7º ano Brasil Colônia a expansão para o interior

Report
Brasil Colonial:
a expansão para o interior.
A Arábia
•Primos povoamentos ficaram restritos à zona litorânea.
•O mar era o meio de comunicação entre Brasil e Europa.
•Os colonizadores foram fazendo expedições para o interior do Brasil.
•Criaram caminhos  formação de vilas e povoados no interior.
•Motivos que adentraram no interior do Brasil:
•Espírito de aventura.
•Cobiça de metais preciosos.
As bandeiras.
•Bandeiras foram expedições que partiram geralmente de pontos
próximos ao litoral e adentraram no interior da Colônia em busca de
riquezas.
•Todo o interesse da Metrópole (Portugal) estava voltado para a
região produtora de açúcar, o Nordeste.
•As vilas mais ao sul do Brasil – São Vicente, Piratininga, Santo André
da Borda do Campo – sofriam com a falta de recursos com o
abandono das autoridades portuguesas.
•Com os bandeirantes:
•Descobriam rios, plantas, aves, animais.
•Travavam contatos com índios.
•Houve contatos violentos com mortes.
•Conhecimento de grande parte do interior da Colônia.
As bandeiras.
•Os bandeirantes buscavam , no interior:
•Indígenas para o trabalho escravo – não tinham condições de
obter mão de obra escrava negra africana.
•Metais preciosos – ouro e prata (produtos mais almejados).
•Pedras preciosas.
•Plantas medicinais.
•Monções: são expedições que seguiam o regime de cheias e vazantes
dos rios. Seguiam os leitos dos rios.
•As expedições podiam durar muitos anos.
•Expedição de Antonio Raposo Tavares:
• Partiu de São Paulo em 1647 até a Amazônia.
•Retornou em São Paulo em 1650 – 12.000 km.
As bandeiras.
As bandeiras.
As bandeiras.
Drogas do Sertão.
•As drogas do sertão eram determinados produtos que eram
explorados no interior da Colônia e na Europa eram considerados
especiarias.
•Produtos – expedição de Pedro Teixeira (1637) na Amazônia:
•Canela.
•Guaraná.
•Castanha-do-pará.
•Pau-rosa.
•Cacau.
•Cravo.
•Urucum.
Drogas do Sertão.
•Rio Amazonas tinha intenso fluxo de embarcações devido aos
produtos extraídos da Floresta.
•Forte do Presépio: construído, pelo governo português, devido aos
contrabandos de franceses, holandeses e ingleses (mais vigilância).
•Padres jesuítas passaram a produzir remédios com as riquezas da
mata.
A criação do gado.
•Martim Afonso de Souza  trouxe as primeiras cabeças de gado.
•Tomé de Souza (primeiro Governador-Geral) incentivou a criação de
gado (transporte para Salvador).
•Uso do gado:
•Criado nos engenhos de açúcar.
•Complementava a atividade açucareira.
•Era sustento para os moradores do latifúndio.
•Usado para movimentar a moenda.
•Puxar os carros que levavam a cana cortada até os galpões.
•Fornecia leite, carne e couro .
•Foi uma atividade secundária – ligada à exploração de riquezas.
•Gado  interiorização da colonização e povoamento (Nordeste e
Sul).
A criação do gado.
•Crescimento do rebanho  áreas agricultáveis de cana ficaram
prejudicadas  Coroa portuguesa (1701) determinou que a criação
de gado deveria ocorrer a dez léguas do litoral  separação das
atividades agrícola (cana) e pecuária (gado).
•Criar gados era mais barato que investir em engenhos.
•Gado no Nordeste:
•Fazendas localizadas às margens do Rio São Francisco.
•O Rio fornecia água, pasto e sal.
•Peões eram homens livres – formavam seu próprio rebanho.
•O gado era levado às vilas e feiras, após engordar.
•Criação de povoados.
•Foi para o interior no século XVIII.
A criação do gado.
•Gado no Sul:
•Fizeram surgir povoados no
século XVIII.
•Região disputada pelos
portugueses e espanhóis.
•Conduzido até Sorocaba
pelo caminho conhecido
como Viamão.
•Havia as invernadas
(paradas) para a engorda do
gado  surgimento de
povoados.
Missões e reduções jesuíticas.
•Em 1549, D. João III convidou padre Manuel da Nóbrega e Tomé de
Souza o trouxe, para Salvador, para:
•Catequizar os indígenas.
•Manter a fé dos colonos.
•O padre pertencia à Ordem da Companhia de Jesus, criada por
Inácio de Loyola em 1534.
•Os jesuítas:
•Denominados de “Soldados de Cristo”.
•Atuavam na conversão dos povos pagãos em continentes.
•Assumiram cargos de conselheiros e ministros de reis.
•Na ocupação e exploração do Brasil, o Estado português e a igreja
Católica estiveram aliados.
Missões e reduções jesuíticas.
•Jesuítas no Brasil:
•Foram para o interior da colônia para proteger os indígenas
contra a escravização pelos colonizadores e bandeirantes.
•Formaram missões ou reduções jesuíticas:
•Indígenas eram catequizados.
•Aprendiam a tocar instrumentos musicais.
•Utilizavam novas técnicas agrícolas.
•Fabricavam artesanatos.
•Muitas foram atacadas e destruídas pelos bandeirantes.
•Foram precursores da educação no Brasil.
•Fundaram colégios para filhos abastados (ricos).
Missões e reduções jesuíticas.
•Crise da economia açucareira no Brasil:
•Entrou em crise em 1654.
•Holandeses foram expulsos do Brasil (após 24 anos).
•Aprenderam técnicas de fabricação do açúcar.
•Foram para as Antilhas e estabeleceram engenhos.
•Detinham o controle sobre o comércio do açúcar.
•Vendiam o seu próprio açúcar.
•Brasil sem mercado para o açúcar.

similar documents