Exercícios Resistidos

Report
Exercícios Resistidos Aplicados às
diversas partes do corpo
Profª Esp. Karize T M de Souza
Ombro e Cintura Escapular
Ombro e Cintura Escapular
Fortalecimento dos flexores de ombro
Ombro
Fortalecimento dos flexores de ombro: (A) o
torque zero é produzido nos flexores de ombro
quando ele está em 0 grau de flexão. (B) o
torque máximo é produzido quando o ombro
está em 90 graus de flexão. (C) o torque
diminui novamente à medida que o braço se
move de 90 a 180 graus de flexão.
Ombro e Cintura Escapular
• Fortalecimento dos rombóides e trapézio
Ombro e Cintura Escapular
Auto-resistência para flexão de ombro (A), abdução(B) e rotação(C) isométrica.
A
Usando uma parede para fazer resistência à flexão de ombro (A), abdução (B) ou rotação(C)
isométrica
Ombro e Cintura Escapular
Fortalecimento de adutores da escápula
Ombro e Cintura Escapular
Exercício para fortalecer a retração escapula e abdução
horizontal do ombro (visto de cima).
Ombro e Cintura Escapular
Ombro e Cintura Escapular
Protração escapular usando a resistência da faixa elástica
Ombro e Cintura Escapular
Flexões de braço para fortalecer a protração escapular.
Ombro e Cintura Escapular
• Fortalecimento dos rotadores externos do
ombro.
Ombro e Cintura Escapular
• Rotação interna resistida usando peso na mão. Para resistir à
rotação externa, colocar o peso na mão que está por cima.
Ombro e Cintura Escapular
•
Começando com o braço ao lado do corpo em rotação externa com o cotovelo
fletido e antebraço supinado (polegar apontando para trás), o peso é erguido
acima da cabeça.
Ombro e Cintura Escapular
A
B
Exercícios que enfatizam o trapézio inferior: (A) depressão da cintura escapular em
cadeia fechada usando o peso do corpo para resistência e (B) depressão com
rotação da escápula para cima contra resistência elástica
Ombro e Cintura Escapular
SCAPTION – elevação no plano escapular
Trapézios, Elevador da Escápula, Deltóide, Infraespinhal e serrátil Anterior
Ombro e Cintura Escapular
ROWING – iniciar junto ao corpo, 45° e evoluir para a
posição em abdução
Músculos – Rombóides e trapézio Médio
Ombro e Cintura Escapular
PUSH UP
Músculos – Peitoral
Maior e Serrátil
Anterior
Ombro e Cintura Escapular
PUSH UP PLUS
Músculo – Serrátil
Anterior
Ombro e Cintura Escapular
SHRUG
Músculos – Trapézio
Superior e Elevador
da Escápula
Ombro e Cintura Escapular
SCAPTION em
Rotação Medial
Cotovelo e o Complexo do
Antebraço
Cotovelo e o Antebraço
• Flexão do cotovelo resistida com ênfase no bíceps braquial.
Cotovelo e o Antebraço
• Extensão de cotovelo resistida, com a cabeça longa do tríceps braquial
alongada.
Cotovelo e Antebraço
B
Posição inicial (A) e posição final (B) para fortalecimento do músculo bíceps
Cotovelo e Antebraço
A
B
Exercício com resistência mecânica usando uma pequena barra com pesos
colocados assimetricamente para fortalecimento dos pronadores (A) e supinadores
(B) do antebraço.
Cotovelo e Antebraço
Exercício de enrolar a corda no bastão para
fortalecer a garra e desenvolver os músculos
do epicôndilo lateral. Ele requer a estabilização
dos músculos da cintura escapular e do
cotovelo
Exercício com resistência mecânica usando um
peso na mão para fortalecer os músculos do
epicôndilo lateral (extensores de punho)
Cotovelo e Antebraço
Simulação da “partida do motor” para
fortalecimento funcional do membro
superior.
Flexores bilaterais do cotovelo
contra resistência elástica
Cotovelo e Antebraço
Flexão de braço modificada
Cotovelo antebraço
Flexões de braço na barra modificadas, em cadeia fechada, suando a
metade superior do peso corporal como resistência para fortalecer os
flexores de cotovelo.
Punho e Mão
Punho e Mão
A
Fortalecimento dos flexor radial do carpo(A) e extensor ulnar do carpo(B)
Cotovelo e Antebraço
Punho e Mão
• Auto-resistência para fortalecer os músculos flexores extrínsecos dos
dedos.
Quadril
Quadril
• Deslizamento na parede/Agachamento parcial
Quadril
• Fortalecimento isolado do glúteo máximo. Deve-se ter o cuidado de não
hiperestender o quadril até o ponto de causar sobrecarga na articulação
sacroilíaca ou nas articulações da coluna lombar.
Quadril
• Fortalecimento dos extensores do quadril usando exercício de
ponte. Pode ser acrescentada resistência contra a pelve.
Quadril
A
B
Fortalecimento dos adutores
de quadril. (A) A perna de
cima é estyabilizada
flexionando o quadril e
apoiando o pé na mesa
enquanto a pena de baixo é
aduzida contra a gravidade.
(B) A perna de cima é
isometricamente mantida em
abdução enquanto a de baixo
é aduzida contra a gravidade.
Quadril
B
Exercício em cadeia fechada com resistência elástica em torno da perna oposta. (A)
resistir à direita requer estabilização dos músculo anteriores do lado esquerdo. (B)
resistir à abdução para a direita requer estabilização dos músculos do plano frontal
esquerdo. Para aumentar a dificuldade a resistência é movida distalmente na perna.
Joelho
Joelho
• Fortalecimento dos adutores
Joelho
• Exercício isométrico do quadríceps
Joelho
• Fortalecimento do quadríceps
Joelho
•
Flexões dos posteriores da coxa; exercícios resistidos para os flexores do joelho
com o paciente em pé. A resistência máxima ocorre quando o joelho está em 90
graus.
Joelho
• Miniagachamento resistido;
treinamento em cadeia
cinética fechada em arco curto.
Tornozelo e pé
Tornozelo e pé
A
B
(A) Resistência aos músculos flexores plantares do tornozelo com um
material elástico.
(B) Resistência aos músculos dorsiflexores do tornozelo com um material
elástico.
Referência Bibliográfica
• KISNER, Carolyn; COLBY, Lynn Allen. Exercícios
Terapêuticos - Fundamentos e Técnicas. São
Paulo: 5ªed Manole, 2009.

similar documents