REUMATISMO O QUE PRECISO SABER

Report
REUMATISMO
O QUE DEVO SABER?
Profa. Cristina Costa Duarte Lanna
Faculdade de Medicina
Serviço de Reumatologia, HC
UFMG
QUARTA DA SAÚDE, 22 OUTUBRO 2014
“REUMATISMO”
 “Rheuma” (grego) significa correr, fluir,
deslizar.
 Criado por Pedacius Dioscórides, que
viveu no 1º século DC (40-90) (Turquia).
Guillaume Baillou (1538-1616)
médico francês. Pai da Reumatologia.
Liber de Rheumatismo et Pleuritide
dorsali. (Livro do Reumatismo e Dor Lombar)
 Gota foi uma das primeiras
doenças reumáticas a ser descrita
(Hipócrates, século V a.C.).
Centers for Disease Control (EUA): Census Bureau, 2004
São mais de 200 doenças reconhecidas.
DOR
INCAPACIDADE FUNCIONAL
DEFORMIDADE
 LESÃO DE ÓRGÃOS INTERNOS: RIM, PULMÃO, CORAÇÃO, e OUTROS.
 BAIXA AUTO-ESTIMA
PIOR QUALIDADE DE VIDA
Carvalho MAP, Lanna CCD, Bertolo MB, Ferreira GA.Reumatologia Diagnóstico e Tratamento. 2014
DOR ARTICULAR

Queixas musculoesqueléticas são responsáveis
por
mais
de
315
milhões
de
consultas
ambulatoriais nos EUA.

A dor articular é um sintoma subjetivo presente
em diversas doenças.

Pode representar a característica principal da
enfermidade ou um dos aspectos de uma doença
sistêmica.
DOENÇAS REUMÁTICAS
Doenças atingem sexo feminino e masculino.
Crianças, adultos jovens e idosos.
São inflamatórias, degenerativas, infecciosas.
Crônicas: tratamento prolongado.
Agudas: lombalgia, ciática, tendinites, bursites, gota.
Recorrentes (em crises): gota, febre reumática.
Autoimunes: febre reumática, lupus,
artrite
reumatoide, polimiosite, esclerodermia, espondilite
anquilosante,etc.
DOENÇAS REUMÁTICAS/ DOR ARTICULAR
1- Osteoartrite
2- Artrite Reumatoide
3- Lombalgia
4- Fibromialgia
5- Febre reumática
6- Tendinites e bursites
7- Lupus Sistêmico
8- Esclerodermia
9- Polimiosite
10- Síndrome de Sjogren
11- Vasculites
12- Outras
CAUSAS
MULTIFATORIAL
•
•
•
•
Genético
Hormonal
Imunológico
Ambiental
Infecções virais/bacterianas
Parvovirus, Epstein-Barr,
micoplasma,
Mycobacterium e bactérias da
microbiota intestinal
Carvalho MAP, Lanna CCD, Bertolo MB, Ferreira GA.Reumatologia Diagnóstico e Tratamento. 2014
DOENÇAS REUMÁTICAS E ATEROSCLEROSE
Gladman. J Rheumatol 1987; 14:223-6
Petri. Am J Med 1992; 93:513-9
Manzi. Am J Epidemiol 1997; 145:408-15
OUTRAS CAUSAS DE DOR ARTICULAR
1- Infecções virais e bacterianas
2-Doenças psiquiátricas (depressão,
ansiedade)
2- Osteoporose
3- Dor neuropática (neuropatia diabética,
neuralgia pós-herpética)
4- Doença degenerativa (Parkinson)
5- Doenças da tireoide: hipoteireoidismo,
hipertireoidismo
6- Neoplasias
Osteoartrite Primária - Artrose
•Doença reumática mais comum no adulto.
•Dor de ritmo mecânico.
•Sem manifestações em outros órgãos.
Osteoartrite Primária
Artrite Reumatoide
Artrite Reumatoide
•Síndrome túnel carpo:
compressão do nervo mediano
no punho.
•Cisto sinovial :punho, joelho
• “Dedo em gatilho”
Artrite Reumatoide
• ReAlife Campaign mostrou (Inglaterra 2011):
• AR contribui para “stress” nos relacionamentos
1- 61% dos pacs AR dizem que sua vida sexual foi afetada pela AR.
2- 70% dos individuos com 25-34 anos sentem que a AR tem um
impacto negativo no relacionamento com o parceiro.
3- 15% citam que a AR foi um fator para o divorcio/separação.
4- 36% sentem que a dç interfere no início de um novo
relacionamento.
5- cerca de 1/3 dos doentes não contam para seus médicos e
outros profissionais da saúde a real extensão dos seus sintomas.
ICM Research. Rheumatoid Arthritis. June 2007
Gota
Podagra e tofo 4º dedo
Tofos em olécranos
ESPONDILOARTRITES
Uveíte
Entesite
Postura esquiador - EA
Psoríase
QUALIDADE DE VIDA EM PACIENTES COM ESPONDILITE
ANQUILOSANTE
Porcentagem de pacientes
(N=175)
100
90.2
Idade média=51 anos
Duração média da doença= 24 anos
83.1
62.4
54.1
50
36.3
28.7
0
rigidez
dor
fadiga
sono
mobilidade
Depressão
Ansiedade
Ward M Arthritis Care Resch 1999;12:247-255.
FIBROMIALGIA
Sexo feminino, 30 a 50 anos.
-“Dói tudo”.
- ”Dói o corpo todo”.
- “É melhor eu falar onde não dói”.
Dor difusa, em articulações e em
partes moles, sem ritmo.
Sensação de edema e rigidez
matinal.
Distúrbio do sono: insônia, sono não
reparador, sono entrecortado
Carvalho MAP, Lanna CCD, Bertolo MB, Ferreira GA.Reumatologia Diagnóstico e Tratamento. 2014
FIBROMIALGIA
Distúrbio do humor
(depressão/ansiedade), desinteresse
por sexo, irritabilidade.
Cefaleia, tonteira, dormência.
Síndrome do intestino irritável.
Distúrbio do sono: insônia, sono não
reparador, sono entrecortado
Exame neurológico normal
Exames laboratoriais normais
Exame radiográfico normal
Carvalho MAP, Lanna CCD, Bertolo MB, Ferreira GA.Reumatologia Diagnóstico e Tratamento. 2014
TRATAMENTO
RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE
Anamnese: Escutar o paciente de forma acolhedora.
Com sensibilidade, empatia.
Exame físico completo do aparelho locomotor e dos
demais aparelhos.
Esclarecimentos, busca de soluções.
Aliança terapêutica : paciente terá mais auto-
confiança, maior responsabilidade pelo tratamento.
Carvalho MAP, Lanna CCD, Bertolo MB, Ferreira GA.Reumatologia Diagnóstico e Tratamento. 2014
TRATAMENTO NÃO MEDICAMENTOSO
TRATAMENTO NÃO MEDICAMENTOSO
Alimentação saudável
Manter peso adequado: obesidade
aumenta risco para outras doenças
Suspender tabagismo
Prevenir/tratar osteoporose
Prevenir quedas (fraturas)
 Psicoterapia
Exercício Físico/ Fisioterapia
ASSOCIADO AOS MEDICAMENTOS
 melhora a condição aeróbica
aumenta a força muscular
 aumenta a resistência e flexibilidade
Facilita tarefas do dia a dia, como
caminhar, se abaixar, cuidar dos afazeres
domésticos, e atividades de lazer (dançar,
viajar).
Carvalho MAP, Lanna CCD, Bertolo MB, Ferreira GA.Reumatologia Diagnóstico e Tratamento. 2014
Tratamento Medicamentoso
•Analgésicos
•Anti-inflamatórios não hormonais
•Corticoide
•Antimalárico
IMUNOSSUPRESSORES
• Metotrexate
• Leflunomide
• Sulfasalazina
• Ciclosporina
• Azatioprina
• Ciclofosfamida
Carvalho MAP, Lanna CCD, Bertolo MB, Ferreira GA.Reumatologia Diagnóstico e Tratamento. 2014
Tratamento Medicamentoso
Agentes Biológicos
• Infliximabe,
•Etanercepte
•Adalimumabe
•Tocilizumabe
• Golimumabe
•Certolizumabe Pegol
• Rituximabe
• Belimumabe
Carvalho MAP, Lanna CCD, Bertolo MB, Ferreira GA.Reumatologia Diagnóstico e Tratamento. 2014
RELATÓRIO DE RECOMENDAÇÃO
Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias
“Apesar de inexistir, até o momento, um
tratamento específico para a cura, deve-se
ressaltar que os recursos terapêuticos
disponíveis possibilitam, de modo geral, o
perfeito controle da doença. Convém ainda
ressaltar que, com frequência, consegue-se a
regressão total da enfermidade por tempo
indeterminado.”
Carvalho MAP, Lanna CCD, Bertolo MB, Ferreira GA.Reumatologia Diagnóstico e Tratamento. 2014
Obrigada!
Serviço de Reumatologia do Hospital das Clínicas UFMG

similar documents