Palestra Príncipios fundamentais dos Conselhos

Report
SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO
REGIÃO V
5º Encontro de Partilha e Integração
AGENDA:
PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DOS CONSELHOS
1. O papel dos Conselhos na SSVP
2. A Visão dos Conselhos: Planejamento
3. O que é necessário aos Conselhos para
atingirem os Princípios na prática
4. Modelo de Funcionamento dos
Conselhos
5. A Rede de Caridade pensada por
Ozanam
“O Espírito do Senhor está sobre mim,
porque me ungiu; e me enviou
para anunciar a boa nova aos Pobres,
para sarar os contritos de coração,
para anunciar aos cativos a redenção,
aos cegos a restauração da vista,
para por em liberdade os cativos...”
Lc 4:18,19
remetendo a Is 61:1
10 PENSAMENTOS DE OZANAM
•Vencer sem perigo, é triunfar sem glória. Quanto mais difícil for a obra, mais belo é
desempenhá-la.
• Vê, portanto, até que ponto somos responsáveis pelo mal que não soubemos evitar, e
pelo bem que tivermos deixado de realizar.
• Quanto mal se pratica no mundo pela inconsequência e timidez das pessoas honestas.
• A Caridade nunca deve voltar os olhos para trás, mas sempre para frente: o número dos
benefícios passados é bem pequeno, enquanto que as misérias presentes e futuras são
infinitas.
• Não nos percamos em discussões sem fim. Afinal, não possuímos duas vidas: uma para
procurar a verdade e outra para por em prática.
• Creio na autoridade como meio, na liberdade como meio e na Caridade como objetivo
final.
• Eu gostaria que o mundo inteiro fosse colocado em uma Rede de Caridade.
• A visita aos Pobres deve ser um meio e não um fim de nossa Sociedade.
• Por mais inútil servidores que sejamos, não nos é permitido ser servidores ociosos.
• Só uma coisa poderá nos deter: o nosso afastamento do espírito primitivo.
10 PENSAMENTOS DE SÃO VICENTE DE PAULO
•Não me basta amar a Deus, se eu não amar o meu próximo.
• Só as verdades eternas podem encher o nosso coração.
• È preciso dar o seu coração, para obter em troca o dos outros.
• Os Pobres nos abrem a porta para a eternidade.
• Servindo os Pobres, serve-se a Jesus Cristo.
• Não nos basta amar a Deus se nosso próximo não O ama também.
• Não há Caridade que não seja acompanhada de justiça.
• Amemos a Deus, meus irmãos, amemos a Deus; mas que seja com a força
de nossos braços, e com o suor de nossos rostos.
• Dez vezes vocês irão aos Pobres, dez vezes encontrarão a Deus.
• Temos que atribuir a Deus qualquer bem que resulte de nossas ações, do
contrário, deveríamos atribuir a nós todo o mal que ocorre na comunidade.
AGENDA:
1. O papel dos Conselhos na SSVP
2. A Visão dos Conselhos: Planejamento
3. O que é necessário aos Conselhos para
atingirem os Princípios na prática
4. Modelo de Funcionamento dos
Conselhos
5. A Rede de Caridade pensada por
Ozanam
Conselho Particular
•
•
•
•
•
•
Conferências
Comissão de Jovens
Recrutamento
Formação dos Assistidos
Criação de novas Conferências
Promoção dos Assistidos
Conselho Central
•
•
•
•
•
•
Comissão de Jovens
ECAFO
Coordenação das CCA’s
Obras Unidas
Criação de novas Conferências
Formação de Lideranças
Conselho Metropolitano
•
•
•
•
•
Comissão de Jovens
Coordenação das ECAFO’s
Coordenação das CCA’s
DENOR atuante
DECOM como meio de tornar a
SSVP conhecida na região
AGENDA:
1. O papel dos Conselhos na SSVP
2. A Visão dos Conselhos: Planejamento
3. O que é necessário aos Conselhos para
atingirem os Princípios na prática
4. Modelo de Funcionamento dos
Conselhos
5. A Rede de Caridade pensada por
Ozanam
• Formar Comissões de Jovens em
todos os Conselhos Centrais
• Formar Comissões de Jovens em
todos os Conselhos Particulares
• Comissões de Jovens atuando na
prática para recrutar jovens e
ingressá-los nas Conferências
• Criar novas Conferências
• Formar
Coordenadores
para
trabalharem com as Conferências de
Crianças e Adolescentes
• Criar Conferências de Crianças e
Adolescentes
• Aplicar os Módulos da ECAFO, de
preferência em cada Conselho
Particular, para dar formação a
todos os vicentinos.
• Manter cadastro atualizado de
todos os vicentinos
• Manter cadastro atualizado de
todos os Assistidos
• Acompanhar as administrações das
Obras Unidas
• Tornar a SSVP conhecida como a
instituição de maior impacto social
da região
• Preparar novas lideranças para
assumirem o seus lugares com
responsabilidade e conhecimento
AGENDA:
1. O papel dos Conselhos na SSVP
2. A Visão dos Conselhos: Planejamento
3. O que é necessário aos Conselhos para
atingirem os Princípios na prática
4. Modelo de Funcionamento dos
Conselhos
5. A Rede de Caridade pensada por
Ozanam
•
Formatar a sua Diretoria ou sua equipe com
pessoas
de
sua
confiança,
onde
relacionamento com você, em especial, seja
bastante tranquilo, sentindo-se lisonjeada
em trabalhar com você e que vai ajudar em
todas as atividades: secretaria, tesouraria,
Comissão de Jovens, ECAFO, outras
Comissões,
visitas
regulamentares,
organização dos encontros de jovens e
ECAFO’s.
•
•
•
Organizar bem todas as atividades, de
maneira
que
haja
planejamento,
acompanhamento e avaliação crítica
Os membros dos Conselhos nunca devem
trabalhar sozinhos, mas em equipe,
tomando as decisões em conjunto, com
funções distribuídas e cobradas, saber tomar
decisões e ter coragem de tomá-las, mas
sempre com muito jeito e amor
Acompanhar a formação das Comissões de
Jovens e programar encontros para
Recrutamento, Formação e Lideranças
AGENDA:
1. O papel dos Conselhos na SSVP
2. A Visão dos Conselhos: Planejamento
3. O que é necessário aos Conselhos para
atingirem os Princípios na prática
4. Modelo de Funcionamento dos
Conselhos
5. A Rede de Caridade pensada por
Ozanam
• ESPÍRITO DE SERVIÇO: significa que os
membros dos Conselhos aí estão para servir
mais, ser luz que leva claridade aos outros,
que têm um modelo de vida vicentina
• EMPREENDEDORISMO: significa criar,
inovar, fazer diferente, arriscar, deixar um
legado, errar e corrigir, entender que os
outros vão falar de você de qualquer maneira,
olhar para o futuro, com o roração no
passado, entender que é preciso trabalhar
muito, mas com os pés no chão.
• TER O ESPÍRITO DE MODÉSTIA E
BUSCA DA EFICIÊNCIA
AGENDA:
1. O papel dos Conselhos na SSVP
2. A Visão dos Conselhos: Planejamento
3. O que é necessário aos Conselhos para
atingirem os Princípios na prática
4. Modelo de Funcionamento dos
Conselhos
5. A Rede de Caridade pensada por
Ozanam
• Que todas as ações dos Conselhos
sejam voltadas para o serviço dos
Assistidos
• Que os confrades e as consócias
sejam levados a se santificarem,
transformando-se interiormente
para poder transformar as
famílias assistidas, dando-lhes
dignidade
Arriscar é ser livre!
Rir é arriscar parecer bobo
Chorar é arriscar parecer sentimental
Expor os sentimentos é arriscar rejeição
Colocar seus sonhos antes dos outros é parecer ridículo
Amar é arriscar não ser amado
Agir é arriscar o erro
Mas o risco deve ser tomado, porque o pior da vida é
não arriscar nada
A pessoa que não arrisca nada, não faz nada, não tem
nada, não é nada.
Ela evita o sofrimento,
mas não aprende,
não sente,
não muda,
não cresce,
não ama.
Presa em suas incertezas, ela é uma escrava.
Só aquele que arrisca é livre!
“as pessoas que sonham com o
impossível, são as únicas que
têm a chance de alcançá-lo.”
(Victor Mirshawka)
“SE EU PUDESSE SENTAR NA
VARANDA COM DEUS,
A PRIMEIRA COISA QUE EU
FARIA,SERIA AGRADECER A ELE
POR TODOS OS MEUS
AMIGOS....”
SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO
REGIÃO V
5º Encontro de Partilha e Integração

similar documents