EUROPA-FÃ SICO

Report
A paixão sem razão é cega, e a razão sem paixão é morta.
Em tudo que fazemos em vida, devemos sempre tê-las presente.
Baruch Spinoza
Prof. Arnaldo
Geografia
trilobita.org.br/arnaldo
EUROPA
limites geográficos:
•
•
•
•
Ao Norte: Oceano Glacial Ártico;
Ao Sul: Mar Mediterrâneo;
A leste: Montes Urais e Mar Cáspio;
A oeste: Oceano Atlântico.
Penínsulas
São formações geográficas que se caracterizam por ser uma parte
do continente cercada quase totalmente de água, já que um de seus
lados está conectado a massa continental.
Península Ibérica (formada por Portugal e Espanha);
Itálica (Itália);
Balcânica (Grécia);
Jutlândia (Dinamarca);
Escandinava (Noruega e Suécia);
MAPA FÍSICO DA EUROPA
Escudos Cristalinos ou Maciços antigos: Formados
nas eras geológicas Pré-Cambriana e Paleozóica.
Predominam na Península Escandinava (Alpes
Escandinavos) e na Inglaterra (Montes Peninos).
Esses maciços deram origem a planaltos bastante
desgastados ou erodidos pelo tempo geológico.
Bacias
sedimentares:
Estrutura
geológica
predominante no continente europeu, formando
extensas planícies e baixos planaltos. Essas áreas
estendem-se desde o Oceano Atlântico até os
Montes
Urais.
São áreas densamente povoadas e intensamente
aproveitadas pela agricultura e pela mineração de
carvão.
Principais planícies da Europa:
Planície Russa;
Da Ucrânia;
Germano-Polonesa;
Dos Países Baixos;
Do Pó (Itália);
Planície da Hungria
Montanhas
recentes
ou
Dobramentos
Modernos: São formações geológicas que datam
da era Cenozóica no Período Terciário, de
formação recente (movimento e colisão de
placas tectônicas), apresentando vários vulcões
em atividade, como o Etna (Itália), e montanhas
de
altitudes
elevadas.
Na região de fronteira entre Espanha e França essas
montanhas recebem o nome de Pirineus.
Alpes: na França, Suíça e Áustria; (onde se localiza o
pico mais elevado da Europa ocidental), o Monte
Branco, com 4.810 metros de altitude.
Apeninos: Na Itália;
Alpes Dináricos: na Iugoslávia;
Bálcãs: na Bulgária;
Cadeias do Cáucaso na Rússia, Ucrânia, Geórgia,
Armênia e Azerbaijão;
Montes Pindo: na Grécia.
HIDROGRAFIA NA EUROPA
A Europa apresenta uma grande rede de rios.
Seus rios são bastante utilizados para
navegação, produção de energia elétrica e
irrigação de terras destinadas à agricultura.
Entre os rios que cortam o continente europeu
podemos destacar o Danúbio, o Reno e o Volga
(o maior de todos).
Rio Danúbio
Com 2.860 quilômetros de extensão, nasce na
Alemanha e atravessa oito países até
desembocar no Mar Negro. Banha as capitais
Viena (Áustria), Budapeste (Hungria) e
Belgrado (Iugoslávia).
Rio Reno
Com 1.326 quilômetros, nasce nos Alpes e
atravessa as terras da França, Alemanha e dos
Países Baixos. Às suas margens localizam-se
grandes centros industriais, como o Vale do Ruhr,
na Alemanha.
Através de seu curso é escoada boa parte dos
produtos da indústria pesada, cereais, carvão, etc.
Rio Volga
O mais extenso rio europeu, com 3.701
quilômetros de extensão. Atravessa as
grandes planícies da Rússia e tem sua foz
num grande delta no Mar Cáspio.
Rio Sena, na França.
Rio Tâmisa, na Inglaterra.
PAÍSES BAIXOS
Holanda e parte da Bélgica possuem terras abaixo do
nível do mar, por isso são chamados de Países Baixos.
Diques: muros de contenção das águas do mar;
Pôlderes: braços de água marítimos que são
drenados para a atividade agropecuária.
Clima e vegetação da Europa
É a interdependência entre clima e
relevo que permite a existência de uma
grande variedade de formações vegetais
no continente europeu.
Clima polar: o domínio da tundra
Clima frio: o domínio da floresta boreal (Taiga)
Clima frio e vegetação de alta montanha
Clima e floresta temperados
Clima e vegetação mediterrâneos
Clima semi-árido: o domínio das estepes
Clima polar: Atinge o extremo norte da Europa
(Círculo Polar Ártico), alta latitude.
O inverno é longo e rigoroso (-18 graus).
Verões curtos, em média dois meses (9 graus).
Domínio da tundra, formada por vegetais rasteiros
que suportam temperaturas muito baixas.
Precipitação de neve, entre 100 e 200 mm ao ano.
Clima frio: Predomina em latitudes iguais e superiores a
60º e se estende em direção norte até as proximidades do
Círculo Polar Ártico.
Os invernos são muito frios, em janeiro (–8ºC).
E verões, frescos ou agradáveis, com temperaturas, em
julho, em torno de 14ºC.
É na área de clima frio que surge a floresta boreal, como é
o caso da Taiga na Rússia, na Finlândia e na Suécia.
Clima frio e vegetação de alta montanha: Devido as suas
médias térmicas: verão torno de 1ºC (julho) e no inverno
(janeiro) em torno de -12ºC.
O clima frio de alta montanha predomina nos Dobramentos
Modernos (Alpes Escandinavos), Noruega e Suécia e nos
Alpes, ao norte da Itália e sul da Suíça.
Dois fatores exercem grande influência na ocorrência do
clima frio de alta montanha: a altitude e a elevada latitude.
Clima e floresta temperados: No verão as temperaturas
chegam à 20ºC e no inverno chegam a ser inferiores a 1ºC.
Devido ao fator maritimidade (próximo ao oceano) as
temperaturas situam-se em torno de 8ºC.
As chuvas são bem distribuídas no decorrer do ano.
Na porção leste e central, a precipitação de neve é maior.
Floresta temperada: em virtude da intensa ocupação humana, a
vegetação original (carvalhos, pinheiros) foi derrubada e
atualmente limita-se apenas a alguns trechos.
Clima e vegetação mediterrâneos
Abrange grande parte das Penínsulas Ibérica, Itálica e Balcânica.
Esse clima é dominante no sul da Europa que é banhada pelo
Mar Mediterrâneo.
De maneira geral os verões são quentes, médias superiores a
20ºC e invernos com médias 6ºC . O índice pluviométrico é baixo
(700 mm) com maior precipitação no outono e seca no verão.
Vegetação mediterrânea é a área do cultivo da oliveira. Esse tipo
de clima ocorre no Chile, na Califórnia e no norte da África, é
próprio para o cultivo de frutas.
Clima semi-árido
No verão, a média térmica é de 22ºC, e os invernos são frios
(1ºC). Chuvas escassas, inferiores a 700 mm anuais, mas bem
distribuídas.
As formações vegetais típicas são as estepes, uma formação
vegetal onde predominam plantas rasteiras. Os arbustos, quando
surgem, são de pequeno porte.
Na porção noroeste do Mar Cáspio se pratica a criação de gado.
Já na Ucrânia se desenvolve a agricultura de cereais.
Questão Ambiental
O espaço geográfico europeu vem sendo transformado desde a
Antiguidade por povos e nações que, retiraram da natureza as
riquezas necessárias à construção e manutenção de suas
sociedades.
A Revolução Industrial desencadeou, a partir do século XVIII,
grandes interferências nos espaços urbano e rural da Europa.
Trouxe benefícios materiais ao homem, mas também agravou
os problemas ambientais: rios poluídos por dejetos industriais
e urbanos, florestas desmatadas, a atmosfera brutalmente
poluída.
As ONGs;
EFEITO ESTUFA;
DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL
Chuvas Ácidas: a queima de carvão, como também a de combustíveis
derivados de petróleo, dá origem ao dióxido de enxofre. Sob a ação da
luz solar, o dióxido de enxofre lançado na atmosfera combina-se com a
água ou o hidrogênio da própria atmosfera, formando ácido sulfúrico e
vapores. Essa combinação produz substâncias tóxicas ao ser humano, às
plantas
e
aos
animais.

similar documents