rastreabilidade da cadeia produtiva de hortícolas

Report
CEASA/OS-PE
RASTREABILIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DE HORTÍCOLAS
RASTREABILIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DE HORTÍCOLAS
Definição:

“a habilidade de rastrear a história, aplicação ou
localização de uma entidade através de
identificação registrada”.
Organização Internacional para a Normalização (ISO 8402:1994)
RASTREABILIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DE HORTÍCOLAS
A essência da rastreabilidade está no
desenvolvimento de sistemas que forneçam
informações sobre todo o ciclo de vida dos
produtos alimentares, “do campo – ou mar – até a
mesa do consumidor” (FAO, 2005).
RASTREABILIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DE HORTÍCOLAS
Dificuldades à geração de um processo de
rastreabilidade:
• Mudança para um sistema ainda desconhecido por
muitos produtores, incluídos os custos que estão
inseridos;
• Mudança do sistema de gestão desses produtores,
que na maioria das vezes não dispõem de sistema
de gestão e controle.
RASTREABILIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DE HORTÍCOLAS

O objetivo da proposta de rastreabilidade da
cadeia produtiva de hortícolas é criar um modelo
de rastreamento baseado em codificação para uso
nacional podendo ser inserido no Plano Nacional
de Abastecimento – PNA.
RASTREABILIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DE HORTÍCOLAS
A importância do tema:
Registrar e transmitir informações sobre produtos
alimentares em pontos específicos ao longo da
cadeia de distribuição com vários propósitos
práticos, incluindo o controle da qualidade do
produto indo até a gestão da cadeia de suprimentos
RASTREABILIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DE HORTÍCOLAS
Os principais objetivos são:
• Diferenciar
e comercializar produtos alimentares
com atributos de qualidade subentendidos ou não
detectáveis;
• Facilitar
o retorno de informações na cadeia produtiva
em relação à segurança alimentar e à qualidade;
• Melhorar o gerenciamento da cadeia de
fornecedores e clientes.
RASTREABILIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DE HORTÍCOLAS
Procedimentos Gerais aplicados a todas as ceasas:
• Criação de um Cadastramento Nacional de
Produtores gerenciado pelo Mapa, através de
Superintendências Federais de Agricultura de cada
Estado, ou órgãos estaduais ou federais
conveniados, sendo responsável pela atualização
do cadastro e fiscalização. O cadastro será
acessado via CPF ou pelo Código do Cadastro
Estadual;
RASTREABILIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DE HORTÍCOLAS
• Criação de um Sistema de Codificação Nacional
para circulação de produtos nas ceasas que
serão disponibilizados para os Órgãos
Fiscalizadores como o Mapa, Anvisa, etc.
RASTREABILIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DE HORTÍCOLAS
Exemplo de codificação de Produtor
Código: A1CIIPEP1JS15P(L1090512)
A1 – Abacaxi
CII – Categoria II ou Tipo II
PE – Pernambuco
P1 – Pombos
JS15 – José da Silva – nº 15 (Código do Cadastro Estadual)
P – Produtor
(L1090512) – saída nº1 do dia 09/05/12
Exemplo de codificação de Atacadista
Código: A1CIIALM1RM35A(L5100512)-A1CIIPEP1JS15P(L1090512)
A1 – Abacaxi
CII – Categoria II ou Tipo II
AL – Alagoas
M1 – Maceió
RM35 – Roberto Moura – nº 35 (Código do Cadastro Estadual)
A - Atacadista
OBS: A codificação do Atacadista deverá ser acompanhada da codificação do Produtor*
RASTREABILIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DE HORTÍCOLAS
Rótulo I
Produtor
RASTREABILIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DE HORTÍCOLAS
Rótulo II
Atacadista
RASTREABILIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DE HORTÍCOLAS
RASTREABILIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DE HORTÍCOLAS
Benefícios






Promover maior segurança e qualidade dos
produtos;
Competitividade;
Reduzir perdas;
Atender as exigências do mercado;
Ampliar mercados, incluindo a exportação;
Atender a eventuais ações judiciais e atender à
legislação;
RASTREABILIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DE HORTÍCOLAS

Fornecer diretrizes no estabelecimento de Boas
Práticas de Produção e Prestação de Serviços na
área de alimentos.
CEASA/OS-PE
RASTREABILIDADE DA CADEIA PRODUTIVA DE HORTÍCOLAS

similar documents