Slide 1 - Prof. Eng. MSc. Netúlio Alarcon Fioratti

Report
CERÂMICA RÚSTICA.
Complementos de Materiais de Construção Civil
Prof. Netúlio Alarcon Fioratti
1. INTRODUÇÃO


Pedra artificial obtida por meio da moldagem,
secagem e cozedura de argila ou mistura
contendo argila.
Diversas características tecnológicas dados os
diversos tipos de argila existentes.





Acabamento.
Resistência ao fogo.
Permeabilidade.
Condutividade térmica e elétrica.
Massa específica.
2. COMPOSIÇÃO DA ARGILA
Fabricação
silte
areia
argila
• Plasticidade.
• Vitrificação.
• Retração
Uso
Solo
Proporções
adequadas. Características
desejadas.
• Resistência.
• Uniformidade/estética.
• Permeabilidade/condutividade.
2. COMPOSIÇÃO DA ARGILA
Sílica
Alumina
Óxido férrico
Magnésia
Cal
•SiO2 – 40 a 80%
•Forma o vitrificado. Diminui retração. Resistência.
•Al2O3 – 10 a 40%
•Volume. Resistência química. Preenchimento.
•Fe2O3 – 7%
•Coloração. Fundente.
•MgO – <1%
•Aglomerante.
•CaO – <10%
•Pozolanicidade do solo. Aglomerante.
Álcalis
•Na2O e K2O – 10%
•Sem funções (preenchimento).
Anidridos
•CO2 e SO3
•Sem funções (preenchimento).
3. COZIMENTO
Tipos de água
Absorção
(aderida na
superfície das
partículas) Trabalhabilidade
Eliminada entre
100 e 110oC.
Constituição
(compõe a rede
cristalina do
material)
Zeolítica
(algumas argilas,
entre as
moléculas dentro
das redes
cristalinas)
Eliminada entre 400 e 700oC, destruindo a
estrutura cristalina do material.
3. COZIMENTO
Estrutura
cristalina.
Sílica e
alumina
recombinam.
Novos
Minerais.
Entre 900
e 1000oC.
Massa
amorfa.
Sílica
restante
deste
processo.
1200oC
Vitrifica o
interior
da
cerâmica.
Estabilidade
física,
química e
estrutural.
4. PRODUTOS CERÂMICOS PARA
CONSTRUÇÃO CIVIL

Enorme gama de produtos, podemos classificar
em:

Materiais cerâmicos comuns (tijolos, blocos e telhas);

Cerâmica de alta vitrificação (louças, grés, etc.), e

Cerâmicas refratárias.
4.1 TIJOLOS E BLOCOS



Servem para dividir ou vedar compartimentos.
Quando sobrepostos e rejuntados formam as
alvenarias (paredes).
Recebimento:
Grande quantidade de quebras e perdas indicam
material frágil.
 Cores fracas ou miolo escuro indica material cru.
 Cores muito vivas indicam excesso de vitrificação.
 Ao ser impactado com colher de pedreiro deve emitir
som metálico.

4.1.1. TIJOLO MACIÇO

Principalmente em alvenaria externa e de
fundação.

Estética.

Características de qualidade:






Regularidade na forma e dimensão.
Arestas vivas e resistentes.
Cozimento uniforme (indicado pelo som metálico).
Resistência a compressão dentro dos limites da NBR7170 (A, B ou C).
Massa específica 1800kg/m³.
Absorção de água em torno de 15%.
4.1.2. BLOCOS COMUNS
Especialmente para alvenarias de vedação.
 Dimensões, número e forma dos furos podem
variar.
 Principais vantegens:

Menor peso por unidade de volume.
 Aspecto mais uniforme com arestas e cantos mais
fortes.
 Menor propagação de umidade.
 Melhor isolamento termo-acústico.

4.1.3. BLOCOS ESTRUTURAIS (PORTANTE)
Controle de fabricação mais rigoroso.
 Formato e dimensões específicos.
 Blocos especiais para a técnica de construção de
alvenarias estruturais.

4.1.3. BLOCOS ESTRUTURAIS (PORTANTE)
4.1.4. LAJOTAS (LAJES)
Mesmas especificações dos blocos de vedação.
 Confecção de lajes mistas (de vigotas prémoldadas).

4.1.4. LAJOTAS (LAJES)
4.1.4. LAJOTAS (LAJES)
4.2. TELHAS

Argila mais fina e mais homogênea que a dos
tijolos comuns.
Garante menor permeabilidade.
 Menor absorção.
 Maior estabilidade dimensional no cozimento.


Devem apresentar:


Superfície lisa (baixa rugosidade).
Bom acabamento nas arestas (encaixe).
4.2. TELHAS

Encaixe
Portuguesa
Romana
Francesa
Termoplan
4.2. TELHAS

Capa-Canal
Paulista
Colonial
Plan
5. COMPONENTES DIVERSOS
Jardim vertical
Lajotas com caixa de
passagem elétrica
5. COMPONENTES DIVERSOS
Diversos tijolos
Elementos vazados
(cobogó)
OBRIGADO PELA ATENÇÃO.

similar documents