utilização de lodo de estações de tratamento de água como

Report
CARACTERIZAÇÃO
GRANULOMÉTRICA DO RESÍDUO
DA ETA ENG°. RODOLFO JOSÉ DA
COSTA E SILVA EM GOIÂNIA,
GOIÁS.
Raquel Pinheiro Reis Souza Ramalho
Introdução

Problemas ambientais nos grandes centros urbanos;

Residúos de Estações de Tratamento de Água (RETA);

Escala mundial são produzidas mais de 10.000 toneladas por dia.
BITTENCOURT et al.,2012; CANIANI et al., 2013
Introdução

7500 Estações de Tratamento de Água (ETAs) convencionais no Brasil

Destino do RETA:
o
Sistemas hídricos mais próximos;
o
Aterros sanitários;
o
Estações de Tratamento de Esgoto.
ACHON; BARROSO; CORDEIRO, 2013; TEIXEIRA, 201; OLIVEIRA et al., 2004; MOREIRA
et al., 2011
Introdução

5.564 municípios brasileiros;

50 reaproveitam esse resíduo;

Dificuldades financeiras e falta de tecnologias.
Tecnologias Alternativas
Incorporação na Construção Civil
IBGE, 2010
Metodologia

Imagem de satélite da lagoa de lodo. Área da ETA Meia Ponte e lagoa de
secagem em detalhe ampliado.
Metodologia

Figura do Resíduo dentro da Lagoa, após sua remoção e triturado.
Metodologia

Ensaios de caracterização física realizados
ANÁLISE
MÉTODO/ NORMA
- Teor de umidade (%)
ABNT NBR 16097:2012
- Limite de Liquidez
ABNT NBR 6459:1984
- Limite de Plasticidade
ABNT NBR 7180:1988
- Análise Granulometrica
ABNT NBR 7211:2009 e Via Granulômetro
Laser (método não normalizado)
-Micro estrutura. Microscopia
de Varredura Eletrônica (MEV)
com análise de microssonda
(EDS)
-
Resultados e Discussão


Teor de umidade (w): 24,3%.
Índices de conscistência obtidos foram de 56% para o limite de liquidez
(wL) e de 40% para o limite de plasticidade (wP).



Índice de plasticidade (IP) de 16% que define o do material como de
plasticidade média.
O índice de atividade do material (Ia) dado pela relação entre o IP e a
porcentagem de material com dimensão inferior a 0,002 mm (fração
argila) foi de 0,80.
Resultados e Discussão


Curvas de distribuição granulométrica do RETA;
A presença de partículas finas aumentou com o uso do dispositivo,
mostrando que o material tinha agregações presentes.
Resultados e Discussão


Pelo método tradicional
material silte-arenoso:
41% de silte, 32% de areia, 24% de argila e 3%
de pedregulho.
Se analisado como agregado miúdo para
argamassas e concretos apresenta diâmetro
máximo característico (DMC) de 2,0 mm, módulo de
finura (MF) de 0,72 e teor de material pulverulento
superior a 76% (% que passa na peneira
0,075mm).
Resultados e Discussão

Micrografia do MEV com o dispositivo EDS do RETA

Presença concentrada de alumínio
sulfato de alumínio
Conclusões




O Resíduo de ETA possui parâmetros de umidade, de índices de
consistência e distribuição granulométrica compatíveis com solo natural.
A presença de alumínio podendo reagir com o C3A (Aluminato Tricálcico)
do cimento produzindo ETRINGITA, que após a hidratação é indesejável
por causar expansão, fissuração e patologias nos produtos a base de
cimento.
Ao mesmo tempo, a presença do alumínio torna o material resistente
perante a queima, o que dá potencial ao resíduo de ser empregado como
adição ou matéria prima na produção de tijolos.
Ensaios de caracterização física mostram nessa análise inicial que o resíduo
apresenta características comuns de outros materiais empregados como
materiais de construção civil.
Obrigada!!!!

similar documents