São - Apotec

Report
Recados
Lista de Revisão – Retorno às aulas.
BLOG – Responder e apresentar no
próximo plantão de dúvidas.
Vídeo sobre a Aula 16.
BLOG. Acesse!
Simulado – Dia 16 de julho (sexta)
CONCORDÂNCIA
VERBAL
REGRA BÁSICA
• O verbo concorda com o sujeito em número e pessoa.
1. O menino brinca (sujeito no singular + verbo no singular).
2. Os meninos brincam (sujeito no plural + verbo no plural).
REGRA 01
CONCORDÂNCIA VERBAL
Quando o sujeito é formado por um coletivo, o
verbo concorda com ele.
1. O grupo está preparado.
2.
O público aplaudiu de pé o espetáculo.
3.
As boiadas do fazendeiro seguiam a estrada.
REGRA 02
CONCORDÂNCIA VERBAL
Verbo no singular ou no plural, se o sujeito coletivo for
seguido de adjunto adnominal no plural.
1. O grupo de manifestantes já está nas ruas protestando.
2. O grupo de manifestantes já estão nas ruas protestando.
3. Um bando de vândalos sujou as paredes.
4. Um bando de vândalos sujaram as paredes.
REGRA 03
CONCORDÂNCIA VERBAL
Se o sujeito for um Pronome de Tratamento, o verbo
ficará na 3ª pessoa.
1. Vossa Senhoria me enganou?
2.
Vossas Excelências entraram em conflito na câmara?
Sujeito Composto
CONCORDÂNCIA VERBAL
Se o sujeito composto estiver antes do verbo, este ficará
no plural:
1. A secretária e o diretor chegaram pontualmente.
2. São Paulo e Brasília movimentam manifestações pacíficas.
Se os núcleos do sujeito forem sinônimos, ou forem formadas por
palavras de um mesmo conjunto significativo, uma enumeração
gradativa o verbo pode ficar no singular ou no plural:
1. Muita raiva e indignação dominavam (dominava) seus gestos.
2. O amor e a paixão elevam (eleva) o homem.
Quando os núcleos do sujeito forem formados por: Tudo, Nada,
Ninguém, Alguém, Cada um, Cada qual, o verbo deve concordar
com o pronome-síntese:
1. Pedro, Marcos, Carlos, ninguém chegou.
2. Pelé, Didi, Garrincha, todos foram campeões.
3. Inveja, raiva, rancor, nada me destruirá.
Quando os núcleos do sujeito composto são ligados por
OU, indicando ideia de exclusão, o verbo fica no singular:
1. A charge de Angeli ou a fotografia de Sebastião Salgado
fará parte do mural da sala.
2. Hugo ou Carlos será o orador da turma.
3. Ele ou tu carregarás a tocha olímpica.
Quando o sujeito composto está depois do verbo, o verbo pode
ficar no plural ou pode concordar com o núcleo mais próximo:
1. Canta a moça e o pássaro.
2. Cantam as moças e os pássaros.
3. Voltou ao hotel o turista e a polícia.
4. Voltaram ao hotel o turista e a polícia.
CASOS ESPECIAIS
CONCORDÂNCIA VERBAL
Expressões: A maior parte, Grande número de, A maioria de,
Uma porção de, Boa parte, O resto de, o verbo pode ficar no
singular ou no plural.
1. Grande número de pessoas visitou (visitaram) a
exposição Terra: luta dos sem-terra.
2. Boa partes das pessoas acreditou (acreditaram) no que
ele disse.
3. A maioria dos alunos obteve (obtiveram) boas notas.
Expressões: Mais de um..., Cerca de... Perto de..., o verbo concorda
com o substantivo/ numeral que vem depois.
1. Cerca de trinta e cinco mil manifestantes param a
Avenida Paulista.
2. Mais de um governador assumiu a responsabilidade.
3. Perto de trinta deputados perderam o mandato.
Nomes próprios no plural, principalmente os de lugares e de obras
literárias, também nos induzem a confusões. A concordância
depende do artigo. Se não houver artigo, o verbo fica no singular.
1. No século vinte, os Estados Unidos dominaram a
economia mundial.
1. Minas Gerais é um lugar de pessoas que têm topete.
Quando o sujeito é nome de obra com artigo no plural, o verbo
“ser” pode ficar no singular ou no plural:
1. Os Lusíadas é um dos grandes textos da literatura
mundial.
2. Os Lusíadas são um dos grandes textos da literatura
mundial.
Expressões: Qual de nós, Quais de nós, Algum de nós, Alguns de
nós
1. Qual de vós deseja um táxi?
2. Nenhum de nós acredita em discos voadores.
• O verbo ficará no singular, se o pronome interrogativo ou
indefinido estiver no singular.
Expressões: Qual de nós, Quais de nós, Algum de nós, Alguns de
nós
1. Quais de nós agiram (agimos) com justiça?
2. Alguns de vós concluirão (concluireis) o curso.
• O verbo ficará no plural, se o pronome interrogativo ou
indefinido estiver no plural.
•
O verbo ficar na 3ª pessoa do plural ou concordar com o
pronome pessoal.
Quando o sujeito for pronome relativo QUE , o verbo concordará
com o antecedente desse pronome.
1. Na verdade sou eu /que pago as despesas.
2. Serão estes jogadores /que receberão a taça.
Quando o sujeito for pronome relativo QUEM , o verbo
concordará com o antecedente ou ficará na 3ª pessoa do singular.
1. Fomos nós /quem apresentou a proposta.
2. Fomos nós /quem apresentamos a proposta.
3. Não fui eu /quem sujei a parede.
4. Não fui eu /quem sujou a parede.
VERBOS IMPESSOAIS
CONCORDÂNCIA VERBAL
VERBO IMPESSOAL – INDICA FENÔMENO DA NATUREZA
1. Choveu muito nesses últimos dias.
2. Trovejou e nevou.
VERBO IMPESSOAL – FAZER com sentido de TEMPO
PASSADO.
1. Faz meses que viajei para Europa.
2. Fez dez minutos que terminei as lições.
VERBO IMPESSOAL – HAVER com sentido de EXISTIR/ TEMPO PASSADO
1. Há pessoas no recinto. (existir)
2. Há dias não vejo João. (tempo passado)
* Evite a expressão: “Há dias atrás” – pleonasmo, pois o
verbo “haver” já indica tempo passado, portanto não tem
necessidade de “atrás”.
VERBO SER
CONCORDÂNCIA VERBAL
O verbo “SER" tem uma característica muito especial:
é o único na língua portuguesa que permite a
concordância com o predicativo.
O verbo SER sempre concorda com o SUBSTANTIVO que indica PESSOA.
1. Carlos é as alegrias de sua mãe.
sujeito + ser + predicativo
2. Suas preocupações era a filha.
sujeito
+ ser + predicativo
O verbo SER sempre concorda com o PRONOME PESSOAL.
1. O poeta és tu.
2. Os alunos somos nós.
3. Eu sou a professora.
Na indicação de hora, data e distância, o verbo SER concorda com a expressão
numérica mais próxima.
1. É uma hora.
2. São três horas.
3. São três de maio.
•
Na indicação de data, o verbo SER pode concordar com no
singular com a palavra “dia”:
1. É primeiro de maio.
2. É três de maio.
Na indicação de quantidade, preço, medida o verbo SER sempre fica no
singular.
1. Quinze quilos é muito.
2. Cem reais é pouco.
3. Dois litros de leite é suficiente para o bolo.
4. Três metros é menos do que eu preciso.
Quando o sujeito for “tudo, isso, isto, aquilo”, a concordância do verbo
“ser” normalmente se efetiva com o predicativo expresso no plural.
1. Isso são lembranças inesquecíveis.
2. Aquilo eram problemas gravíssimos.
BONS ESTUDOS,
PROFª. Patty

similar documents