Slide 1 - Prof. Roberto César

Report
Mercado de Capitais
Mercado de Capitais
Professor: Roberto César
Fontes de Financiamento
para a empresa
Externa
Passivo Circulante
Passivo Não Circulante
Aporte de capital dos atuais sócios
Capital
Própria
Abertura de capital
Ações preferenciais
Ações ordinárias
Lucros Retidos
Fontes de Financiamento
para a empresa
Credores
Governo
Acionista
Distribuição do Lucro
Fontes Externas
• Aumento do nível de endividamento.
• Redução da capacidade de reobter
empréstimos.
• Risco de cobertura.
• Lucro operacional.
Fontes Próprias
• Melhora o nível de endividamento.
• Possibilita reobter empréstimos.
• Melhora os indicadores econômicos e
financeiros.
• Lucro operacional.
Fontes Próprias
• Aporte de Capital
• Lucros Retidos
• Abertura de Capital
Ações como fonte de Fundos
Vantagens
• Não tem encargo fixo.
• Não tem prazo de resgate.
• Aumenta o crédito de valorização da empresa.
• Tem valorização ao longo do tempo.
Ações como fonte de Fundos
Desvantagens
• Novas ações estende o direito de voto ou
controle.
• Maior divisão dos lucros.
• Venda sob expectativa de alto retorno.
• Dividendos não dedutíveis no IR.
Crescimento e Desenvolvimento
Econômico
Os investimentos em economia podem ser
considerado a mola propulsora do crescimento
econômico.
Para a existência desses investimentos, é
necessário que a poupança seja canalizada para
este fim.
Caminhos para associar a
poupança ao investimento
o Autofinanciamento.
o Governo.
o Mercados financeiros
Mercado de Capitais
O mercado de capitais é fundamental
para o crescimento econômico.
o Aumenta as alternativas de financiamento.
o Reduz o custo do financiamento.
o Diversifica e distribui o risco.
o Facilita o acesso ao capital
Mercado de Capitais
Missão:
o Oferecer condições financeiras necessárias para
retomar e sustentar o crescimento econômico, gerar
empregos e democratizar oportunidades de capital.
o Mobilizar recursos de poupança, oferecendo
alternativas de investimento seguras e rentáveis para
servir também de base aos planos de previdência
complementar.
o Direcionar estes recursos para financiar os
investimentos mais produtivos e socialmente
desejáveis, inclusive infraestrutura, habitação e
empresas emergentes em condições competitivas com
o mercado internacional.
Mercado de Capitais
Condições de eficiência para o mercado de
capitais.
o Legislação.
o Transparência.
o Enforcement.
o Concorrência.
o Custo.
Mercado de Capitais
Foco:
o Empresas.
o Investidor.
o Regulação.
Mercado de Capitais
Especuladores
Investidores
Objetivo
Alavancagem de ganhos
Manutenção de ganhos
Formas de
ganho
Ganho através de
comercialização de
ações.
Ganho através da
propriedade de ações
Prazo
Curto
Longo
Risco
Busca o risco
Avesso ao risco
Ações
Ações são títulos de propriedade de uma
parte do capital de uma empresa.
Direito das Ações
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
Direito de participar nos lucros
Direito de fiscalização
Direito a informação
Direito de preferência na subscrição de ações em
aumento de capital
Direito de retirada (recesso)
Direito de voto
Direito de indicação de membros do conselho de
administração
Direito de requerer a convocação e o adiamento de
assembleias gerais
Direito a participar de oferta pública por alienação e
controle de companhia aberta (tag along)
Direito de Transmissão.
Ações Ordinárias
Tem como característica principal o direito
ao voto.
As decisões das companhias são tomadas
pelo voto de seus acionistas.
A assembleia de acionista é a autoridade
maior nas sociedades por ações
Assembleias Gerais
Ordinárias
Extraordinárias
Quem
Convoca
Diretoria
Diretoria, conselho e
acionistas
Quando
Uma vez por ano, no
mínimo
Quando necessário
Assunto
Prestação de contas,
verificação dos
resultados, eleições
Qualquer assunto de
interesse social
Quem vota
Acionista Ordinário
Acionista Ordinário
Ações Preferencias
As ações preferenciais têm como
característica fundamental a prioridade sobre as
ordinárias no recebimento de dividendos.
Ações Preferencias
As preferenciais deverão conferir a seus
titulares ao menos uma das vantagens abaixo
segundo o artigo 17 da lei das S.A.:
- Parcela de no mínimo 25% do L. Liquido, deste
montante será garantido um montante
prioritário de no mínimo 3% do valor da ação.
- Receber pelo menos 10% acima das
ordinárias.
- Serem incluídas em decorrência de eventual
alienação do controle
Bolsa de Valores
Bolsa de valores é o local onde se compram e se vendem
as ações das empresas.
Investidor 2
Investidor 3
Investidor 1
Investidor 4
Corretora conecta cliente
com a bolsa
Bolsa de Valores
As bolsas de valores são associações civis, sem fins lucrativos. Seu
patrimônio é representado por títulos que pertencem às sociedades
corretoras membros. Possuem autonomia financeira, patrimonial e
administrativa, mais estão sujeitas à supervisão da Comissão de
Valores Mobiliários e obedecem às diretrizes e políticas emanadas do
Conselho Monetário Nacional.
No final dos anos 90, as bolsas passaram a ser identificadas com o
espírito altamente comercial dessa época. As bolsas tornaram-se o
símbolo do capitalismo e encontram-se no centro desse sistema. O
nível de suas atividades dá uma imagem imediata da situação
socioeconômico de toda uma nação.
A bolsa é o mercado em que se
vendem ações. Nela concorrem os
(compradores e vendedores) e as
financeiras. Está aberta a todo tipo de
instituições, é regulada oficialmente
compram e
investidores
instituições
indivíduos e
Bolsa de Valores
Características :
• Podem ser sociedades anônimas, com fins lucrativos, ou
associação de corretoras sem fins lucrativos;
•
Mercado de acesso público, através de intermediários
(corretoras e distribuidoras de valores mobiliários).
• Funcionam regularmente em sessões públicas (normais ou
especiais);
•
Os títulos e valores mobiliários transacionados, são previamente
admitidos à negociação, de acordo com determinadas regras;
•
As operações de Bolsa realizam-se através de sistemas de
negociação adequados (eletrônicos);
• É disponibilizada aos investidores, toda a informação relevante,
quer pela entidade que emite os valores mobiliários, quer pela
Bolsa.
Bolsa de Valores
Para ter ações em Bolsas,
a companhia deve:
Companhia aberta
Companhia Pública
Atender aos requisitos estabelecidos pela Lei
das S.A. (Lei nº 11.941, de 27 de maio de 2009)
e pelas instruções da CVM,
além de obedecer a uma série de
normas e regras estabelecidas pelas próprias bolsas.
BOVESPA - Bolsa de Valores de São Paulo
A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) é o
principal mercado de negociação de ações de empresas de
capital aberto do Brasil. Fundada em 1890, sua sede localizase no centro da cidade de São Paulo.
Em 2008, a Bovespa integrou-se operacionalmente
com a BM&F - principal bolsa de mercadorias e contratos
futuros do Brasil - criando a BMF&Bovespa. O Mercado
Bovespa abrange a negociação de valores mobiliários, de
renda variável e renda fixa, tanto no mercado de bolsa
quanto no mercado de balcão organizado. As principais
empresas do país estão listadas no mercado de ações da
Bovespa, inclusive a própria BM&FBovespa (BOV:BVMF3).
BOVMESB
A Bolsa de Valores Minas-Espírito Santo-Brasília - BOVMESB
resultou da fusão, ocorrida em 1974, da Bolsa de Valores de Minas
Gerais com a Bolsa de Valores do Espírito Santo, passando a
denominar-se Bolsa de Valores Minas-Espírito Santo; e da fusão,
efetuada em 1976, com a Bolsa de Valores de Brasília, passando,
desde, então, a denominar-se Bolsa de Valores Minas-Espírito SantoBrasília (BOVMESB). A fusão com a Bolsa de Brasília permitiu à
Bovmesb englobar, também os estados de Goiás, Mato Grosso do Sul,
Rondônia e Tocantins.
Atualmente, a BOVMESB conta com 14 corretoras membros
que operam no mercado nacional de valores mobiliários, através do
sistema eletrônico da Bovespa, o MEGA BOLSA.
Referência Bibliográfica
BOLSA DE VALORES; http://www.bovmesb.com.br/historico.htm.
CAVALCANTI, Franciso; MISUMI, Jorge Yoshio; RUDGE, Luiz Fernando. Mercado de
Capitais: o que é, como funciona. Rio de Janeiro: Elsevier, 2005. 5ª Reimpressão.
LIMA, Iran Siqueira; LIMA, Gerlando Augusto Franco de; PIMENTEL, René Coppe.
Curso de Mercado Financeiro: tópicos especiais. São Paulo: Atlas, 2006.
MELLAGI Filho, Armando; ISHIKAWA, Sérgio. Mercado Financeiro e de Capitais. –
2.ed. – 3.reimpr. – São Paulo: Atlas, 2007.
PINHEIRO, Juliano Lima; Mercado de Capitais: fundamentos e técnicas; Atlas, 2005
SANVICENTE, Antônio Zoratto; MELLAGI Filho, Armando. Mercados de Capitais e
Estratégias de Investimento. – São Paulo: Atlas, 1988.

similar documents