Pedagogia Agostiniana

Report
XIV MANHÃ DE FORMAÇÃO DOS
EDUCADORES AGOSTINIANOS
UNIDADES LEBLON – NOVO LEBLON
“AS BASES DA PEDAGOGIA
AGOSTINIANA”
Sábado, 22 de fevereiro,
07:30h, Auditório
SUMÁRIO
1. INTRODUÇÃO
2. CONTEXTO HISTÓRICO DA PROPOSTA EDUCATIVA
DE SANTO AGOSTINHO
3. PEDAGOGIA PRÁTICA E SANTO AGOSTINHO
3.1 – A Linguagem e o Ensino
3.2 – Possibilidade do Ensino
3.3 – Alimentar o diálogo
3.4 – Ensinar com alegria
3.5 – A Sintonia Educativa entre mestre e aluno
3.6 – A Humildade do mestre
3.7 – Ensinar com amor
A Pedagogia Agostiniana
caracteriza-se como:
“O AMOR PELA BUSCA DA
VERDADE”, articulando o estudo
das ciências em função do
crescimento na sabedoria da vida.
Para Agostinho, há uma nítida
diferença entre ciência e sabedoria.
Ciência → ordem
racional; temporal e
transitório → realidades
e valores que orientam o
conteúdo para a vida
humana.
Sabedoria→ ordem
racional do eterno e
permanente.Encontro
com Cristo.
1. INTRODUÇÃO
 Pedagogia Agostiniana→ um espírito que
penetra (impregna) a ação educativa e
exige uma dedicação total em sintonia
com o cotidiano. (contextos sócioculturais-econômicos- políticos- religiosos)
O emblema da ordem tem dois
elementos fixos: o livro sagrado e o
coração flamejante transfixado por
uma flecha
Critérios básicos da
proposta agostiniana:
 INTERIORIDADE→ “retiro” da
consciência- é o caminho pessoal sem
máscaras ou fingimentos → o homem
exterior muda, se transforma – seja pelo
progredir do homem interior
 LIBERDADE → retidão moral → vontade,
DESEJO de escolher as boas ações = a
vontade sã e livre subordinadas à graça
de Deus.
Critérios básicos da proposta
agostiniana:
 AMIZADE→ Santo Agostinho nos ensina que
viveremos amigos juntos a Deus desfrutando
para sempre da Sabedoria,
a amizade é um tipo de “amor da alma para
alma” → “uma só alma e um só coração”.
 AMOR → “é a substância da alma” →so
nosso amor é bom, então tudo que façamos
será bom. – “Ama e fazes o que quiseres” .
Critérios básicos da proposta
agostiniana:
 SENTIDO COMUNITÁRIO→ tem sua fonte
no amor → desperta uma atitude de vida
em que se “antepõem as coisas comuns às
próprias, não às próprias às comuns”
(regra de ouro para se viver em
comunidade) → a pessoa se enriquece ao
se doar ao outro.
2. CONTEXTO HISTÓRICO DA PROPOSTA EDUCATIVA
DE SANTO AGOSTINHO
 Ocidente Europeu →crise política
 Muitas instâncias e poucas referências
transcendentais
 Nasce Agostinho em 13 de novembro de
354 – região da atual Argélia
 Foi batizado em 387
 Volta à Africa em 388- “De Magistro”
 “Confissões” – 397-398
 Morre no dia 28 de agosto de 430 – em
Hipona
3. PEDAGOGIA PRÁTICA E SANTO AGOSTINHO
Linguagem – sinais e sons – ensino
verbalista- repetição de palavras que não
compreendias,
ficam
mortas
na
memória.
Ensino – destreza didática para suscitar o
interesse do aluno;
Aumentar o diálogo – confiança;
Ensinar com alegria – atinge a dimensão
da felicidade que todos nós desejamos;
3. PEDAGOGIA PRÁTICA E SANTO AGOSTINHO
Atitudes de simplicidade – sintonia
educativa entre mestre e aluno –
aprendem juntos;
A humildade do mestre – dedicação e
entrega- aluno ↔pessoa;
Ensinar com amor – substância da vida
cristã- amor “pedagógico” – amor pelo
ser inteiro do aluno – interação
profundamente humana e cristã.
ALGUNS PENSAMENTOS PARA REFLEXÃO...
o “A verdade não é minha nem tua, a fim de que possa ser tua e minha.”- In. Os. 103,2
o“Na escola do Senhor todos somos condiscípulos “ – Ser. 242
o “É mais eficaz, do ponto de vista didático, a espontaniedade sem pressão, do que a
coação com temor.” Confissões 1, 14
o“Não fales confiando apenas nos teus conhecimentos. Expõe-te à iluminação da
verdade e torna-te “transparência” da “mesma”.- Ser. 1662
o“Não te disperses. Concentra-te na tua intimidade. A verdade habita no homem
interior” – De Ver. Re. 39,72
o“Todos queremos ser livres, porém, nem sempre aceitamos o caminho libertador que
exige esforço.” – S.A. Cidade de Deus, 14,16
o Comunidade para Agostinho: “um grupo de indivíduos unidos pela harmonia e
comunhão das coisas que buscam e amam”. – Cidade de Deus 19, 24
BIBLIOGRAFIA
- Agostinho, Santo, 354-430.
Confissões: “De Magistro, O Mestre” – 3. Ed – São Paulo: Abril
Cultural, 1984. (Os pensadores)
- Galindo, de José Antonio, OAR.
“Pedagogia Agostiniana”- (Linhas básicas da Pedagogia de
Santo Agostinho).
- Ormazabal, Frei Juan, OAR.
“Mestre Agostinho, beleza sempre antiga e sempre nova para
educadores agostinianos”, (Trabalho de Reflexão)
e-mail: [email protected]

similar documents