Fortaleza/CE - Gerenciamento e Monitoramento de Projetos

Report
Apresentação
UEM PNAFM
Prefeitura de Fortaleza
A UEM na Estrutura da Prefeitura de Fortaleza
Gabinete
Prefeita
Alta Gestão
Assessorias
Especiais
PNAFM como
Assessoria
Assessoria
Institucional
COOPERII
PNAFM
Coordenadoria
das Secretarias
Regionais
A UEM na Estrutura da Prefeitura de Fortaleza
Coordenação
Geral
Coordenação Geral
SubCoordenadorias
PMO –
Produto do PNAFM
Subcoordenadoria
Técnica
Subcoordenadoria
Administrativa
Subcoordenadoria
Financeira
Dezembro 2009
Contratação de
Consultoria para
Implantação do
PMO
Revisão da
Metodologia e
criação do perfil
de
competências
de GP
Julho 2012
Dezembro 2011
Seleção dos Projetos
Piloto
Julho 2009
Dezembro 2008
Nomeação da
Nova Equipe do
PNAFM
Julho 2008
2005
2004
Criação da COOPERII.
Acompanhamento do
PMO.
Criação dos
PMO’s Seotriais
Março 2012
Reeleição da
Prefeita
Luizianne Lins
Participação
no PMO
Master Class
Aquisição
Do SGPFor
Acompanhamento
dos Projetos da Copa
2014
Janeiro 2011
Agosto 2009
Criação do Time
de Mentores de
Projeto
Julho 2010
Eleição da
Prefeita
Luizianne Lins
Capacitação da
Equipe e
Revisão do
Projeto
Apresentação
da proposta do
PMO ao
Secretariado
Outubro 2008
Agosto 2008
2006/2007
Contratação do
PNAFM 1
Outubro 2004
2004
Linha do Tempo do PMO
2012
Adoção do
Modelo do PMO
Maturity/Aplicação
de Estudos e
modelos
desenvolvidos no
PMO Master Class
Referencial Estratégico do PMO
Visão do PMO
“Ser referência como Escritório de Projetos na esfera pública atuando com
excelência em gestão de portfólio, programas, projetos e formação
profissional”
Missão do PMO – 2012
“Atuar na gestão de portfólio, programas, projetos e formação
profissional, provendo aos nossos clientes base sólida para tomada
de decisão e consolidando a cultura de gerenciamento de projetos na
administração pública”
Estrutura do PMO
Estrutura do PMO Corporativo
1 Coordenador Geral
1 Gerente do PMO
3 Mentores
1 Estagiário
Clientes do PMO
Alta
Administração
Secretarias
PMO
Gerentes de
Projetos
PMOs
Setoriais
Serviços do PMO
Serviços Entregues pelo PMO Corporativo
Painel de Controle
Implantação de PMOs Setoriais
Acompanhamento dos PMOs Setoriais
Treinamentos em Gerenciamento de Projetos
Maturidade do PMO
Para avaliar a evolução do PMO foi utilizada a metodologia do PMO
Maturity Cube.
O Painel de Controle
Painel de Bordo de um Avião
Como saber se o vôo está bem?
Medidor de • O Avião está na altitude
correta?
Altitude
Medidor de • Estamos na velocidade
de cruzeiro?
Velocidade
Medidor de • Estamos na direção
certa?
Direção
O Painel de Controle
Então... Como o Projeto está?
Resposta: Painel de Controle !!!
E quais são os medidores?
Os Principais
Medidor de
Prazo
• Como está o prazo do projeto?
Medidor de
Custo
• Como estão os custos do projeto?
Os Auxiliares
Licitações
• Como está o prazo da Licitação?
• Qual o valor da Licitação?
Medidor de
Recurso
• Como estão os recursos do
projeto?
Medidor de
Risco
• Quais os riscos do projeto?
• Como devemos agir?
Licenciamento Ambiental
• Como está o prazo do Licenciamento
Ambiental?
Imobiliário
• São necessárias desapropriações?
• Qual o valor?
O Painel de Controle
O Painel de Controle
O Painel de Controle
Evolução do Modelo do PMO
A
Necessidade Informação em Tempo Real
B
Organização Madura em Gerenciamento de Projetos
C
Automatização da Metodologia de Gerenciamento de Projetos
D
Integração com sistemas legados da Prefeitura
E
Fortalecer os PMOs Setoriais
F
Avaliação do Desempenho do PMO
O Sistema de Gestão de Portfólios de Fortaleza
1
Características da Solução que Originou o SGPFor
•Sistema disponível para uso imediato
•Foco nas necessidades do Executor – boas práticas de gestão de Programas e Projetos,
•com o objetivo de subsidiar a gestão eficaz e eficiente das ações;
•Gerencia com eficácia comprovada atualmente mais de 11.000 contratos com
características técnicas diferenciadas;
•Sistema submetido a mais de uma centena de processos de auditoria, promovidos tanto
por empresas independentes de auditoria como por organismos de auditoria e controle
(Tribunais de Contas e Controladoria Geral da União);
•Possibilidade de expansão para aplicação na gestão de múltiplos Programas/Projetos,
com fontes de financiamento distintas (BID, BIRD, PAC, Recursos Próprios, etc.);
•Possibilidade de integração com sistemas existentes (ex.: Sistema de Execução
Orçamentária e Financeira da Organização)
•Sistema conhecido e referendado por especialistas do BID e Banco Mundial
O Sistema de Gestão de Portfólios de Fortaleza
2
Ferramenta de Planejamento e Gerenciamento de Portfólios
• Gestão de Portfolio de Programas e Projetos (EGP’s - Escritório de Gestão de
Projetos,Secretarias de Planejamento, Casa Civil, etc.)
• Gerenciamento de projetos com recursos de diversas fontes, como BID, BIRD,
BNDES, Recursos Próprios, etc.
O Sistema de Gestão de Portfólios de Fortaleza
3
Acompanhamento de Obras através de Tablets
• Acompanhamento georreferenciado das Obras no Portifólio
• Perspectiva do andamento Físico/Financeiro da Execução das Obras
• Gráficos para análises qualitativas e quantitativas
• Visualização de Fotos de cada etapa das Obras
Forma de Aquisição do SGPFor
1
Ata de Registro de Preços
ATA de Registro de Preços Nº: 13/2012
Pregão Eletrônico Nº: 26/2011
Órgão Gerenciador: Secretaria de Administração do
Município – SAM da Prefeitura Municipal de Fortaleza
Objeto: Solução Integrada de Software de Gestão,
Monitoramento e Avaliação de Portfólios de Programas e Projetos
Vigência da Ata: 07/03/2012 até 07/03/2013
Forma de Aquisição do SGPFor
2
i.
Itens da Ata de Registro de Preço
Licença de Uso Permanente com Cessão de Códigos Fonte e Repasse
Tecnológico;
ii.
Parametrização, Configuração, Customização, Implementação de Ajustes,
Migração de Dados e Integração com Sistemas Legados da PMF da Solução
Integrada na Área onde será utilizada;
iii.
Elaboração de Estudo Técnico para Planejamento, Gestão, Monitoramento e
Avaliação de Portfólio de Programas e Projetos e, conforme o caso, Estruturação e
Implantação de Escritório Setorial de Projetos na área onde a Solução Integrada
será utilizada;
iv. Mapeamento, Análise, Redesenho de Processos e Implantação dos Processos
Redesenhados na Área onde a Solução Integrada será utilizada;
v.
Capacitação e Treinamento na Área onde a Solução Integrada será utilizada;
vi. Manutenção Corretiva, Suporte Técnico Remoto/Presencial e Atualização
Tecnológica da Solução.
Forma de Aquisição do SGPFor
3
Características Gerais da Ata de Registro de Preços
a) A adesão aos itens e quantitativos da Ata pode ser parcial.
b) A gestão do contrato é por Ordens de Serviços Técnicos (OST), de modo que o
contrato pode ser no valor integral da Ata com as OST sendo emitidas conforme
surjam as necessidades.
c) As OST tem o valor definido por meio da estimativa de Horas de Serviços Técnicos
(HST) para execução dos serviços demandados.
d) A adesão é por CNPJ, de modo que cada órgão ou entidade de uma mesma gestão
pública pode fazer uma adesão completa caso tenha um CNPJ próprio.
Perguntas
Obrigado!

similar documents