Moeda Escritural

Report
MOEDA
MOEDA
A moeda pode ser conceituada como um conjunto
de ativos financeiros de uma economia que os
agentes utilizam em suas transações.
 Ela é um bem com características diferenciadas
em relação aos demais bens da economia, visto
que não é um bem de consumo nem produz nada.

TIPOS DE MOEDA
Moedas metálicas: emitidas pelo Banco
Central, constituem pequena parcela da oferta
monetária e visam facilitar as operações de
pequeno valor ou servem como troco.
 Papel-moeda: também emitido pelo Banco
Central, representa parcela significativa da
quantidade de dinheiro em poder do público.
 Moeda Escritural: representada pelos depósitos
a vista (depósitos em conta corrente) nos bancos
comerciais.

Moeda Manual
Moedas Metálicas
Papel-moeda
Moeda Escritural
Moeda Bancária
FUNÇÕES DA MOEDA
Meio de pagamento: é utilizada para adquirir
bens e serviços e também para saldar dívidas.
 Reserva de valor: com a adoção da moeda, os
indivíduos
adquiriram
a
capacidade
de
acumulação de riquezas.
 Unidade padrão de conta: serve como uma
medida de valor uniforme na economia.
 Intermediárias de trocas entre os agentes: a
moeda é um instrumento financeiro facilitador de
trocas. Superando as dificuldades existentes no
antigo escambo.

Quanto à liquidez, os ativos financeiros
podem ser classificados em:
Ativos financeiros
monetários
Possuem liquidez absoluta;
Não proporcionam rendimentos a
seus detentores ;
São empregados como meios de
pagamento.
Moedas metálicas, papel-moeda
e moeda escritural.
Ativos financeiros quase
monetários
Chegam a ter liquidez
muito próxima à da própria
moeda, mas, antes de
serem usados como meios
de pagamento, precisam ser
convertidos em papelmoeda ou depósitos a vista.
DEMANDA DE MOEDA
A demanda ou procura de moeda pela
coletividade corresponde à quantidade de moeda
que o setor privado retém, em média, seja com o
público, seja no cofre das empresas ou em
depósitos a vista nos bancos comerciais.
 Existem três motivos que levam os agentes
(famílias, empresas e governo) a utilizarem
moeda:
a)
Realização de transações;
b)
Liquidez;
c)
Realização de especulação.

OFERTA DE MOEDA
A oferta de moeda ou quantidade de dinheiro que
circulará em uma economia é definida pela
autoridade monetária (Banco Central).
 A moeda pode ser medida de acordo com duas
definições principais:
a) Oferta monetária restrita: inclui o estoque
de moeda manual mais o de moeda escritural.
b) Oferta monetária ampla: inclui outros ativos
financeiros, como depósitos a prazo, cadernetas
de poupança, títulos privados e títulos públicos.

A MULTIPLICAÇÃO DA MOEDA BANCÁRIA
Os
depósitos a vista no sistema
bancário tem uma característica
de alta relevância, na definição
da liquidez geral da economia: o
poder de auto expandir-se. Esta
característica é definida como
efeito
multiplicador
da
moeda escritural.
MECANISMO DE CRIAÇÃO DE MOEDA
ESCRITURAL
Injeção Inicial
Operações
de
empréstimo
Novos
Empréstimos
Pagamentos
Novos
Depósitos
O CONTROLE DA OFERTA MONETÁRIA

O que impede que os depósitos bancários se
multipliquem
indefinidamente
são
os
recolhimentos compulsórios estabelecidos
pelo Banco Central. Através dos recolhimentos
compulsórios, o Banco Central esteriliza parte
dos depósitos ocorridos nos bancos, impedindo
assim, que os mesmos ampliem demasiadamente
a oferta monetária.
MECANISMO DE CRIAÇÃO DE MOEDA
ESCRITURAL – COMPULSÓRIO DE 50%
Efeito
Multiplicador
Expansão dos depósitos à vista
Depósito inicial
1000.000,00
1° retorno
500.000,00
2° retorno
250.000,00
Até o 2° retorno
1.750.000,00
A FÓRMULA DE CÁLCULO DO
MULTIPLICADOR
 Para
calcular o efeito multiplicador de um
depósito bancário basta aplicar a seguinte
fórmula:
 K = 1 / R, onde:
 K é o multiplicador
 R é a taxa de recolhimento compulsório +
a taxa de recolhimento voluntário dos
bancos.
EXEMPLO DE APLICAÇÃO DA FÓRMULA
DO MULTIPLICADOR





Se a taxa de recolhimento compulsório for de 45% e a
de recolhimento voluntário de 5%, um depósito inicial
de $ 1000.000,00 no sistema bancário se
transformará,
ao
final
de
todos
retornos
multiplicadores, em de $ 2.000,00. Isto porque
K = 1 / 0,45 + 0,05
K = 1 / 0,50 = 2,0
$ 1000.000,00 x 2,0 = $ 2000.000,00
Note que conforme aumenta a taxa de recolhimento
compulsório, o efeito multiplicador do moeda bancária
diminui. Isto significa que, realizado um depósito
inicial, menos dinheiro retornará para o sistema
bancário na forma de novos depósitos.
BIBLIOGRAFIA
PINHEIRO, Juliano Lima. Mercados de Capitais:
fundamentos e técnicas. 5 ed. São Paulo: Atlas,
2009.
 ROSSETTI,
José Paschoal. Introdução à
economia. 19 ed. São Paulo: Atlas, 2002.


similar documents