Document

Report
LINGUAGEM E LÍNGUA
“As palavras só têm sentido se nos ajudam a ver o mundo
melhor. Aprendemos palavras para melhorar os olhos.”
Rubem Alves
“ O termo ‘linguagem’ apresenta mais de um sentido. Ele é mais
comumente empregado para referir-se a qualquer processo de
comunicação, como a linguagem dos animais, a linguagem
corporal, a linguagem das artes, a linguagem da sinalização, a
linguagem escrita, entre outros.
Os linguistas definem o termo como a capacidade que apenas os
seres humanos possuem de se comunicar por meio de línguas.
Por sua vez, o termo ‘língua’ é normalmente definido como um
sistema de signos vocais utilizado como meio de comunicação
entre os membros de um grupo social ou de uma comunidade
linguística.”
(CUNHA, Angélica F. da; COSTA, Marcos Antônio; MARTELOTTA, Mário Eduardo. p. 15- 16)
LINGUAGEM
LINGUAGEM
VERBAL:
FALA
ESCRITA
LINGUAGEM
NÃO VERBAL
A origem da linguagem: dom divino?
Crença judaico-cristã: Deus concede a Adão o dom de nomear
os seres na Terra.
Deus egípcio Tot: o criador
da fala e escriba dos deuses.
Deusa Sarasvati: deusa
hindu das letras e da arte.
Deus Nebo: o deus babilônico
da sabedoria .
Torre de Babel
Crianças “selvagens” : Caso Amala e Kamala- 1920
CARACTERÍSTICAS DA LINGUAGEM
 Técnica articulatória complexa: conjunto de movimentos corporais
necessários para a produção dos sons que compõem a fala.
CORDAS VOCAIS
Uma base neurobiológica composta de centros nervosos que são utilizados
na comunicação verbal.
o hemisfério esquerdo, é
responsável
pelo
pensamento
lógico
e
competência comunicativa.
Enquanto o hemisfério
direito, é responsável pelo
pensamento simbólico e
criatividade.
O hemisfério esquerdo
diz-se dominante, pois
nele localiza-se 2 áreas
especializadas: a Área de
Broca (B), o córtex
responsável
pela
motricidade da fala, e a
Área de Wernicke (W), o
córtex responsável pela
compreensão verbal.
SINTOMAS DA AFASIA DE WERNICKE
• Perda da capacidade de simbolizar;
• Observa - se erros de trocas e repetição de palavras na
linguagem oral;
• Dificuldade de nomear cores, números (com mais de 2
algarismos), objetos, formas, letras e categorias (ex:
animais);
• Em alguns casos, perda da escrita;
• Em alguns casos, perda da leitura compreensiva e
silenciosa;
• Dificuldade de narrar fatos e outros;
• Dificuldade de memória.
SINTOMAS DA AFASIA DE BROCA
• Entonação vocal é prejudicada, ritmo lento e
articulação tensa;
• O paciente fala pouco e tem consciência de seus erros;
• Têm dificuldade em encontrar as palavras que deseja;
• Sua articulação é pobre.
 Uma base cognitiva, que rege as relações entre o homem e o
mundo biossocial e, consequentemente, a simbolização ou
representação desse mundo em termos linguísticos.
Os conceitos são armazenados no cérebro sob a forma de registros
"inativos". Quando são reativados, esses registros recriam as sensações
a as ações associadas a uma entidade ou a uma classe de entidades.
Uma xícara de café, por exemplo, evoca ao mesmo tempo
representações visuais ou táteis de sua forma, cor, textura e
temperatura, o odor e o gosto do café, assim como a trajetória da mão e
do braço quando levam a xícara à boca. Todas estas representações são
criadas simultaneamente em distintas regiões do cérebro.
Disponível em: http://www.psiquiatriageral.com.br/cerebro/cerebro_e_a_linguagem.htm
 Uma base sociocultural que atribui à linguagem humana os
aspectos variáveis que ela apresenta no tempo e no espaço.
LINGUAGEM NÃO VERBAL
1- Conceitos de comunicação;
2- Elementos da comunicação;
3- Funções da linguagem;
4- Atividade significativa em grupo (Valor: 1,5).
ANDRADE, Maria Margarida de Andrade; HENRIQUES,
Antônio. Introdução à teoria da comunicação. In: ______.
Língua portuguesa: noções básicas para cursos superiores. 9.
ed. São Paulo: Atlas, 2010, p. 3-21.

similar documents