edital da parceria público-privada (PPP)

Report
Panorama atual
 APROXIMADAMENTE 580 MIL LUMINÁRIAS.
 CERCA DE 44 MIL POSTES PRÓPRIOS DA REDE DE ILUMINAÇÃO.
 GESTÃO, PLANEJAMENTO E CONTROLE DOS SERVIÇOS DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA A
CARGO DO DEPARTAMENTO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA (ILUME) SUBORDINADO À SES.
 ENERGIA ELÉTRICA FORNECIDA PELA AES ELETROPAULO, EM CONFORMIDADE COM AS
RESOLUÇÕES DA ANEEL (FATURAMENTO FEITO POR AVENÇA).
‒ CONSUMO MENSAL DE ENERGIA: 47 GWH.
‒ POTÊNCIA INSTALADA: 134 MW.
‒ CONSUMO E FATURAMENTO MÉDIO MENSAL:
‒ 2012
49 GWh
R$ 9,6 mi
‒ 2013
46 GWh
R$ 8,1 mi
‒ 2014
47 GWh
R$ 8,7 mi
 SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E AMPLIAÇÃO REALIZADO PELO CONSÓRCIO SP LUZ.
‒ O CONSÓRCIO TEM 72 HORAS PARA TROCAR UMA LÂMPADA DEPOIS DE RECEBIDA
UMA CHAMADA ACUSANDO DEFEITO.
FONTE: ILUME / Relatório Final – Consórcio Enger/CRA 2013
2
ANO
QUANTIDADES DE UNIDADES
2001
420 mil
CRESCIMENTO
2004
446 mil
2008
487 mil
41 mil
2010
534 mil
47 mil
Janeiro
534 mil
Ampliações realizadas
18 mil
Dezembro
552 mil
Janeiro
552 mil
Ampliações realizadas
32,5 mil
Unidades
Agregada
2014
2013
26 mil
Favelas
9 mil
Faixas de pedestres
7,5 mil
Parques
1 mil
Setembro
602 mil
18 mil
50 mil
Aumento em 68 mil unidades
em 21 meses
RECLAMAÇÕES MÉDIA MENSAL
NÚMERO DE RECLAMAÇÕES
250
229
200
150
109
100
64
58
2013
2014 (jan - set)
50
0
2011
2012
ANO

REDUÇÃO DA MÉDIA ANUAL EM 75% ENTRE 2011 E 2014 DA QUANTIDADE DE
RECLAMAÇÕES REGISTRADAS NA OUVIDORIA

POSIÇÃO NO RANKING DA OUVIDORIA MUNICIPAL


1º LUGAR EM JANEIRO DE 2013
9º LUGAR EM SETEMBRO DE 2014
jun-14
2,007
2013
18,580
mai-14
6,093
2014
13.897
jul-14
4,031
ago-14
236
abr-14
109

mar-14
426
fev-14 jan-14
311
328
set-14
356
IMPLANTADOS 68 MIL UNIDADES NO PERÍODO DE JANEIRO/2013 A SETEMBRO/14


DEMANDA:
10.200 PROJETOS APROVADOS PARA EXECUÇÃO


1.000 PROJETOS EM APROVAÇÃO
2.300 PROJETOS EM ELABORAÇÃO
Jun/14
6,252
May/14
5,569
2013
125,000
2014
63.051
Jul/14
8,080
Aug/14
9,961
Apr/14
6,011
Sep/14
9,408
Mar/14
5,699
Feb/14
7,169
Jan/14
4,902
 MODERNIZADOS 188 MIL UNIDADES NO PERÍODO DE JANEIRO/2013 A
SETEMBRO/14
BIBLIOTECA MÁRIO DE
ANDRADE E PRAÇA DOM
JOSÉ GASPAR
PARQUE DO CARMO
Instalações:
• 42 Luminárias LED (Energia Solar)
Remodelações:
• 54 Luminárias LED
Instalações:
• 135 Luminárias LED
PONTE DAS BANDEIRAS
Instalações:
• 288 Luminárias LED
VIADUTO DO CHÁ
Instalações:
• 323 Luminárias LED
 SECRETÁRIA DE TRANSPORTE
 PROGRAMA ILUMINAÇÃO E MOBILIDADE
 FAIXAS DE PEDESTRES
 CICLOVIAS
 ENTORNO DOS PONTOS FINAIS DO TRANSPOR PÚBLICO
 REDE DA MADRUGADA
 SECRETÁRIA MUNICIPAL DE INFRAESTRUTURA URBANA E OBRAS
 ILUMINAÇÃO EM CORREDORES DE ÔNIBUS – EM EXECUÇÃO
 ILUMINAÇÃO DO VIADUTO DO SISTEMA VIÁRIO DO CÓRREGO PONTE
BAIXA E NOVOS ACESSOS COM A UTILIZAÇÃO DE LED – EM
EXECUÇÃO
 SECRETÁRIA DA HABITAÇÃO
 ILUMINAÇÃO DA AVENIDA PERIMETRAL – OBRA CONCLUÍDA
 PROGRAMA ILUMINAÇÃO EM PRAÇAS E PARQUES

OBRAS REALIZADAS

PARQUE DO CARMO – iluminação com energia solar em 44 unidades

PARQUE DO TIETÊ – implantadas 50 unidades com lâmpadas multivapores
metálicos

PARQUE DO TROTE – iluminação com lâmpadas multivapores

PARQUE CEMUCAM – iluminação com lâmpadas multivapores

PRAÇA DILVA GOMES – implantados 23 unidades com lâmpadas multivapores
metálicos

PRAÇA BRASIL - implantados 34 unidades com lâmpadas multivapores metálicos

LARGO DA MATRIZ E LARGO DA FREGUESIA DO Ó – implantadas 8 unidades

multivapores metálicos
LARGO CORAÇÃO DE JESUS – implantados 40 unidades com lâmpadas
multivapores metálicos

PRAÇA PADRE ALEIXO – implantação de lâmpadas multivapores metálicos

PRAÇA PADRE AQUILES – implantação de lâmpadas multivapores metálicos

PROJETOS PILOTOS DE TELEGESTÃO :


PRAÇA PANAMERICANA
E LARGO CORAÇÃO DE JESUS
AMPLIAR AS FRONTEIRAS DO DESENVOLVIMENTO DE
SÃO PAULO POR MEIO DE AÇÕES URBANÍSTICAS
TENDO COMO REFERÊNCIA OS SEGUINTES EIXOS
VIÁRIOS ESTRATÉGICOS
 Marginal Pinheiros – Projeto em elaboração
 Corredor Cupecê – Roque Petroni Jr.
 Avenida Jacu-Pêssego
 Marginal Tietê
REMODELAÇÃO / EFICIENTIZAÇÃO

Avenida Dona Belmira Marin

Av. N. Sra. Das Mercês

Avenida Chica Luísa

Av. do Cursino

Estrada da Ligação

Av. Fuad Lutfalla

Avenida Radial Leste

Av. São João

Av. N. Sra. do Bom Conselho

Av. Rio Branco

Rua Lira Cearense

Av. Eliseu de Almeida

Avenida Carlos Lacerda

Av. N. Sra. do Sabará

Avenida Carlos Caldeira

Avenida Água de Haia

Avenida Otto Baumgart

Avenida José Maria Fernandes

Av. Roland Garros
AMPLIAÇÃO
 Avenida Perimetral
 Avenida Rio das Pedras
 Avenida Prof. Alípio de Barros
 João Marcelino Branco
 Avenida Pres. Wilson
 Avenida Álvaro Ramos
ESPECIFICAÇÃO DAS LUMINÁRIAS A LED A SEREM USADAS NA
PREFEITURA DE SÃO PAULO
OBSERVAÇÃO:
SÃO PAULO É A 1ª CIDADE BRASILEIRA A TER UMA ESPECIFICAÇÃO
DE LED PARA IMPLANTAÇÃO
SÃO PAULO É A 1ª CIDADE A TER O LED HOMOLOGADO PARA USO
NA ILUMINAÇÃO PUBLICA
 INSTALAÇÃO DE 44 LUMINÁRIAS LED NO PARQUE DO CARMO ( ILUMINAÇÃO SOLAR )
 INSTALAÇÃO DE 742 LUMINÁRIAS LED NA AVENIDA 23 DE MAIO
 ENTORNO DA ARENA ITAQUERA

INSTALAÇÃO DE 327 LUMINÁRIAS LED – TUNEL

INSTALAÇÃO DE 165 LUZ DE EMERGÊNCIA – TUNEL

INSTALAÇÃO DE 578 LUMINÁRIAS LED NO ENTORNO DA ARENA ITAQUERA
Apresentação da PPP de Iluminação
Pública
Outubro de 2014
APRESENTAÇÃO DO PROJETO
DE PPP
O Projeto
Concessão de toda a Infraestrutura da Rede Municipal de Iluminação Pública de São Paulo, que engloba: a)
postes, b) luminárias, c) lâmpadas, d) braços, e) transformadores, f) cabos, dentre outros.
Modalidade Contratual
Concessão Administrativa, sob o regime de Parceria Público-Privada (Lei Federal no 11.079/04).
Objeto
Modernização, otimização, expansão, operação, manutenção e controle remoto e em tempo real da
infraestrutura da Rede Municipal de Iluminação Pública do São Paulo
Justificativa
Novo Modelo Operacional (atrelado a indicadores de desempenho): maior eficiência energética, menores
custos de manutenção por meio da adoção de sistemas de gestão inteligente e de monitoramento em
tempo real, melhor qualidade do serviço público de iluminação para a população, maior percepção de
segurança e aumento da atratividade de áreas da cidade durante a noite.
16
INVESTIMENTO ESTIMADO EM MAIS DE R$ 2 bilhões
EFICIENTIZAÇÃO
660 mil pontos
em 5 anos
RENOVAÇÃO
TECNOLÓGICA
atualização das
luminárias e sistemas
Modernização
da Rede Municipal
de Iluminação Pública
GESTÃO
OPERACIONAL
controle remoto em
tempo real ponto a ponto
MANUTENÇÃO
preventiva, preditiva e
corretiva
17
SISTEMA DE COMUNICAÇÃO
Luminária
Concentrador
Centro de Controle
Operacional
Controle individual online
das luminárias
Call center funcionando 24
horas por dia
Envio automático de
equipes em caso de falha
Desempenho medido em
tempo real
18
Iluminação de qualidade em mais de
17.000 km de vias em São Paulo sistema
Valorização das calçadas em toda a
cidade e redução dos atropelamentos
no período noturno
Melhora na qualidade da luz, com
superior Índice de Reprodução de Cor
Redução da luz intrusiva e tecnologia
com baixa poluição luminosa
Redução da criminalidade através da
Redução para menos de 1% de
melhora da iluminação da cidade
lâmpadas apagadas a noite
Reocupação dos espaços urbanos
Eliminação dos pontos escuros em
durante a noite
todas as regiões da cidade
19
Redução do
consumo de
energia
Redução de pelo
menos 50% no
consumo de energia,
o que permitiria
abastecer
totalmente uma
cidade de 100-150
mil habitantes
Redução do
impacto ambiental
Respeito ao meio
ambiente, sem
metais pesados
em sua composição e
com redução na
emissão de CO2
Redução dos
gastos de
manutenção
Aumento da vida
útil das lâmpadas
para mais de 10
anos, reduzindo a
frequência e o custo
das intervenções no
sistema
20
Iluminação Pública em
São Paulo
Iluminação Pública no
Brasil
Expectativa com o Projeto
Municipal
Resultado esperado se todas as cidades do
Brasil também modernizassem suas rede
Consumo mensal (GWh)
47,0
1.076,3
Expectativa de redução
50,0%
23,5
50,0%
538,2
Economia Mensal (GWh)
Consumo de energia de uma
cidade de mais de 110 mil
habitantes
Consumo de energia de uma
cidade de mais de 2,5 milhões de
habitantes
Mais de 1 dia de produção de
energia de Itaipu – maior
hidrelétrica do Brasil
Cerca de 1 mês de produção de
energia de Itaipu – maior
hidrelétrica do Brasil
Geração de energia na capacidade
máxima de uma termelétrica
pequena (30 MW)
Geração de energia na capacidade
máxima de cinco termelétricas
“tipo 1”
21
• Antecipação dos investimentos necessários,
limitando-se aos recursos oriundos da
COSIP, sem ônus adicional ao Tesouro Municipal.
• Incapacidade financeira de realização do projeto com recursos próprios,
exigiria investimentos do tesouro da ordem de R$ 400 milhões/ano
• Ganhos de eficiência na operação da Rede Municipal de Iluminação Pública,
com gestão inteligente em tempo real, otimização dos custos, redução do consumo de energia
elétrica e atualização tecnológica.
• Melhoria no atendimento ao munícipe paulistano, com garantia
da qualidade do
serviço prestado com base em indicadores de disponibilidade (% de lâmpadas acesas) e de
desempenho (luminosidade, atendimento ao usuário, entre outros).
22
APRESENTAÇÃO DO PROJETO DE PPP
Escopo
MODERNIZAÇÃO
Benefícios Esperados
• Remodelação* e/ou eficientização** de cerca
de 580 mil pontos de iluminação pública de
modo a promover nível adequado de
luminosidade.
• Atualização e gestão do Cadastro Técnico.
GESTÃO
OPERACIONAL
• Implantação
de
Centro
de
Controle
Operacional (CCO) com informação da rede
em tempo real.
• Monitoramento e controle bidirecional dos
ativos.
MANUTENÇÃO
• Manutenção preditiva, preventiva, corretiva e
rotineira dos ativos.
• Manutenção do CCO.
AMPLIAÇÃO DA
REDE
• Cobertura do déficit de pontos de luz.
• Expansão da infraestrutura da rede.
 Ganhos de eficiência
energética: redução do
consumo de energia elétrica e
uso de tecnologias menos
poluentes.
 Melhoria da qualidade do
serviço de iluminação pública:
controle em tempo real e
otimização da operação e da
manutenção, com redução dos
custos diretos e indiretos.
 Aumento significativo do nível
de luminosidade, com melhor
atendimento ao Munícipe e às
áreas mais vulneráveis.
 Incorporação de novas soluções
e atualização tecnológica
constante.
 Potencial de aferição de receitas
acessórias (cidades
inteligentes, smart grids, etc).
*Adequação luminotécnica das instalações, incluindo a atualização dos modelos adotados.
** Melhoria ou manutenção dos níveis luminotécnicos com menor consumo de energia elétrica
23

similar documents