Apresentação do PowerPoint - SEAC Escola de Educação

Report
De acordo com as pesquisas, a descoberta do
cigarro deve ser atribuída aos nativos que
moravam no continente americano. Alguns
indícios arqueológicos apontam que o consumo
de cigarro já acontecia há mais de oito mil anos.
Os astecas fumavam o tabaco enrolado em
folhas ou tubos de cana. Outros povos preferiam
a velha, e ainda conhecida, casca do milho.
Durante décadas o tabagismo foi amplamente
divulgado e incentivado pela indústria
cinematográfica e pela propaganda de maneira
geral como sinônimo de charme, sofisticação e
glamour. Uma completa enganação, motivada
por lucros enormes em detrimento da saúde de
milhões de pessoas pelo mundo afora.
O cigarro é feito de tabaco, erva da família das
solanáceas, cujo nome científico é Nicotiana
tabacum. Sabe-se, hoje, que o cigarro contém
mais de 4500 substâncias tóxicas como alcatrão,
polônio 210 e urânio (sendo que os dois últimos
são radioativos), dentre as quais 43
comprovadamente cancerígenas.
Embora o Estado permita sua fabricação e
comercialização (graças aos impostos arrecadados), a
nicotina, presente no cigarro, é uma droga extremamente
viciante, e causa dependência física e psicológica. No
Brasil, o tabagismo é responsável por mais de 120.000
mortes ao ano.
O tabaco é a terceira substância mais viciante
entre todas as drogas legais ou ilegais, e seus
efeitos causam anualmente mais óbitos do que
a soma das mortes por AIDS, Cocaína, Heroína,
Álcool, Suicídios e Acidentes de Trânsito.
ALGUMAS DOENÇAS CAUSADAS PELO
CIGARRO:
Câncer:
• O fumo é responsável por 30% das mortes por
câncer e 90% das mortes por câncer de
pulmão. Os outros tipos de câncer
relacionados com o uso do cigarro são: câncer
de boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas,
rim, bexiga e colo de útero.
Doenças Coronarianas:
• 25% das mortes causadas pelo uso do cigarro
provocam doenças coronarianas tais como
angina e infarto do miocárdio.
Doenças Cerebrovasculares:
• O fumo é responsável por 25% das mortes por
doenças cerebrovasculares entre elas derrame
cerebral.
Doenças Pulmonares Obstrutivas Crônicas:
• Nas doenças pulmonares obstrutivas crônicas
tais como bronquite e enfisema 85% das
mortes são causadas pelo fumo.
• Outras doenças que também estão
relacionadas ao uso do cigarro e ampliam a
gravidade das consequências de seu uso são:
Aneurismas arteriais; úlceras do trato
digestivo; infecções respiratórias..
O fumo durante a gravidez
Fumar durante a gravidez acarreta sérios riscos
tanto para o bebê quanto para a mãe. Abortos
espontâneos, nascimentos prematuros, bebês de
baixo peso, mortes fetais e de recém-nascidos,
complicações com a placenta e hemorragias
ocorrem mais frequentemente quando a mulher
grávida fuma. Um único cigarro fumado por uma
gestante é capaz de acelerar, em poucos minutos,
os batimentos cardíacos do feto, pelo efeito da
nicotina em seu aparelho cardiovascular.
O fumante passivo
O fumante passivo é o indivíduo que não fuma,
mas está exposto à fumaça de cigarros de
parentes, amigos ou colegas de trabalho.
Os efeitos nocivos de fumar ativamente são
conhecidos há muitas décadas. Atualmente se
reconhece que os não fumantes têm muitas das
doenças que os fumantes costumam apresentar,
justamente por estarem expostos à fumaça do
cigarro.
Estima-se que aproximadamente 700 milhões de
crianças, ou seja, quase a metade das crianças
de todo o mundo são fumantes passivas,
principalmente devido ao hábito de fumar de
seus pais.
Algumas consequências do cigarro:
FUMAR CAUSA ENVELHECIMENTO PRECOCE...
O CIGARRO DESTRÓI OS PULMÕES...
CAUSA CÂNCER DE BOCA....
PROVOCA A MORTE...
VEJA AS VANTAGENS INSTANTÂNEAS DE
DEIXAR DE FUMAR:
EM MENOS DE 20 MINUTOS:
• BENEFÍCIOS: a pressão sangüínea cai até atingir níveis próximos dos
ideais.
DEPOIS DE 8 HORAS:
• BENEFÍCIOS: os níveis de oxigênio no sangue voltam ao normal.
DEPOIS DE 24 HORAS:
• BENEFÍCIOS: os níveis de monóxido de carbono nos pulmões se
equiparam aos dos não-fumantes. A mucosa pulmonar começa a
clarear gradativamente.
DEPOIS DE 48 HORAS:
• BENEFÍCIOS: a nicotina vai sendo eliminada pelo corpo e o
paladar fica mais apurado.
DEPOIS DE 72 HORAS:
• BENEFÍCIOS: a capacidade dos pulmões aumenta,
facilitando a respiração e melhorando a qualidade do sono.
ENTRE DUAS E DOZE SEMANAS:
• BENEFÍCIOS: aumenta consideravelmente o nível da
circulação sangüínea, interferindo inclusive no apetite
sexual.
Quanto mais tempo a pessoa fuma, mais difícil é
largar o vício e maiores são as chances de
desenvolver algum tipo de doença relacionada
ao tabaco. Para abandonar o vício são
necessárias algumas atitudes como: grande
motivação individual, estabelecer uma data
específica, solicitar a ajuda de um profissional a
fim de obter remédios para passar pela
síndrome de abstinência da melhor forma
possível.
Seja por prazer, influência familiar ou simples
dependência bioquímica, hoje cerca de 20% da
população mundial ainda convive com este vício
que com certeza trará problemas de saúde a
longo prazo. A Organização Mundial da Saúde
alerta que, caso não sejam adotadas medidas
preventivas, 100 milhões de pessoas morrerão
de doenças relacionadas ao tabaco nos
próximos 30 anos.
Com certeza os brasileiros deveriam fumar
menos, mas comparando as taxas de consumo
per capita de cigarros entre as nações, o Brasil
está longe do topo da lista. Porém o mais triste
nesta história é que muitos dos cigarros que
lentamente comprometem a saúde dos
fumantes mundo afora tiveram seu tabaco
cultivado e colhidos em terras brasileiras.
“ Dez pessoas param de fumar por hora no
Brasil...morrendo em decorrência de doenças
relacionadas ao fumo."
Diga não ao cigarro, ele não traz nenhum
benefício para a saúde, lembre-se que a nicotina
é uma substância que vicia desde a primeira
tragada, fique longe da fumaça, a sua saúde
agradece!
DANIELE ETTER DA SILVA
CURSO DE AUXILIAR EM SAÚDE BUCAL
ESCOLA SEAC CACHOEIRA DO SUL RS
PROFESSOR NILZO MACHADO

similar documents