Karl Marx (1818-1883) :: :: Vida

Report
:: Karl Marx (1818-1883) ::
:: Vida ::
•
•
Nasceu no dia 5 de maio de 1818, na pequena cidade alemã conhecida pelo nome
de Trêves. Sua juventude foi cheia de estudos e uma vida tranquila dentro da
cultura burguesa européia, quando ainda era jovem ficou amigo de um barão, o qual
lhe falara sobre o Socialismo Utópico. Começou seus estudos universitários em
Bonn, preocupando-se com Direito, História, Filosofia, Arte e Literatura. Contudo,
concluirá seus estudos superiores na Universidade de Berlim.
Marx era integrante de um grupo de jovens que tinham afinidade com a teoria
pregada por Georg Hegel e começou a se familiarizar com os problemas
econômicos que afetavam as nações. Ele foi um critico das teses de Hegel; no
entanto, havia um aspecto no seu método que Marx admirava muito. Tal aspecto
metodológico permitia fazer uma crítica ao governo alemão, que, representado por
Frederico IV, começava a perseguir todos os simpatizantes de Hegel, inclusive,
proibindo-os de dar aulas. Inicia o ano de 1842 como professor, mas é proibido de
pôr os pés numa universidade. Aos 24 anos, começou a trabalhar como jornalista
em Colônia, assinando artigos que provocaram uma grande irritação nas
autoridades do país.
•
•
Quando foi morar Bruxelas, intensificou os contatos com operários e participou de
organizações clandestinas. Em 1848, foi expulso da Bélgica e voltou a morar em
Colônia, onde lançou a “Nova Gazeta Renana”, jornal onde escreveu muitos artigos
favoráveis aos operários. Tornou-se diretor desse jornal e patrocinou um estudo
sobre a vida de camponeses que roubavam madeira pertencente ao Estado,
vendendo-a em seguida. Esse estudo provou que os camponeses recebiam um
salário tão baixo, que passavam fome, e por conseqüência roubavam a madeira.
Para resolver esse problema de criminalidade, Marx propôs que se aumentassem os
salários dos camponeses em vez de prendê-los. O governo alemão não gostou da
sugestão e, por isso, fechou o jornal.
Por causa disso, ele e sua esposa Jenny von Westphalen vão morar em Paris, onde
lançou os "Anais Franco-Alemães", órgão principal dos hegelianos de esquerda.
Conheceu em Paris o pensador alemão Friedrich Engels e manteve com ele uma
amizade por toda a vida. Na capital francesa, a produção de Marx tomou grande
impulso. Nesta época, redigiu “Contribuição à crítica da filosofia do direito de
Hegel” e, com Engels, “A Sagrada Família”.
•
•
•
No tempo em que viveu na França, Marx começou a interessar-se pelo movimento
dos trabalhadores e passou a mostrar em suas obras o quanto a sociedade capitalista
é injusta. Lutou pela defesa dos trabalhadores, e isso fez com que passasse por
momentos difíceis na vida.
Karl Marx veio a falecer no dia 14 de março de 1883, devido a uma infecção na
garganta e muito abalado com a morte de sua mulher e de sua filha mais velha.
Somou-se a tudo isso a repressão policial ao movimento dos trabalhadores, que
também o abalou bastante.
Morreu sendo pouco conhecido, a não ser pelos trabalhadores. No entanto, com o
passar dos anos, principalmente nesses últimos oitenta anos, seus livros tornaram-se
mundialmente famosos, inspirando os mais diversos movimentos de libertação da
humanidade.
Principais obras:
• Manuscritos econômico-filosóficos, 1844
• A ideologia alemã, 1845 (escrito em colaboração
com Engels)
• A miséria da Filosofia, 1847
• Manifesto do Partido Comunista, 1848 - primeiro
esboço da teoria revolucionária que, anos mais tarde,
seria denominada marxista Neste trabalho, Marx e
Engels apresentam os fundamentos de um movimento
de luta contra o capitalismo e defenderam a
construção de uma sociedade sem classe e sem Estado.
•
•
•
•
As lutas de classe na França entre 1848 e 1850
O 18 Brumário de Luís Bonaparte, 1852
Contribuição à crítica da Economia Política, 1857
O Capital, 1867
:: Marx e a Sociologia da Educação ::
•
•
•
•
•
•
Marx e Engels identificaram a educação como um meio de propagação da ideologia
exploradora burguesa, o que faz com que o trabalhador se submeta à mesma
concepção do burguês; mas, por outro lado, identificaram-na também como meio de
libertação da exploração e do capital. Marx diz que “conforme o conteúdo de classe
ao qual estiver exposta, ela pode ser uma educação para a alienação ou uma
educação para a emancipação”, ou seja, vai depender de quem estiver no controle
da sociedade.
“As crianças com escola de meio período e trabalho no outro período
aprendem tanto ou mais que as crianças que ficam na escola o dia todo.”
Na visão de Marx, seria possível “romper com a separação entre trabalho manual e
intelectual” e também com a divisão de tarefas impostas pela indústria.
Jornadas de trabalho com duração diferenciada para crianças e jovens de acordo
com sua faixa etária: dos 9 aos 12 anos, 2 horas de trabalho; dos 13 aos 15 anos, 4
horas; dos 16 aos 17, 6 horas.
As três dimensões dos conteúdos educacionais: a educação mental, a educação
física e a educação tecnológica.
O ensino seria público e igual para todos a partir do momento em que a burguesia
deixasse de existir.
Lei da história:
“O que move a história é a luta
entre as classes sociais."
Relações de Produção
•
•
As relações de produção são as formas como os seres humanos desenvolvem suas
relações de trabalho e distribuição no processo de produção e reprodução da vida
material.
Nas sociedades de classes as relações de propriedade são expressões jurídicas das
relações de produção. Assim, nas sociedades de classes, as relações de produção
são relações entre classes sociais, proprietários e não-proprietários. As relações de
produção, conjuntamente com as forças produtivas são os componentes básicos
do modo de produção, a base material da sociedade.
:: Referências ::
Bibliográficas:
• RODRIGUES, Alberto Tosi: Sociologia da Educação.
• http://redeglobo.globo.com/globociencia/noticia/2012/01/veja-vida-e-obra-dekarl-marx.html
• http://www.unioeste.br/cursos/cascavel/economia/Grandes%20Ecomimistas/Ka
rl%20Marx.htm
• http://pt.wikipedia.org/wiki/Rela%C3%A7%C3%B5es_de_produ%C3%A7%C
3%A3o
Imagens:
• http://2.bp.blogspot.com/0kURzvIhC_c/UAIRXYED48I/AAAAAAAAAf4/Zz8FSdgxa5o/s1600/Karl+
Marx02.jpg
• http://www.cedet.com.br/capaslivros/ManifestoDoPartidoComunista1848.jpg
:: Integrantes do grupo ::
•
-
Turma K
Richele M. Schwartzhaupt
Tábata Figueiredo
Fernanda Rippel
Igor Lemes

similar documents