Apresentação do PowerPoint - Mensagens em Power Point e Slides

Report
Jesus em hebraico
quer dizer
“Deus salva”
Cristo vem da
tradução grega do
termo hebraico
“Messias”,
que quer dizer
“Ungido”.
Olá, a paz de Jesus!
Passada a Solenidade de
Corpus Christi, na sexta-feira da
semana seguinte temos a Solenidade
do Sagrado Coração de Jesus,
para a qual juntei o material
que já tinha acumulado
ao longo do tempo, e acrescentei
o restante pesquisando na Internet,
e assim foi possível montar
este trabalho em forma de slides
e também formei um vídeo,
com o objetivo de além de me
aprofundar mais no assunto, também
partilhar esses ensinamentos com
você e outras pessoas, quantas forem
possível, porque pode ser muito útil
para o fortalecimento da nossa fé...
Não vai esgotar o assunto,
mas acredito que
dando os primeiros passos,
depois com novas pesquisas,
podemos nos informar bem melhor
e assim ir se aproximando
mais de Deus...
Um instante de silêncio
para pedir a graça
do Espírito Santo...
Antes de refletirmos
de forma mais profunda,
veja a seguir uma noção histórica
da devoção popular
do Sagrado Coração de Jesus:
A Devoção ao Sagrado Coração de
Jesus remonta ao século XI, depois ao
longo do século XVI, havia uma
devoção particular ao Sagrado
Coração muitas vezes ligada à devoção
às Cinco Chagas de Nosso Senhor.
O culto litúrgico ao Sagrado Coração
de Cristo na sexta-feira seguinte ao
Corpus Christi teve início no século
XVII com são João Eudes († 1680) e
santa Margarida Alacoque († 1690),
embora a devoção remonte aos
séculos anteriores, recebendo a
primeira aprovação pontifícia um
século mais tarde.
A Primeira Festa do Sagrado Coração
foi comemorada no dia 31 de agosto
de 1670, em Rennes, na França, graças
aos esforços do Padre Jean Eudes
(1602-1680).
De Rennes, a propagação da devoção
espalhou-se, mas tão somente depois
das visões de Santa Margarida Maria
Alacoque (1647-1690) é que se tornou
universal. Em todas essas visões, o
Sagrado Coração de Jesus
desempenhou um papel central.
A Santa Margarida Maria teve
extraordinárias revelações por parte
de Jesus Cristo, que a incumbiu
pessoalmente de divulgar e propagar
no mundo esta piedosa devoção.
Foram três as aparições de Jesus: A
primeira, deu-se a 27 de Dezembro de
1673, a segunda em 1674 e, a terceira,
em 1675.
Nas aparições Nosso Senhor deu à
Margarida Maria Doze Promessas
àqueles que venerassem
Seu Sagrado Coração.
(Pesquisar as Doze Promessas do
Sagrado Coração de Jesus)...
No dia 16 de junho de 1675, durante a
oitava da Festa de Corpus Christi, numa
aparição, Jesus Cristo pediu a Santa
Margarida Maria, que pedisse para que a
Festa do Sagrado Coração fosse celebrada
na sexta-feira após a oitava (ou oitavo dia)
da Festa de Corpus Christi, ou 19 dias após
o domingo de Pentecostes, em reparação
pela ingratidão dos homens para com o
Seu Santo Sacrifício.
Por isso, esta devoção está,
pois, intimamente ligada
ao Santo Sacrifício da Missa!
Em 1856, o papa Pio IX estendeu a
festa a toda a Igreja, e em 1928 Pio XI
lhe deu a máxima categoria litúrgica.
A reforma pós-conciliar renovou
profundamente seus textos com base
no formulário da missa composto por
ordem de Pio XI - (JULIÁN LOPES
MARTÍN).
Dentre os principais expoentes
desta devoção popular,
podemos destacar os seguintes:
Santa Margarida Maria Alacoque
A confidente do Coração de Jesus - Nosso
Senhor Jesus Cristo apareceu a Margarida
Maria Alacoque, jovem religiosa da
Ordem da Visitação, para transmitir sua
mensagem de misericórdia e confiança,
expressa no Coração humano e divino do
Verbo Encarnado. O culto ao Sagrado
Coração de Jesus obteve a partir de então
grande impulso e alastrou-se por toda a
Igreja.
São Cláudio de La Colombière
Grande Apóstolo do Sagrado Coração a grande importância de seu
apostolado consistiu no apoio
inestimável que prestou a Santa
Margarida Maria: uma nova luz – a
devoção ao Sagrado Coração – iria
encher os espaços da Igreja sob o
bafejo de Papas e Santos.
São Domingos Sávio
“Sua oração predileta – afirma Dom
Bosco – era a coroa ao Sagrado
Coração de Jesus para reparar as
injúrias que recebe dos hereges,
infiéis e maus cristãos”.
São João Eudes
Com São João Eudes (1601-1680),
podemos dizer que a devoção ao
Sagrado Coração como que atingiu a
maioridade. Com efeito, graças à sua
ação, esta devoção deixou de ser
exclusivamente privada e se tornou
pública e oficial. Com ele se instituiu o
culto litúrgico ao Sagrado Coração.
Beato José de Anchieta
O primeiro devoto do Coração de Jesus no
Brasil nascente. A primeira igreja no
mundo consagrada ao Sagrado Coração, o
foi por Anchieta, em 1585, no Espírito
Santo. Anchieta era grande devoto do
Coração de Jesus. Ele escreveu versos
sobre o Coração de Jesus: “a lança que
abriu-lhe o peito...”. Ele estava já se
antecipando nessa devoção. Ele a tinha,
mas não a inculcava publicamente porque
não estava ainda aprovada.
Aprofundando
O amor de Jesus por nós...
“Na linguagem Bíblica”, embora a
palavra coração “indique o centro da
pessoa, onde os seus sentimentos e
intenções habitam”, o Coração do
Redentor representa além de tudo o
Seu Amor por toda a humanidade, a
Sua Misericórdia Infinita.
Praticar a devoção ao Sagrado
Coração de Cristo, portanto, significa
adorar aquele Coração que nos amou
até o fim, que foi trespassado por uma
lança e do alto da Cruz derramou
sangue e água, uma fonte inesgotável
de vida nova.
A Festa do Sagrado Coração de Jesus
é antes de tudo uma chamada
Eucarística, porque na Hóstia Sagrada,
Nosso Senhor está verdadeiramente
presente e Ele oferece a cada um de
nós Seu Coração, Seu Amor
Misericordioso.
Passar o tempo na presença
Eucarística do Senhor, adorá-LO, é a
melhor expressão da Devoção ao Seu
Sagrado Coração.
“Eis o Coração que amou a
humanidade!”
O mais profundo desejo do Coração
de Jesus é que descubramos o quanto
Ele nos ama, e a extensão de Seu
terno Amor por todas as criaturas que,
arrefecidas por seu egoísmo, olham
somente para dentro de si, e parecem
ter até medo de se deixarem ser
amados incondicionalmente por Seu
Criador, que nada pede e ama por
pura gratuidade.
Prosseguindo
No Corpus Christi tínhamos diante dos
olhos a presença de Jesus no pão e no
vinho consagrado, com corpo, sangue,
alma e divindade, tão real como está
no céu; agora na Solenidade do
Sagrado Coração de Jesus, voltamos a
nossa atenção para a humanidade de
Jesus e o seu infinito amor por nós...
Sabemos que Jesus tinha duas
naturezas: era Homem e Deus ao
mesmo tempo... Sendo o Deus
verdadeiro, através da encarnação se
tornou Homem (Jo 1,14), tudo igual a
nós, menos no pecado – (Hb 4, 15).
Em Jo 19,34 está escrito:
“mas um dos soldados
abriu-lhe o lado com uma
lança e, imediatamente,
saiu sangue e água.”
Para compreender melhor quem é o
Coração de Jesus para nós, é preciso
refletir sobre o versículo anterior: “do
coração de Jesus saiu sangue e água”,
e acrescentar: “o coração é a sede dos
afetos, do amor...”, portanto, Ele tinha
um coração humano, e tanto nos
amou...
É preciso experimentar o amor de
Deus e não somente se limitar no
conhecer, já que é por meio do ato de
dirigir o olhar ao coração traspassado
de Jesus que encontraremos a
profundidade do amor de Deus.
Pois assim como Deus formou a
mulher do lado do homem,
(Gn 2,22), também Cristo, de seu lado,
nos deu a água e o sangue para que
surgisse a Igreja.
E assim como Deus abriu o lado de
Adão enquanto ele dormia, (Gn 2,21),
também Cristo nos deu a água e o
sangue durante o sono de sua morte.
Vede como Cristo se uniu à sua
esposa, vede com que alimento nos
sacia... Do mesmo alimento nos faz
nascer e nos nutre!
Assim como a mulher, impulsionada
pelo amor natural, alimenta com o
próprio leite e o próprio sangue o filho
que deu à luz, também Cristo alimenta
sempre com o seu sangue aqueles a
quem deu o novo nascimento. (São
João Crisóstomo, bispo séc. IV).
Se agora o inimigo, ao invés do sangue
simbólico aspergido nas portas,
(Ex 12,13), vir brilhar nos lábios dos
fiéis, portas do templo dedicado a
Cristo, o sangue verdadeiro,
fugirá para mais longe ainda...
Derramou sangue e água
até a última gota.
O sangue é o sacrifício,
é a Eucaristia que nos alimenta.
A água nos purifica e continua nos
purificando através do Batismo...
Sangue e água, Batismo e Eucaristia...
É um Deus que se doa por todos nós...
Só Ele mesmo seria capaz!
Além de se doar totalmente por nós,
nos dar a Sua Mãe, (Jo 19,26-27), doar
até o sangue e a água do seu corpo,
ficou presente na Eucaristia para nos
alimentar, e em todo Sacrário da terra,
à nossa espera.
Jesus veio trazer a purificação
humana, tirar o pecado do nosso
coração para morar em nós. Veio
também ser o nosso alimento, quer
penetrar no nosso íntimo. Ele quer
que exista Deus dentro de nós.
É Deus vivendo em nós, Ele pretende
tocar o nosso coração, quer que exista
a Sua graça dentro de nós, que nos
tornemos mais sensíveis ao amor,
para que possamos ser sacrários vivos
Dele, caminhando levamos Jesus, pois
somos Templos de Deus, alimentados
pelo Seu Corpo.
Cada pessoa é criatura, obra de Deus,
Ele trabalhou para fazer nossa vida,
nos dá toda assistência necessária
para viver: o ar, os alimentos, o
tempo, a Sua graça.
Assim como Jesus doou a sua vida até
a última gota de sangue e água para
nos purificar e alimentar, e para que
haja Deus no nosso coração, nós
também devemos estar prontos para
o sacrifício com Ele. A nossa vida deve
ser doada, a exemplo Dele, por isso,
se colocar a serviço do próximo, assim
estamos servindo a Deus.
Quem não doar a sua vida, vai perdêla, (Mt 16,25), vai se angustiar, não
vai se realizar, e entrar em depressão
profunda. Quem doa a sua vida, se
realiza como pessoa humana, cresce
cada vez mais.
“Junto do Coração de Cristo o coração do
homem aprende a conhecer o sentido
verdadeiro e único de sua vida e de seu
destino, a compreender o valor de uma
vida autenticamente cristã, a se preservar
de certas perversões do coração humano,
a unir o amor filial para com Deus ao
amor do próximo...é no Coração de Cristo
que o homem recebe a capacidade de
amar.” (J. Paulo II).
Para bem viver essa real e profunda
experiência de Deus que é dada ao
contemplar o Sagrado Coração de
Jesus, é preciso olhar para o nosso
coração, deparar com o vazio da nossa
existência e superar o nosso nada, ao
mergulhar no coração de Jesus:
Nele encontraremos a profundidade da
misericórdia de Deus e o verdadeiro
sentido de nossa vida. Assim, o homem
quando busca o seu sentido de vida,
busca na verdade o Sagrado Coração de
Cristo. É isso mesmo: Só no coração de
Cristo é que o homem vai encontrar
alento e descanso em meio ao vazio
existencial que depara quando não se
volta para Deus.
O verdadeiro amor consiste em
comover-se, se comprometer, amando
o próximo que está perto de nós,
trabalhando para libertar os
oprimidos e promovendo a paz.
Lembrar que Jesus mostra ao doutor
da lei o grande mandamento: “amar a
Deus sobre todas as coisas e ao
próximo como a ti mesmo” (Mc 12,28-31).
Se cada um amar a si mesmo, vai amar
o próximo e assim ama a Deus...
Resumindo: tirar tudo que não presta
do nosso coração e colocar a graça de
Deus, e desta forma, irradiar o amor
de Deus por onde andamos, através
de uma vida de serviço.
Algumas frases de Jesus para refletir e
enriquecer os conhecimentos a
respeito do Seu Coração:
Jo 15,13
Ninguém tem maior amor do que
aquele que dá a sua vida por seus
amigos.
Olhar para o crucificado
e contemplar silenciosamente...
Salmo 22
“O Senhor é meu pastor,
nada me faltará.”
Refletir com calma este salmo
e confiar na Providência Divina.
Mt 11,29
“...aprendei de mim, porque sou
manso e humilde de coração...”
Ser humilde é reconhecer a própria
fraqueza e se abrir à dependência
total de Deus; manso é aquele que é
bom, paciente e compreensivo nas
relações com os outros.
Lc 6,36
“Sede misericordiosos, como também
vosso Pai é misericordioso.”
Ser misericordioso como Jesus que
morreu por nós, doando a nossa vida.
Mc 9,23
“Tudo é possível ao que crê.”
À pessoa de fé tudo é possível... Une
sua vida a Deus, e com ele podemos
fazer muita coisa.
Mc 10,18
“Por que me chama bom?
Só Deus é bom.”
Deus é bondade, e se temos bondade,
é porque temos Deus em nós. Vamos
ter bondade, e assim distribuir Deus a
todos, participar de sua bondade.
Lc 16,12
“E se não fostes fiéis ao alheio,
quem vos dará o que é vosso?”
Vamos prestar contas da nossa vida, tudo
que fizemos no mundo a Deus. É nós que
vamos administrar a nossa vida, amar o
próximo é o que Deus espera de nós.
Mt 5,48
“Sede perfeitos, assim como
vosso Pai celeste é perfeito.”
Buscar a perfeição a cada dia, com
uma conversão contínua,
reconstruindo a nossa vida com Jesus.
Caminhando para o final
É extremamente necessário
lembrarmos aqui que
perto do Coração do Filho
está o Coração da Mãe
a quem a Igreja celebra no dia
após a solenidade
do Sagrado Coração de Jesus.
Diz o Santo Padre:
“O Coração que se assemelha ao de
Cristo mais do que qualquer outro é,
sem dúvida, o Coração de Maria, Sua
Mãe Imaculada, e por isso mesmo a
liturgia os detém juntos para a nossa
veneração”.
Pesquisar mais sobre o
Imaculado Coração de Maria
De fato, Maria é para nós modelo de
fé, porque ela soube acolher a Palavra
de Deus e praticar plenamente,
sempre confiou (Lc 1,45) e sendo
assim se tornou a presença viva do
amor de Deus entre nós,
nos apontando seguramente
o caminho da salvação (Jo 14,6).
Por isso, nunca se esqueça de fazer
diariamente a Consagração ao
Sagrado Coração de Jesus e Imaculado
Coração de Maria, pois aí está o
repouso para todos os cansaços e
sofrimentos da vida, e o refúgio para
todos nós pecadores, de um modo
especial aqueles mais afastados de
Deus...
Finalizando
Espero que tenha ajudado, tanto na
parte histórica, como também em
refletir e direcionar as mensagens
para a adoração, o testemunho de fé,
o amor e o serviço...
Seria importantíssimo se você
pesquisasse mais sobre o assunto, a
fim de se aprofundar e preencher
aquilo que ainda falta nestes slides,
pois a Apresentação ficou grande
e quanto maior, mais difícil
para circular na Internet.
Reflita devagar
e deixe o Espírito Santo
iluminar a sua vida
com a luz destas reflexões,
acrescentando principalmente a
participação da comunidade,
juntamente com a
- a visita e adoração ao Santíssimo
Sacramento, o que não pode faltar...
Um grande abraço,
Fique com Deus,
Jesus te ama...
Que o Coração de Jesus
seja querido e amado
por todos...
Se você gostou deste trabalho,
favor divulgar para as pessoas amigas.
OBRIGADO, SENHOR

similar documents