SAEMS_2012_OFICIAL - Portal Sistemas SED-MS

Report
É refletir sobre uma determinada realidade a partir de dados e
informações, e emitir um julgamento que possibilite uma ação.
Objetivo geral
Analisar e interpretar os resultados do SAEMS/2012 para
(re)planejamento das ações pedagógicas implementadas em sala
de aula, a serem definidas pelas unidades escolares envolvidas no
processo de avaliação.
AVALIAÇÃO
EDUCACIONAL
Avaliação Interna/Escola
Avaliação Externa/Sistemas
Processo da aprendizagem
Desempenho dos alunos
Provas abertas
Provas objetivas
Observação/Registro
Portfólio
Testes de proficiência
Questionários contextuais
TEORIA CLÁSSICA
TEORIA DA RESPOSTA
AO ITEM
Contribuição da avaliação
em larga escala 4.
3.
2.
1.
Diagnóstico do
desempenho e fatores
que interferem nesse
desempenho no
universo avaliado.
Acompanhamento /
monitoramento da
qualidade da
educação ao longo do
tempo.
Definição de subsídios
para a formulação de
políticas educacionais
- foco qualidade e
equidade.
Promoção de
melhorias na relação
com orgãos centrais e
escolas e no ensino
ofertado pela rede
como um todo.
Áreas do conhecimento avaliadas:
Língua Portuguesa: leitura;
Matemática: resolução de problemas;
O que é avaliado?
Competências e habilidades que os alunos devem
desenvolver ao final de um ciclo de aprendizagem.
Séries ou anos avaliados:
4ª série ou 5º ano do ensino fundamental;
8ª série ou 9ª ano do ensino fundamental;
3º ano do ensino médio.
Data prevista para aplicação: 11 a 21.11.2013
O Ideb é a combinação de dois indicadores:
1. Desempenho obtido pelos estudantes na Prova Brasil e no
SAEB;
2. Rendimento escolar (taxa de aprovação).
Quanto melhor o desempenho dos estudantes na Prova Brasil
e maior a taxa de aprovação da escola no segmento de
ensino, mais elevado será o IDEB.
O SAEMS é uma Avaliação Externa de Desempenho de
alunos, tem caráter censitário, ocorre anualmente e avalia as
áreas de conhecimento de Língua Portuguesa com Produção
de Texto e Matemática. Os anos avaliados são definidos pela
Secretaria.
Língua Portuguesa
(leitura e escrita)
e Matemática:
3º ano do EF
Língua Portuguesa
(leitura e escrita)
E Matemática:
3º ano do EF
1º ano e 1ª fase/EJA,
ambos do EM
Língua Portuguesa (leitura e
escrita)e Matemática:
2º, 3º, 4º, 5º e 8º anos do EF
1º , 3º anos e 1ª fase/EJA,
todos do EM
Língua Portuguesa (leitura
e escrita) e Matemática:
1º, 2º, 3º, 4º anos do EM
- PRINCIPAL Melhorar a qualidade
da educação com
promoção da equidade
Menor periodicidade
entre os ciclos
avaliativos (ciclos
anuais de avaliação)
Rapidez no acesso às
informações (menor
tempo de
processamento da
base de resultados)
Por quê?
Avaliação das
competências
leitora e escrita
Realização de
oficinas de
apropriação dos
resultados
Comparabilidade
Outra importante vantagem
Resultados Transversais,
ou Longitudinais,
por diferentes níveis.
Estado
Polos
Municípios
Escola
Turma
Aluno
Participação Geral dos alunos
no SAEMS 2012
40,000
37,108
37,108
35,000
30,000
25,388
25,000
25,664
25,388
20,957
20,957
18,387
20,000
24,246
17,180
15,212
13,989
15,000
1º EM
2º EM
3º EM
10,000
5,000
0
Previsto
Língua Portuguesa
Efetivo
Previsto
Efetivo
Matemática
A Teoria de Resposta ao Item/TRI é um modelo matemático e
estatístico que descreve a associação entre a capacidade de um
indivíduo e a probabilidade de uma resposta a um item.
Três parâmetros:
a. discriminação (indivíduos com proficiências distintas);
b. dificuldade;
c. acerto casual.
Afere a proficiência dos alunos;
permite comparabilidade entre os anos avaliados;
compara os resultados ao longo dos anos (SAEMS realizado
anualmente) para um mesmo ano;
aumenta as possibilidades de análise do item e do teste;
desenvolve escalas pedagógicas;
realiza diferentes provas entre anos e entre alunos de um mesmo ano –
BIB;
diferentes cadernos de provas, organizados de acordo com o
planejamento em blocos balanceados, procedimentos que permitem uma
abrangência significativa do currículo ensinado.
Avaliação em larga
escala!?
Construção da matriz de referência
Seleção dos itens
Elaboração e seleção das propostas de
produção de texto
Composição dos cadernos de testes
Aplicação
Processamento
Análise estatística (TRI)
Resultados
Oficinas de divulgação
Intervenção
Revista Pedagógica LP/PT pág. 16
Revista Pedagógica LP/PT pág. 16
Esta é uma habilidade de alta
complexidade e só consta no
Referencial Curricular do 3º EM.
Revista Pedagógica LP/PT pág. 17
Revista Pedagógica Mat págs. 16 e 17
Cada um desses descritores possui habilidade
de alta complexidade e constam no
Referencial Curricular do EM.
Total 32 26 27
No Ensino Médio tanto em
Língua Portuguesa quanto em
Matemática, são 63 itens,
divididos em 7 blocos, com 9
itens cada
Revistas de LP e MAT pág. 19
A ESCALA DE PROFICIÊNCIA traduz medidas em
diagnósticos qualitativos do desempenho escolar. Ela
orienta, por exemplo, o trabalho do professor com
relação
as
competências
desenvolveram.
que
seus
estudantes
Como os valores de proficiência são
gerados?
Exemplo hipotético:
Construindo uma escala para medir altura
Nossa altura afeta nossas ações e o que somos
capazes de fazer.
Possíveis questões:



Você consegue guardar as malas no bagageiro interno
de um ônibus?
Quando dorme à noite, seus pés ficam do lado de fora
da cama?
Você consegue alcançar produtos que ficam na
prateleira de cima dos supermercados?
Como os valores de proficiência são gerados?
Como todas essas questões estão associadas à altura da pessoa...
Alcançar prateleira superior
Alcançar malas no bagageiro
Dormir com pés
para fora da cama
1,60m
1,70m
1,80m
1,90m
... podemos estimar sua medida com base no que ela é capaz, ou não, de fazer.
Com esta proficiência inferem informações em textos não verbais e de
linguagem mista, desde que a temática desenvolvida e o vocabulário
empregado sejam familiares. Esses estudantes conseguem, ainda,
inferir o efeito de sentido produzido por alguns sinais de pontuação e
Pág. 29 o efeito de humor em textos como, por exemplo, piadas e tirinhas.
Estudantes com esta proficiência apresentam um nivel
mais sofisticadas
como inferirinferências.
o sentido de
...já desenvolveram
a habilidade
de realizar
básico de construcão desta competência, podendo
realizar realizam tarefas
uma expressão metafórica ou efeito de sentido de uma
inferências em textos não verbais como,Inferem
por exemplo,
informações
em
textos
valendo-se
das pelo
pistas
onomatopeia;
inferir
o
efeito
de
sentido
produzido
uso
tirinhas ou historias sem texto verbal, e, ainda, inferir o
textuais, de sua experiência de mundo e de leitor e, ainda,
sentido de palavras ou expressões a partir do contexto em de uma palavra em sentido conotativo e pelo uso de
notaçõesde
gráficas...
de inferir o efeito
ironia em textos diversos, alem de
que elas se apresentam.
reconhecer o efeito do uso de recursos estilísticos.
Identifica letras
Reconhece
Apropriação convenções gráficas
do sistema da Manifesta consciência
fonológica
escrita
Lê palavras
Estratégias
de
leitura
Localiza informação
D8
D8
D8
Identifica tema
D9
D9
D9
Realiza inferência
D10, D11,
D13, D26,
D27, D28,
D29 e D30
Identifica gênero, função e D14, D15
destinatário de um texto e D17
D10, D11,
D13, D26,
D27, D28,
D29 e D30
D10, D11,
D13, D26,
D27, D28,
D29 e D30
D14, D15
e D17
D14, D15
e D17
Estabelece relações
lógico-discursivas
D20, D21 D20, D21
D22 e D25 D22 e D25
D20, D21
D22 e D25
Identifica elementos
de um texto narrativo
D16
D16
D16
D18
D18
D18
Processamento Estabelece relações
entre textos
do texto
D12, D19 e D12, D19 e D12, D19
Distingue posicionamentos
D23
D23
D23 e D24
Identifica marcas
linguísticas
D31
D31
D31
PADRÕES DE DESEMPENHO
PADRÕES DE DESEMPENHO PARA O 1º ENSINO MÉDIO
PADRÕES DE DESEMPENHO PARA O 2º ENSINO MÉDIO
PADRÕES DE DESEMPENHO PARA O 3º ENSINO MÉDIO
Muito Crítico
Muito Crítico
RELAÇÃO ESCALA
MATRIZ EMuito
DOMÍNIOS
COMPETÊNCIAS
Crítico
Crítico
Crítico
Intermediário
Intermediário
Adequado
Adequado
GRAU DE COMPLEXIDADE DA
Adequado
COMPETÊNCIA
Crítico Intermediário
Revista Pedagógica de LP - Págs. 20 e 21
Os
identificam
oidentificação
tema
em textos
tipo
Os estudantes
estudantes
estudantes
estudantes
identificam
fazem
ainda anão
odesenvolveram
tema
de um
dodetexto
tema
as
e
gênero
menos
familiares
que
exijam
ano
realização
habilidades
desde
de
um texto,
que
relacionadas
esse
valendo-se
venhade
aindicado
esta
pistas
competência.
textuais.
título,
de
inferências
nesse
processo.
Esses estudantes
já
como
no caso
de textos
informativos
curtos,
Os
estudantes
identificam
o
tema
de
um
texto
mesmo
desenvolveram a competência de identificar tema
noticiasessede
revista
quando
temajornal
não estáou
marcado
apenaseportextos
pistas
em textos.
textuais,
mas é inferido a partir da conjugação dessas
instrucionais.
pistas com a experiência de mundo do leitor.
Justamente por mobilizar intensamente a experiência
de mundo, estudantes com este nível de proficiência
conseguem identificar o tema em textos que exijam
inferências, desde que os mesmos sejam de gênero e
ESCOLA: 283,2
tipo familiares.
Descrição das habilidades por
gradação de cores págs 24 a 35
Os estudantes realizam tarefas mais complexas,
comparando e calculando
de figuras
poligonais
Os estudantes
resolvem
problemas
envolvendo
cálculo
Osáreas
estudantes
conseguem
resolvero problemas
Os
estudantes
ainda
não
desenvolveram
aproximado
darelação
área
deaofiguras
planas desenhadas as
em
em malhas quadriculadas.
Em
perímetro,
de
cálculo
de
área
relacionando
o
número
OsOsestudantes
calculam
alados
com
base em de
malhas
quadriculadas
cuja os
borda
éárea
formada
porproblemas
segmentos
habilidades
estudantes
relacionadas
resolvem
a esta
competência.
demonstram a habilidade
de
identificar
e,
metros
quadrados
com
a equantidade
informações
sobre
da
figura
o volume
de
retas
e calculam
arcos
deos
circunferências.
Também
calculamdea de
conhecendo suas medidas,
aângulos
extensão
do
envolvendo
a
decomposição
de
uma
figura
área
do
retângulo
edeo suas
volume
do paralelepípedo.
sólidos
atrapézio
partir da
medida
arestas.
quadradinhos
contida
em
um
retângulo
contorno de uma figura
poligonal
dada
em uma
malha
emaotriângulos,
retângulos
trapézios
Emplana
relação
perímetro, neste
intervalo,e realizam
o
desenhado
em
malha
quadriculada.
quadriculada, bem como
calcular
o
perímetro
de
figura
cálculo
do perímetro
polígonos sema o apoio
retângulos
e decalculam
áreade malhas
desses
sem o apoio dequadriculadas
malhas quadriculadas.
Ainda,
de paralelepípedo
retângulo deas
polígonos.e do
Osvolume
estudantes
desenvolveram
reconhecem que abase
medida
doReconhecem
perímetroque
dea área
um de um retângulo
quadrada.
habilidades
relativas
a
esta
competência.
quando as dobra
medidas
polígono, em uma quadruplica
malha quadriculada,
ou de
se seus lados são
Descrição das habilidades por
dobradas.os lados dobram ou são
reduz à metade quando
gradação de cores págs 24 a
40 da Revista Pedagógica
reduzidos à metade.
ESCOLA: 285,9
Muito Crítico
Neste
Padrão
estudante
de
Desempenho,
demonstra
carência
o
de
aprendizagem do que é previsto para a sua
etapa de escolaridade. Ele fica abaixo do
esperado, na maioria das vezes, tanto no
que diz respeito à compreensão do que é
abordado, quanto na execução de tarefas.
Por isso, é necessária uma intervenção
focada para que possa progredir em seu
processo de aprendizagem.
Crítico
O estudante que se encontra neste Padrão
de Desempenho demonstra ter aprendido
o mínimo do que é proposto para o seu
ano escolar. Neste nível ele já iniciou um
processo de sistematização e domínio das
habilidades
consideradas
básicas
e
essenciais ao período de escolarização em
que se encontra.
Revista da Gestão Escolar págs. 18 e 19
Intermediário
Neste Padrão de Desempenho, o estudante
demonstra ter adquirido um conhecimento
apropriado e substancial ao que é previsto
para a sua etapa de escolaridade. Neste
nível, ele domina um maior leque de
habilidades, tanto no que diz respeito à
quantidade, quanto à complexidade, as
quais
exigem
um
refinamento
dos
processos cognitivos nelas envolvidos.
Adequado
O estudante que atingiu este Padrão de
Desempenho
revela
ter
desenvolvido
habilidades mais sofisticadas e demonstra
ter um aprendizado superior ao que é
previsto para o seu ano escolar. O
desempenho desses estudantes nas tarefas
e avaliações propostas supera o esperado
e, ao serem estimulados, podem ir além
das expectativas traçada.
1º EM
Proficiência Média - 258,9
-
69,2
Alunos efetivos
- 25.664
Padrão de Desempenho - Crítico
263,0
252,7
269,6
272,5
261,0
277,3
2º EM
Proficiência Média - 272,3
270,8
254,8
277,6
263,3
253,9
263,9
270,6
258,0
274,7
% de Participação
275,9
260,3
281,2
270,0
273,6
258,9
270,4
261,1
280,3
271,3
270,5
261,8
274,1
256,7
275,4
% de Participação
-
72,4
Alunos efetivos
- 18.387
Padrão de Desempenho - Crítico
3º EM
Proficiência Média - 277,3
% de Participação
-
72,6
Alunos efetivos
- 15.212
Padrão de Desempenho - Crítico
254,3
264,4
249,1/2011
MC
1º EM
Proficiência Média - 263,0
254,6
262,1
264,3
259,5
264,8
263,5
262,2
% de Participação
-
65,3
Alunos efetivos
- 24.246
Padrão de Desempenho - Crítico
266,2
Revista do Sistema a partir da pág. 17
259,8
272,4
269,8
260,3
2º EM
Proficiência Média -
269,7
% de Participação
-
67,7
Alunos efetivos
- 17.180
271,5
Padrão de Desempenho - Crítico
264,9
272,6
268,4
270,8
269,1
267,4
284,2
269,4
279,1
283,2
275,7
274,9
274,9/2011
MC
282,4
281,8
278,0
274,7/2011
MC
270,6/2011
MC
3º EM
Proficiência Média - 280,0
% de Participação
-
66,8
Alunos efetivos
- 13.989
Padrão de Desempenho - Crítico
Revista Pedagógica de Língua Portuguesa - pág. 107
Língua Portuguesa:
comparativo entre alunos
1º ano EM 2011
Participantes: 311
2º ano EM 2012
Participantes: 226
1º ano EM
2º ano EM
1º ano EM 2011
Participantes: 311
2º ano EM 2012
Participantes: 226
1º ano EM
2º ano EM
1º ano EM
2º ano EM
0
1
Total
2
1 .... 2
2
3
1 .... .... 2
1 .... 1
1 .... 2
2
1
1
1
2
2
Acerto
2
0 .... 2
1
3
1 .... .... 1
0 .... 1
1 .... 1
2
1
0
1
2
2
Total
2
1 .... 2
2
3
1 .... .... 2
1 .... 1
1 .... 2
2
1
1
1
2
2
Acerto
2
1 .... 2
2
3
1 .... .... 2
0 .... 1
0 .... 1
1
0
1
1
2
1
2
3
Total
2
1 .... 2
2
3
1 .... .... 2
1 .... 1
1 .... 2
2
1
1
1
2
2
PD
D31
1
Intermediário
D30
1
21
77,8%
300,5
21
77,8%
289,2
Crítico
D29
1
21
77,8%
307,2
Intermediário
D28
2
1
Qtdade de % de
acertos acertos
Proficiência
D27
D25
D23
1 .... 1
D26
1 .... 0
D22
1 .... .... 2
D21
3
D20
2
D19
D18
D17
D16
D15
1 .... 1
D13
D11
D10
2
D12
Acerto
D09
Nome do
estudante
D08
O quadro abaixo apresenta os resultados alcançados por TRÊS ESTUDANTES do
2º ANO EM de uma escola da Rede Estadual.
MPT – Média de Produção de Texto
ND – Nível de Desempenho da MPT
Informações contidas no CD de cada escola.
Proficiência
318,7
1 1 1 2 1 2 2 1 2 2 .... 2 1 2 .... .... .... 2 .... 1 2 2
Qtdade
% de Proficiê
de
acertos
ncia
acertos
Acerto 2 2 2 2 1 2 1 2 .... 2 1 2 1 1 1 1 1 1 2 .... .... ....
27
Total
2 2 2 2 1 2 1 2 .... 2 1 2 1 1 1 1 1 1 2 .... .... ....
100,0%
376,8
intermediário
% de
acertos
81,5%
PD
PD
Adequado
Total
Nome do
estudante (CD)
Identificação
turma/ano
2º ano EM
2012
22
Acerto 1 1 1 2 1 2 1 1 1 1 .... 2 1 2 .... .... .... 2 .... 1 0 2
D08
D09
D10
D11
D12
D13
D15
D16
D17
D18
D19
D20
D21
D22
D23
D25
D26
D27
D28
D29
D30
D31
1º ano EM
2011
Qtdade de
acertos
Nome do
estudante (CD)
Identificação
turma/ano
D08
D09
D10
D11
D12
D13
D14
D15
D16
D17
D18
D19
D20
D21
D22
D23
D26
D27
D28
D29
D30
D31
Resultados de desempenho de Língua Portuguesa DA MESMA ESTUDANTE
NO 1º ANO EM 2011 E NO 2º ANO EM 2012
Informações contidas no CD de cada escola.
Identificar efeitos
Reconhecer
de
o efeito do uso de
ironia ou humor.
recursos estilísticos.
100.0
90.0
80.0
78.3
77.7
79.4
77.7
73.0
69.0
70.0
62.0
60.0
64.3
61.3
58.8
56.0
68.5
65.9
64.4
58.6
56.0
61.1
59.2
55.9
51.2
46.7
50.0
44.7
40.0
30.0
20.0
10.0
0.0
D08
D09
D10
D11
D12
Localizar e inferir informações
D13
D15
D16
D17
D18
D19
D20
D21
D22
D23
D25
Mobilizar procedimentos de Estabelecer Estabelecer relações entre partes de
leitura dem. diferentes sup. relações de
um texto
e gên. textuais
intertextual.
D26
D27
D28
D29
D30
Reconhecer efeitos de sentido
decorrentes do uso de recursos
expressivos em textos variados
D31
Var.
ling.
15 55,60 338,8
.... 1 2 2 .... 1 1 2 1 .... 1 .... .... .... 2 1 1 .... 2 .... 1 1 1 1 1 1 .... .... 1 1 .... 2
Parão de Desempenho
15 55,60 314,5
Crítico
0 0 1 0 1 .... 0 0 1 2 .... .... 0 .... 1 0 1 .... .... 2 0 1 1 2 1 0 1 .... .... .... .... ....
Intermediário
Proficiência
% de acertos
Quantidade de acertos
D08
D10
D12
D13
D17
D21
D25
D26
D28
D46
D49
D51
D52
D53
D54
D55
D57
D58
D60
D63
D64
D65
D66
D71
D72
D74
D75
D76
D77
D78
D79
D80
.... 1 1 1 .... 0 0 2 1 .... 1 .... .... .... 1 0 0 .... 2 .... 0 1 1 1 1 0 .... .... 0 1 .... 0
15 55,60 315,2
Intermediário
3
Total Acerto
2
Total Acerto
1
Total Acerto
Nome do estudante
(CD) Identificação
turma/ano
O quadro abaixo apresenta os resultados alcançados por TRÊS ESTUDANTES do
2º ANO EM de uma escola da Rede Estadual.
1 1 1 2 1 .... 1 1 2 2 .... .... 1 .... 1 1 1 .... .... 2 1 1 2 2 1 1 1 .... .... .... .... ....
0 0 .... .... 0 1 0 0 1 1 0 1 .... .... 1 1 .... 0 1 1 0 0 2 2 .... 2 .... 0 0 .... .... 1
2 1 .... .... 1 1 1 1 1 1 1 1 .... .... 1 1 .... 1 1 1 1 1 2 2 .... 2 .... 1 1 .... .... 1
Informações contidas no CD de cada escola.
1
1
1
1
1
1 .... .... 1
1 .... 1
1
1
1
1
2
2 .... 2 .... 1
Adequado
Parão de Desempenho
Parão de Desempenho
Proficiência
88,9 389,7
1 .... .... 1
Informações contidas no CD de cada escola.
Adequado
Total
1
Proficiência
Quantidade de acertos
24
1 .... .... 1
% de acertos
25 96,20 352,8
0 .... .... 1
EM 2012
2
% de acertos
Quantidade de acertos
D73
2 .... 1 .... 1
D79
2
D78
1
D77
1
D76
1
D75
1
1 .... 1
D74
D80
D72
D71
D64
D63
D62
D61
D60
1
D71
D59
1 .... 2 .... .... .... .... 1 .... 1 .... .... ....
D72
1
D66
D56
1
D65
D55
D54 (8EF)
D50 (8EF)
D49
1
D64
D48
1 .... 2 .... .... .... .... 1 .... 1 .... .... ....
D63
D46
0
D60
1 .... .... 1
D57
0
D55
1
1
D58
D41
1 .... 1
D54
1
D45
D40
1
D44
D39
1
1 .... .... 1
1
D53
D33
1
2
1
D52
D28
1 .... 1 .... 3 .... 2
D51
D26
2
D49
D25
2
D46
D21
1
D28
D18
1 .... 1
D26
D17
1
D25
D12
1
D21
D11
1 .... 1 .... 3 .... 2
D17
D12
D10
D08
D06 (8EF)
D06 (8EF)
2
D10
Acerto
2º Ano do
2
D08
1 .... .... 1
1
D13
Acerto
Total
1 .... .... 1
Nome do estudante
(CD) Identificação
turma/ano
1º Ano
do EM
2011
D02 (5EF)
Nome do estudante
(CD) Identificação
turma/ano
Resultados de desempenho de Matemática DO MESMO ESTUDANTE NO
1º ANO EM 2011 e NO 2º ANO EM 2012
D79 – Determinar a solução de um sistema linear
associando-o a uma matriz.
D63 – Identificar o gráfico de uma função que
representa uma situação descrita em um texto.
ESTADUAL 2º ANO EM - Matemática
80.0
73.7
70.0
63.6
58.6
60.0
54.2
53.8
46.9
50.0
40.0
47.0
34.9
22.6
31.1
30.7
27.5
30.0
20.0
53.2
44.4
42.2
39.9
51.4
24.1
23.2
17.7
26.5
24.5
21.4
14.9
22.8
13.0
10.0
0.0
D08 D10 D12 D13 D17 D74 D75 D76 D21 D25 D26 D28 D46 D51 D54 D55 D60 D63 D64 D65 D66 D77 D78 D79 D80 D71
1º EM – A INVASÃO DO MUNDO DIGITAL
2º EM – O PROBLEMA DO TRÂNSITO NAS CIDADES BRASILEIRAS
3º EM – FUNK: CULTURA POPULAR OU POLUIÇÃO MUSICAL?
A Matriz de Competências para a produção de textos
é constituída de quatro competências básicas:
I - Registro;
II - Tema/Tipologia Textual;
III - Coerência;
IV - Coesão.
Tema/Tipologia Textual
Coerência
Coesão
Demonstrar domínio
da norma padrão da língua
escrita: ortografia, pontuação,
sintaxe, adequação vocabular,
formação de palavras,
Demonstrar
domínioetcda. norma
paragrafação,
Compreender a proposta de
produção textual ... para
desenvolver o tema dentro dos
limites estruturais do texto
expositivo argumentativo.
Selecionar, relacionar,
Organizar e interpretar
... fatos, opiniões e
argumentos em defesa de
um ponto de vista .
Demonstrar conhecimento dos
mecanismos
linguísticos necessários a construção
do texto: encadeamento textual.
Apresenta informações,
fatos, opiniões e
argumentos INCOERENTES
ou não apresenta um ponto
de vista.
Apresenta informações DESCONEXAS ,
que não se configuram como texto.
Nível
Nível
Registro
NÍVEL II (4,0)
BÁSICO
NÍVEL I (2,0)
ABAIXO DO BÁSICO
NÍVEL 0 (0,0)
INADEQUADO
Inadequado
padrão da língua escrita:
Demonstra
Desenvolve texto que NÃO
ortografia,
pontuação,
sintaxe, CONTEMPLA
DESCONHECIMENTO
A PROPOSTA de
adequação
vocabular,
formação
total da norma padrão,...o que
produção textual: desenvolve,
torna o,texto
ininteligível.
de palavras
margens
regulares, dentro do tema, com outra
paragrafação, direção da escrita estrutura textual como poema,
descrição ou narração.
etc .
Demonstra domínio
INSUFICIENTE da norma
padrão, apresentando graves e
frequentes desvios gramaticais
- presença: de gírias, marcas de
oralidade, muitos desvios
gravíssimos de forma
sistemática, acompanhados de
desestruturação sintática em
excesso.
Desenvolve de maneira
TANGENCIAL o tema. Apresenta
inadequação ao tipo textual, com
repetição de ideias e ausência de
argumentação; texto de base
narrativa, com resquício
argumentativo – exemplo, contar
uma longa história e, no final,
afirmar que ela confirma uma
determinada tese.
NÃO DEFENDE ponto de
vista, ou seja, não
apresenta opinião a
respeito do tema proposto.
Informações, fatos... são
pouco relacionados: ao
tema proposto e entre si,
ou seja, não se articulam de
forma coerente
Não articula as partes do texto ou as
articula de forma PRECÁRIA e/ou
inadequada , apresentando graves e
frequentes desvios de coesão textual.
...há sérios problemas na articulação
das ideias e na utilização de recursos
coesivos: frases fragmentadas...; sem o
emprego adequado dos conectores ...
Demonstra domínio MEDIANO
da norma padrão,
apresentando grande
quantidade de desvios
gramaticais ... graves ou
gravíssimos,... marcas de
oralidade. Mas não apresenta
desestruturação
sintática em excesso.
Desenvolve de forma
MEDIANA o tema, apresentando
tendência ao tangenciamento.
Desenvolve argumentação
previsível (senso comum) cópias,
citações diretas dos textos
motivadores, ou apresenta domínio
precário do tipo textual expositivoargumentativo, com argumentação
falha ou texto apenas expositivo.
Apresenta informações,
fatos e opiniões POUCO
ARTICULADOS ou
contraditórios, embora
pertinentes ao tema
proposto. ...limita-se a
reproduzir os argumentos
constantes na proposta ,
em defesa de um ponto de
vista.
Articula as partes do texto com
MUITAS
INADEQUAÇÕES na utilização dos
recursos coesivos. O texto pode
conter frases fragmentadas que
comprometam a estrutura lógicogramatical; ausência de paragrafação,
emprego equivocado do conector;
repetição desnecessária de palavras ...
Demonstra POUCO DOMÍNIO dos
recursos coesivos.
Revista Pedagógica de Língua Portuguesa págs. 68 e 69
Tema/Tipologia Textual
Coerência
Coesão
NÍVEL
Demonstrar domínio
da norma padrão da língua
escrita: ortografia, pontuação, sintaxe, adequação
vocabular, paragrafação,
etc.
Nível
Compreender a proposta de produção
textual ... para desenvolver o tema dentro
dos limites estruturais do texto expositivo
argumentativo.
Selecionar, relacionar,
Organizar e interpretar
... fatos, opiniões e argumentos em
defesa de um ponto de vista .
Demonstrar conhecimento dos
mecanismos
linguísticos necessários a construção do
texto: encadeamento textual.
NÍVEL III (6,0)
INTERMEDIÁRIO
Domínio INTERMEDIÁRIO
da norma padrão,
apresentando alguns
desvios gramaticais graves
ou muitos desvios leves.
Pode conter desvios mais
graves (ausência de
concordância verbal ou
nominal)...
Desenvolve de forma ADEQUADA o tema,
apresenta abordagem superficial,
discutindo outras questões relacionadas.
Desenvolve argumentação previsível e
apresenta domínio adequado do tipo
textual. Não apresenta explicitamente uma
tese, detendo-se mais no caráter expositivo .
Apresenta informações, fatos,
opiniões e argumentos
PERTINENTES AO TEMA proposto,
porém os organiza e relaciona de
forma POUCO CONSISTENTE em
defesa de seu ponto de vista.
Informações aleatórias e
desconectadas entre si.
Articula as partes do texto com ALGUMAS
INADEQUAÇÕES na utilização dos recursos
coesivos. O texto pode conter frases
fragmentadas que comprometam a
estrutura lógico-gramatical; ausência de
paragrafação, emprego equivocado do
conector... . Demonstra DOMÍNIO
REGULAR dos recursos coesivos.
NÍVEL IV (8,0)
ADEQUADO
BOM domínio da norma
padrão, apresentando
poucos desvios gramaticais
leves . Pode conter desvios
mais graves, como a
ausência de concordância
verbal ou nominal, desde
que não se repitam
regularmente no texto.
Apresenta pouquíssimos
desvios graves.
Desenvolve BEM o tema, mas NÃO explora
os seus aspectos principais. Desenvolve uma
argumentação consistente e apresenta
BOM DOMÍNIO do tipo textual , embora
não apresenta argumentos bem
desenvolvidos, estes não ficam restritos à
reprodução das ideias contidas nos textos
motivadores nem a questões do senso
comum.
Seleciona, organiza e relaciona
informações... e argumentos
pertinentes ao tema proposto de
forma CONSISTENTE, em defesa
de seu ponto de vista. Explicita a
tese, seleciona argumentos que
possam comprová-la e elabora
conclusão ou proposta coerente
com a opinião defendida.
Articula as partes do texto, com POUCAS
INADEQUAÇÕES na utilização de recursos
coesivos. O texto pode conter frases
fragmentadas que comprometam a
estrutura lógico-gramatical; ausência de
paragrafação, emprego equivocado do
conector... . Demonstra DOMÍNIO dos
recursos coesivos.
EXCELENTE domínio da
norma padrão, não
apresentando ou
apresentando pouquíssimos
desvios gramaticais leves ou
eventuais. Desvios mais
graves, como a ausência de
concordância verbal,
EXCLUEM a produção
textual da pontuação mais
alta.
Desenvolve MUITO BEM o tema, explora
seus principais aspectos Apresenta
argumentação consistente, revelando
EXCELENTE DOMÍNIO do tipo textual... .
Estrutura o texto com introdução, em que a
tese a ser defendida é explicitada;
argumentos que comprovam a tese,
distribuídos em diferentes parágrafos; um
parágrafo final com a proposta de
intervenção/conclusão. Os argumentos
defendidos não se restringem à reprodução
das ideias contidas nos textos motivadores.
Seleciona, organiza e relaciona
informações, fatos, opiniões e
argumentos pertinentes ao tema
proposto de forma CONSISTENTE,
configurando autoria, em defesa
de seu ponto de vista. Explicita a
tese, seleciona argumentos que
possam comprová-la e elabora
conclusão ou proposta que
mantenha coerência com a opinião
defendida na
produção textual.
Articula as partes do texto, SEM
INADEQUAÇÕES na utilização dos recursos
coesivos. O texto NÃO pode conter: frases
fragmentadas que comprometam a
estrutura lógico-gramatical... Porém, pode
conter EVENTUAIS DESVIOS de menor
gravidade: emprego equivocado do
conector; emprego do pronome relativo
sem a preposição, quando obrigatória... .
Entretanto, o mesmo erro não poderá se
repetir. Demonstra PLENO DOMÍNIO dos
recursos coesivos.
NÍVEL V (10)
AVANÇADO
Registro
Revista Pedagógica de Língua Portuguesa pág. 75.
Revista Pedagógica de Língua Portuguesa pág. 78.
Revista Pedagógica de Língua Portuguesa pág. 85.
CONCENTRAÇÃO DOS ESTUDANTES POR NÍVEL DE DESEMPENHO
NA PRODUÇÃO DE TEXTO NO 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2012
PERCENTUAL (%)
100.00
90.00
80.00
70.00
60.00
48.21
50.00
COMPETÊNCIA I
Registro
39.53
40.00
30.00
20.00
7.87
10.00
0.00
0.01
0.49
INADEQUADO
ABAIXO DO
BÁSICO
3.89
BÁSICO
INTERMEDIÁRIO
ADEQUADO
AVANÇADO
Revista Pedagógica de Língua Portuguesa a partir da pág. 85.
CONCENTRAÇÃO DOS ESTUDANTES POR NÍVEL DE DESEMPENHO
NA PRODUÇÃO DE TEXTO NO 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2012
PERCENTUAL (%)
100.00
90.00
80.00
70.00
60.00
47.09
50.00
41.51
COMPETÊNCIA II
Tema/Tipologia
Textual
40.00
30.00
20.00
10.00
0.00
0.03
0.74
INADEQUADO
ABAIXO DO
BÁSICO
5.42
BÁSICO
5.21
INTERMEDIÁRIO
ADEQUADO
AVANÇADO
Revista Pedagógica de Língua Portuguesa a partir da pág. 85.
CONCENTRAÇÃO DOS ESTUDANTES POR NÍVEL DE DESEMPENHO
NA PRODUÇÃO DE TEXTO NO 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2012
PERCENTUAL (%)
100.00
90.00
80.00
70.00
60.00
50.61
50.00
COMPETÊNCIA III
Coerência
35.85
40.00
30.00
20.00
9.59
10.00
0.00
0.04
0.58
INADEQUADO
ABAIXO DO
BÁSICO
3.33
BÁSICO
INTERMEDIÁRIO
ADEQUADO
AVANÇADO
Revista Pedagógica de Língua Portuguesa a partir da pág. 85.
CONCENTRAÇÃO DOS ESTUDANTES POR NÍVEL DE DESEMPENHO
NA PRODUÇÃO DE TEXTO NO 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2012
PERCENTUAL (%)
100.00
90.00
80.00
70.00
60.00
54.48
COMPETÊNCIA IV
Coesão
50.00
40.00
32.02
30.00
20.00
10.13
10.00
0.00
0.06
0.66
INADEQUADO
ABAIXO DO
BÁSICO
2.65
BÁSICO
INTERMEDIÁRIO
ADEQUADO
AVANÇADO
Revista Pedagógica de Língua Portuguesa a partir da pág. 85.
ENTENDENDO OS NÍVEIS DE ESCRITA E O PERFIL DE CADA
ESCRITOR COMPREENDIDO POR ELES
Cada estudante recebeu uma nota, variável entre 0 (zero) e 10 (dez) pontos,
para cada competência, conforme a divisão por nível estabelecida na Matriz.
Para um melhor entendimento, veja a simulação a seguir.
ADEQUADO
ADEQUADO
IV
ADEQUADO
Revista Pedagógica de Língua Portuguesa pág. 98.
A partir da nota final obtida pelo estudante, pode-se definir o seu perfil de escritor de acordo
com a descrição do nível no qual sua nota está alocada.
O
estudante
demonstra total
DESCONHECIMENTO
da
norma
Demonstra domínio INSUFICIENTE da norma padrão,
padrão. Desenvolve texto que não
apresentando graves e frequentes
desvios
gramaticais,
domínio
MEDIANO
da norma padrão, apresentando grande
contempla a proposta Demonstra
de produção
gírias e marcas dequantidade
oralidade.deDesenvolve
de
maneira
Demonstra
RAZOÁVEL
da norma
padrão,
graves ou
gravíssimos
e marcas
de apresentando alguns
textual apresentando informações desvios gramaticaisdomínio
tangencial o temaoralidade.
e apresenta
inadequação
ao
tipo
gramaticais
oucom
muitos
desvios
O tema
é tratado
Desenvolve desvios
de forma
mediana graves
o tema,
tendência
aoleves.
desconexas que, na maioria das
Demonstra
BOM
domínio
da norma
padrão,
apresentando poucos
textual expositivo-argumentativo,
podendo
elaborar
um
adequadamente,
mas
com
uma
abordagem
superficial
em
que
discute
tangenciamento
e
demonstra
domínio
precário
do
tipo
textual
vezes, não se configuram como uma
desvios gramaticais
leves
e de convenções
escrita.
Desenvolve
bem
Demonstra
EXCELENTE
domínio
da norma da
padrão,
não
apresentando
texto de base narrativa,
com apenasoutras
umdevido
resquício
questões
relacionadas
por
meio
de
uma
argumentação
expositivo-argumentativo,
a
argumentação
falha
ou
texto
sequência textual.
o tema,
mas não explora
os seusdesvios
aspectosgramaticais
principais leves
e apresenta
ou
apresentando
pouquíssimos
e de
argumentativo. E apenas
ainda, expositivo.
há sérios
problemas
previsível,
masnaqueosmostra
que ele
apresenta
adequado
dotipo textual expositivoLimita-se
a reproduzir
argumentos
constantes
nadomínio
argumentação
consistente
e
bom
domínio
do
convenções da escrita que não interferem na compreensão textual .
articulação das ideias
e na utilização
de recursos
coesivos.
tipo
textual
avaliado,
apresentando,
explicitamente,
uma bem desenvolvidos.
proposta
de produção
textual,
em
defesa mesmo
de seunão
ponto
de
argumentativo,
masvista.
não apresenta
argumentos
Desenvolve
muito
bem
o tema, explorando
os seus principais
tese. com
Apresenta
ea na
argumentos
pertinentes
ao que
temapossam comprová-la e
Articula as partes do texto
muitasinformações
inadequações
utilização
Explicita
tese,
seleciona
argumentos
aspectos. A produção textual contém argumentação consistente,
porém os
organiza
e conclusão
relaciona
forma
poucocoerência
consistente
dos recursos coesivos,proposto,
demonstrando,
assim,
pouco
domínio dedos
elabora
mantenha
com a opinião
defendida
revelando
excelenteque
domínio
do tipo
textual avaliado,
explicita
a tese,
em defesa de seu ponto
de
vista.
Articula
as
partes
do
texto
com
recursos coesivos.
na produção
textual.
geral,
os argumentos
seleciona
argumentos
queEm
possam
comprová-la
e elaborautilizados
conclusão são
ou
algumas inadequações
na utilização
doscópia
recursos
coesivos,defendidos pelos textos
previsíveis,
mas
não
há
de
argumentos
proposta que mantenha coerência com a opinião defendida. Articula
demonstrando domíniomotivadores.
regular desses recursos.
as partes
do texto com
poucas inadequações
na
as partes do Articula
texto, sem
inadequações
na utilização
dos recursos
utilização
de
recursos
coesivos.
Demonstra
domínio
dos
recursos
coesivos ou com eventuais desvios de menor gravidade. Demonstra
coesivos.
pleno
domínio dos recursos coesivos.
Revista Pedagógica de Língua Portuguesa págs. 99 a 102.
Revista Pedagógica de Língua Portuguesa pág. 109.
Análise dos resultados do desempenho dos Alunos no SAEMS 2012
LÍNGUA PORTUGUESA
Escola:
ATIVIDADES
1. Escolha um ano escolar avaliado e preencha o quadro:
Média de Proficiência de
Padrão de
Língua Portuguesa
desempenho***
*Estado
*Polo
*Município
*Escola
**Aluno
Ano escolar:
Nota de Produção de Nível de desempenho da
Texto
Produção de Texto
N. de alunos
participantes
*Revista Pedagógica de LP a partir da pág. 107
**(O resultado do aluno – Boletim da Família)
***Revista da Gestão págs. 18 e 19
2. A proficiência DESSE ALUNO, na escala, demonstra as habilidades que ele já consolidou e as que estão em fase de consolidação. Relacione-as:
(Revista Pedagógica de LP Págs. 20 e 21)
OBS.: para a resolução deste exercício você deve ter em mãos cópias da Matriz de Referência e da Escala de Proficiência.
COMPETÊNCIAS/ HABILIDADES NÃO CONSOLIDADAS E OU EM FASE
COMPETÊNCIAS CONSOLIDADAS
DE CONSOLIDAÇÃO
NÃO INICIOU – NI EM FASE DE DESENVOLVIMENTO – FD CONSOLIDADAS - C
2.1 Em sua opinião, quais fatores interferiram/contribuíram para o resultado desse aluno?
3. Transforme os percentuais em número de alunos do ano escolar avaliado em cada padrão de desempenho. (LP a partir da pág. 107)
Desempenho
Percentual
Nº de alunos
Muito Crítico
Crítico
Intermediário
Adequado
3.1 Reflitam no grupo, quanto à alocação dos alunos nos Padrões de Desempenho. Faça um breve comentário em relação ao Padrão predominante
em sua escola.
4. Em sua opinião, o nº efetivo de participantes foi considerado satisfatório? Justifique.
MODELO
Análise dos resultados do desempenho dos Alunos no SAEMS 2012
LÍNGUA PORTUGUESA
Escola:____________________________________________________________________________Ano escolar: 1º ano EM
ATIVIDADES
1. Preencha o quadro:
Média de Proficiência de
Padrão de
Nota de Produção
Nível de desempenho de
Resultados por
Língua Portuguesa
desempenho
de Texto
Produção de Texto
*Estado
258,9
Crítico
5,7
Intermediário
*Polo
261
Crítico
5,6
Intermediário
*Município
254,4
Crítico
5,5
Intermediário
*Escola
255,6
Crítico
5,5
Intermediário
**Aluno
163,8
Muito Crítico
3,8
Básico
*Revista Pedagógica de LP a partir da pág. 107
**(O resultado do aluno – Boletim da Família)
***Revista da Gestão págs. 18 e 19
2. A proficiência DESSE ALUNO, na escala, demonstra as habilidades que ele já consolidou e as que estão em fase de consolidação.
Relacione-as: (Revista Pedagógica de LÍNGUA PORTUGUESA - Págs. 20 e 21)
OBS.: para a resolução deste exercício você deve ter em mãos cópias da Matriz de Referência e da Escala de Proficiência.
N. de alunos
participantes
25.664
1.742
228
77
...........
COMPETÊNCIAS
CONSOLIDADAS
COMPETÊNCIAS/ HABILIDADES NÃO CONSOLIDADAS E OU EM FASE DE CONSOLIDAÇÃO
............................ Localizar informação. (D8) – FD
Estabelece relações entre textos. (D18) - NI
............................ Identifica o tema. D9) – FD
Distingue posicionamentos. (D12, D19 e D23) - NI
............................ Realiza inferência. (D10, D11, D13, D26, D27, D28, D29 e D30) - FD
............................ Identifica gênero, função e destinatário de um texto. (D14, D15 e D17) – FD
............................ Estabelece relações lógico-discursivas. (D20, D21, D22 e D25) - FD
............................ Identifica elementos de um texto narrativo. (D16) - FD
............................ Identifica marcas linguistiicas. (D31) - FD
NÃO INICIOU – NI FASE DE DESENVOLVIMENTO – FD CONSOLIDADAS - C
2.1 Em sua opinião, quais fatores interferiram/contribuíram para o resultado desse aluno?
3. Transforme os percentuais em número de alunos do ano escolar avaliado em cada padrão de desempenho. (LP a partir da pág. 107)
Desempenho
Muito Crítico
Crítico
Intermediário
Adequado
Percentual
19,50%
55,80%
23,40%
1,30%
Nº de alunos
15
43
18
1
Ex: 77 x 19,5 = 15 alunos
100
3.1 Reflitam no grupo, quanto à alocação dos alunos nos Padrões de Desempenho. Faça um breve comentário em relação ao Padrão predominante em sua escola.
4. Em sua opinião, o nº efetivo de participantes, na avaliação, foi considerado satisfatório? Justifique.
Descrição das habilidades por gradação de cores págs 24 a 35
ALUNO: 163,8
MODELO
Análise dos resultados do desempenho dos Alunos no SAEMS 2012
MATEMÁTICA
Escola:____________________________________________________________________________Ano escolar: 1º ano EM
ATIVIDADES
1. Preencha o quadro:
Resultados por
Média de Proficiência de Matemática
Padrão de desempenho
N. de alunos participantes
*Estado
263,0
Crítico
24.246
*Polo
264,4
Crítico
1.647
*Município
262,2
Crítico
215
*Escola
262,7
Crítico
77
**Aluno
256,0
Crítico
--*Revista Pedagógica de MAT a partir da pág. 61
**(O resultado do aluno – Boletim da Família)
***Revista da Gestão págs. 18 e 19
2. A proficiência DESSE ALUNO, na escala, demonstra as habilidades que ele já consolidou e as que estão em fase de consolidação.
Relacione-as: (Revista Pedagógica de MATEMÁTICA - Págs. 20 e 21)
OBS.: para a resolução deste exercício você deve ter em mãos cópias da Matriz de Referência e da Escala de Proficiência.
COMPETÊNCIAS
CONSOLIDADAS
COMPETÊNCIAS/ HABILIDADES NÃO CONSOLIDADAS E OU EM FASE DE CONSOLIDAÇÃO
................................ Localizar objeto em representação do espaço. (D10) – FD; Reconhecer transformação no plano. (D17) - NI
................................ Utilizar sistemas de medidas. (D21) - FD
Aplicar relações e propriedades. (D8) - NI
................................ Medir grandezas. (D25, D26 e D28) - FD
Utilizar processos algébricos. (D46, D48, D49, D52, D53, D55, D57,
................................ Conhecer e utilizar números. (D33 e D41) - FD
D58, D59, D60, D63, D64, D65 e D79) - NI
................................ Realizar e aplicar operações. (D40, D45, D54 e D73) - FD
Ler, utilizar e interpretar informações apresentadas em
................................
tabelas e gráficos. (D71 e D72) – FD
NÃO INICIOU – NI FASE DE DESENVOLVIMENTO – FD CONSOLIDADAS - C
3. Transforme os percentuais em número de alunos do ano escolar avaliado em cada padrão de desempenho (Revista Pedagógica - Mat. a partir da p. 61)
Desempenho
Muito Crítico
Crítico
Intermediário
Adequado
Percentual
42,9%
37,7%
16,9%
2,6%
Nº de alunos
33
29
13
2
Ex: 77 x 42,9 = 33 alunos
100
3.1 Reflitam no grupo, quanto à alocação dos alunos nos Padrões de Desempenho. Faça um breve comentário em relação ao Padrão
predominante em sua escola.
4. Em sua opinião, o nº efetivo de participantes, na avaliação, foi considerado satisfatório? Justifique.
Descrição das habilidades por gradação de
cores págs 24 a 40 da Revista Pedagógica
ALUNO: 256,0
nas Revistas Pedagógicas de Língua Portuguesa e Matemática a partir das
páginas 104 e 61, respectivamente;
no CD (anexo a estas revistas);
no Portal da Avaliação – www.saems.caedufjf.net
DÚVIDAS TÉCNICAS SOBRE OS
RESULTADOS:
FONES: 3318-2370; 2226 OU 2223
E-mail: [email protected]

similar documents