Avaliação CAPES

Report
Avaliação de cursos de Pós-Graduação
http://www.capes.gov.br/avaliacao/avaliacao-da-pos-graduacao
 Implantado pela CAPES em 1976
 Objetivos:
estabelecer o padrão de qualidade exigido dos cursos de mestrado e de
doutorado e identificar os cursos que atendem a tal padrão;
fundamentar os pareceres do Conselho Nacional de Educação sobre
autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento dos cursos;
impulsionar a evolução de todo o Sistema Nacional de Pós-graduação, SNPG;
contribuir para o aprimoramento de cada programa de pós-graduação;
contribuir para o aumento da eficiência dos programas no atendimento das
necessidades nacionais e regionais de formação de recursos humanos de alto
nível;
dotar o país de um eficiente banco de dados sobre a situação e evolução da
pós- graduação;
oferecer subsídios para a definição da política de desenvolvimento da pósgraduação e para a fundamentação de decisões sobre as ações de fomento
http://www.capes.gov.br/avaliacao/avaliacao-da-pos-graduacao
 Abrange dois processos:
Avaliação dos Programas de Pós-graduação  realização do acompanhamento anual
e da avaliação trienal do desempenho de todos os programas e cursos que integram
SNPG.
Resultados desse processo são expressos pela atribuição de uma nota na escala de "1"
a "7" fundamentam a deliberação CNE/MEC sobre quais cursos obterão a renovação
de "reconhecimento", a vigorar no triênio subseqüente.
Avaliação das Propostas de Cursos Novos de Pós-graduação
Os dois processos são alicerçados em um mesmo conjunto de princípios, diretrizes e
normas, compondo, assim, um só Sistema de Avaliação, cujas atividades são realizadas
pelos mesmos agentes: os representantes e consultores acadêmicos.
Quais são os critérios atuais?
4 quesitos
1.
2.
3.
4.
5.
PROPOSTA DO PROGRAMA
CORPO DOCENTE
CORPO DISCENTE, TESES E DISSERTAÇÕES
PRODUÇÃO INTELECTUAL
INSERÇÃO SOCIAL
Cada curso está inserido em uma área  nossa Engenharias I
Pertencente à Grande Área das Engenharias, é composta,
basicamente, por Programas de Pós-Graduação nas seguintes SubÁreas: Engenharia Civil, Engenharia de Construção Civil, Engenharia de
Estruturas, Engenharia Geotécnica, Engenharia Recursos Hídricos,
Engenharia Sanitária e Ambiental, Engenharia de Transportes e
Engenharia Urbana.
QUESITO 1 - PROPOSTA DO PROGRAMA  0%
2.2. Adequação e
dedicação dos DPs ...
(30%)
3.1. Quantidade de ...
dissertações defendidas
no período de
avaliação,... (30%)
3.2. Distrib. das
orienta. ... (10%)
QUESITO 3 - CORPO DISCENTE, TESES E DISSERTAÇÕES  35%
3.3. Qualidade das Teses e
Dissertações e da produção ...
(40%)
2.4. Particip.
dos doc. nas
ativi. de ensino
... (20%)
QUESITO 4 - PRODUÇÃO INTELECTUAL  35%
4.1 Publicações qualificadas do Programa
por DP (50%)
4.2. Distribuição de
publicações
qualificadas em relação
ao corpo DP (30%)
QUESITO 5 - INSERÇÃO SOCIAL  10% 5.2 Integração e cooperação
5.1 Inserção e ... (45%)
... (35%)
4.3. Outras
produções
consideradas
relevantes, ...
(20%)
5.3 Visibilidade ...
(20%)
100%
2.1. Perfil do corpo
docente, titulação, ...
(30%)
2.3.
Distribuição das
atividades...
(20%)
3.4. Eficiência do
Programa na
formação de mestres
... (20%)
QUESITO 2 - CORPO DOCENTE  20%
1º relatório da Capes (2004 – 2006)
Apreciação
O Programa é novo (início em 2005), não teve ainda
dissertações defendidas, e a Comissão recomenda a
manutenção do conceito dado inicialmente (3).
Do último relatório Capes (2007 – 2009)
Apreciação
Programa novo com desempenho regular. Necessita
melhorar em muitos pontos, especialmente na produção
intelectual qualificada.
2.2. Adequação e
dedicação dos DPs ...
(30%)
3.1. Quantidade de ...
dissertações defendidas
no período de
avaliação,... (30%)
2.3.
Distribuição das
atividades...
(20%)
B
B
QUESITO 3 - CORPO DISCENTE, TESES E DISSERTAÇÕES  35%
R
F
3.3. Qualidade das Teses e
Dissertações e da produção ...
(40%)
B
R
2.4. Particip.
dos doc. nas
ativi. de ensino
... (20%)
B
R
QUESITO 4 - PRODUÇÃO INTELECTUAL  35%
4.3. Outras
produções
consideradas
relevantes, ...
(20%)
4.2. Distribuição de
publicações
qualificadas em relação
ao corpo DP (30%)
4.1 Publicações qualificadas do Programa
por DP (50%)
F
F
R
QUESITO 5 - INSERÇÃO SOCIAL  10% 5.2 Integração e cooperação 5.3 Visibilidade ...
5.1 Inserção e ... (45%)
B ... (35%)
R (20%)
R
100%
2.1. Perfil do corpo
docente, titulação, ...
(30%)
3.2. Distrib. das
orienta. ... (10%)
QUESITO 2 - CORPO DOCENTE  20%
Como foi nossa última avaliação?
3.4. Eficiência do
Programa na
formação de mestres
... (20%)
QUESITO 1 - PROPOSTA DO PROGRAMA  0%
O que podemos fazer?
1. ENTENDER COMO SÃO OBTIDOS OS INDICADORES
“a regra do jogo”
2. CONCENTRAR AÇÕES NOS INDICADORES COM
MAIORES PESOS
“foco em parte do jogo”
ENTENDER COMO SÃO OBTIDOS OS
INDICADORES
“a regra do jogo”
Quesito 2: corpo docente
QUESITO 2 - CORPO DOCENTE  20%
2.1. Perfil do corpo
docente, titulação, ...
(30%)
2.2. Adequação e
dedicação dos DPs ...
(30%)
2.3.
Distribuição das
atividades...
(20%)
B
B
QUESITO 3 - CORPO DISCENTE, TESES E DISSERTAÇÕES  35%
QUESITO 4 - PRODUÇÃO INTELECTUAL  35%
QUESITO 5 - INSERÇÃO SOCIAL  10%
F
2.4. Particip.
dos doc. nas
ativi. de ensino
... (20%)
B
Como são obtidos?
A regra do jogo
A regra do jogo
Quesito 2: corpo docente  conceito de Docente Permanente (DP)
PORTARIA No 1, DE 4 DE JANEIRO DE 2012
devem ter, majoritariamente, regime de dedicação
integral à instituição - caracterizada pela prestação de quarenta horas
semanais de trabalho - admitindo-se que parte não majoritária desses
docentes tenha regime de dedicação parcial.
PORTARIA No 2, DE 4 DE JANEIRO DE 2012
Art. 1o- O corpo docente dos programas desse nível de ensino
é composto por três categorias de docentes:
I - docentes permanentes, constituindo o núcleo principal de
docentes do programa;
II - docentes visitantes;
III - docentes colaboradores.
A regra do jogo
Quesito 2: corpo docente  conceito de Docente Permanente (DP)
PORTARIA No 2, DE 4 DE JANEIRO DE 2012
Art. 2o- Integram a categoria de docentes permanentes os
docentes assim enquadrados, declarados e relatados anualmente pelo
programa, e que atendam a todos os seguintes pré-requisitos:
I - desenvolvam atividades de ensino na pós-graduação e/ou
graduação;
II - participem de projetos de pesquisa do programa;
III - orientem alunos de mestrado ou doutorado do programa,
sendo devidamente credenciados como orientador pelo programa de
pós-graduação e pela instância para esse fim considerada competente
pela instituição;
A regra do jogo
Quesito 2: corpo docente  conceito de Docente Permanente (DP)
PORTARIA No 2, DE 4 DE JANEIRO DE 2012
..........................................................................................................
IV - tenham vínculo funcional-administrativo com a instituição ou, em caráter
excepcional, consideradas as especificidades de áreas, instituições e regiões, se
enquadrem em uma das seguintes condições especiais:
a) quando recebam bolsa de fixação de docentes ou pesquisadores de agências
federais ou estaduais de fomento;
b) quando, na qualidade de professor ou pesquisador aposentado, tenham firmado
com a instituição termo de compromisso de participação como docente do programa;
c) quando tenham sido cedidos, por acordo formal, para atuar como docente do
programa;
d) quando, a critério do programa, o docente permanente não atender ao
estabelecido pelo inciso I do caput deste artigo devido à não-programação de
disciplina sob sua responsabilidade ou ao seu afastamento para a realização de
estágio pós-doutoral, estágio sênior ou atividade relevante em Educação, Ciência e
Tecnologia, desde que atendidos todos os demais requisitos fixados por este artigo
para tal enquadramento.
A regra do jogo
Quesito 2: corpo discente, teses e dissertações
 2.1. Perfil do corpo docente, titulação, diversificação na origem de
formação, aprimoramento e experiência, e sua compatibilidade e
adequação à Proposta do Programa.
3 subdivisões: (próximos slides)
 2.2. Adequação e dedicação dos DPs em relação às atividades de
pesquisa e de formação do programa.
2 subdivisões: (próximos slides)
 2.3. Distribuição das atividades de pesquisa e de formação entre os
docentes do programa. D3A = docentes com três atividades / DP
 as 3 atividades:
1. Lecionou disciplinas na pós-graduação;
2. Participou de publicação em periódico A1, A2, B1, B2 ou B3;
3. Teve orientação concluída no período.
2.4. Contribuição dos doc. para atividades de ensino e/ou de
pesquisa na grad.,... CH anual de discip. na Grad. / DP, em horas/ano.
A regra do jogo
Quesito 2: corpo discente, teses e dissertações
Item 2.1  Perfil do corpo docente, titulação, diversificação na origem
de formação, aprimoramento e experiência, e sua compatibilidade e
adequação à Proposta do Programa.
 2.1.1. No de DPs / total de docentes - TD
 2.1.2. Faz uma Análise Qualitativa do TD (Formação e experiência).
 2.1.3. (Para Programas 6 e 7) - Considera o número de Pesquisadores
PQ do CNPq, por DP, por ano.
A regra do jogo
Quesito 2: corpo discente, teses e dissertações
Item 2.2  Adequação e dedicação dos docentes permanentes em
relação às atividades de pesquisa e de formação do programa.
 2.2.1. Considera o número de disciplinas ministradas na pósgraduação por DP, por ano.
 2.2.2. Verifica qualitativamente a relevância dos projetos e a
participação efetiva dos docentes, e a existência dos projetos de
pesquisa aprovados junto aos órgãos de fomento.
Quesito 3: corpo discente, teses e
dissertações
A regra do jogo
R
B
QTD (70%) , QTM (15%) e
RPE (15%)
QUESITO 4 - PRODUÇÃO INTELECTUAL  35%
QUESITO 5 - INSERÇÃO SOCIAL  10%
R
R
Como são obtidos?
ORI
3.3. Qualidade das Teses e
Dissertações e da produção ...
(40%)
TTM e TTD
3.1. Quantidade de ...
dissertações defendidas
no período de
avaliação,... (30%)
3.2. Distrib. das
orienta. ... (10%)
PDO
QUESITO 3 - CORPO DISCENTE, TESES E DISSERTAÇÕES  35%
3.4. Eficiência do
Programa na formação
de mestres ... (20%)
QUESITO 2 - CORPO DOCENTE  20%
A regra do jogo
Quesito 3: corpo discente, teses e dissertações
 3.1. Quantidade de teses e dissertações defendidas (ORI) = (Número
de Mestres titulados + 2,5 X Doutores titulados) / Número de Docentes
Permanentes, por ano.
 3.2. Distribuição de orientações (PDO) = Número de DP que se
envolveram na orientação de Mestres ou Doutores titulados / DP, por
ano.
 3.3. Qualidade das Teses e Dissertações e da produção de discentes
autores da pós-graduação e da graduação ...
 3 subdivisões: QTD (70%) , QTM (15%) e RPE (15%)
(próximos slides)
 3.4. Eficiência do Programa
 2 subdivisões: TTM e TTD
(próximos slides)
A regra do jogo
Quesito 3: corpo discente, teses e dissertações
Item 3.3  Qualidade das Teses e Dissertações e da produção de
discentes autores da pós-graduação e da graduação ...
 3.3.1. Quantidade de publicações em periódicos (QTD) = (quant. de
publicações em periódicos A1, A2, B1, B2 e B3 com discentes e egressos
autores) / (quantidade de teses + 0,4 x quantidade de dissertações
defendidas no período).
 3.3.2. Quantidade de artigos completos em anais (QTM)= (No de
artigos completos em anais A1, A2, B1 e B2 com discentes e egressos
autores) / quant. de teses e dissertações defendidas no mesmo
período.
 3.3.3. Participação de membros externos em bancas (RPE) = % das
bancas com representantes externos, preferencialmente com a
participação de pesquisadores de destaque na área.
A regra do jogo
Quesito 3: corpo discente, teses e dissertações
Item 3.4  Eficiência do Programa ...
 3.4.1. Tempo Médio, em meses, de titulação dos bolsistas de
mestrado (TTM)
 3.4.2. Tempo Médio, em meses, de titulação dos bolsistas de
doutorado (TTD).
Quesito 4: produção intelectual
A regra do jogo
Como são obtidos?
QUESITO 2 - CORPO DOCENTE  20%
QUESITO 3 - CORPO DISCENTE, TESES E DISSERTAÇÕES  35%
QUESITO 4 - PRODUÇÃO INTELECTUAL  35%
4.2. Distribuição de
publicações
qualificadas em relação
ao corpo DP (30%)
4.1 Publicações qualificadas do Programa
por DP (50%)
4.3. Outras
produções
consideradas
relevantes, ...
(20%)
PQD1 , PQD2 e PQD3
DPD
F
QUESITO 5 - INSERÇÃO SOCIAL  10%
F
R
A regra do jogo
Quesito 4: produção intelectual
 4.1. Publicações qualificadas do Programa por docente permanente.
 3 subdivisões: PQD1 , PQD2 e PQD3 (próximo slide)
 4.2. Participação dos docentes em publicações de A1 a B2 (DPD) =
Porcentagem de Docentes Permanentes que tiveram participação em
periódicos A1, A2, B1 ou B2 no período.
 4.3. Produção técnica, patentes e outras produções consideradas
relevantes  Esse item será avaliado pela comissão de forma
comparativa entre os programas. Espera-se que cada Programa
demonstre a existência dessa produção (patentes, protótipos,
produtos, processos, softwares).
A regra do jogo
Quesito 4: produção intelectual
Item 4.1  Publicações qualificadas do Programa por docente
permanente.
 4.1.1. PQD1= {Periódicos [A1 + A2 x 0,85 + B1 x 0,7 +B2 x 0,5 + B3 x
0,2 + B4 x 0,10 + B5 x 0,05]} / DP
 4.1.2. PQD2 = {Anais [A1 x 0,1 + A2 x 0,075 + B1 x 0,05 + B2 x 0,020]
+ Livros e Capítulos [(até 2) x Livros Relevantes Internacional + (até
1) x Livros Relevantes Nacional + (até 0,5) x Capítulo Livro Relevante
Internacional + (até 0,25) x Capítulo Livro Relevante Nacional]} / DP
 4.3.3. PQD3 = PQD1 + PQD2
Obs.: a quant. de artigos em periódicos B3+B4+B5 apresentados será saturada em 1
(uma) por DP. A quant. de artigos em anais de eventos apresentados pelos Programas
será saturada em 3,5 por DP. A soma da pontuação dos capítulos de um mesmo livro
não pode superar a pontuação de um livro completo
Quesito 5: inserção social
A regra do jogo
QUESITO 3 - CORPO DISCENTE, TESES E DISSERTAÇÕES  35%
QUESITO 4 - PRODUÇÃO INTELECTUAL  35%
QUESITO 5 - INSERÇÃO SOCIAL  10% 5.2 Integração e cooperação 5.3 Visibilidade ...
5.1 Inserção e ... (45%)
B ... (35%)
R (20%)
R
Como são obtidos?
QUESITO 2 - CORPO DOCENTE  20%
A regra do jogo
Quesito 5: inserção social
 5.1. Verificar a participação de membros do corpo docente e
discente em ações que favoreçam a inserção e o impacto regional e/ou
nacional.
 5.2. Verificar a participação formal em projetos de cooperação entre
programas com níveis de consolidação diferentes, voltados para a
inovação na pesquisa ou o desenvolvimento da pós-graduação. Na
participação, de forma geral, em programas de cooperação e
intercâmbio formais e sistemáticos.
 5.3. Verificar a transparência do programa na disseminação de
informações, eletronicamente, tanto de dados atualizados sobre o
funcionamento e a atuação do programa quanto deixar disponível, na
íntegra, as teses e dissertações defendidas e aprovadas.
CONCENTRAR AÇÕES NOS INDICADORES
COM MAIORES PESOS
“foco em parte do jogo”
Foco em parte do jogo
Precisamos avançar no Quesito 4
Itens 4.1 e 4.2
Ênfase nos indicadores (professores):
PQD1  periódicos
DPD  periódicos A1, A2, B1 ou B2
Como o corpo discente pode contribuir?
Precisam avançar no Quesito 3
Item 3.3
Ênfase nos indicadores (alunos e professores):
QTD  periódicos A1, A2, B1, B2 ou B3
Importante: a participação do corpo discente na elevação do indicador
QTD ajuda os professores na elevação do indicador PQD1
Foco em parte do jogo
Os alunos contribuem:
 defendendo a dissertação o mais rápido possível
 escrevendo, submetendo e aprovando artigos em periódicos
com os resultados de suas pesquisas
Não adianta a ânsia de escrever para congresso (o que ocorre por
vezes ainda no primeiro ano de curso), se para o PPGRHS é melhor
esperar o momento certo para submeter a um periódico de
classificação Qualis (fator de impacto).
Aos professores:
Os indicadores mais importantes são obtidos pela inclusão do número
de DPs no denominador do cálculo. Parece que quanto mais DPs,
menor o indicador ... mas com os DPs produzindo, esse efeito tende a
desaparecer. Assim, a recomendação acima é válida para eles!
Foco em parte do jogo
Novo site  melhoramento do indicador 5.3. Visibilidade ou
transparência dada pelo programa à sua atuação.
www.ctec.ufal.br/posgraduacao/ppgrhs

similar documents