Oficina regional dos trabalhadores de nivel médio e elementar do

Report
Encontros Regionais e Nacional dos Trabalhadores
de Ensino Médio e Fundamental - SUAS
No âmbito do MDS, a Gestão do Trabalho tem sido cada vez mais fortalecida, seja pela
regulamentação das normas como a LOAS atualizada, pelas resoluções do CNAS, sendo a
mais relevante ultimamente a nova NOB/SUAS; seja pelas crescentes demandas que se
impõem para execução dos serviços socioassistenciais com qualidade.
Baseados nessa premissa, o MDS, vem empreendendo esforços cada vez maiores para
concretização da NOB/SUAS – RH, destacando recentemente a PNEP/SUAS e o
CapacitaSUAS .
Nesse percurso, ganha relevância esse processo, mas principalmente qual a contribuição
que diferentes ocupações empreendem para qualificar os serviços socioassistenciais.
Oficinas Regionais com osTrabalhadores de Ensino
Médio e Fundamental - SUAS
 Os Encontros Regionais, seguindo a concepção democrática que
norteia as ações do MDS, foi pactuado em reunião da Gestão do
Trabalho com os Estados realizada em 26 e 27 de novembro, os
locais que ocorreriam esses encontros, sendo:
REGIÃO
LOCAL DE REALIZAÇÃO
DATA DE REALIZAÇÃO
SUL
Curitiba - PR
26 e 27/08
SUDESTE
Vitória – ES
24 e 25/09
NORTE
Palmas – TO
29 e 30/10
NORDESTE
Salvador – BA
06 e 07/11
CENTRO-OESTE
Campo Grande – MS
26 e 27/11
Oficinas Regionais com os Trabalhadores de Ensino
Médio e Fundamental - SUAS
Objetivos :
Gerais:
 Coletar e sistematizar, relativamente aos trabalhadores alocados nas diferentes
ocupações de nível médio, no âmbito do SUAS, dados e informações relacionados a
atribuições e atividades desempenhadas, capacidades e competências necessárias, e
perfil profissional requerido, tendo em vista qualificar o processo de tomada de decisão
do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) quanto ao reconhecimento das
ocupações de nível médio essenciais à implementação do sistema;
 Coletar e sistematizar, relativamente aos trabalhadores alocados nas diferentes
ocupações de nível médio, no âmbito do SUAS, dados e informações relacionados a
atribuições e atividades desempenhadas, capacidades e competências necessárias, e
perfil profissional requerido, tendo em vista qualificar o processo de planejamento de
ações de formação e capacitação dirigidas a esses trabalhadores.
Oficinas Regionais com os Trabalhadores de Ensino
Médio e Fundamental - SUAS
Objetivos :
Específicos:
Identificar as atribuições e atividades desempenhadas pelas diferentes ocupações de nível
médio alocadas nas funções de gestão, de controle social e de provimento dos serviços,
programas, projetos e benefícios socioassistencias;
Identificar as competências (conhecimentos, habilidades e atitudes) necessárias ao
desempenho das atribuições e atividades destinadas às diferentes ocupações de nível
médio alocadas nas funções de gestão, de controle social e de provimento dos serviços,
programas, projetos e benefícios socioassistencias;
Identificar o perfil profissional necessário ao desempenho das atribuições e atividades
destinadas às diferentes ocupações de nível médio alocadas nas funções de gestão, de
controle social e de provimento dos serviços, programas, projetos e benefícios
socioassistencias.
PROGRAMAÇÃO
08h00 às 09h00
1º DIA
Credenciamento dos participantes
09h00 às 10h20
Abertura
10h20 às 10h30
Objetivos, metodologia e justificativa dos Encontros
Palestra:
O trabalho social no SUAS
10h30 às 11h00
Palestrante:
Simone Albuquerque
Diretora do Departamento de Gestão do SUAS (DGSUAS) da Secretaria Nacional de Assistência
Social (SNAS) do MDS
Palestra:
A concepção de convivência e fortalecimento de vínculos no SUAS
11h30 às 12h20
Palestrante:
Abigail Torres
Consultora do MDS para acompanhamento, sistematização e análise qualitativa dos resultados dos
Encontros Regionais dos Trabalhadores de Nível Médio do SUAS
Questões e debate
12h20 às 14h00
Almoço
14h00 às 18h00
Oficinas de Trabalho:
Identificação e sistematização das atividades e atribuições desenvolvidas pelos trabalhadores
alocados nas diferentes ocupações de nível médio
11h00 às 11h30
PROGRAMAÇÃO
2º DIA
08h30 às 12h00
Oficinas de Trabalho:
Identificação e sistematização das competências necessárias e dos perfis profissionais
requeridos para o desenvolvimento das atividades e atribuições desenvolvidas pelos
trabalhadores alocados nas diferentes ocupações de nível médio
12h00 às 14h00
Almoço
14h00 às 15h30
Fechamento:
Apresentação da sistematização dos resultados das Oficinas de Trabalho
15h30 às 17h00
Questões e debate
17h00 às 17h30
Encerramento
METODOLOGIA
• Desenvolver dinâmica que permita, a partir da fala dos
trabalhadores, o registro e a sistematização:
 das atividades e atribuições que desenvolvem no âmbito da
ocupação na qual estão alocados;
 do perfil profissional e das competências necessárias ao trabalho
que realizam.
METODOLOGIA
Condições para a realização da dinâmica:
• Organizar Oficinas de Trabalho para cada uma das Funções de
Trabalho especificadas abaixo:

Função de Gestão: 1. Auxiliar administrativo (lotados em
equipamentos e nas sedes); 2. Auxiliar de contabilidade; 3.
Auxiliar de informática/digitador;
 Função de Provimento dos Serviços e Benefícios: 1. Orientador
Social; 2. Facilitador de Oficinas; 3. Cuidador Social; 4. Educador;
5. Cadastrador.
 Função Controle Social: a) pessoal de nível médio de apoio às
secretarias executivas dos conselhos de Assistência Social.
DINÂMICA DAS OFICINAS
ORDEM DAS ATIVIDADES
1.
1.
Apresentação dos participantes.
Explicação
da
dinâmica
e
explicitação
dos
objetivos
perseguidos.
Distribuição dos participantes em
grupos de trabalho de acordo com
as diferentes ocupações.
4.
Exposição/discussão
pelos
participantes, nos grupos, com o objetivo
de identificar e explicitar as atividades
realizadas no trabalho.
1.
DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE
1º TURNO
O facilitador solicita aos participantes que se apresentem,
informando: nome, ocupação, município e estado.
O facilitador apresenta aos participantes os objetivos do
trabalho a ser desenvolvido e explica a dinâmica adotada:
a) distribuição dos participantes em grupos por ocupação; b)
importância de que cada participante fale sobre as
atividades desenvolvidas no trabalho; c) registro das falas do
grupo por um relator; d) sistematização e registro das
atividades em targetas; e) fixação das targetas no quadro
lógico.
O facilitador indica os locais onde os grupos de trabalho por
ocupação devem se reunir.
35 min
15 min
10 min
O facilitador orienta os participantes a falarem sobre as
atividades que realizam no dia-a-dia nos seus locais de
trabalho.
Questões orientadoras:
O que você faz para realizar o seu trabalho de ...?
Que outras atividades podem ser realizadas pelo ...?
5. Listagem e registro em tarjetas das
atividades identificadas e fixação das
mesmas no quadro lógico.
TEMPO
O relator registra as atividades citadas nas falas dos
participantes
Os participantes, sob orientação do facilitador, registram as
atividades em tarjetas e no quadro lógico
2 horas
DINÂMICA DAS OFICINAS
ORDEM DAS ATIVIDADES
6. Discussão e identificação
pelos
participantes,
nos
grupos, das competências e
do
perfil
profissional
necessário
ao
desenvolvimento
das
atividades
e
atribuições
anteriormente identificadas.
7. Listagem e registro em
tarjetas das competências
identificadas.
8. Retomada da Oficina de Trabalho
com todas as ocupações de uma
mesma função.
9. Reflexão coletiva sobre a
complementaridade
e
as
sobreposições de atividades e
atribuições identificadas para cada
ocupação
DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE
2º TURNO
O facilitador orienta os participantes a refletirem e falarem sobre
o que necessitam saber, saber fazer, e sobre as atitudes que
precisam mobilizar para realização das atividades e atribuições
anteriormente identificadas:
Questões orientadoras:
O que um trabalhador precisa saber, ou seja, que informações e
conhecimentos precisa ter para realizar a atividade ...?
Que habilidades um trabalhador precisa mobilizar para realizar a
atividade ...?
Que postura ou atitude um trabalhador precisa adotar ao
realizar a atividade ...?
TEMPO
2 horas
O relator registra os conhecimentos, habilidades e atitudes
citados pelos participantes
Os participantes, sob orientação do facilitador, registram as
atividades em tarjetas e fixam-nas no quadro lógico
O facilitador solicita aos participantes que tomem seus lugares na
recomposição da Oficina com todas as ocupações reunidas
O facilitador chama atenção dos participantes para as
complementaridades e sobreposições de atividades e atribuições
registradas no quadro lógico e estimula a reflexão dos
participantes quanto ao fato
O relator registra as principais ideias apresentadas pelos
participantes quanto ao tema
10 min
1 hora

похожие документы