neuropatia periférica

Report
TALIDOMIDA – efeitos colaterais
Aline Paula Biazus Somacal
Indicações
• FDA: aprovada apenas para EN hansênico
Efeitos colaterais
Teratogenicidade
•
•
•
•
Efeito + devastador.
Categoria X na gravidez.
Tem níveis séricos no esperma também
Uma dose única de 100mg nos primeiros 35-50
dias de gravidez pode resultar em deformidades.
• Talidomida bloqueia sinal mesonéfrico essencial
para o crescimento normal dos membros,
principalmente superiores.
Neuropatia periférica
• Maior incidência no primeiro ano de tratamento.
• Risco está relacionado com a dose diária,
independentemente da duração do tratamento.
> 25mg/d
• Maior risco em idosos e mulheres.
• Incidência varia de 0,5 a 70%.
Neuropatia periférica
• Parestesias dolorosas simétricas de mãos e pés com
perda sensorial em extremidades inferiores.
• Fraqueza muscular ou cãibras podem ou não estar
presentes e sinais do trato piramidal e síndrome do
túnel do carpo podem ocorrer.
• Sensação de aperto ao redor dos pés tem sido
relatada.
• Após suspensão da talidomida: fraqueza muscular
melhora rapidamente, mas a perda sensitiva pode
melhorar devagar, piorar ou permanecer igual.
Outros efeitos adversos
•
•
•
•
•
Sedação: mais comum, diminuiu com o tempo.
Rash
Constipação
Tontura
Efeitos raros: cefaléia, hipotensão, edema,
neutropenia, aumento de apetite, alteração de
humor, náusea, prurido, ganho de peso
HIV positivo em uso de talidomida
devido úlceras orais
Outros efeitos adversos
• Complicações tromboembólicas: trombose
venosa profunda, embolia pulmonar.
• Alterações endócrinas raras: diminuição de
função tireoidiana, estimula ACTH e prolactina,
hipoglicemia, amenorréia, disfunção sexual
masculina.
• Efeitos dermatológicos: reações esfoliativas e
eritrodérmicas, vasculite alérgica, púrpura
trombocitopênica, NET e exacerbação de
psoríase.
Monitoramento
• Orientações sobre anticoncepção e métodos
anticoncepcionais se mulheres em idade fértil.
• B-HCG 2 semanas antes do início.
• Testes de condução nervosa. Repetir a cada 10 g
de dose acumulada ou a cada 6 meses.
• Homens devem usar camisinha, não doar sangue
ou dar o medicamento para outros.
• Termo de consentimento.
Interações medicamentosas
• Aumenta efeito de: álcool, barbitúricos,
clorpromazina e reserpina.
• Aumenta níveis séricos de acetaminofen e seus
efeitos tóxicos.
• Antagoniza efeito de: acetilcolina, histamina,
prostaglandinas e serotonina.
Talidomida em mulheres
• Em idade fértil: devem usar 2 métodos
anticoncepcionais, iniciar 4 semanas antes de iniciar o
tratamento e suspender 4 semanas após término da
medicação.
• São consideradas estéreis: pós-menopausa,
histerectomizadas, ou sem menstruar há pelo menos 24
meses.
• B-hcG:
▫
▫
▫
▫
▫
Antes do tratamento
Semanal no primeiro mês
Mensal em mulheres com ciclo menstrual regular
Bimensal em ciclo menstrual irregular
Se alterações no ciclo ou outros
Conclusões
• Talidomida é uma medicação efetiva para EN
hansênico e outras afecções dermatológicas
refratárias a terapias convencionais.
• Os efeitos adversos de teratogenicidade e
neuropatia periférica tem de ser
considerados antes de se iniciar o tratamento.
• Em pacientes apropriadamente selecionados,
talidomida pode ser uma medicação
extremamente eficaz.

similar documents