“Vida Vitoriosa”.

Report
conferência
 Relaxe e deixe a
ansiedade do lado de
fora.
 Aproveite o tempo
para refletir sobre o
seu interior
 Ore silenciosamente
para que este seja uma
conferencia que fale
ao seu coração
 É essencial que você participe de todas
os períodos de todas as palestras.
 Deixe para trás as preocupações com o
mundo exterior.
 Faça de tudo o que você achar util.
anotações
 Todo o material PowerPoint estará
disponível no site www.ibbrasileira.com
 Escreva seu nome na capa da frente do
livretinho “Vida Vitoriosa”. Ele é
pessoal e o acompanhará durante toda
a conferencia.
 Respeite a privacidade da outra pessoa
com respeito as suas anotações. Não
pegue ou abra o livretinho que não é
seu, mesmo que a pessoa tenha
esquecido em algum lugar.
 Não se distraia com o celular ou com
conversas paralelas.
 Evite brincadeiras que sejam contrárias
ao clima de reflexão que queremos
cultivar.
 Esteja atento aos horários e tempo de
intervalo para melhor andamento da
conferencia.
 Cultive uma atitude de servo,
auxiliando como puder para o lanche e
jantar.
 Esteja preparado para se ajuntar ao seu
grupo pequeno quando o palestrante
indicar o momento.
 Quem não estiver em um grupo
pequeno poderá formar um novo grupo
com o pastor.
 O material deste seminário é baseado
em princípios bíblicos e usufrui de
partes dos seguintes materiais
• Vida Vitoriosa: Ministério Igreja em Células
• Saindo do cativeiro: Alcione Emerich
• Apostila SBPV: ética cristã
• Freedom in Christ Ministries

Reconhecendo que este encontro é um
tempo de cura e libertação, preparado
pelo Senhor para a minha vitória e
crescimento espiritual:

Eu me comprometo a ser transparente e
verdadeiro com meu Deus e os meus
irmãos, sondando meus sentimentos,
minhas lutas, minhas alegrias e minhas
dores, da melhor maneira possível. Com
isso eu afirmo que não poderia alcançar a
vitória sozinho, pois preciso de vocês.

Eu me comprometo a manter em segredo
tudo o que for compartilhado comigo ou
com todo o grupo, assegurando-lhes que
nem a meu cônjuge eu o falarei. Com isso
eu afirmo que a confiança mútua é a base
da nossa transparência.
Desejos
Sentimentos
Feridas
Rejeição
Erros
Circunstâncias
Provenientes
da Raiz
 Este é um retiro de batalha espiritual,
de limpeza, de libertação e cura.
Portanto, os pecados devem ser
confessados um a um, nome por nome.
 Não tente sufocar suas emoções. Se
você tiver vontade de clamar, de se
ajoelhar ou de se prostrar diante de
Deus, faça isto sem reservas ou
vergonha.
 Precisamos ser sinceros com Deus.
Precisamos nos desmascarar de toda e
qualquer mentira que temos cultivado.
 A realidade da Batalha Espiritual
 A realidade da Batalha Espiritual
 O inimigo não nos quer derrubar
apenas uma vez, mas nos deixar
prostrados.
 A realidade da Batalha Espiritual
 O inimigo não nos quer derrubar
apenas uma vez, mas nos deixar
prostrados.
 A estratégia de Satanás é nós prender
de novo àquilo que Deus já nos libertou
por meio da cruz.

Satanás está empenhado em vir atuar em
nossa vida justamente nas áreas em que nós
permitimos o pecado entrar e se alojar. O
inimigo não nos quer derrubar apenas uma
vez, mas nos deixar prostrados.
 A estratégia de Satanás é nós prender
de novo àquilo que Deus já nos libertou
por meio da cruz.

Satanás está empenhado em vir atuar em
nossa vida justamente nas áreas em que
nós permitimos o pecado entrar e se
alojar. O inimigo não nos quer derrubar
apenas uma vez, mas nos deixar
prostrados.

Satanás está empenhado em vir atuar em
nossa vida justamente nas áreas em que
nós permitimos o pecado entrar e se
alojar. O inimigo não nos quer derrubar
apenas uma vez, mas nos deixar
prostrados.

Satanás não tem direito nem poder para
dominar o espírito de um crente, pois o
espírito do crente pertence ao Senhor,
mas ele pode oprimir o crente e vista-lo
no dia mal.
“Há dois erros iguais e
opostos em que podemos
cair acerca dos demônios.
Um é não crer em sua
existência. O outro é crer e
ter um interesse excessivo
e não saudável neles. Eles
se deleitam igualmente
pelos dois erros e saúdam
ao materialista e ao
feiticeiro com o mesmo
entusiasmo”.
C.S.LEWIS
Foi para a liberdade que
Cristo nos libertou.
Portanto, permaneçam
firmes e não se deixem
submeter novamente a
um jugo de escravidão.
Quando vocês estavam
mortos em pecados e na
incircuncisão da sua
carne, Deus os vivificou
juntamente com Cristo.
Ele nos perdoou todas
as transgressões, e
cancelou a escrita de
dívida, que consistia em
ordenanças, e que nos
era contrária.
Ele a removeu,
pregando-a na cruz, e,
tendo despojado os
poderes e as
autoridades, fez deles
um espetáculo público,
triunfando sobre eles na
cruz.
1.
Do Senhorio das trevas
2.
Do domínio do pecado
3.
Da condenação eterna
A experiência prática
dessa liberdade que
Cristo nos conferiu se dá
a medida que nos
apropriamos diariamente
do poder da cruz para
nos conduzir a uma vida
de santidade e
integridade.
Nossa liberdade em
Cristo jamais pode nos
dar ao luxo de dizer que
a agora o pecado não
tem mais poder sobre
nós e que nossa batalha
espiritual é uma
brincadeira de pegapega.
Portanto, também nós,
uma vez que estamos
rodeados por tão grande
nuvem de testemunhas,
livremo-nos de tudo o
que nos atrapalha e do
pecado que nos envolve,
e corramos com
perseverança a corrida
que nos é proposta,
O inimigo vai nos oprimir
usando exatamente
naquela área em
costumamos pecar,
porque esse é o nosso
ponto de fraqueza.
Embora Cristo quebrou os grilhões do
pecado e escancarou as grades do
cativeiro para vivermos nos lugares
celestiais, porque algumas pessoas
ainda insistem em morar dentro da cela?
Jesus estava ensinando
numa das sinagogas no
sábado. E estava ali uma
mulher que tinha um
espírito de enfermidade
havia já dezoito anos; e
andava encurvada, e não
podia de modo algum
endireitar-se. Vendo-a
Jesus, chamou-a, e disselhe: Mulher, estás livre da
tua enfermidade;
e impôs-lhe as mãos e
imediatamente ela se
endireitou, e glorificava a
Deus. Então o chefe da
sinagoga, indignado
porque Jesus curara no
sábado, tomando a palavra
disse à multidão: Seis dias
há em que se deve
trabalhar; vinde, pois,
neles para serdes curados,
e não no dia de sábado.
Respondeu-lhe, porém, o
Senhor: Hipócritas, no
sábado não desprende da
manjedoura cada um de
vós o seu boi, ou jumento,
para o levar a beber? E
não devia ser solta desta
prisão, no dia de sábado,
esta que é filha de Abraão,
a qual há dezoito anos
Satanás tinha presa?
E dizendo ele essas
coisas, todos os seus
adversário ficavam
envergonhados; e todo o
povo se alegrava por
todas as coisas gloriosas
que eram feitas por ele.
1. É um lugar de grande angústia,
medo e desesperança.
2. Ninguém vai para um cativeiro por
livre vontade,
3. Só é levado a um cativeiro caso haja
um motivo.
4. Um cativeiro pode ser invisível do
ponto de vista espiritual.
Foi para a liberdade que
Cristo nos libertou.
Portanto, permaneçam
firmes e não se deixem
submeter novamente a
um jugo de escravidão.
conferência

similar documents