8º ano Revolução Bolchevique

Report
Revolução Bolchevique.
•A Grande Guerra gerou insatisfação em vários grupos da sociedade.
•A situação da Grande Guerra contribuiu para modificar as estruturas
sociais, políticas e econômicas da sociedade russa.
•As mudanças ocorridas na Rússia significaram uma ruptura com os
padrões corretos e insubstituíveis.
A crise do czarismo.
•Rússia, século XX, instabilidade econômica:
•Controlada por uma aristocracia comanda pelo czar.
•Czar era o imperador russo.
•Com rápido crescimento industrial e urbano, era agrária.
•75% da população vivia no campo.
•Aumento populacional urbano, busca de melhores condições:
•Trabalho.
•Liberdade sindical.
•Liberdade de imprensa.
•Estendido aos trabalhadores rurais.
•Greves eram proibidas – aumento de manifestações operárias.
•Organização proletária foi essencial para acabar com a aristocracia
czarista.
A crise do czarismo.
•Czar perdeu o trono aos poucos.
•Nicolau II:
•Tentou atender as necessidades dos trabalhadores.
•1905 – Domingo Sangrento:
•Intenção pacífica de entregar reivindicações ao czar.
•Manifestantes recebidos com tiros.
•Início do processo revolucionário.
•Fim do sistema despótico e teocrático.
•Czar proclamou liberdades cívicas e de consciência, reunião e
associação.
•Criação dos sovietes e Duma.
•Essas medidas não tiveram impacto na estrutura czarista de
governo.
Domingo sangrento – 9 de janeiro de 1905.
A crise do czarismo.
•Duma:
•Criada em 1905.
•Assembleia ou Conselho russo.
•Em 1906, o czar definiu que a Duma não teria autoridade para
decidir quanto ao orçamento do império russo nem quanto à
política externa.
•Czar garantiu o direito de dissolver a Duma, caso achasse
conveniente.
•Sovietes:
•Conselhos formados por soldados, trabalhadores urbanos e
camponeses.
•1905: surgimento e finalização pelo czar.
•Tiveram participação fundamental nos eventos históricos de
1917.
A crise do czarismo.
•Grigory Rasputin (1871-1916):
•Desde 1912 afetou os rumos da política
russa.
•Amigo do czar Nicolau II e da czarina
Alexandrina.
•Conhecido como “sacristão do czar” ou
“monge louco”.
•Alexandrina acreditava que ele era um
“santo homem” (salvar o filho de
hemofilia).
•Nenhum assunto político era decidido
sem a sua decisão.
•Era um fracasso na política.
•Época conhecida como “ciranda
ministerial”.
•Aristocratas insatisfeitos o assassinaram
em 1916.
Família imperial russa.
O herdeiro Alexis sofria de hemofilia.
A crise do czarismo.
•Rússia e a Primeira Guerra Mundial:
•Fazia parte da Tríplice Entente.
•Guerra foi recebida com euforia.
•Foi despertado o nacionalismo russo.
•Propagandas oficias enalteciam o exército com mais de 7 milhões
de soldados.
•Dura realidade na Rússia:
•Não havia armas e munições suficientes para todos os
soldados.
•Convocação obrigatória.
•O Campo perdeu grande parcela de mão de obra.
•Redução de produção de alimentos.
•Falta de gêneros essenciais.
•Preço do pão subia exageradamente.
•Perda de mais de 4 milhões de mortes e feridos.
Mobilização operária.
•Deu-se a partir de 1860.
•Os trabalhadores estavam dependentes dos grandes proprietários de
terras.
•A Rússia iniciou o seu processo de industrialização:
•Mobilização operária em busca de melhores condições de vida e
trabalho.
•Crescimento de cidades com poucas indústrias.
•Houve seguimento das ideias de Karl Marx (1818-1883).
•1889 – realização do I Congresso do Partido Operário SocialDemocrata da Rússia (POSDR) – havia divergências entre os membros.
•1900 – Circulação do Iskra, A Centelha:
•Jornal deu coesão aos marxistas russos.
•Contribuição para a fundação de um novo partido proletário.
•Lênin foi um dos homens que concebeu o jornal.
Mobilização operária.
•1903:
•Aconteceu o II Congresso do Partido Operário Social-Democrata.
•Objetivo: unificar os grupos que tinham ideias divergentes.
•Houve ruptura no partido: mencheviques e bolcheviques.
•Mencheviques:
•Significa minoria das pessoas.
•São os membros da facção moderada.
•Bolcheviques:
•Significa maioria das pessoas.
•São membros da facção radical.
•Também conhecida como “linha dura”.
•Liderada por Lênin (Vladímir IIych Uliánov – 1870-1924).
•O czar controlava tudo e aproximava a Revolução Bolchevique.
1917: revolução socialista.
•A Grande Guerra foi um catalisador que acelerou as manifestações.
•Os russos saíram às ruas por paz, pão e terra!.
•Paz  a saída da Rússia da Primeira Guerra Mundial.
•Pão  alimentos para todos os russos.
•Terra  reforma agrária – terra para todos os russos.
•O inverno rigoroso em 1916 e 1917 contribuiu para agravar a
situação do regime czarista:
•Afetou a produção de alimentos.
•Gerou privações.
•Aumento generalizado de preços de produtos.
•Havia filas para comprar pão – racionado pelo governo czarista.
•Pouco de cereais e gado abasteciam apenas os soldados.
•Em Petrogrado a farinha acabou antes do final do mês.
Panfletos eram distribuídos e era unânime entre os russos:
a guerra tinha que acabar.
1917: revolução socialista.
•Janeiro de 1917: a Rússia vivenciou a maior manifestação operária
durante a Grande Guerra. Todos os dias tinham protestos. O czar
perdia o controle do poder.
•Fevereiro de 1917: Em Petrogrado eram mais de 200 mil grevistas. A
czarina Alexandra relatou:
“As greves e as desordens na cidade são mais do que
desafiadoras”.
“Um movimento de arruaceiros, rapazinhos e meninas correm e
gritam que não têm pão, só para provocar efervescência”.
•26 e 27 de fevereiro de 1917: soldados não cumpriram as ordens de
seus superiores para atirar e se juntaram aos manifestantes.
•Início de março de 1917: czar Nicolau II abdicou do trono.
1917: revolução socialista.
•Criação do Governo Provisório:
•Criado pelos manifestantes.
•Dualidade de poderes:
•Ditadura burguesa do governo Provisório (mencheviques).
•Ditadura revolucionária dos sovietes (bolcheviques).
•Governo permaneceu com a ditadura burguesa industrial russa.
•A Rússia era comanda por Kerenski.
•Para os industriais, permanecer na guerra era lucrativo.
•Fim do czarismo e instalação do Governo Provisório:
•Manteve as mesmas estruturas de governo.
•Rússia continuava na guerra.
•Não houve a reforma agrária.
•População sofria cada vez as privações.
1917: revolução socialista.
•Lênin publicou as Teses de Abril:
•Defendia uma verdadeira “revolução”.
•O poder passasse às mãos do proletariado.
•A Rússia deveria sair efetivamente da guerra.
•Ele dizia “todo o poder aos sovietes”.
1917: revolução socialista.
Vários bolcheviques foram presos, entre eles, Trotski. Lênin fugiu para
a Finlândia. Enquanto isso, o Partido Bolchevique se reunia e apenas
Stalin ousava defender, na Rússia, a tese da tomada de poder.
1917: revolução socialista.
•Outubro de 1917:
•Bolcheviques tomam o poder durante as Jornadas de Outubro.
•Comitê Militar Revolucionário de Petrogrado, criado pelos
bolcheviques, encarregaram do Golpe de Estado.
•Derrubada do Governo Provisório de Kerenski.
•Tomada do Palácio de Inverno consagrou o golpe em nome da
Revolução Russa.
•Formação de governo operário e camponês:
•Trabalhadores assumem o controle político de um país.
•Lênin foi o primeiro presidente.
•Medidas tomadas de imediato:
•Conferência com governos para alcançar a paz.
•Abolição da propriedade de terra, sem indenizações.
•Controle das fábricas pelos comitês de operários.
URSS: primeiros anos do regimes socialista.
•A Revolução Russa incomodou o mundo capitalista.
•Começa uma guerra civil (interna) pelos generais russos para acabar
com o poder bolchevique (estenderia até 1920):
•Exército branco (antibolchevista).
•Exército vermelho (organizado por Trotski).
•Os brancos:
•Apoio de países capitalistas: França, Inglaterra, Japão.
•Temor dos capitalistas:
•Rússia recomeçar a guerra, obrigando a Alemanha a lutar em
duas frente de batalha.
•Revolução proletária se difundir pelo mundo capitalista.
•Houve fracasso dos generais brancos – soldados brancos
simpatizaram com a ideologia vermelha.
URSS: primeiros anos do regimes socialista.
•O sonho de Karl Marx e Friedrich Engels se realizou: uma revolução
comunista liderada por proletários.
•O modelo socialista de organização política e econômica demorou
um pouco mais.
•A Rússia não conseguiu recuperar a produção agrícola e industrial
sem uma retomada com os países capitalistas.
•Estabilidade russa aconteceu na década de 1920 com adoção:
•Nova Política Econômica (NEP).
•Planos Quinquenais.
•A Rússia passou a ser denominada de: União das Repúblicas
Socialistas Soviéticas – URSS.
A Bandeira da URSS é simbolizada pela
foice e pelo martelo (governada pelos
trabalhadores).

similar documents