Classe Scaphopoda

Report
Filo Mollusca
Classe Aplacophora
Classe Scaphopoda
Classe Monoplacophora
Classe Polyplacophora
Classe Aplacophora
Classe Polyplacophora (quítons)
• Moluscos bizarros,
pequenos, vermiformes e
escavadores de profundezas
marinhas.
• Os neomeniomorfos
passam a vida inteira dentro
dos cnidários dos quais se
alimentam.
• Não tem pé bem
desenvolvido nem concha
sólida.
• Não tem cabeça distinta,
olhos ou tentáculos.
• Muito primitivos evoluiram
antes do surgimento da
concha
• Corpo oval e concha de 8
placas dorsais independentes
e articuladas.
• Medem de 7mm a + 35cm.
• Marinhos habitantes de
região entremarés
Classe Monoplacophora
Classe Scaphopoda
• Concha peça única em
forma de capuz, como uma
lapa.
• Medem de mm a 4cm.
• Vivem profundidades
grandes e moderadas.
• Arranjo repetidos de vários
órgãos é característica mais
notável.
• Conchas de dente-deelefante.
• Vivem enterrados
superficialmente
sedimentos marinhos de
várias profundidades.
• Concha formada por uma
única peça tubular não
enrolada aberta em ambas
extremidades.
• Mede de 2 a 15cm
Concha
Classe Aplacophora
Classe Polyplacophora(quítons)
• Sem concha
• Concha com 8 valvas ou
placas transversais
circundadas por um manto
espesso chamado cinturão
nela embutido.
• Cinturão é espesso com
espículas, espinhos ou
escamas calcárias, ou
cerdas.
Concha do quiton
Classe Monoplacophora
Classe Scaphopoda
• Concha formada por uma
única peça grande, forma
de lapa.
• Ápice situado na
extremidade anterior.
• Manto é expandido
formando um lobo que
circunda todo o pé e o
corpo, delimitando sulcos
paliais laterais.
• Presas de elefante em
miniaturas e ocas – o que
justifica as denominações de
vernáculas”conchas presa-deelefante” e “dentálio”.
• Concha é aberta em ambas
extremidades – abertura
menor na extremidade
posterior.
• Levemente curvadas – o lado
côncavo sendo superfície
dorsal.
• Abertura posterior funciona
para entrada e saída da água.
Locomoção
Classe Aplacophora
Classe Polyplacophora
• Não possuem pé bem
desenvolvido.
• Locomoção primeiramente
por deslizamento ciliar lento
sobre o solo.
• Alguns escavadores e outros
simbiontes sobre cnidários.
• Possuem pé muito amplo,
capaz de aderir firmemente
a substratos duros.
• Usam cinturão também
para se aderir.
Classe Monoplacophora
• Pé distinto e evidente.
• Pé forma uma sola
rastejadora achatada e
ventral.
• Sola ciliada e com células
glandulares que produzem
uma trilha pelo qual animal
desliza.
Classe Scaphopoda
• Adaptados ao hábito
infaunal, enterrando-se
verticalmente semelhante
aos bivalves.
• Pé alongado é projetado
para interior substratos e
sua extremidade é
expandida, servindo de
mecanismo de ancoragem.
Alimentação
Classe Aplacophora
Classe Polyplacophora
• Os dentes quando
presentes estão inseridos
numa esteira do epitélio
bucal.
• Dentes são em forma de
placas simples, embutidas
em ambos os lados da
parede do tubo digestivo.
• Dentes da rádula
organizados em numerosas
fileiras transversais, 17
dentes por fileira (1 dente
central flanqueado por 8
dentes de cada lado).
• Maioria pastadoras
(herbívoras) e outros
comem algas e pequenos
invertebrados .
Rádula
Classe Monoplacophora
Classe Scaphopoda
• Comedores seletivos
• Rádula consiste esteira
de depósitos
membranosa com fileiras
alimentando-se de
partículas orgânicas
com 11 dentes (1 dente
minúsculas.
mediano delgado,
flanqueado de cada lado
• 2 lobos flanqueiam a
cabeça dotados de
com 5 dentes laterais mais
muitos tentáculos
largos)
longos denominados
captáculos com
• São pastadores generalistas
bulbos terminais
ciliados.
que se alimentam de
• Partículas aderidas
diminutos organismos.
nos cílios são
transferidas para a
boca.
• Rádula bem
desenvolvida puxa
alimento para dentro
boca.
Troca Gasosa
Classe Aplacophora
Classe Polyplacophora
• Geralmente brânquias
ausentes ou quando
presentes em forma de
bolsa lamelar ciliada.
• Localizadas atrás da região
da cavidade pericárdica.
• Caudofoveata possui
brânquia situada na região
posterior.
• Cavidade do manto forma
sulco palial ao longo da
margem do corpo.
• Várias brânquias simples se
localizam no interior do
sulco.
• Margem manto firmemente
aderida no substrato
somente 2 regiões se
mantém elevada a anterior
para entrada da água e
posterior para saída da
água. Sifão inalante e
exalante.
Classe Aplacophora
Classe Polyplacophora
Classe Monoplacophora
Classe Scaphopoda
• Brânquias semelhantes
gastropoda.
• Ocorrem em 3 a 6 pares
distribuídos linearmente no
interior do sulco palial
lateral semelhante dos
quítons.
• Lamelas bem desenvolvidas
de um dos lados do eixo das
brânquias.
• Perderam as brânquias, o
coração e quase todos os
vasos sanguíneos.
• Sistema circulatório é
reduzido a seios simples
contendo hemolinfa.
• Trocas gasosas através da
superfície do manto e do
corpo.
Classe Monoplacophora
Classe Scaphopoda
Excreção e Osmorregulação
Classe Aplacophora
Classe Polyplacophora
• Nefrídios ausentes
• Um único par de nefrídios.
• Nefrídios abrem-se na região
exalante do sulco palial.
Classe Monoplacophora
• 3, 6 ou 7 pares de
metanefrídios.
• Arranjo dos nefróstomas não é
bem conhecido.
• Nefrídios abrem-se na região
exalante do sulco palial.
Classe Scaphopoda
• Um único par de nefrídios.
• Nefrídios abrem-se próximo ao
ânus.
Sistema Nervoso
Classe Aplacophora, Polyplacophora
e Monoplacophora
• Gânglios são pouco
desenvolvidos.
• Um anel nervoso simples
circunda o esôfago, com
pequenos gânglios cerebrais
em ambos os lados.
• Cada gânglio cerebral ou
anel nervoso emite
pequenos nervos para
região bucal e cordões
nervosos pediosos e
vicerais.
Classe Scaphopoda
• Gânglios bem mais
definidos.
• 3 pares de gânglios grandes
se interconectam para
formar uma anel nervoso
parcial ou completo ao
redor do esôfago.
• Gânglios cerebrais, pleurais
e pediosos.
Órgãos Sensoriais
Classe Aplacophora
• Não possuem órgãos
sensoriais: tentáculos,
estatocistos,
fotorreceptores e
osfrádios.
Classe Polyplacophora
• Desprovidos de estatocistos,
olhos cefálicos e tentáculos.
• Depende de 2 estruturas
sensoriais:
– Órgão sub-radular: região
modificada para quimiorrecepção
situada região anterior tubo
digestivo.
– Estetos: um sistema especializado
de fotorreceptores localizado na
superfície dorsal das placas da
concha.
Classe Monoplacophora
Classe Scaphopoda
• Sem olhos, tentáculos
presentes somente ao redor
da boca.
• Perderam os olhos,
tentáculos e osfrádios
típicos de moluscos
epibentônicos.
• Captáculos podem
funcionar como estruturas
táteis.
• Pode se sabe sobre órgãos
sensoriais.
Reprodução
Classe Aplacophora
Classe Polyplacophora
• Dióicos - gônodas impar ou
pareadas.
• Hermafroditas - um par
gônodas (testículo e ovário).
• Fecundação externa
• Dióica poucas espécies
hermafroditas.
• 2 gônodas fundidas situadas
na linha mediana do corpo
e anterior a cavidade
pericárdia.
• Fecundação externa, mas
frequentemente ocorre no
interior cavidade do manto.
Classe Monoplacophora
Classe Scaphopoda
• 2 pares de gônodas cada
uma com um gonoduto
conectado a um dos
metanefrídios pares.
• Fecundação externa.
• Gonocóricos (macho e
fêmea)
• Gônoda impar na região
posterior corpo.
• Gametas eliminados para
dentro rim direito e atingem
a cavidade do manto.

similar documents