Diferentes atores na construção da Pedagogia das relações

Report
“Diferentes atores na
construção das relações na
Educação Infantil”
Reunião Pedagógica – 27/09/13
VISIBILIDADE E (IN)VISIBILIDADE DO
BEBÊ E DA CRIANÇA PEQUENA
A COISA PERDIDA
• Nos estabelecimentos de Educação
Infantil estão presentes duas
gerações:
- CRIANÇAS
- ADULTOS
Crianças:
• Aprendem nas interações com os demais;
• Têm capacidade de se concentrar desde muito
cedo (interesse/envolvimento);
• Midiáticas
• Aprendem de modo diferente
Adultos:
• Há três tipos que convivem com as crianças:
- os familiares
- os professores (as)
- demais educadores (as) da Unidade
Professores/demais profissionais:
• Trabalhar com crianças pequenas
formação INICIAL e PERMANENTE
exige
• É necessário constituir espaços de formação e
reflexão que possibilitem às crianças e adultos
exercitarem o papel de autores;
• Há necessidade de propostas objetivas:
PLANEJAMENTO e REGISTROS
• Tudo isso exige rapidez porque a Infância não
espera
• A Educação Infantil ROMPE com a lógica do
Ensino Fundamental;
• O adulto deixa de ser o centro para
compartilhar com outro adulto e com as
crianças;
• Para que isso seja possível é preciso investir
nas relações humanas e no trabalho
cooperativo.
• O espaço pedagógico é privilegiadamente um
local de interações
- das crianças entre elas (produção de cultura)
- das crianças com adultos(horizontalidade
das relações/experiências)
- dos adultos entre si (diferentes papéis)
• Todos os adultos que participam dos espaços
de
educação
desempenham
funções
específicas.
• Compartilham práticas sociais ligadas à
alimentação, ao cuidado do corpo e do
ambiente; ao pertencimento a um grupo
cultural, ao brincar, etc.
• Esses são os conteúdos da Educação Infantil,
constituindo seu currículo.
O QUE ESTA IMAGEM NOS REVELA?
O que a imagem nos revela sobre
as relações adulto-criança?
• O adulto é um importante mediador das relações
que as crianças estabelecem além de apresentálas ao mundo, vai interpretando suas ações e
partilhando seus significados.
• Atenção, interesse, encorajamento são atitudes
básicas de um educador ante as ações das
crianças, fundamentais para que se estabeleça
uma relação de confiança e para que se favoreça
a autonomia
• Os adultos sabem que descobrir e aprender são
possíveis entre as interações (criança e criança,
criança e adulto, criança e ambiente – espaço e
materiais)
• É na relação entre pessoas que se criam
condições para a produção de cultura
• Compete aos adultos construir um ambiente que
propicie boas interações entre os diferentes
parceiros, mediados por objetos culturais
significativos
• Os adultos consideram a diversidade dos modos
de agir, de pensar e de sentir das crianças
• As interações com as outras pessoas e com o
ambiente mobilizam saberes nas crianças que
possibilitam que elas aprendam sobre si e sobre o
mundo
Paisagem Catalã (O Caçador) : 1923/1924
Juan Miró
Joan Miró (1893 – 1983): Surrealista espanhol usava tintas com exuberância infantil em
rebelião alegre contra os métodos de pintura convencionais. Sua arte está cheia de
absurdos maravilhosos. Frequentemente usava cores primárias e secundárias, bem
como formas para transmitir um entusiasmo animado energético para a vida, além do
jogo de criança
Avaliação do Encontro
No encontro de hoje refletimos sobre os
diferentes atores na construção das relações na
Educação Infantil.
Quais contribuições a reflexão de hoje traz para
que você pense sobre a sua prática?
Para terminar a conversa e
não encerrar o diálogo...
“A docência com crianças pequenas envolve um
universo rico e complexo de relações sociais e
processos de constituição humana, que exige
muito conhecimento por parte das professoras
e organização do trabalho pedagógico”
Ângela Scalabrin CoutinhoPátio-Educação Infantil nº 35 Abril/junho 2013

similar documents