Apresentação FINAL completa

Report
Sistema Varejista
Danilo
Fábio
Ivan
Keila
Renato
1. Introdução ao Varejo de Alimentos
5,3 % do PIB brasileiro em 2006;
 R$124,1 Bilhões movimentados em 2006;
 Pequenos e Médios varejistas correspondem à 66% do
setor do varejo de alimento;
 3 Grandes Players:

◦ Companhia Brasiliera de Distribuição (Pão de Açúcar);
◦ Grupo Carrefour;
◦ Wal Mart Brasil;
Varejo Alimentos
2. Grupo Pão de Açúcar (CBD)
Maior grupo varejista do Brasil;
 Faturamento de R$26, 233 bilhões;
 Market Share: 13,2%;
 Bandeiras: Pão de Açúcar, Extra, Compre Bem, Sendas,
Assai e Ponto Frio, Postos de Combustível e Farmácias;
 603 lojas distribuídos em 15 Estados;
 19 centros de distribuição;
 67 mil funcionários diretos;
 4 Marcas Próprias: Taeq, Qualitá, Casino, Club de
Sommerliers

Mapa de Lojas
3. Fatores Chave do Setor Varejista
Cadeia Supply Chain;
2. Localização das Lojas e Centros de Distribuição;
3. Alta diversidade e qualidade de produtos;
4. Preços competitivos;
5. Sistemas integrados de TI;
6. Tamanho da empresa/grupo;
7. Atendimento ao cliente;
8. Saúde financeira estável;
9. Publicidade e Propaganda diferenciada;
1.
4. Matriz Impacto x Grau de Incerteza
1 Cadeia Supply Chain
2 Localização das Lojas e Centros de Distribuição
3 Diversidade e Qualidade de produtos
5 Sistemas integrados TI
Grau de Impacto
4 Preços competitivos
8 Saúde financeira estável
7 Atendimento ao cliente
6 Tamanho da empresa/grupo
9 Publicidade e Propaganda diferenciada
Grau de Incerteza
5. Características e Tendências

Clientela
◦ Características:
◦ Tendências:
Clientela (+);
 Ambiente Social (+);
 Ambiente Tecnológico (+)
 Ambiente Jurídico (-);
 Concorrência (+);
 Ambiente Econômico (+);
 Ambiente Político (-);
 Ambiente Físico (-);


Forças:
◦ Poder de barganha;
◦ Ampla estrutura de TI;
◦ Cadeia Supply Chain;
◦ Bandeiras fortes;
◦ Marcas próprias

Fraquezas:
◦ Altos custos de manutenção e despesas;
◦ Acordos leoninos com fornecedores;
◦ Cultura Familiar;
◦ Burocracia e Processos Internos;
◦ Localização das lojas;
◦ Atendimento Segmentado;
Análise SWOT
◦ Invest. médio e longo prazo;

Oportunidades

Ameaças
◦ E-commerce;
◦ Wal Mart e Carrefour;
◦ Compra de outros grupos;
◦ E-commerce;
◦ CRM mais atuante (fidelização);
◦ Conveniência das Lojas de bairro;
◦ Possibilidade de venda do Carrefour;
7. Matriz Importância x Desempenho
ADEQUADO
DESEMPENHO
CUSTO
COMPETITIVIDADE
INOVAÇÃO
FLEXIBILIDADE QUALIDADE
INSUFICIÊNCIA
REDUZIDA
IMPORTÂNCIA
ALTA
8. As 5 Forças de Porter
Força
Média
Força
Insignificante
Força
Significante
Força
Insignificante
9. Cadeia de Valores
10. Estratégia
Fortalecer a competitividade das bandeiras.
 Aumentar as vendas de comércio eletrônico para 4,5%
das vendas totais em 2010.
 Expandir a participação de Não-Alimentos para 34% do
faturamento bruto.
 Dobrar a participação de marcas próprias de 5% para
10%.
 Intensificar o crescimento orgânico com a inauguração de
150 lojas até 2010 (crescimento médio de 7% ao ano da
área de vendas).
 Intensificar a busca por maior eficiência operacional.
 Investir na atração e retenção de talentos na Companhia,
em linha com as diretrizes de Recursos Humanos.

11.Vantagem competitiva
Marcas próprias
 TI
 Cadeia de Suprimentos
 Financeira Itaú CBD
 Ferramentas de Gestão
 Conhecimento do consumidor (CRM)
 Certificações
 Inovação (eco loja, loja hi tech, atendente
de vinho, clube dos someliers)

12. Conclusão

Diretrizes em alinhamento com
tendências

Força das fusões e aquisições

Manutenção do multiformato de lojas e
segmentos da população atendidos

similar documents