aulatextodissertativo

Report
AULA DE REDAÇÃO
• O TEXTO DISSERTATIVO
• Prof.ª Sílvia Gelpke
O texto dissertativo-argumentativo
A argumentação está presente no nosso
cotidiano, nas nossas conversas mais simples,
no diálogo com o outro. Sempre estamos
querendo convencer alguém de alguma coisa.
Não é diferente numa redação e em vários
tipos de texto que lemos, como o editorial, o
artigo de opinião, a carta do leitor, o
comentário.
No texto dissertativo-argumentativo
você vai precisar pôr em ação sua
capacidade de argumentar de forma
convincente para que o leitor se
convença de seu ponto de vista. Para
isso, deve ler muito sobre os mais
variados assuntos, saber organizar as
ideias e selecionar as mais importantes,
para com elas desenvolver sua
argumentação.
Na redação do Enem
Uma das competências do Enem trata da
habilidade para trabalhar com informações a
fim de enfrentar um problema que é
apresentado. Veja:
“Enfrentar situações-problema: selecionar,
organizar, relacionar, interpretar dados
informações representados de diferentes
formas, para tomar decisões e enfrentar
situações-problema.”
• Para atender aos requisitos de uma prova
de Redação do Enem, é imprescindível
estar bem informado e, principalmente,
saber aproveitar seu conhecimento de
mundo para defender seu ponto de vista.
Sem
um
repertório
básico
de
informações, não é possível conferir
qualidade e criatividade a seus
argumentos.
Temas exigidos nas redações do Enem
2012 - Movimento imigratório para o Brasil no século 21
2011 - Viver em rede no século 21: os limites entre o
público e o privado
2010 - O trabalho na construção da dignidade humana
2009 - O indivíduo frente à ética nacional
2008 - Como preservar a floresta Amazônica: suspender
imediatamente o desmatamento; dar incentivo
financeiros a proprietários que deixarem de desmatar;
ou aumentar a fiscalização e aplicar multas a quem
desmatar
2007 - O desafio de se conviver com as diferenças
2006 - O poder de transformação da leitura
2005 - O trabalho infantil na sociedade
brasileira
2004 - Como garantir a liberdade de
informação e evitar abusos nos meios de
comunicação
2003 - A violência na sociedade brasileira:
como mudar as regras desse jogo
2002 - O direito de votar: como fazer dessa
conquista um meio para promover as
transformações sociais que o Brasil
necessita?
2001 - Desenvolvimento e preservação
ambiental: como conciliar os
interesses em conflito?
2000 - Direitos da criança e do
adolescente: como enfrentar esse
desafio nacional
1999 - Cidadania e participação social
1998 - Viver e aprender
A estrutura do texto dissertativo
• Um texto dissertativo deve ser organizado da
seguinte forma:
• Introdução (1º parágrafo):
• Apresenta a ideia principal da dissertação,
podendo conter uma citação, uma ou mais
perguntas (contanto que sejam respondidas
durante o texto), comparação, estatística,,
afirmação histórica, etc.
Para refletir
• “Aprender a escrever é
aprender a pensar.”
José Saramago
•
(Prêmio Nobel de Literatura)
Introdução por base histórica
• O candidato deve procurar na história uma
relação direta com o tema proposto, ainda
que este seja contemporâneo. Ou seja, em um
tema como “A importância do amor no mundo
pós-moderno”, começar a introdução dizendo
como os relacionamentos eram “montados”
com base nas terras e dotes no passado pode
ser uma boa estratégia.
Introdução por citação
• Consiste em citar uma frase ou citação de algum
especialista no assunto, ou personalidade. Por
exemplo, nesse tema sobre o amor, uma boa
estratégia seria começar a introdução com algo
como: “O grande poeta Camões, certa vez, disse
que ‘Amor é fogo que arde sem se ver, é ferida
que dói e não se sente, é um contentamento
descontente.’. A partir disso, é possível
contemplar a questão do amor no mundo
contemporâneo, uma vez que tal romantismo é
cada vez mais difícil na atualidade’”.
Introdução por comparação
A comparação – pode ser feita por semelhança ou oposição
•
Procura-se neste tipo de introdução mostrar como o
tema, ou aspectos dele, se assemelham - ou se opõem - a
outros.
•
É comum encontrar crianças de dez anos
de idade vendendo balas nas esquinas
brasileiras. Na França, nos EUA ou na
Inglaterra, nessa idade as crianças estão na
escola e não submetidas à violência das ruas.
•
É bastante importante que a comparação seja adequada
e sirva a algum propósito bem claro - no caso, mostrar o
subdesenvolvimento brasileiro na questão do menor.
Introdução com base em estatísticas
Consiste em se apresentar dados estatísticos relativos
à questão a ser tratada.
•
Quarenta mil crianças morreram hoje no mundo,
vítimas de doenças comuns combinadas com a
desnutrição. Para cada criança que morreu hoje,
muitas outras vivem com a saúde debilitada. Entre os
sobreviventes, metade nunca colocará os pés em uma
sala de aula. Isso não é uma catástrofe futura. Isso
aconteceu ontem, está acontecendo hoje. E irá
acontecer amanhã, exceto se o mundo decidir proteger
suas crianças.
•
Veja que o dado estatístico, muitas vezes, não diz nada por si
só. E necessário que ele apareça acompanhado de uma análise
criteriosa.
Introdução por meio de perguntas
•
Esta introdução constitui-se de uma ou mais
perguntas sobre o tema.
•
É possível imaginar o Brasil como um país
desenvolvido e com justiça social enquanto existir
tanta violência contra o menor?
•
O principal problema neste tipo de introdução é
não responder, ou responder de forma ineficaz, as
perguntas feitas. Além disso, por ser uma forma
bastante simples de começar um texto, às vezes não
consegue atrair suficientemente a atenção do leitor.
Desenvolvimento
(do 2º ao penúltimo parágrafos – )
Desenvolvimento ou argumentação: o
autor expõe seu ponto de vista para
convencer o leitor; é preciso usar uma
sólida argumentação, citar exemplos,
recorrer a opiniões de especialistas,
fornecer dados, etc).
O.b.s.: Evita-se o uso da primeira pessoa do singular.
• Opte por: sabe-se; acredita-se; entendemos....
Conclusão
• Conclusão (último parágrafo):
• Resumo do que foi dito no texto e/ou
uma proposta de solução para os
problemas nele tratados.
• Para um texto de 25 linhas:
• Introdução – 1 parágrafo
• Desenvolvimento – 3 parágrafros
Organizando o texto dissertativo
•
•
•
•
Para um texto de 25 linhas:
Introdução – 1 parágrafo
Desenvolvimento – 3 parágrafos
Conclusão – 1 parágrafo
• Em média, 5 linhas para cada parágrafo.
• Total: Em torno de 25 linhas.
Exemplo de texto dissertativo
Livros desprezados
Grave problema presente no Brasil é o
baixo nível cultural da população devido à
falta de leitura de boa qualidade. Segundo o
Pisa (Programa internacional de avaliação de
alunos), que verifica a capacidade de leitura
do jovem, dentre os 32 países envolvidos na
pesquisa de 2001, o nosso ficou com a última
colocação.
•
Um dos fatores que provocam a falta
de domínio da leitura na avaliação
brasileira é a escassez de livrarias:
apenas uma para cada 84,4 mil
habitantes. Porém, essa não é a única
razão: o brasileiro prefere ler futilidades
que pouco ou nada acrescentam ao seu
intelecto a se dedicar aos grandes nomes
da
literatura.
•
Os políticos tentam suavizar a situação do
semianalfabetismo gerada pela falta de
leitura com o discurso de que é perfeitamente
normal que algumas pessoas alcancem o final
do ensino médio sem saber expressar suas
ideias por meio da escrita. Obviamente, é
“perfeitamente normal”, visto que o sistema
de repetência foi indevidamente abolido nas
escolas públicas.
•
É imprescindível que a leitura no
Brasil seja estimulada desde a
infância e que o sistema de ensino
sofra uma revisão. Nossa nação não
pode aspirar ao desenvolvimento
tendo tão deficiente capital humano.
• Aluno: Alexandre Budu (corrigido por Silvinha)

similar documents