Sexta Aula_ Mobilidade da População e Condições de

Report
MOBILIDADE DA
DESLOCAMENTO
POPULAÇÃO
E
CONDIÇÕES
DE
MOBILIDADE:
indicador de como as pessoas circulam numa região e
chegam aos destinos desejados, a determinados custos
(viagens/pessoa/dia). A mobilidade é
função de
características da população (renda, escolaridade, sexo,
idade...) e das condições de deslocamento presentes no
território
A equidade das condições de deslocamento presentes num
território depende da homogeneidade na distribuição
espacial das condições de acessibilidade para os diferentes
grupos sociais
A realização da viagem está associada a um orçamento
“espaço-tempo”
ORÇAMENTO “ESPAÇO-TEMPO”: contabilidade da
quantidade de tempo gasto e de espaço utilizado nos
deslocamentos, em função de:
•Fatores individuais – renda, idade, gênero....
•Fatores familiares – localização da moradia, posse de
automóvel, número de “pessoas móveis” na família...
•Organização espacial da cidade – distribuição espacial das
atividades industriais, comerciais e serviços
•Estrutura de circulação – rede viária e de transporte coletivo e
sua cobertura espacial (tem oferta de serviço de transporte onde
eu quero ir?), facilidades para circulação de pedestres
•Estrutura de integração da rede de transporte coletivo –
integração física, operacional e tarifária
•Horários de funcionamento – da rede de transporte coletivo e
das atividades industriais, comerciais e serviços
ORÇAMENTOS DE ESPAÇO-TEMPO DAS “PESSOAS MÓVEIS” SEGUNDO A
RENDA
SÃO PAULO - PESQUISA O/D 1987
RENDA FAMILIAR
MENSAL (US$)
MINUTOS / DIA
KM / DIA
‹ 240
103,9
13,1
240 - 480
108,9
14,7
480 - 960
111,4
16,5
960 – 1.800
110,5
17,9
› 1.800
106,7
20,2
Ref: Vasconcellos e Scatena ( 1996)
MOBILIDADE DAS PESSOAS SEGUNDO A RENDA E GÊNERO
SÃO PAULO - PESQUISA O/D 1987
RENDA
FAMILIAR
MENSAL (US$)
VIAGENS /
PESSOA / DIA
VIAGENS /
PESSOA / DIA
VIAGENS
TOTAIS
VIAGENS
TRANSPORTE
MOTORIZADO
‹ 240
1,45
0,67
33,9
15,0
240 - 480
1,85
0,99
48,3
22,2
480 - 960
2,21
1,43
57,1
30,4
960 – 1.800
2,53
1,91
61,7
35,7
› 1.800
3,02
2,64
63,5
45,2
Ref: Vasconcellos e Scatena ( 1996)
PESSOAS QUE
TRABALHAM
HOMENS MULHERES
CONSUMO ESTÁTICO DO ESPAÇO DE CIRCULAÇÃO
Os automóveis, com cerca de 7m², apresentam uma
ocupação média de 1,5 pessoas, o que dá um consumo
de 4,6 m² / pessoa
Os ônibus, com cerca de 30m², apresentam uma
ocupação média de 50 passageiros, o que dá um
consumo de 0,6 m² / pessoa
Logo a relação entre as duas taxas de consumo estático
do espaço de circulação é cerca de 1:8
CONSUMO DINÂMICO DO ESPAÇO DE CIRCULAÇÃO
consumo estático x distância percorrida
Considerando a relação entre a população de menor e de
maior renda, a taxa de consumo dinâmico do espaço de
circulação é cerca de 1:9
CONSUMO DINÂMICO DO ESPAÇO DE CIRCULAÇÃO
SÃO PAULO - PESQUISA O/D 1987
TRANSPORTE PÚBLICO
TRANSPORTE PRIVADO
Renda familiar
mensal (US$)
TOTAL
Km x m² / pessoa
km/dia
Km x m² / pessoa
km/dia
Km x m² / pessoa
‹ 240
4,9
2,9
0,7
3,2
6,1
240 - 480
6,6
4,0
1,3
6,0
10,0
480 - 960
7,6
4,6
2,9
13,3
17,9
960 – 1.800
› 1.800
6,7
4,0
5,6
25,8
29,8
4,4
2,6
10,9
50,1
52,7
ESPAÇO CONSUMIDO POR MODO DE TRANSPORTE E NÍVEL DE RENDA
SÃO PAULO - PESQUISA O/D 1987
RENDA
FAMILIAR
MENSAL
(US$)
% ESPAÇO USADO PELAS “PESSOAS MÓVEIS”
TOTAL
KM
MEIOS PÚBLICOS
MEIOS
PRIVADOS
A PÉ
‹ 240
76,3
10,7
13,0
13,1
240 - 480
75,5
15,0
9,5
14,7
480 - 960
67,9
25,5
6,6
16,5
960 – 1.800
52,0
43,6
4,4
17,9
› 1.800
28,2
69,8
2,0
20,2
Ref: Vasconcellos e Scatena ( 1996)
EVOLUÇÃO DA MOBILIDADE NO PERÍODO DE 1997 A 2007
ÍNDICE DE MOBILIDADE TOTAL: DE 1,87 PARA 1,95 VIAGENS DIÁRIAS POR HABITANTE
ÍNDICE DE MOBILIDADE MOTORIZADA: DE 1,22 PARA 1,29 VIAGENS DIÁRIAS POR HABIT.
VARIAÇÃO DAS VIAGENS DIÁRIAS TOTAIS, POR RENDA
FAMILIAR , ENTRE 1997 E 2007
VARIAÇÃO DAS VIAGENS DIÁRIAS MOTORIZADAS, POR
RENDA FAMILIAR, ENTRE 1997 E 2007
MOBILIDADE DAS PESSOAS SEGUNDO A RENDA - PESQUISA O/D 2007
Renda familiar mensal (US$) Viagens / pessoa / dia / Totais
Viagens / pessoa / dia
Transporte motorizado
ATÉ R$ 760,00
1,53
0,73
DE R$ 760,00 A R$ 1520,00
1,77
0,97
DE R$ 1520,00 A R$ 3040,00
1,98
1,35
DE R$ 3040,00 A R$ 5700,00
2,30
1,85
MAIS DE R$ 5700,00
2,69
2,34
TEMPO GASTO EM VIAGENS POR TRANSPORTE COLETIVO, SEGUNDO A RENDA
REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO - PESQUISA O/D 2007
RENDA FAMILIAR MENSAL
ÍNDICE DE
MOBILIDADE
(TRANSPORTE
COLETIVO)
TEMPO
MÉDIO
DE
VIAGEM
(MINUTOS
/ DIA)
VIAGENS POR
TRANSPORTE
COLETIVO
TEMPO
GASTO EM
VIAGENS
(MINUTOS
/ DIA)
% DO
TEMPO
TOTAL
GASTO
EM
VIAGENS
POR TC
ATÉ R$ 760,00
0,56
68
1.473.000
100.164.000
10,8
DE R$ 760,00 A R$ 1.520,00
0,71
70
4.280.000
299.600.000
32,4
DE R$ 1.520,00 A R$
3.040,00
0,80
66
5.462.000
360.492.000
39,0
DE R$ 3.040,00 A R$
5.700,00
MAIS DE R$ 5.700,00
0,73
62
2.059.000
127.658.000
13,8
0,49
58
639.000
37.062.000
4,0
67
13.913.000
924.976.000
100
TOTAL
TEMPO GASTO EM VIAGENS POR TRANSPORTE INDIVIDUAL, SEGUNDO A RENDA
REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO - PESQUISA O/D 2007
RENDA FAMILIAR MENSAL
ÍNDICE DE
MOBILIDADE
(TRANSPORTE
INDIVIDUAL)
TEMPO
MÉDIO DE
VIAGEM
(MINUTOS
/ DIA)
VIAGENS POR
TRANSPORTE
INDIVIDUAL
TEMPO
GASTO EM
VIAGENS
(MINUTOS
/ DIA)
% DO
TEMPO
TOTAL
GASTO
EM
VIAGENS
POR TI
ATÉ R$ 760,00
0,17
29
445.000
12.905.000
3,7
DE R$ 760,00 A R$
1.520,00
DE R$ 1.520,00 A R$
3.040,00
DE R$ 3.040,00 A R$
5.700,00
0,26
32
1.568.000
50.176.000
14,2
0,55
31
3.709.000
114.979.000
32,6
1,11
32
3.128.000
100.096.000
28,4
1,85
31
2.404.000
74.524.000
21,1
31
11.254.000
352.680.000
100
MAIS DE R$ 5.700,00
TOTAL
DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA POPULAÇÃO SEGUNDO A RENDA MÉDIA FAMILIAR 2007
DISTRIBUIÇÃO ESPACIAL DA POPULAÇÃO SEGUNDO A RENDA MÉDIA FAMILIAR 2007
DINÂMICA SÓCIOECONÔMICA DE RECORTES TERRITORIAIS DA RMSP
A
CONSOLIDAÇÃO DA OCUPAÇÃO URBANA EXISTENTE E FORMAÇÃO DE NOVOS
PÓLOS , ENTRE 11 E 33 KM DA SÉ, COM AS MAIORES VARIAÇÕES NO CRESCIMENTO
DA DENSIDADE DE POPULAÇÃO E/OU EMPREGOS: Anhanguera, Capão Redondo,
Cidade Lider, Cidade Ademar, Grajaú, Iguatemi, Itaquaquecetuba, Itaquera, Lajeado,
Vila Sônia, Diadema, Jandira, Jardim Helena, Baruerí, Taboão da Serra ,Vila Jacuí,
Vila Curuçá, São Bernardo e Guarulhos
ANDREINA NIGRIELLO & RAFAEL HENRIQUE DE OLIVEIRA
DINÂMICA SÓCIOECONÔMICA DE RECORTES TERRITORIAIS DA RMSP
B C
EXPANSÃO DE PÓLOS JÁ CONSOLIDADOS, CUJO ADENSAMENTO DE EMPREGOS É
ACOMPANHADO POR UMA REDUÇÃO DA DENSIDADE POPULACIONAL, OU
CRESCIMENTO DA MESMA ABAIXO DA MÉDIA METROPOLITANA:
•NO CENTRO EXPANDIDO: Barra Funda, Bela Vista, Belém, Bom Retiro, Itaim Bibi,
Jardim Paulista, Moema, República, Santa Cecília, Santo Amaro, Saúde, Sé, Vila
Mariana e Vila Leopoldina
•PRÓXIMOS AO CENTRO EXPANDIDO: Campo Grande, Ipiranga, Jabaquara, Santo
André, São Caetano do Sul, Tatuapé e Jaçanã
ANDREINA NIGRIELLO & RAFAEL HENRIQUE DE OLIVEIRA
DINÂMICA SÓCIOECONÔMICA DE RECORTES TERRITORIAIS DA RMSP
D
CRESCIMENTO NA DENSIDADE DE POPULAÇÃO E DE EMPREGOS ABAIXO DA MÉDIA
METROPOLITANA: Aricanduva, Arujá, Biritiba-Mirim, Cajamar, Capuava, Caucaia do
Alto, Cotia, Embu-Guaçu, Franco da Rocha, Guararema, Itapecerica da Serra, Jaguaré,
José Bonifácio, Juquitiba, Mairiporã, Marsilac, Moji das Cruzes, Pirapora do Bom
Jesus, Raposo Tavares, Rio Grande da Serra, Salesópolis, Santa Isabel, São Lourenço
da Serra, Vargem Grande Paulista, Vila Formosa, Vila Matilde, Ribeirão Pires
ANDREINA NIGRIELLO & RAFAEL HENRIQUE DE OLIVEIRA
DINÂMICA SÓCIOECONÔMICA DE RECORTES TERRITORIAIS DA RMSP
F
“ÁREAS DORMITÓRIO”, EM GERAL AFASTADAS DO CENTRO EXPANDIDO: Perus,
Sapopemba, Brasilândia, Cachoeirinha, Caieiras, Cangaiba, Carapicuíba, Cidade
Dutra, Cidade Tiradentes, Embu, Ermelino Matarazzo, Ferraz de Vasconcelos,
Francisco Morato, Guaianases, Itaim Paulista, Itapevi, Jaraguá, Jardim Ângela, Jardim
São Luís, Mauá, Osasco, Parelheiros, Pedreira, Poá, Rio Pequeno , Sacomã, Santana de
Parnaíba, São Rafael, Suzano, Tremembé, Vila Andrade
ANDREINA NIGRIELLO & RAFAEL HENRIQUE DE OLIVEIRA

similar documents