Informe Semana 20 - Secretaria da Saúde

Report
INFORME EPIDEMIOLÓGICO
CIEVS - PARANÁ
EVENTOS - Semana Epidemiológica 20
22/05/2012
CENTRO DE INFORMAÇÕES E RESPOSTAS ESTRATÉGICAS DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE – CIEVS
DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA E CONTROLE DE AGRAVOS ESTRATÉGICOS
SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ
EVENTOS ESTADUAIS
Semana Epidemiológica 20
CENTRO DE INFORMAÇÕES E RESPOSTAS ESTRATÉGICAS DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE – CIEVS
DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA E CONTROLE DE AGRAVOS ESTRATÉGICOS
SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ
MONITORAMENTO DAS DOENÇAS RESPIRATÓRIAS AGUDAS
Até a presente data o Paraná registrou 16 casos de influenza A(H1N1)2009 com 02 óbitos .O primeiro
em janeiro de um homem residente de Curitiba que viajou ao Nordeste e faleceu no Estado do Rio
Grande do Norte com provável local de infecção no Ceará. O segundo oriunda do municipio de Astorga,
na Regional de Maringá, portador de obesidade mórbida falecido em março.
Vale ressaltar que no outono e inverno aumenta a circulação dos vírus respiratórios no Estado do
Paraná.
Desde 2009 o Paraná instituiu o tratamento com antiviral, o Oseltamivir, sem restrição para todo o
caso suspeito de Síndrome Gripal, não devendo esperar a confirmação diagnóstica ou tampouco devese esperar o agravamento do quadro. O período ideal para aplicação deste medicamento é nas
primeiras 48 h . O antiviral encontra-se disponível em todo o Estado. Para dispensação há o formulário
especifico que pode ser encontrar na página da SESA em www.sesa.pr.gov.br, GRIPE, profissionais de
saúde. Na prescrição do Oseltamivir é importante observar as apresentações existentes, conforme a
posologia adequada para a idade e peso.
Todos os casos graves de Síndrome Respiratória Aguda Grave devem ter amostras de swab combinado
coletadas. Outros casos em a SESA-PR preconiza a coleta de a amostras: gestantes , crianças menores
de cinco anos, surtos,imunodeprimidos e pessoas de contato com animais, como aves ou suínos. Na
suspeita de infecção bacteriana associada, solicitar também a hemocultura. É fundamental a
investigação epidemiológica para ao diagnóstico diferencial e garantir amostra. Em caso de óbito não
qualquer recomendação especial.
Também solicitamos aos municípios que desenvolvem o sentinela de monitoramento de respiratória
do Estado que procedam a coleta regularmente.
A pandemia pelo A(H1N1) foi dada como encerrada, em 2010 pela OMS. No momento tal vírus está
configurado como uma Influenza sazonal , menos patogênico que por ocasião d pandemia. Entretanto
embora atenuado há pessoas sem imunidade para o citado a agente e podem evoluir para a forma
grave. Portanto avaliem caso a caso e prescrevam o antiviral sempre que houver suspeita de Síndrome
Gripal.
Monitoramento das Doenças Respiratórias
•Local de ocorrência: Paraná
•Início do evento: Janeiro/2012
•Data da informação: 21/05/2012
•Origem da informação: Gal/LACEN-PR/CIEVS
Frequência de Vírus Influenza por tipo e subtipo identificados por Semana Epidemiológica - Paraná, SE 01 a SE20, 2012
5
Número de Casos
4
3
2
1
0
01/12 02/12 03/12 04/12 05/12 06/12 07/12 08/12 09/12 10/12 11/12 12/12 13/12 14/12 15/12 16/12 17/12 18/12 19/12 20/12
Semana Epidemiológica
Influenza A inconclusivo para linhagem suína
Influenza A (H3)
Influenza B
Influenza A (H1N1) 2009
* Dados sujeitos a revisão
Monitoramento das Doenças Respiratórias
•Local de ocorrência: Paraná
•Início do evento: Janeiro/2012
•Data da informação: 21/05/2012
•Origem da informação: Gal/LACEN-PR/CIEVS
Frequência do Vírus Influenza A (H1N1) 2009 por Semana Epidemiológica (SE) - Paraná, SE 01 a SE 20, 2012
5
Número de Casos
4
3
2
1
0
01/12 02/12 03/12 04/12 05/12 06/12 07/12 08/12 09/12 10/12 11/12 12/12 13/12 14/12 15/12 16/12 17/12 18/12 19/12 20/12
Semana Epidemiológica
Influenza A (H1N1) 2009
* Dados sujeitos a revisão
Monitoramento das Doenças Respiratórias
•Local de ocorrência: Paraná
•Início do evento: Janeiro/2012
•Data da informação: 17/05/2012
•Origem da informação: Gal/LACEN-PR/CIEVS
Frequência de vírus respiratórios segundo faixa etária, por Semana Epidemiológica - Paraná, SE 01 a 20, 2012
* Dados sujeitos a revisão
Monitoramento das Doenças Respiratórias
•Local de ocorrência: Paraná
•Início do evento: Janeiro/2012
•Data da informação: 17/05/2012
•Origem da informação: Gal/LACEN-PR/CIEVS
Frequência de vírus respiratório identificado por Semana Epidemiológica (SE) - Paraná, SE 01 a 20, 2012
* Dados sujeitos a revisão
Monitoramento das Doenças Respiratórias
•Local de ocorrência: Paraná
•Início do evento: Novembro/2010
•Data da informação: 17/05/2012
•Origem da informação: Gal/LACEN-PR/CIEVS
Frequência de vírus Influenza por tipo e subtipo identificados por Semana Epidemiológica , Paraná- SE 47 de 2010 a SE 20 de 2012.
20
18
16
14
10
8
6
4
2
0
47/10
49/10
50/10
51/10
52/10
1/11
2/11
3/11
4/11
5/11
6/11
7/11
8/11
9/11
10/11
11/11
12/11
13/11
14/11
15/11
16/11
17/11
18/11
19/11
20/11
21/11
22/11
23/11
24/11
25/11
26/11
27/11
28/11
29/11
30/11
31/11
32/11
33/11
34/11
35/11
36/11
37/11
38/11
39/11
40/11
41/11
42/11
43/11
44/11
45/11
46/11
47/11
48/11
49/11
50/11
51/11
52/11
01/12
02/12
03/12
04/12
05/12
06/12
07/12
08/12
09/12
10/12
11/12
12/12
13/12
14/12
15/12
16/12
17/12
18/12
19/12
Casos
12
Semana Epidemiológica
Influenza A inconclusivo para linhagem suína
Influenza A (H1N1) 2009
Influenza A (H3)
Influenza B
* Dados sujeitos a revisão
Monitoramento das Doenças Diarreicas Agudas (MDDA)
O Monitoramento das Doenças Diarreicas Agudas consiste em
coletar, consolidar e analisar dados mínimos de idade,
procedência, data do início dos sintomas e plano de
tratamento com a finalidade de recomendar medidas de
prevenção e controle.Também visa a elaboração e avaliações
rotineiras de forma a detectar alterações no ambiente ou na
saúde da população e que se expressam por mudanças na
tendência das diarreias.
A partir do 2º semestre de 2010, o CIEVS assumiu tal
monitoramento e desde esta data até o presente
momento já capacitou 7 Regionais de Saúde e 123
municípios totalizando 380 técnicos da vigilância
epidemiológica, sanitária e do programa de saúde da
família.
Os resultados já obtidos com a retomada do MDDA no
Paraná, encontram-se no gráfico abaixo e nos slides
subsequentes.
Vigilância Epidemiológica das Doenças Diarreicas Agudas
• Local de ocorrência: Paraná
• Início do evento: Janeiro/2012
• Data da informação: 18/05/2012
• Origem da informação: Gal/LACEN-PR/CIEVS
Frequência de Casos de Enterobactérias identificadas por semana
epidemiológica, Paraná, 2012
7
Número de casos
6
5
4
3
6
2
1
1
2
1
1
1
02/12
03/12
04/12
2
1
1
13/12
14/12
1
1
17/12
19/12
0
01/12
Campylobacter jejuni
11/12
Salmonella spp
Yersinia enterocolitica
15/12
Shigella sonnei
* Dados sujeitos a reavaliação
Vigilância Epidemiológica das Doenças Diarreicas Agudas
• Local de ocorrência: Paraná
• Início do evento: Janeiro/2012
• Data da informação: 18/05/2012
• Origem da informação: Gal/LACEN-PR/CIEVS
Frequência de Casos de Enterovírus identificados por semana epidemiológica,
Paraná, 2012
30
25
4
Número de Casos
20
4
15
1
1
10
2
17
3
1
5
1
1
1
3
2
5
3
0
11
3
3
1
01/12
02/12
03/12
2
2
04/12
05/12
06/12
6
2
2
2
07/12
08/12
09/12
1
5
3
4
4
4
17/12
18/12
1
10/12
11/12
12/12
13/12
14/12
15/12
16/12
Semana Epidemiológica
Obs.: O LACEN-PR disponibiliza kits para diagnóstico
dos seguintes vírus: Adenovírus, Norovírus e Rotavírus
Norovírus
Rotavírus
Adenovírus
* Dados sujeitos a reavaliação
Situação da Dengue no Paraná
•
•
•
•
Local de ocorrência: Paraná
Início do evento: Semana Epidemiológica 31/2011 a XX/2012
Data da informação: 21/05/2012
Origem da informação: Secretaria de Estado da Saúde do Paraná – Sala de Situação da Dengue
•
Comentários adicionais:
Foram notificados da semana epidemiológica 31/2011 (primeira semana de agosto) à semana 20/2012 21 060 casos suspeitos
de dengue com 1925 confirmados , 1735 por laboratório e 172 por clínico-epidemiológico, sendo 1 738 casos autóctones e 187
casos importados. Quanto à classificação final, dos 21 060 notificados, 14 974 foram descartados. Foram confirmados como
Dengue Clássica o quantitativo de 1917 (9,1%) , e 05 casos de Dengue com Complicações (DCC) sendo 01 foi óbito, e 03 casos
de Febre Hemorrágica da Dengue (FHD).
Comparando os casos notificados no mesmo período da semana epidemiológica 31/2011 à 20/2012 (21 060) em relação aos
dados do mesmo período da semana 31/2010 à 20/2011 (62 877), observa-se uma redução em 2011/2012 de 66,5%. Quanto
aos casos confirmados autóctones no período da semana 31/2011 à 20/2012 foram 1 738 e no período da semana 31/2010 à
20/2011 (28 842), há uma redução em 2011/2012 de 93,9 % dos casos autóctones.
Maiores informações vide Boletim Técnico nº XX em www.sesa.pr.gov.br no banner DENGUE
Raiva animal
•
•
•
•
Local de ocorrência: Paraná
Início do evento: 14/05/2012
Data da informação: 21/05/2012
Origem da informação: SEAB/DVVZI
HUMANOS
nº
-
•
óbitos
0
CASOS
PESSOAS
ANIMAIS
CASAS
AFETADAS
nº
óbitos
nº
óbitos danificadas destruídas
2
-
Comentários adicionais:
Foram notificados 02 casos de raiva animal:
01 no município de Castro envolvendo a espécie
Bovina
e 01 no município de Jaguariaíva envolvendo a espécie
Equina
Jaguariaíva
Castro
Eventos Nacionais
Semana Epidemiológica 20
CENTRO DE INFORMAÇÕES E RESPOSTAS ESTRATÉGICAS DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE – CIEVS
DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA E CONTROLE DE AGRAVOS ESTRATÉGICOS
SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ
Doença Meningocócica
•
•
•
•
Local de ocorrência: Rio de Janeiro/RJ
Início do evento: 14/05/2012
Data da informação: 19/05/2012
Origem da informação: Promed Mail; CIAGA
HUMANOS
nº
-
•
óbitos
1
CASOS
PESSOAS
ANIMAIS
CASAS
AFETADAS
nº
óbitos
nº
óbitos danificadas destruídas
-
Comentários adicionais:
Em nota à imprensa, o Centro de Instrução Almirante
Graça Aranha da Marinha do Brasil confirmou o óbito
de um aluno da Escola de Formação de Oficiais da
Marinha Mercante em decorrência de doença
meningocócica causada pela Neisseria meningitidis C. O
paciente, de 18 anos, estudava em regime de internato
e desenvolveu quadro de febre, calafrios e dor de
cabeça em 14/05, sendo internado no mesmo dia no
Hospital Naval Marcílio Dias. As condições de saúde
pioraram e foi a óbito em 15/05.
A Marinha informou que está tomando todas as
medidas preventivas necessárias recomendadas pelo
Hospital Naval Marcílio Dias e pelos órgãos de saúde
pública.
Salmonelose
•
•
•
•
Local de ocorrência: Crato/CE
Início do evento: 2012
Data da informação: 19/05/2012
Origem da informação: Promed Mail; G1
HUMANOS
nº
-
•
óbitos
1
CASOS
PESSOAS
ANIMAIS
CASAS
AFETADAS
nº
óbitos
nº
óbitos danificadas destruídas
-
Comentários adicionais:
Segundo laudo divulgado pela Secretaria de Saúde de
Crato, no Ceará, foram notificados 30 casos de
intoxicação desde 23/04, decorrentes do consumo de
sushi contaminado por Salmonella sp. De acordo com a
Vigilância Sanitária, foi confirmada a presença da
bactéria após análises de amostras de camarão de um
supermercado de Crato.
A Vigilância Sanitária informou que já notificou o
supermercado quanto às medidas corretivas e
preventivas a serem adotadas e a linha de produção de
sushi do estabelecimento permanecerá interditada até
que o supermercado apresente documento
comprovando as adequações.
Influenza
•
•
•
•
Local de ocorrência: Santa Catarina
Início do evento: 2012
Data da informação: 20/05/2012
Origem da informação: DEVI – Santa Catarina
•
Comentários adicionais:
Segundo dados da Secretaria de Santa Catarina foram confirmados 23 casos de Influenza A(H1N1)2009 com03 óbitos
Eventos Internacionais
Semana Epidemiológica 20
CENTRO DE INFORMAÇÕES E RESPOSTAS ESTRATÉGICAS DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE – CIEVS
DEPARTAMENTO DE VIGILÂNCIA E CONTROLE DE AGRAVOS ESTRATÉGICOS
SUPERINTENDÊNCIA DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE
SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ
Febre Hemorrágica de Crimean-Congo
•
•
•
•
Local de ocorrência: Turquia
Início do evento: Maio/2012
Data da informação: 19/05/2012
Origem da informação: Promed Mail
HUMANOS
nº
?
•
óbitos
7
CASOS
PESSOAS
ANIMAIS
CASAS
AFETADAS
nº
óbitos
nº
óbitos danificadas destruídas
-
Comentários adicionais:
Segundo autoridades de saúde da Turquia, nas duas
últimas semanas 7 pacientes de 5 diferentes províncias
foram a óbito em decorrência da Febre Hemorrágica de
Crimean-Congo, e outras dezenas de pessoas
receberam tratamento para a doença.
A febre hemorrágica de Crimean-Congo é uma virose
transmitida por carrapatos da familía Ixodidae,
especialmente os do gênero Hyalomma, que são tanto
reservatórios como vetores da doença. Várias espécies
são hospedeiras amplificadoras virais, como bovinos,
caprinos e animais silvestres. A transmissão a humanos
ocorre pela picada de carrapatos, mas há também
registros de transmissão pessoa a pessoa pelo contato
direto com fluidos/sangue contaminado. Os sinais e
sintomas incluem mialgia, febre alta, artralgia, vômito e
petéquias, icterícia, epistaxe, hemorragias, podendo
evoluir a óbito. A febre hemorrágica de Crimean-Congo
está distribuída pelo leste europeu, pelo Mediterrâneo,
noroeste da China, Ásia Central, sul da Europa, África,
Oriente Médio e Índia.
Terremoto
•
•
•
•
Local de ocorrência: Italia
Início do evento: 19 de Maio/2012
Data da informação: 20/05/2012
Origem da informação: Governo Italiano
HUMANOS
nº
?
•
óbitos
1
CASOS
PESSOAS
ANIMAIS
CASAS
AFETADAS
nº
óbitos
nº
óbitos danificadas destruídas
50
7
-
Comentários adicionais:
Segundo autoridades de saúde da Itália o terremoto de
entre 5,1 a 6 ° na Escala , atingiu o nordeste do país
com inicio no sábado. A região mais atingida foi
Ferrara,
deixou
mais
de
5000
mil
desabrigados,danificou prédios e as chuvas fortes
prejudicaram as ações. Cerca de 50 pessoas feridas.
Vários patrimônios históricos foram atingidos,dentre
Igrejas,Castelos e outros. Já foram registradas mais de
24 réplicas.
Salmonelose
•
•
•
•
Local de ocorrência: Estados Unidos
Início do evento: 28/01/2012
Data da informação: 17/05/2012
Origem da informação: Centers for Disease Control and
Prevention/CDC -EUA
HUMANOS
nº
316
óbitos
-
CASOS
PESSOAS
ANIMAIS
CASAS
AFETADAS
nº
óbitos
nº
óbitos danificadas destruídas
-
• Comentários adicionais:
Atualização sobre surto de salmonelose notificado nos
Informes das semanas epidemiológicas 14, 15, 16, 17, 18 e
19:
Um total de 316 casos de salmonelose já foram
notificados, sendo 304 infecções pela Salmonella Bareilly e
12 pela Salmonella Nchanga. Foram hospitalizados 37
pacientes e não há registro de óbitos até o momento.
O CDC e autoridades de saúde locais e estaduais
continuam a investigação em busca de novos casos
Casos de salmonelose nos Estados Unidos até 17 de maio.
CIEVS-PARANÁ – EMERGÊNCIAS EPIDEMIOLÓGICAS
ATIVIDADE - 24 HORAS
LOCALIZAÇÃO: SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO PARANÁ
RUA PIQUIRI, Nº 170 - REBOUÇAS – CURITIBA
TELEFONES: (41) 3330 4492
(41) 3330 4493
0800 643 8484
0800 645 4900
(41) 91173500
EMAIL: [email protected]
[email protected] site da SESA-PR( www.saude.pr.gov.br)
Fontes utilizadas na pesquisa
•
•
•
•
•
•
•
•
•
•
MINISTÉRIO DA SAÚDE. Guia de Vigilância Epidemiológica. 7ed. Brasília: 2009
Site consultado: <http://www.cdc.gov/>
Site consultado: <http://www.defesacivil.pr.gov.br/>
Site consultado: <http://www.promedmail.org/>
Site consultado: <http://www.healthmap.org/>
Site consultado: <http://new.paho.org/bra/>
Site consultado: <http://www.who.int/en/>
Site consultado: <http://www.oie.int/>
Site consultado: <http://www.phac-aspc.gc.ca/>
Site consultado: < https://www.mar.mil.br/ciaga/>

similar documents