Pré-Modernismo

Report
PRÉ-MODERNISMO
AUTORES EM BUSCA DE UM PAÍS
CONTEXTO DE PRODUÇÃO
• 1896 a 1897 – Guerra de Canudos
• 1902 – Fundação do Partido Comunista
Brasileiros
• 1903 – Greves
• 1904 – Revolta da Vacina
• 1910 – Revolta da Chibata
• 1912 – Greves operárias em São Paulo
• 1913 – Henry Ford: linha de montagem e
produção em série
• 1917 – Queima de milhões de sacas de café para
evitar a queda do preço.
Projeto Literário do PréModernismo
• Intenção dos autores: revelar o “verdadeiro”
Brasil aos brasileiros.
• Desviar o olhar das classes sociais mais
privilegiadas e focá-lo nas classes
marginalizadas.
• Gosto pela atualidade
• Literatura: realidade
• Linguagem: a agilidade jornalística
EUCLIDES DA CUNHA – OS
SERTÕES
• Texto literário: descrições das personagens
• Tratado científico: características do solo
nordestino
• Investigação socioantropológica: o sertanejo e a
gênese de Antônio Conselheiro
• Matéria jornalística: registra em detalhes as lutas
entre as tropas oficiais e os revoltosos.
• Romance regionalista: tratamento regionalista ao
determinismo
Estrutura do livro
• A Terra (primeira parte): características do solo,
da vegetação, do clima e do relevo.
• O Homem (segunda parte): retrato do sertanejo
e o impacto do meio sobre as pessoas.
• A Luta (terceira parte): narração dos embates
entre as tropas do governo e os seguidores de
Conselheiro
Linguagem: barroca (imagens contraditórias);
precisão científica; realismo absoluto.
LIMA BARRETO: A VIDA NOS
SUBÚRBIOS CARIOCAS
• Retrato de partes dos centros urbanos ignorados
pela elite cultural do país: funcionários públicos,
professores, moças à espera de casamento etc.
• “Recordação do escrivão Isaías Caminha”:
caráter autobiográfico – jovem idealista e
inteligente, Isaías acredita ser possível vencer na
vida graças a seus esforços e superar o
preconceito racial.
• “Clara dos Anjos” – moça é seduzida por um tipo
suburbano, Cassi Jones.
“Triste fim de Policarpo
Quaresma”
• Policarpo Quaresma: major que trabalha como
subsecretário do Arsenal de Guerra.
• Ufanismo: estudioso das coisas do Brasil
(patriotismo desmedido).
• Embate entre o real e o ideal.
• O “triste fim” de Policarpo é a perda de todos os
ideais, quando percebe que dedicou sua vida a
uma causa inútil.
• O novo Brasil que surgia nos textos prémodernistas não era um país que motivasse o
orgulho dos leitores.
MONTEIRO LOBATO: A
DECADÊNCIA DO CAFÉ
• “Urupês” – minucioso perfil do caboclo que vivia
pelo interior de São Paulo, encostado nas
fazendas de café, esgotando os recursos da terra
para depois mudar-se e continuar com seus
hábitos.
• Vale do Paraíba: deslocamento das culturas de
café para o oeste paulista.
• Jeca Tatu: na descrição da personagem, o autor
despe-o da idealização que, para ele, marcava a
representação da figura do caboclo.
AUGUSTO DOS ANJOS: POETA
DE MUITAS FACES
• Simbolismo (o gosto pelas imagens fortes e a
preocupação com a construção formal dos
poemas); Naturalismo (uso de termos
científicos); Parnasianismo (preferência pelo
soneto).
• Divagações metafísicas, expressão de angústia
existencial e pessimismo. “Budismo Moderno”:
“Tome, Dr., esta tesoura, e corte... / Minha
singularíssima pessoa/ Que importa a mim que a
bicharia roa/ Todo o meu coração, depois da
morte?!”
Versos íntimos
Vês! Ninguém assistiu ao
formidável
Enterro de tua última quimera.
Somente a ingratidão – esta
pantera –
Foi
tua
companheira
inseparável.
Acostuma-te à lama que te
espera!
O Homem que, nesta terra
miserável,
Mora entre feras, sente
inevitável,
Necessidade de também ser
fera.
Toma um fósforo. Acende teu
cigarro!
O beijo, amigo, é a véspera
do escarro,
A mão que afaga é a mesma
que apedreja.
Se a alguém causa inda pena
a tua chaga
Apedreja essa mão vil que te
afaga,
Escarra nessa boca que te
beija!
Augusto dos Anjos
Linguagem: ciências e símbolos
• Recorre à ciência para melhor definir suas
preocupações com a origem da angústia moral
que, a seu ver, atormenta a humanidade.
• Relaciona teorias da natureza biológica a
interpretações filosóficas sobre a alma e a
existência humanas.
• Termos como: psicogênese, trama neuronial,
sinergia, morfogênese, carbono e amoníaco.
• Termos escatológicos: sangue podre, escarro,
fezes etc.

similar documents