dez/03
mar/04
jun/04
set/04
dez/04
mar/05
jun/05
set/05
dez/05
mar/06
jun/06
set/06
dez/06
mar/07
jun/07
set/07
dez/07
mar/08
jun/08
set/08
dez/08
mar/09
jun/09
set/09
dez/09
mar/10
jun/10
set/10
dez/10
mar/11
jun/11
set/11
dez/11
mar/12
jun/12
set/12
dez/12
0.0%
33
FONTE:
IBGEIBGE
FONTE:
ELABORAÇÃO: BRADESCO
ELABORAÇÃO: BRADESCO
EVOLUÇÃO DO IPCA E DO IGP-M
Evolução anual do IGP-M e do IPCA 2004-2011*
14.0%
IPCA
12.41%
12.0%
IGP-M
11.32%
9.81%
10.0%
7.75%
8.0% 7.60%
6.51%
5.69%
6.0%
4.46%
2.0%
5.72% 5.54%
4.31%
3.83%
3.14%
4.0%
5.91%
5.90%
4.08%
1.21%
0.0%
-1.72%
-2.0%
2004
34
34
2005
FONTE: IBGE
ELABORAÇÃO: BRADESCO
2006
2007
2008
2009
2010
2011*
2012*
CENÁRIO PARA A TAXA SELIC 2008-2012
14.0%
13.75%
13.00%
13.0%
12.75%
12.50%
12.0% 11.75%
11.25%
11.0%
10.75%
10.25%
12.25%
12.00%
12.00%
11.75%
11.50%
11.25%
11.00%
10.25%
10.0%
9.50%
9.50%
9.0%
9.50%
8.75%8.75%
35
FONTE: BACEN
ELABORAÇÃO: BRADESCO
dez/12
out/12
ago/12
jun/12
abr/12
fev/12
dez/11
out/11
ago/11
jun/11
abr/11
fev/11
dez/10
out/10
ago/10
jun/10
abr/10
fev/10
dez/09
out/09
ago/09
jun/09
abr/09
fev/09
dez/08
out/08
ago/08
jun/08
abr/08
fev/08
8.0%
CRESCIMENTO ANUAL DO PIB BRASILEIRO - % - 1984 - 2012
Fonte: IBGE e IPEA
Elaboração e Projeção: Bradesco
CRESCIMENTO DO PIB BRASILEIRO NO LONGO PRAZO
1984 - 2012
em %
9.0
7.8
7.5
7.0
Média dos 9 anos:
4,2%
Média dos 20 anos
anteriores: 2,7%
5.4
4.7
5.0
3.5
6.1
5.7
5.3
7.5
5.2
4.4
4.0
4.3
3.4
3.2
3.2
3.2
2.7
3.0
2.1
1.3
1.0
1.0
3.7
1.1
0.0 0.3
-0.1
-1.0
-0.3
-0.5
-3.0
FONTE: IBGE
ELABORAÇÃO: BRADESCO
* Projeção
36
2012*
2011*
2010
2009
2008
2007
2006
2005
2004
2003
2002
2001
2000
1999
1998
1997
1996
1995
1994
1993
1992
1991
1989
1988
1987
1986
1985
1984
1990
-4.3
-5.0
PIB A PRECOS DE MERCADO - CRESCIMENTO TRIMESTRAL
ANUALIZADO
(DADOS DESSAZONALIZADOS)
PIB A PRECOS DE MERCADO - CRESCIMENTO REAL2006 - 2012
Fonte: IBGE
TRIMESTRAL ANUALIZADO (DADOS
DESSAZONALIZADOS) - %
Elaboração: Bradesco
EM %
12.0
10.53
10.0
8.05
8.0
7.25 7.18 7.43
6.75
9.88
8.20
8.63
7.38
6.69
6.28
5.30
3.94
5.03
6.0 4.79
4.48
4.0
3.15
2.77
2.02
1.51
2.0
4.09
0.00
0.0
-2.0
-4.0
CRESCIMENTO MÉDIO
TRIMESTRAL:
EM 2011: 2.6%
EM 2012: 5.0%
-6.0
-8.0
-7.63
-10.0
-12.0
-14.0
-16.0
-15.76
FONTE: IBGE
ELABORAÇÃO: BRADESCO
2012q04
2012q03
2012q02
2012q01
2011q04
2011q03
2011q02
2011q01
2010q04
2010q03
2010q02
2010q01
2009q04
2009q03
2009q02
2009q01
2008q04
2008q03
2008q02
2008q01
2007q04
2007q03
2007q02
2007q01
2006q04
-18.0
A DESPEITO DOS AJUSTES
DE CURTO PRAZO,
OS INVESTIMENTOS SERÃO
PRESERVADOS E AS
CARACTERÍSTICAS
ESTRUTURAIS ESTÃO
REFORÇADAS.
38
38
mar/06
abr/06
mai/06
jun/06
jul/06
ago/06
set/06
out/06
nov/06
dez/06
jan/07
fev/07
mar/07
abr/07
mai/07
jun/07
jul/07
ago/07
set/07
out/07
nov/07
dez/07
jan/08
fev/08
mar/08
abr/08
mai/08
jun/08
jul/08
ago/08
set/08
out/08
nov/08
dez/08
jan/09
fev/09
mar/09
abr/09
mai/09
jun/09
jul/09
ago/09
set/09
out/09
nov/09
dez/09
jan/10
fev/10
mar/10
abr/10
mai/10
jun/10
jul/10
ago/10
set/10
out/10
nov/10
dez/10
jan/11
fev/11
mar/11
abr/11
mai/11
jun/11
jul/11
ago/11
set/11
out/11
nov/11
NÚMERO DE EMPRESAS QUE ANUNCIARAM INVESTIMENTOS
NÚMERO
DE EMPRESAS QUE DIVULGARAM INVESTIMENTOS - 2006 - 2010 (FONTE: IMPRENSA)
2006
– 2011
N° DE EMPRESAS
180
40
39
176
168
160
151
140
144
140
135
129
120
121
113
102
100
86
80
78
60 57
61
63 65
55
49 5048
48 46
44 41
40 37
35
33
20
FONTE: IMPRENSA
ELABORAÇÃO: BRADESCO
74
102
93
7977
71
83
97
104
99
9190
82 82
78
71
61
50
131
119
116
162
151 148
127130
137
130
121
97
80
66
51
46
42
3835
34
11
0
CRESCIMENTO REAL DA FORMAÇÃO BRUTA DE CAPITAL FIXO
1996 - 2012
EM %
24.0
21.85
21.0
18.0
13.85
15.0
12.0
8.73
9.0
9.77
9.12
8.61
7.18
5.03
6.0
3.0
13.57
3.63
1.51
0.44
0.0
-0.34
-3.0
-5.23 -4.59
-6.0
-9.0
-8.20
FONTE: IBGE
ELABORAÇÃO: BRADESCO
2012 (p)
2011 (p)
2010
2008
2007
2006
2005
2004
2003
2002
2001
2000
1999
1998
1997
1996
40
2009
-10.30
-12.0
EVOLUÇÃO DAS PARTICIPAÇÕES DAS CLASSES A, B, C E DA
CLASSE E NA POPULAÇÃO BRASILEIRA
DADOS
ORIGINAIS
EM
Classes A, B e C m –
Setembro
de 2011 (MM12M):
120,2
MM12M
66%
64%
Classes A, B e C
59%
65%
61%
59.2%
Classe E
55.1%
56.4%
51.8%
52%
48.4%
46.3%
45%
Classes A, B and C on septembre/2011 (12 month
average): 120,2 milion people (74,1 in 2004)
38%
35.2%
Class E in septembre/2011 (12 month average): 31,7
milion people (56,5 in 2004)
31%
27.3%
23.3%
24%
21.5%
20.6%
19%
17%
mar/04
mai/04
jul/04
set/04
nov/04
jan/05
mar/05
mai/05
jul/05
set/05
nov/05
jan/06
mar/06
mai/06
jul/06
set/06
nov/06
jan/07
mar/07
mai/07
jul/07
set/07
nov/07
jan/08
mar/08
mai/08
jul/08
set/08
nov/08
jan/09
mar/09
mai/09
jul/09
set/09
nov/09
jan/10
mar/10
mai/10
jul/10
set/10
nov/10
jan/11
mar/11
mai/11
jul/11
set/11
17%
41
FONTE: PME E PNAD/IBGE
ELABORAÇÃO: BRADESCO
VARIAÇÃO DO NÚMERO DE PESSOAS NAS CLASSES SOCIAIS EM
2000, 2010 E 2020* (PROJEÇÃO), EM MILHÕES DE PESSOAS
60,0%
2000
58,2%
2010
2020*
52,4%
50,0%
CLASSE A: R$ 7.006 OU MAIS
41,5%
40,0%
36,5%
CLASSE B: DE R$ 4.635 A R$ 7.006
CLASSE C: DE R$ 1.159 A R$ 4.635
CLASSE D: DE R$ 701 A R$ 1.159
30,0%
CLASSE E: ATÉ R$ 701
21,9%
20,0%
18,8%
18,7%
17,2%
12,1%
10,0%
7,5%
4,2%
5,4%
5,5% 4,7% 5,0%
Classe B
Classe A
0,0%
Classe E
42
FONTE: IBGE
ELABORAÇÃO: BRADESCO
Classe D
Classe C
* cortes das classes em valores de setembro de 2010
Fabiana D’Atri
Economista Sênior do Depec-Bradesco
[email protected]
WWW.ECONOMIAEMDIA.COM.BR
O DEPEC – BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas publicações e projeções.
Todos os dados ou opiniões dos informativos aqui presentes são rigorosamente apurados e elaborados por profissionais plenamente qualificados, mas não devem
ser tomados, em nenhuma hipótese, como base, balizamento, guia ou norma para qualquer documento, avaliações, julgamentos ou tomadas de decisões, sejam de
natureza formal ou informal. Desse modo, ressaltamos que todas as consequências ou responsabilidades pelo uso de quaisquer dados ou análises desta publicação
são assumidas exclusivamente pelo usuário, eximindo o BRADESCO de todas as ações decorrentes do uso deste material. Lembramos ainda que o acesso a essas
informações implica a total aceitação deste termo de responsabilidade e uso.
A reprodução total ou parcial desta publicação é expressamente proibida, exceto com a autorização do Banco BRADESCO ou a citação por completo da fonte
(nomes dos autores, da publicação e do Banco BRADESCO).
43

similar documents