Citologia e envoltórios celulares

Report
Citologia e envoltórios celulares
Citologia
 Citologia (cito = célula;
logia = estudo).
 Citologia é o estudos das
células no que diz respeito à
sua estrutura, suas funções
e sua importância
Teoria celular
• As células foram descobertas em 1665 pelo inglês
Robert Hooke.
• Ao observar em um microscópio rudimentar, um fino
pedaço de cortiça, verificou que ela era constituída por
cavidades, às quais chamou de células. Na prática
observou células vegetais mortas.
• Em 1838 Mathias Scheiden e Theodor Schwann,
estabeleceram o que ficou conhecido como teoria
celular: "todo o ser vivo é formado por células".
• A teoria celular foi mais tarde derrubada, pois os vírus
não são formados por células e são considerados seres
vivos.
Robert Hooke
A utilização de microscópios
 Com a evolução da microscopia pode-se
visualizar vários tipos e formas celulares.
Técnicas de preparação e
observação celular:
1) Coloração: Usam-se corantes específicos afim de se
observar algumas estruturas celulares.
2) Esfregaço: O material a ser analisado e esfregado sobre
uma tênue lâmina de vidro.
Ex: Esfregaço em célula sanguínea
3) 3)Cortes Finos: Utiliza-se um aparelho denominado
micrótomo afim de que se faça cortes bem finos no
material a ser analisado
Medidas usadas no estudo das células
 µm (micrometro) = 0,001 mm (1 milésimo de milímetro)
 nm (nanometro) = 0,000 001 mm (1 milionésimo de milímetro)
 Å (Ångström) = 0,000 000 1 mm (1 décimo milionésimo de
milímetro)
Células
 Células (do latim "cella", pequena cavidade).
 É a menor porção de matéria viva.
 Realizam as principais funções apresentadas por um
organismo mais complexo.
 Número de célula:
a) Organismo unicelular: são formados por
apenas uma célula. (definição)
Exemplos: bactérias, protozoários e etc.
b) Organismo pluricelular: são formados por
duas
ou mais células. (definição)
Exemplos: seres humanos (10 trilhões), aves,
peixes, samambaias e etc.
Os envoltórios celulares:
• Macroscópicas: visíveis a olho nu.
• Microscópicas: somente visíveis ao
microscópio.
• São constituída por três partes:
a) Membrana plasmática
b) Citoplasma
c) Núcleo
Esquema de uma célula animal
CÉLULA PROCARIÓTICA E
EUCARIÓTICA
Membrana plasmática
• De forma simples, podemos definir a membrana
plasmática como envoltório celular.
• Funções:
a) Responsável pela forma e proteção da
célula.
b) Delimitar o meio de dentro da célula
(intracelular) e o meio de fora (extracelular).
c) Selecionar as substâncias que entram e
saem (semipermeável e seletiva).
Constituição da Membrana
Glicocálice
 Camada de carboidratos ligados proteínas (glicoproteínas) ou
lipídios (glicolipídios).
 O glicocálix pode ser classificado em rígido e flexível.
 O tipo rígido, também conhecido como membrana celulósica,
aparece nas células vegetais, possui poros por onde circulam os
plasmodesmos, estruturas que possibilitam o deslocamento
de substâncias entre células adjacentes.
 O flexível está presente nas células animais e desempenha
diversas funções.
 Parede Celular
 A parede celular é um envoltório extracelular
presente em todos os vegetais e algumas bactérias,
fungos e protozoários, cuja composição varia
conforme o hábito de cada organismo perante os
processos evolutivos e adaptativos.
 Essa estrutura impossibilita alterações morfológicas
dos organismos, em razão de seu caráter semirrígido.
Processo de troca entre a célula e o meio
externo
 Processos passivos: ocorrem sem gastos de energia. Osmose,
difusão e difusão facilitada).
 Processos ativos: ocorrem com gasto de energia. Bomba de
sódio e potássio).
 Processos mediados por vesículas.: Ocorrem quando
vesiculas são utilizadas para a entrada de partículas ou
organismos na célula,ou para a eliminação de substâncias da
célula. Quando ocorre a entrada, fala-se em endocitose; quando
ocorre a saída, fala-se em exocitose.
Concentração do Meio
 Solução hipertônica: Solução que está mais
concentrada em soluto que o meio;
 Solução hipotônica: Solução que está menos
concentrada em soluto que o meio;
 Solução Isotônica: Quando a concentração de
soluto na célula e no meio são iguais.
Osmose:
 É um processo físico em que a água
se movimenta entre dois meios com
concentrações diferentes de soluto,
separados por uma membrana
semipermeável (permite somente a
passagem das moléculas de água).
 Na osmose, o processo se finaliza
quando os dois meios ficam com a
mesma concentração de soluto
(isotônico).
Difusão Simples
 Consiste no transporte de substâncias permeáveis à
membrana.
 Estas, em solução, podem fluir de dentro para fora da
célula ou vice-versa, de forma espontânea.
 Esse processo ocorre de uma região com maior
concentração de partículas para uma com concentrações
menores. Trocas gasosas entre o sangue e tecidos é um
exemplo desse tipo de transporte.
Difusão Facilitada
 Há
o auxílio de proteínas de membrana,
denominadas permeases. Estas possuem sítios de
ligação específicos para os tipos de substrato e atuam
a fim de permitir que substâncias transitem pela
região de bicamada lipídica.
 O processo auxilia em casos em que essas últimas,
em razão de suas propriedades químicas e tamanhos
moleculares, demorariam muito tempo ou não
poderiam fluir de forma espontânea, via difusão
simples
 Endocitose:Transporte de
moléculas em
grande quantidade. Existem dois tipos de
mecanismos para esse transporte:
a)Fagocitose:– Englobamento de partículas
sólidas por meio da emissão de
pseudópodes pela membrana
plasmática.
Os glóbulos brancos
destroem
as
bactérias
por
esse
processo.
b) Pinocitose : Englobamento de gotículas
líquidas por meio de invaginações da
membrana
plasmática.
Bomba de Sódio e Potássio

É um mecanismo regulador de concentrações de
sódio (Na+) e potássio (K+), existente na
membrana celular. É por meio dele, por
transporte ativo (com gasto de ATP), que a célula
garante maior concentração de sódio no meio
extracelular que no meio intracelular. O oposto
ocorre com o potássio. A bomba de sódio e
potássio tem participação fundamental na
contração muscular e na transmissão de
impulsos nervosos.

similar documents