LIXO ELETRÔNICO

Report
O LIXO
A palavra lixo é derivada do termo latim lix, significa "cinza".
No dicionário quer dizer imundice, coisas inúteis, velhas, sem
valor. Lixo na linguagem técnica é sinônimo de resíduos
sólidos e é representado por materiais descartados pelas
atividades humanas.
LIXO ELETRÔNICO
As pessoas confundem lixo
eletrônico com o famoso spam das
caixas de e-mail, porém há outro
significado para ele. Lixo eletrônico
seria todo aparelho eletrônico
sem uso ou quebrado que
tenha substancias toxicas ao
meio ambiente e aos seres
humanos.
•
•
O que é lixo eletrônico?
Quando você descarta um equipamento eletrônico
que não possui mais utilidade, está gerando lixo
eletrônico. São materiais como pilhas, baterias,
celulares, computadores, televisores, DVD’s, CD´s,
rádios, lâmpadas fluorescentes e muitos outros.
Vivemos na era da modernidade, onde a tecnologia
facilita nossa vida. Com novos produtos eletrônicos
surgindo a todo momento e a melhora econômica que
possibilitou o acesso das pessoas aos bens de
consumo, a procura por eletrônicos cresceu muito no
Brasil.
•
O tempo de uso de eletrônicos é curto. Mesmo
funcionando eles são descartados e passam a ser
substituídos por um
modelo mais moderno. O
aumento de consumo fez com que crescesse o
volume
desse
tipo
de
lixo.
•
Dados do lixo eletrônico no Brasil
O Brasil produz 50 milhões de toneladas de lixo por ano.
241.614 toneladas de lixo por dia sendo que 2,6Kg de
lixo eletrônico por habitante por ano. 64% dos
municípios brasileiros o lixo é depositados a céu aberto
em lixões. 30% fica espalhado nas ruas e apenas 5%
são reciclados.
 13% são depositados em aterros controlados, 10%
são depositados em aterros sanitários, 0,9% são
comportados em usinas e 0,1% são incinerados.
 Poluição eletrônica
•
Já não existem locais suficientes para receber o lixo,
e poucos municípios possuem locais apropriados
para depositar ou reciclar o lixo eletrônico que em
seu interior contêm substâncias tóxicas ao homem e
á natureza.
•
Sem locais que recebam esses materiais, as
substâncias tóxicas causam doenças diversas.
Outros dados de lixo tecnológico brasileiro
 Eletrodomésticos são 40% do total do e-lixo.
10 milhões de computadores novos por ano e esse
número aumenta num ritmo acelerado, e poucos
possuem materiais reciclados.
 Já existem mais celulares que o número de
habitantes. Apenas 2% são reciclados.
 Com um sistema de coleta de lixo precário e a falta
de informação, a população não tem como ajudar
muito no cuidado do lixo tecnológico.
 Esse problema não é apena urbano, pois no campo O
lixo é descartado de forma imprópria.
Destino do lixo eletrônico hoje
• alguns exemplos das formas possíveis de tratar o lixo
eletrônico:
• Aterro ao céu aberto (lixões): Na maioria das vezes
esse é o destino final. Não oferece cuidados contra
contaminação do solo e água.
• Aterros
sanitários: o lixo é compactado e enterrado
em grandes aterros. Mesmo com uma grande
cobertura de terra e ainda que esteja distante dos
centros urbanos, esses aterros não são a melhor
forma de descartar o lixo eletrônico. Podem
contaminar a água e o solo.
• Queima
do lixo: Quando se queima um componente
eletrônico, não se está queimando apenas um tipo de
elemento, mas vários.. Com a queima, os materiais
tóxicos permanecem nas cinzas, liberam gases e
contaminam a todos que mantêm contato com os
resíduos queimados.
•
Reciclagem: é a forma mais adequada para
descartar esse lixo. Os materiais são separados e
reaproveitados, sem causar danos ao meio ambiente.
Coleta e reciclagem
• A reciclagem é o termo utilizado para
designar
o
reaproveitamento
de matérias beneficiados como matéria-prima
para um novo produtos Muitos materiais
podem ser reciclados e os exemplos mais
comuns são o papel, o vidro, mas também
incluir eletrônicos como geladeiras, televisores,
HD,’s memórias, as placas de circuitos integrados,
celulares, etc.
• Para se produzir produtos eletrônicos é preciso
uma enorme quantidade de recursos naturais nãorenováveis e quanto mais produtos as pessoas
compram,
mais recursos naturais como ferro, cobre,
ouro são necessários extrair da natureza.
• A reciclagem é uma forma de evitar a
exploração de novos recursos naturais
Muitos computadores têm seu custo
para compra baixo, e custo para
reparo alto, o que muitas vezes
inviabiliza o reparo de uma máquina
que mesmo recente chega
rapidamente ao fim de sua vida útil.
Muitas empresas de computadores
fazem os computadores de modo a
que fiquem obsoletos e não possam
ser atualizados, de forma que tenha
que comprar um computador
inteiramente novo para atualizar uma
simples peça, e possa assim manterse com uma maquina atualizada.
SOLUÇÕES
• O correto seria que em cada município existissem
•
empresas de reciclagem e as prefeituras
incentivassem a coleta seletiva do lixo. O lixo
tecnológico é mais difícil de reciclar e exige maior
tecnologia para separar os materiais
reciclagem evita a exploração de recursos naturais.
• as formas de energias atuais são inapropriadas e é
preciso encontrar novas fontes de energias limpas.
• Existem leis que obrigam os fabricantes de eletrônicos
a receberem equipamentos velhos.
• Celulares: devolva seu celular, carregador e baterias
velhas na loja onde comprou o aparelho.
• Pilhas e baterias: Os supermercados e lojas onde foi
feito a compra são obrigados a receber e enviar ao
fabricante.
• Envio pelo correio: entrando em contato com o
fabricante é possível enviar aparelhos eletrônicos
velhos pelo correio sem nenhum custo.
• Piratas: produtos piratas são um verdadeiro problema
Não tem como envia-los ao fabricante. È
recomendável comprar originais.
• Pilhas piratas não podem ser recolhidas e acabam
poluindo o meio ambiente.
• Eletrodomésticos: Entre em contato com empresas
que fazem a reciclagem desses produtos e buscam de
graça em sua casa.
Exemplo de empresas confiáveis:
• NOKIA, Motorola, Sony Ericsson,
• Samsung, Philips
VIVO, HP
Perigos do lixo eletrônico
• Os
metais pesados, com alta concentração no lixo
eletrônico quando absorvidos, não são expelidos pelo
corpo e vão se acumulando por décadas. Com o
passar do tempo a pessoa sofre desde dores no corpo,
problemas graves e até morte.
• Respirar vapores desses metais ou ingeri-los são muito
prejudiciais porque atingem diretamente o cérebro. A
absorção também pode ser pela pele.
• Formas de contaminação
• Lixo
industrial: indústrias fabricam eletrônicos e
jogam fora sem tratamento materiais tóxicos e acaba
contaminando o solo e a água e o ar.
*Contato direto: No manuseio de
sucatas eletrônicas
antigos os resíduos entram em contato com a pele.
*Descarte indevido: Jogar em lixo comum é a
principal forma de descarte. Ele vai parar em
milhares de lixões irregulares onde não existe cuidado
algum com resíduos químicos. O solo e o lençol de
água são contaminados e em seguida plantas, animais
e o ser humano.
• O perigo das pilhas
*cerca de 88% do mercúrio encontrado no lixo
doméstico provém das pilhas.
• No Brasil predominam as pilhas alcalinas, mas existe
uma grande quantidade de pilhas irregulares.
• Essas pilhas não respeitam as leis brasileiras e são
muito mais poluentes.
• As pilhas em geral contêm componentes tóxicos como:
cádmio é cancerígeno, o chumbo pode provocar
anemia, debilidade e paralisia parcial e o mercúrio,
ocasionar mutações genéticas. Eles também
prejudicam o sistema nervoso central, o fígado, os
rins e os pulmões.
• Empresas responsáveis: Duracell, Energizer,
Eveready, Kodak, Panasonic, Philips, Rayovac e Varta
• Cuidados: Não colocar na boca, não guardar pilhas
velhas, no caso de ocorrer vazamento, lave as mãos
com água abundante; se ocorrer irritação procure o
médico.
• Deve-se remover o tóxico com lavagem gástrica,
usando-se água albuminosa ou leite de magnésia. Dar
laxante.
• Pilhas e baterias em funcionamento não oferecem
riscos, uma vez que o perigo está contido no interior
delas. O problema é quando elas são descartadas e
passam por deformações na cápsula que as envolvem:
amassam, estouram, e deixam vazar o líquido tóxico
de seus interiores.
 Efeitos no ser humano
 Quando alguém possui sintomas de infecções
provocadas por componentes químicos, fica muito
difícil do médico identificar qual a doença e qual
medicamento usar. A não ser que a pessoa descreva
detalhadamente à que material que teve contato
ultimamente.
 na maioria das vezes as doenças que aparecem são
doenças de pele e respiratórios , mas se ingeridas
podem causar problemas de estômago e inclusive
câncer. A seguir estão descritos alguns problemas
causador por materiais contidos em sucatas de
equipamentos eletrônicos:
Exemplo de acidentes com produtos químicos:
O caso de Fukushima – Japão



No dia 11 de março de
2011, um terremoto atingiu
a costa de Fukushima, uma
pequena cidade na região
central do Japão.
danificou seriamente a
usina nuclear da cidade. Em
alguns minutos, três dos
reatores superaqueceram e
lançaram nuvens de
radioatividade no ar.
Os efeitos tóxicos dos
produtos químicos já
mataram mais de 20 mil
pessoas
• Um
ano depois, região se transformou. A zona de
exclusão de 13 mil quilômetros quadrados continua
contaminada acima dos limites internacionais.
• Vai levar três décadas até que os produtos radioativos
se quebrem. Até lá, Fukushima será uma bombarelógio. A água contaminada é muito perigosa, já que
pode vazar e contaminar os reservatórios.
*Exemplos como o de Fukushima nos mostram o quanto
resíduos químicos podem ser perigosos e que
precisamos urgentemente de politicas sustentáveis.
Reciclar o lixo, cuidar dos resíduos tóxicos e adotar
novas formas de energia limpas, como eólica e solar.
•
De quem é a responsabilidade em relação aos
problemas causados pelo lixo eletrônico?
• Responsabilidade ambiental:
As empresas devem se
responsabilizar pelos produtos fabricados.
• Responsabilidade administrativa: O governo deve
criar e aplicar leis de interesse ambiental.
• Responsabilidade civil:
A sociedade em geral deve
respeitar as leis e exigir que os governantes façam sua
parte.
• Responsabilidade penal:
A conduta lesiva ao meio
ambiente deve ser punivel justamente.
*TECLIXO
*www.pteclixo.xpg.com.br
*

similar documents