Normas de desempenho – Atendimento e resultados

Report
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
“NORMAS DE DESEMPENHO -ATENDIMENTO
E RESULTADOS ESPERADOS”
Carlos Alberto de Moraes Borges
[email protected]
27 de Agosto de 2010
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
Estrutura da apresentação
• A Norma de Desempenho de Edifícios
• Questões levantadas pelo mercado e o
impacto nas empresas
• Considerações finais
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
NBR 15575 – Norma de Desempenho
• Estabelece um nível desempenho mínimo
para os edifícios, define requisitos mínimos
obrigatórios para alguns sistemas
• Define critérios objetivos e métodos de
avaliação, mas não exige que sejam feitos
• Muitas vezes, atender a Norma de
Desempenho é atender normas existentes
Workshop
•
•
•
•
•
•
•
•
•
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
SEGURANÇA
segurança estrutural
segurança contra o fogo
segurança no uso e na operação
HABITABILIDADE
estanqueidade
desempenho térmico
desempenho acústico
desempenho lumínico
• saúde, higiene e
qualidade do ar
• funcionalidade e
acessibilidade
• conforto tátil e
antropodinâmico
•
•
•
•
SUSTENTABILIDADE
durabilidade
manutenibilidade
impacto ambiental
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
• Resumo dos requisitos básicos da Norma
• Desempenho estrutural
– O projeto deve obedecer normas já existentes,
manual do proprietário deve informar sobrecargas
máximas
• Segurança contra incêndio
– Conceito: evitar incêndios, salvar as pessoas em
caso de e evitar prejuízos materiais. Projeto deve
obedecer normas já existentes e Instruções
Técnicas do Corpo de Bombeiros
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
• Segurança no uso e operação
– Sistemas não devem apresentar rupturas, instabilidades,
partes cortantes ou perfurantes para evitar ferimentos aos
usuários. Projeto deve atender normas existentes e ter
bom senso. Método de avaliação: análise de projeto
• Estanqueidade
– Deve ser garantida por todos os sistemas e as fontes de
umidade externa consideradas em projeto. Projeto deve
conter detalhes que garantam estanqueidade
especialmente na interface entre sistemas
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
• Desempenho lumínico
– Norma estabelece níveis mínimos de iluminação natural
(mínimo geral de 60 lux) e artificial (100 lux ou 50 lux em
corredores, escadarias e garagens
• Durabilidade e manutenibilidade
– Estabelece uma vida útil mínima de projeto para cada
sistema (40 anos para estruturas e fundações, 10 anos
para sistemas hidrossanitários) e recomenda prazos
mínimos de garantia (3 anos para instalações elétricas e
hidráulicas por exemplo)
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
• Saúde, Higiene e Qualidade do ar
– Remete às exigências da ANVISA. Estabelece
limites para poluentes na atmosfera e evita
proliferação de microorganismos de acordo com
as resoluções da ANVISA
• Funcionalidade e Acessibilidade
– Define medidas mínimas de mobiliário e de
espaços, para portadores de necessidades
especiais, remete a NBR 9050
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
• Conforto Tátil e Antropodinâmico
– A utilização e operação dos sistemas deve ser
segura e confortável aos usuários. Os usuários não
devem escorregar ou fazer muita força para o
acionamento de um caixilho por exemplo
• Adequação ambiental
– Norma recomenda e não obriga o projeto a buscar
economia de energia e de água tanto durante a
construção quanto o uso e operação do edifício
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
• Desempenho térmico
– Ambientes de permanência prolongada devem
apresentar condições iguais ou melhores que a
externa, ou seja, temperatura igual ou inferior a
externa no verão. No inverno, a temperatura
interna deve ser pelo menos 3 graus maior do que
a externa.
– Desempenho mínimo varia de acordo com cada
região do país: remete a cartas bioclimáticas
– Sombreamento externo obrigatório
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
Desempenho térmico
• O importante é controlar o excesso de
radiação solar nos ambientes, conter o avanço
acaba sendo muito mais trabalhoso e caro
– Implantação do edifício considerando insolação
– Sombreamento externo: beirais, toldos,
vegetação, persianas de enrolar: necessidade de
economia de energia mais do que o conforto
térmico será o indutor da mudança
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
• Desempenho acústico
– Os sistemas devem apresentar um nível mínimo
de isolamento acústico, de tal forma que os ruídos
máximos admissíveis por ambiente atendam a
NBR 10152
– Tipos de ruídos
• Ruído de impacto: salto alto
• Ruído aéreo: conversas
• Ruídos provenientes de equipamentos e vibrações
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
Conforto acústico
Conjunto de exigências humanas de escutar bem,
sem interferências de ruídos, baseado no princípio
de que quanto maior for o esforço de adaptação do
indivíduo, maior será sua sensação de desconforto
e risco de prejuízo a saúde
Desempenho acústico depende das propriedades
do material empregado no acabamento de isolar,
absorver ou refletir o som / ruído e do domínio das
fontes de ruído externas e internas.
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
Desempenho acústico inadequado prejudica a saúde humana sem que se
perceba que a causa é o excesso de ruído
Aceleração da pulsação, aumento da pressão sangüínea e estreitamento
dos vasos sangüíneos.
Sobrecarga do coração, tensões musculares e secreções anormais de
hormônios, causando uma modificação do comportamento
psicofisiológico do individuo, tal como nervosismo, fadiga mental,
prejuízo no desempenho no trabalho, dificuldades mentais e emocionais,
irritabilidade e ate impotência sexual.
Também pode haver uma dilatação da pupila, aumento da produção de
hormônios da tireóide, aumento da produção de adrenalina e
corticotrofina, contração do estomago e abdômen, reações musculares
diversas e contração dos vasos sangüíneos, entre outros.
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
País
L’nT,w máximo [dB]
Áustria
48
Suíça
50
França
58
Inglaterra
62
Espanha
65
Brasil
80
Workshop
País
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
DnT,w [dB]
(Diferença padronizada de nível, ponderada
entre os ambientes)
Áustria
≥55
Suíça
≥54
França
≥53
Portugal
≥50
Espanha
≥50
Brasil
40 a 44
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
Questões levantadas pelo mercado
– Desempenho acústico: não há esquadrias e portas no mercado com
preços competitivos para atender a necessidade de atenuação de
ruído aéreo entre ambientes e proveniente do envoltório da edificação
– Desempenho acústico para ruídos de impacto está exagerado, lajes
com 10 cm não passam na Norma
Falta investir no conhecimento do desempenho de portas e esquadrias e
sua relação com o desempenho dos sistemas da qual fazem parte
O acabamento dos pisos poderia ser considerado como parte do sistema
para efeitos de desempenho acústico, mesmo que este seja instalado
pelo usuário
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
• Norma vai aumentar custos, que poderão não ser
pagos pelos contratantes
• Alguns requisitos de desempenho são exagerados
• Responsabilidade do construtor aumenta muito
• Mercado não está maduro para aplicá-la de imediato
• Faltam laboratórios para ensaios, fabricantes de
materiais não conhecem nem divulgam o
desempenho de seus produtos
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
• Norma é uma oportunidade de ganhar mercado e
valorizar a empresa
• A concorrência será mais justa entre as empresas
• A qualidade das obras vai melhorar e o consumidor
será beneficiado
• Valorização da atividade de engenharia
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
• Norma vai elevar o custo das obras?
– Mudanças na forma de conceber, projetar, comprar
insumos e contratar serviços serão necessárias: visão
integrada, obtenção de conhecimento e capacitação
– Ninguém aplicou ainda integralmente a norma de
desempenho
– Eventual aumento de custo depende da tecnologia
utilizada, do tipo de obra, do conhecimento que cada
empresa tem do seu sistema construtivo
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
VIDA ÚTIL E RESPONSABILIDADE
• Visão de custo não se restringe apenas a construção e sim a
toda a vida útil
Vida útil não é garantia e sim uma
referência técnica para seleção de
tecnologias, sistemas, elementos e
componentes
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
Qual o caminho?
Avaliar a aplicação prática dos requisitos da Norma de
Desempenho: sugerir mudanças com embasamento técnico:
emenda da Norma prevista para outubro de 2010
Revisar o conteúdo da Norma para itens cujo nível de
desempenho tem uma relação custo-benefício não favorável:
grupos de empresas estão investindo numa análise mais
aprofundada da Norma e através da realização de ensaios
Associações de fabricantes de materiais estão investindo em
ensaios para conhecer o desempenho de seus produtos
Momento de mudanças estruturantes no setor da construção
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
Alguns projetos em desenvolvimento pelo
governo - MDIC
• Marco Regulatório para a Construção da
Habitação
MOTIVAÇÕES
• Enfrentar a obsolescência dos Códigos de Obras
municipais;
• Reduzir as diretrizes prescritivas que engessam a
Indústria da Construção e impedem a inovação
INVESTIMENTO EM NORMALIZAÇÃO
• Recursos específicos para normas de Coordenação
Modular na construção; e BIM (Building Information
Modeling)
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
Comparativo dos Códigos de Obras, conflitos entre si e com normas
técnicas
Campinas
Florianópolis
PORTO
ALEGRE
SALVADOR
SÃO PAULO
Desempenho
Conforto Interno
Segurança
Acessibilidade
Coordenação Modular
Tipologia x Entorno
Meio Ambiente e
Saneamento
Dimensionamento
Legenda:
tratado
tratado Insatisfatoriamente
não é tratado
tratado prescritivamente
RIO DE
JANEIRO
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
Desempenho e os projetos
• NBR 15575 é uma oportunidade de
valorização projeto: 50% do desempenho
depende do projeto
• Maior investimento em projeto pode e deve
reduzir o custo global da obra e isso precisa
ser “ vendido “ para o mercado
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
Desempenho e os projetos
• Os projetistas estruturais tem a cultura de
cumprir normas, mas precisam evidenciar o
seu cumprimento no projeto
• Para o atendimento do requisito vida útil, é
importante facilitar a verificação de projeto
para atestar cumprimento de normas.
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
Resultados esperados
• Proteção do consumidor de baixa renda e
melhoria de qualidade da construção
• Valorização da engenharia e do projeto
• Concorrência mais saudável e justa
• Inovação tecnológica
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
Resultados esperados
• Indução de mudanças estruturais na
construção civil
– Criação de Lei de Responsabilidade
– Atualização de Normas Técnicas
– Informações sobre desempenho de produtos e
sistemas: catálogo nacional do desempenho
Workshop
Melhoria Continua em
Projeto, Execução e
Manutenção de Estruturas
OBRIGADO!

similar documents